11 de março de 2009

Professor Delúbio Soares em Cuiabá

Testemunhas da ação penal que pesa contra o deputado Alexandre Cesar (PT) por prestação de contas falsas, ou seja, o famoso caixa 2 na campanha a prefeito de Cuiabá em 2004, reforçaram hoje, em audiência, a defesa do parlamentar de que o escândalo se deu por uma confusão contábil e não por má fé.

Foram ouvidos empresários da banda Stillo Pop Som, a contadora Kátia Xavier e os empresários Dalmi Defanti, Leonir Rodrigues da Silva Júnior e Rodrigo Piovezan. A maioria disse que trabalhou para a campanha de Alexandre, mas teria trabalhado também para o partido.

Na prática, o petista tenta convencer o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de que as dívidas foram assumidas pelo partido e, por isso, não foram apresentadas à Justiça como um rombo de campanha. Alexandre diz que isso se deu por orientação do ex-tesoureiro da sigla, Delúbio Soares.

Os próximos a serem ouvidos pela Justiça são Delúbio e o ex-presidente nacional do PT, José Genoíno. Adriana Vandoni

Charge do Dia

Dilma Aparecida

Associação Tangaraense de Imprensa caminha para eleição de sua diretoria

A Associação Tangaraense de Imprensa - ATI realizou assembléia extraordinária na manhã desta quarta-feira (11), nas dependências da Câmara Municipal.

Na oportunidade, ficou decidido que a partir de segunda-feira vindoura, a diretória provisória da entidade visitará "in loco" os veículos de comunicação da cidade, convocando os colegas de imprensa para uma grande assembléia a se realizar no sábado, dia 28 deste mês.

O Dia do Jornalista comemorado em 07.04, também será lembrado no mesmo dia 28. Planeja-se a realização de um coquetel em local ainda a ser escolhido para a celebração do dia desses bravos profissioais que atuam em particular nesta Cidade.

Unamat inaugura centro de estudos e pesquisas

Inaugurado nesta tarde, o Centro de Pesquisas, Estudos e Desenvolvimento Agro-ambientais da Universidade do Estado de Mato Grosso, campus universitário de Tangará da Serra.

O evento contou com a presença da IMPRENSA, do reitor Taisir Mahmudo Karim, pró-reitores, professores, estudantes e parte da classe política local.

O prefeito do Município, Júlio César Ladeia (PR) e o secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Chico Dalto não compareceram ao evento.

JORNALISTAS PRESENTES
Dorjival Silva
Diego Soares
Asis Wébio
Lucélia Andrade

Prefeito e vice confiantes na decisão da Justiça

O prefeito de Tangará da Serra, Júlio César Ladeia (PR)[dir] acompanhado de seu vice José Jaconias da Silva (PT) compareceram, ontem à tarde, ao Fórum municipal para começar a responder às acusações de que teriam cometido irregularidades no decorrer da campanha eleitoral do ano passado.

A audiência de Ação de Impugnação de Mandato Eletivo que definiria a cassação ou manutenção do mandato dos dois políticos foi adiada para o príximo dia 17. A comunidade aguarda com bastante ansiedade o desenrolar deste fato.

Ação de mágicos contra "Mister M" desaparece...

Dez anos depois do sucesso de “Mister M” (foto) no Fantástico, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou à Associação dos Mágicos Vítimas do Programa Fantástico recurso sobre ação em que reclamava indenização da Rede Globo e da Televisão Gaúcha por supostos prejuízos causados pelo quadro que revelava segredos dos mágicos.

Ao negar o recurso, o ministro Ari Pargendler, do STJ, confirma decisão do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) que desobriga as emissoras de indenização. O resultado da sentença também impede que a Associação leve o caso ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Enfim, faz a ação dos mágicos "desaparecer" judicialmente.

Assim penso...

"O insucesso é apenas a ocasião de recomeçar uma tentativa com mais sabedoria"

Henry Ford