29 de abril de 2009

Imprensa tangaraense elege hoje sua diretoria

A Associação Tangaraense de Imprensa – ATI realiza assembleia geral às 19h, desta quarta-feira (29), no plenário da Câmara de Vereadores. Na oportunidade, será eleita a diretoria da entidade para o biênio 2009/2011. Todos os associados são convocados a participar do processo.

Prefeitura deveria ser responsabilizada pelos danos causados nos veículos pelos buracos

A Prefeitura de Tangará da Serra deveria ser responsabilizada a indenizar as pessoas que estão tendo seus veículos danificados por causa da buraqueira.

A situação está imoral.

As chuvas foram embora, mesmo assim, não tenho visto melhoria alguma nas artérias e avenidas da cidade.

O fato do prefeito ter sido cassado pela Justiça Eleitoral não deve servir como justificativa para tamanho descaso com o perímetro urbano.

Como cidadão, estou indignado. E não suporto mais dirigir ou pilotar em Tangará da Serra, por causa de tantos buracos.

A cidade tem prefeito, vereadores e um deputado estadual. Senhores: já passou da hora do início do recapeamento da malha asfáltica de nossa urbe.

Azenate coloca nome a disposição do PMDB

O blogueiro Diego Soares escreve em seu Xeque Mate que a advogada Azenate Carvalho deverá ser candidata na hipótese da realização de nova eleição em Tangará da Serra. Leia...

"Azenate confirmou em coletiva que se houver eleições, deverá ser candidata. “Se o PMDB entender que eu sou a pessoa que tem condições de representar o partido, de fazer a administração que o PMDB entende ser o melhor para Tangará da Serra, estarei dando o meu melhor na campanha eleitoral. Irei novamente para uma eleição com o mesmo objetivo”, confirma."

Assim penso...

"O futuro tem muitos nomes: para os fracos, ele é inatingível; para os temerosos, ele é desconhecido; para os corajosos, ele é a chance!"

Victor Hugo

Financiamento público de campanha, um privilégio visível

Quando vejo algum político defendendo o "financiamento público de campanha", não consigo ficar calado. Ainda bem que não engulo.

A tal da reforma política - que nunca sai do lengalenga - sempre tem como proposta basilar, a ideia de cobertura das despesas eleitorais através do cofre público. Ou seja, caridade com o bolso alheio: do povo.

Tudo não passa de cinismo e desfaçatez. Os argumentos são hilariantes.

O financiamento público de campanha já existe. Trata-se de algo escamoteado, com a utilização de recursos dos municípios ao plano federal, para beneficiamento de quem possui mandato.

A divulgação através da mídia, durante anos seguidos, sempre é coberta com verba pública. Não sai do bolso do vereador, deputado estadual, federal ou senador. Muito menos de prefeito, governador ou presidente da República.

Enquanto isso, adversários sem tamanho privilégio ficam sempre em desvantagem.
Concorrem de patamar inferior, sem o dinheiro do erário. Isso não é democracia. Por essa e por outras a renovação nos quadros políticos é tão lenta e tênue.

Um exemplo da distorção é o uso de "verba idenizatória" (veja AQUI) na Câmara Federal e Senado. Tudo pago pelo contribuinte. Será que na prática não estamos diante de financiamento público de pré-campanha?

Essa proposição segue a vocação multissecular nacional, para se promover o transplante de modelos de outros países, sem que atentemos para a realidade nativa.

Embutido, há sempre o caroço da esperteza e raramente se evidencia o interesse na melhoria das instituições e da sociedade.

O que é bem nosso é a "Lei do Gérson", no esporte de levar vantagem em tudo. CS

Charge do Dia

Autor: Pelicano (Bom dia - SP)

A quem interessar possa

"Se você não aprende a rir das dificuldades, você não terá nada para rir quando estiver velho."

Buarque sugere realização de plebiscito

O plebiscito proposto pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF), para mudar também o "sistema de governo" brasileiro, é o parlamentarismo. É o que ele prega, com a redução da Câmara dos Deputados dos 513 (atuais), para 215. E apenas um Senador por Estado. Eita!

"Parlamentarismo Republicano"

O presidente do Congresso Nacional, senador José Sarney, em entrevista à grande imprensa sábado passado, disse que as instituições democráticas, no modelo atual estão falidas. O Congresso despersonalizado e impopular. Resta a alternativa de uma reforma urgente, com o "Parlamentarismo Republicano", claro.

Diagnóstico de Dilma muda o jogo

Apesar do câncer - ainda considerado como sentença de morte pelos humanos - Lula reafirmou ontem seu apoio à ministra chefe da Casa Civil, Dilma Russelff.

Esqueceram também de consultar os médicos e o povo do País.

Para os médicos, o repouso é considerado obrigatório, principalmente aos pacientes de linfomas como o dela.

Para o marketing, é ruim vender a imagem de um candidato, que além de lutar por uma vitória através do voto, trava uma guerra para ampliar seus dias de vida.

"Pedagogia da Gestão"

Trabalho a ideia de apresentar a partir do segundo semestre deste ano, numa rádio ou TV, um programa semanal com o título de "Pedagogia da Gestão". Quem tiver sugestões para este projeto, encaminhá-las para o e-mail desta página. Ficarei imensamente grato.

Buraculosidade II

Sem esquecer Odorico Paraguaçu, o folclórico personagem e prefeito da cidadezinha interiorana da telenovela "O Bem Amado", que durou mais de 5 anos na TV brasileira. Odorico sempre sentenciava: "É preciso acabar com essa buraculosidade, ou ela acaba com a gente".

DEM de olho na prefeitura

Os democratas da região estão “ouriçados”.

E tudo motivado pela reunião do DEM no último final de semana em Tangará da Serra.

É verdade que a presença de tantos "caciques" do partido em nossa urbe amada, foi além de tudo, uma grande demonstração de força e poder.

Não abrigo dúvida alguma. Caso haja nova eleição pra prefeito no Município, o DEM partirá com força total pela conquista do Palácio Tangará.

Só ainda não há um nome consensual. Fábio, Olga, Ferreira, Corral, quem?

Ainda o suplício das filas

Algumas leis brasileiras são realmente letra morta.

Aqui, em Tangará da Serra, por exemplo, não se sabe até hoje por que uma lei aprovada na nossa Câmara Municipal limitando em 30 minutos a permanência de clientes e usuários de bancos em filas de atendimento ainda não é cumprida.

Por que será?

Toque para menores

A medida do juiz de Direito (caso eu não esteja enganado, no interior de São Paulo) determinando que todos os menores de 18 anos estejam em casa a partir das 22h não é nada inovadora.

Apenas ele deu um prazo um pouco maior.

No meu tempo de infância e juventude, meu pai estipulava esse prazo em 21h e nem um minuto a mais.

Tempos bons.

Tempos ótimos.

A propósito: tal determinação deveria ser aplicada em Tangará da Serra.

1º de Maio em Tangará da Serra

Qual é mesmo o evento programado para acontecer neste 1º de Maio em Tangará da Serra? Haverá pelo menos uma missa, a chamada missa do Trabalhador? Ainda estou sem conhecimento algum de tal programação, se é que será desenvolvida.

Regras para as passagens aéreas

Finalmente, a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados decidiu disciplinar o uso da cota de passagens aéreas pelos deputados. Ontem de manhã, o Colegiado de líderes aprovou por unanimidade as novas regras.

As medidas aprovadas impedem o uso direto de passagens por familiares de congressista, que poderá continuar usando as milhagens dos parlamentares. Passagens para o exterior só com autorização de um integrante da Mesa Diretora.

Também fica impedido o acúmulo de créditos para passagens após a saída do deputado do cargo, e ainda foi extinta a cota especial para líderes partidários e integrantes da Mesa Diretora.

Os deputados terão que disponibilizar na Internet, em 90 dias, a movimentação detalhada da cota de passagens.

"Já ganhou, já ganhou"

Tangará da Serra bem que poderia ser eleita a capital mato-grossense dos buracos.

E olha que existe a eleição.

O pleito é organizado por um radialista carioca.

Trata-se da eleição do "Prefeito Buracão".

Do jeito em que a cidade se encontra, a eleição está infelizmente ganha.