19 de março de 2009

Unemat adota medidas para reduzir custos e conceder licenças-prêmio

Para reduzir custos e conceder licença-prêmio a mais de 200 professores, a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) ficará sem aulas durante quatro meses. Depois do fim deste ano letivo, em novembro, as aulas só serão retomadas em março do ano que vem.

Em entrevista ao Bom Dia Mato Grosso, nesta quinta-feira (19), o reitor da Unemat, Taisir Karim, falou sobre a paralisação das atividades, por licença prêmio de professores e ajuste de caixa e sobre as principais medidas adoradas neste ano para a contenção de despesas.

É uma situação no mínimo preocupante, principalmente, para a comunidade acadêmica. Assista a entrevista AQUI

Ideia de gênio!!!

(Adriana Vandoni) Depois o pessoal vem falar que a bancada federal de Mato Grosso não faz nada. Claro que faz. Veja que proposta fantástica apresentada pelo deputado federal Wellington Fagundes (PR - foto).

Algo que mudará os rumos do Congresso Nacional. Ele protocolou ontem no gabinete da presidência da Câmara um pedido para tombar o gabinete de Clodovil Hernandes. Isso mesmo. Tombar o gabinete. Tombar de conservar, não é de derrubar.

Eu estou simplesmente encantada com a proposta do deputado! Como ninguém pensou nisso antes??? hahahahah

E mais, ele quer que o local seja transformado em ponto turístico. “A intenção é conservar os locais como uma espécie de museu da Câmara, para que possam receber visitantes”, disse Wellington.

Ele justifica suas razões: “Ele [Clodovil] foi um artista completo. Clodovil teve 500 mil votos de reconhecimento do público brasileiro. Ele poderia ser eleito por qualquer estado”, declarou Wellington.

Concordo, logo que Clodovil foi eleito uma amiga paulista comentou comigo: “ninguém merece, Adriana, meu estado elegeu Clodovil”, e eu fiz a proposta de trocar Clodovil pela bancada inteira de MT. Hahahaha. Ela não aceitou!!!

Sem dúvida o gabinete de Clodovil segue o bom gosto e a elegância do seu dono, mas daí a tombar... Sem brincadeira, é a coisa mais inútil que eu já nos últimos anos...hahahaha. Antes não produzir, né?

Se você acha que eu estou inventando este projeto do deputado, clique aqui e dê uma olhada no site dele. Hahahahaha.

Charge do Dia


Autor: Amarildo

Avaliando o desempenho do vereador José Pereira Filho

O Presidente da Câmara Municipal de Tangará da Serra, José Pereira Filho (PT), desde que começou a sua gestão, tem dado grandes exemplos de compromisso, credibilidade, confiança, sofisticação, modernidade e companheirismo, sempre atuante e antenado com o que acontece dentro e fora do legislativo municipal.

Prova disso, é sua constante participação em eventos públicos, eventos administrativos, eventos políticos entre outras tantas aparições que fortalecem sim a imagem de um grande homem e grande político.

Ressalto ainda o bom relacionamento que o presidente tem adotado com os profissionais de Impresa da cidade. Seu respeito por todos tem sido notório e digno de comentários positivos.

Mas, o que mais me imprecionou em JPF foi o convite que fez recentemente a este blogueiro para em seu gabinete, olho no olho, tercer uma avaliação sobre seu desempenho como vereador e gestor do parlamento municipal.

Tenho muitos anos de jornalismo e ligação com a vida política. E confesso, nunca havia recebido idêntico convite de um político.

Por isso mesmo, aproveitei a oportunidade e disse-lhe o que precisava ouvir.

Reconheci os pontos fortes de sua vida pública (abordarei o assunto em breve) e o que precisa melhorar - se quiser ter vida longa na prestação de serviços ao povo de Mato Grosso.

Custo de campanhas bem elevados

As eleições do próximo ano poderão deixar um marco na história da política mato-grossense, sobretudo, no aspecto financeiro.

O pleito de 2010 tende a ser lembrado como o mais caro de todos os tempos.

Basta observar o perfil dos pré-candidatos, com disposição de disputarem e obviamente para ganhar.

Para se ter uma ideia da real dimensão de grandeza, deste mega evento político, basta se examinar o potencial de suas estrelas.

Riva dá "puxão de orelhas" em deputados

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, José Riva, disse que vai usar o poder lhe concedido pela Constituição Estadual, que é cassar o deputado que deixar de comparecer um terço das sessões ordinárias em um ano.

Riva mostrou-se irritado com alguns deputados (não citou nomes) que faltam às sessões sem apresentar justificativas.

Segundo ele, por várias vezes exigiu a presença dos parlamentares em plenário para votação principalmente de vetos do Poder Executivo, que impedem a tramitação de outras matérias.

Deputado garante R$ 43,5 milhões para educação em Mato Grosso

O Ministério da Educação (MEC) aplicará R$ 43,5 milhões em Mato Grosso, oriundos do Orçamento Geral da União (OGU), comprometidos no ano de 2008. A informação foi repassada ao deputado federal Carlos Abicalil (PT) em audiência nesta quarta-feira (18), com o diretor da Secretaria de Desenvolvimento da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Setec/MEC), Getúlio Marques Ferreira. Da Assessoria

ABL divulga nesta quinta vocabulário ortográfico

Na tarde desta quinta-feira (19), a Academia Brasileira de Letras lança, no Rio de Janeiro, a quinta edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp).

A publicação traz uma lista de 349.737 palavras, entre elas as que sofreram mudanças depois do acordo ortográfico da Língua Portuguesa, em vigor desde 1º de janeiro de 2009.

De acordo com a ABL, o volume, de 887 páginas, apresenta as palavras sob forma de lista em ordem alfabética.

O vocabulário ainda tem a classificação gramatical de cada palavra, inclusive de cerca de 1,5 mil estrangeirismos.

NOTA DO BLOG: Esta página já está adotando as mudanças do acordo ortográfico.

Assim penso...

Não faça da sua vida um rascunho. Você poderá não ter tempo de passá-la a limpo.

Mário Quintana