17 de janeiro de 2009

Presidente da Câmara favorável a suspensão de eventos na Praça Pioneiros

Presidende da Câmara de Vereadores de Tangará da Serra, vereador José Pereira Filho (PT), teria dito a um repórter da TV Tangará, nesta sexta-feira (16), ser favorável a suspensão da realização de eventos na Praça dos Pioneiros, centro.

Vamos aguardar a veiculação da entrevista no programa Tangará em Alerta, canal 3, nesta segunda-feira, para conferir a opinião do parlamentar.

Resta-nos saber se os demais vereadores pensam semelhantemente. E o que pensam Executivo e Ministério Público Estadual.

O abaixo-assinado já está em mãos das autoridades. Moradores das proximidades do logradouro dizem não aguentar mais a barulheira infernal provocada pelos constantes eventos festivos.

Jurídico da Câmara vê ilegalidade em projeto de reestruturação do Executivo

A assessoria jurídica da Câmara de Vereadores de Tangará da Serra emitiu parecer nesta sexta (16) sobre o projeto de reestruturação do executivo municipal.

Para os advogados, a intenção do executivo fere todos os princípios de legalidade.

Penso que tal parecer deixou o prefeito Júlio César Ladeia (PR) cambaleando.

Há grande possibilidade do projeto que visa a criação de quatro super-secretarias que gerenciariam outras 12 de menores portes, morrer na praia.

O projeto lavra do executivo deverá ser votado na sessão ordinária da próxima segunda-feira.

Propaganda ilegal no Orkut pode tirar Túlio da Prefeitura de Cáceres

Por Gonzaga Júniorde Cáceres(MT)

Uma ação que tramita no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pode provocar outra reviravolta política em Cáceres.

O prefeito cassado Ricardo Henry (PP), aproveitou uma jurisprudência criada pelo próprio tribunal e pediu a cassação do atual prefeito Túlio Fontes (DEM), por propaganda eleitoral no site de relacionamento orkut, do candidato a vereador Mario Quidá, do PDT, que teve a sua candidatura cassada pela Justiça Eleitoral em Cáceres.

Se Túlio for cassado quem assumirá a Prefeitura de Cáceres será o terceiro colocado na disputa, Beto da São Lucas (PSC) que obteve apenas 1.500 votos. Leia mais AQUI

Homem de 57 anos é detido acusado de aliciamento de menores em Tangará

Um homem de 57 anos foi detido, ontem, acusado de aliciamento de menores, no município de Tangará da Serra (a 242 quilômetros de Cuiabá). Ele é suspeito de manter na própria casa duas meninas, que são primas, de 12 e 15 anos que teriam desaparecido da casa dos pais.

De acordo com informações da polícia, uma das meninas foi vista, pelo irmão, saindo de uma casa no bairro Jardim Tangará II, centro da cidade. Em seguida a mãe, de uma das primas, resolveu chamar a polícia e ir até a casa suspeita.

Ao chegar, na residência, nenhuma das meninas se encontravam. Com ordem, a polícia e a mãe entraram na casa e encontraram alguns pertences das primas.

A polícia suspeita de que o acusado estaria dando drogas às meninas para que em troca mantesse relações sexuais com elas.

Também foi encontrado na casa uma criança de cinco e outra de 12 anos, que são filhos do acusado. Ele foi encaminhado à Delegacia da cidade para depoimentos. As investigações continuarão. TVCA.

Passou em concurso e não foi chamado para assumir a vaga? Veja o que fazer?

A aprovação no concurso público é uma conquista para quem passou meses ou anos estudando para ser contratado como servidor público.

Mas a espera para assumir uma vaga pode levar até quatro anos – tempo máximo de validade de um concurso público.

E não basta ser aprovado dentro do número de vagas oferecido: em muitos casos, a nomeação simplesmente pode não acontecer.

Não há uma lei específica que regulamente concursos públicos e obrigue os órgãos públicos a dar posse a todos os aprovados no país.

A única solução é ir à Justiça. Entretanto, uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que garantiu a posse a uma aprovada em concurso público dentro do número de vagas previsto no edital pode servir de orientação para outros tribunais do país, segundo o próprio STJ e especialistas. LEIA DETALHES AQUI

7,2 mil jovens serão capacitados em MT

Sr. Editor

Sou assessor de imprensa da ONG Horizontes e escrevo mais uma vez para lembrar da pauta sobre o Projovem, programa de reinserção educacional e qualificação profissional em 10 muincípios do Mato Grosso.

O Projovem vai possibilitar a 7,2 mil jovens concluir o Ensino Fundamental e aprender uma qualificação profissional. Para estruturar o programa, estão sendo contratados 350 educadores.

Também já estão sendo aceitas as inscrições dos jovens. Veja 7,2 mil jovens serão capacitados em MT

Fernando Kadaoka - fernando@libris.com.br