1 de junho de 2009

Pesquisa CNT/Sensus aponta empate técnico entre José Serra e Dilma Rousseff na corrida presidencial de 2010

Foto: Divulgação

Pré-candidata do PT à presidência da República em 2010, a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) empatou tecnicamente na disputa com o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), em um dos cenários da pesquisa divulgada nesta segunda-feira(1) pela CNT/Sensus.

Serra e Dilma aparecem tecnicamente empatados com 5,7% e 5,4% das intenções de voto na pesquisa espontânea (em que os eleitores falam espontaneamente os nomes do candidatos).Serra vence Dilma quando os nomes dos candidatos são apresentados aos entrevistados.Por esse mecanismo, Serra ganharia com 40,4% das intenções de voto contra 23,5% de Dilma. Em março, Serra tinha 45,7% e Dilma 16,3%.

A pesquisa ainda mostra que a ex-senadora Heloísa Helena (PSOL) receberia 10,7% dos votos, contra 11% da pré-candidata em março. Os votos em brancos, nulos e indecisos somam 25,6%.Pesquisa Datafolha divulgada neste fim de semana mostrou Serra com 38% das intenções de voto contra 16% de Dilma.

A distância entre Serra e Dilma diminuiu de 30 para 22 pontos entre o mais recente levantamento de maio e o anterior de março.

A diminuição da intenção de voto entre Serra e Dilma foi verificada também na pesquisa CNT/Sensus. Em março, última edição da pesquisa CNT/Sensus, Dilma havia registrado somente 3,6% na pesquisa espontânea contra 8,8% de Serra.

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), aparece em quarto lugar na pesquisa espontânea com 3,0% das intenções de voto, seguido pelo deputado Ciro Gomes (PSB-CE), com 1,1%. Os demais candidatos não alcançaram 1% das intenções de voto na pesquisa espontânea.

O crescimento de Dilma, segundo Guedes, é consequência da percepção do eleitorado brasileiro de que a petista é efetivamente candidata - mesmo depois do anúncio de que sofre de câncer linfático. "O PT tem uma identificação espontânea no eleitorado, é uma candidata que angaria os votos do partido. É uma tendência normal", disse Guedes. Fonte: Folha Online

MT ganhou a Copa na raça e MS perde por W.O.

O anúncio de Cuiabá (MT) como sede da Copa surprende apenas quem só acredita em versões oficiais e tenta ignorar o que se passa nas entrelinhas das notícias. O tema já era favas contadas havia pelo menos um mês, conforme antecipou a revista Placar.

De tudo que se pode dizer, uma coisa é certa. A capital vencedora ganhou em campo, fazendo campanha pública e política para sediar jogos da Copa de 2014 há pelo menos um ano.

Enquanto Campo Grande só acordou para a importância de sediar um evento internacional do principal torneio de futebol do planeta, entrando em campo com um grande ato público em fevereiro deste ano quando da visita da comitiva da Fifa.

Enfim, ganhou quem jogou o jogo.

Sobras de campanha já disponíveis na internet

O site do Tribunal Superior Eleitoral exibe agora um link para que partidos e candidatos declarem "sobras de campanha" e já vale para informações sobre as eleições municipais do ano passado. Quem quiser consultar, basta clicar aqui em TSE.

PPS de Cuiabá lança Percival Muniz ao governo do Estado

O deputado Percival Muniz (PPS) teve o nome lançado pelo Diretório do PPS de Cuiabá como candidato ao governo do Estado em 2010. O lançamento foi feito durante o Congresso Municipal do partido realizado na manhã de domingo, dia 31 de maio, no Plenarinho da Câmara de Cuiabá. No congresso, o PPS Cuiabano elegeu também os novos membros do diretório, do Conselho de Ética e do Conselho Fiscal.

Sete mil candidatos concorrem a 1.800 vagas no vestibular da Unemat

Cerca de 7 mil candidatos realizaram as provas do concurso vestibular da Unemat para ingresso no segundo semestre deste ano. Ao todo estão sendo ofertadas 1.800 vagas para ingresso no Ensino Superior gratuito por meio da Universidade do Estado de Mato Grosso.

As provas ocorreram neste domingo (31.05) e na manhã desta segunda-feira (1º.06) em 11 cidades mato-grossenses.

As vagas para o ingresso na Unemat estão disponíveis para 10 dos 11 campi da instituição, sendo eles: Alta Araguaia, Alta Floresta, Barra do Bugres, Cáceres, Colider, Juara, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra.

Tumbas ao vento

E eu aqui
Solitário verme sem vida
obscuro
Com o silêncio dos vivos n’ alma

Exponho meu denso rumor
Já esquecido por ti
Num lamento de sofreguidão
E a entrega dos meus pequenos pedaços
Que tentei juntar
Sucumbiram nas masmorras
De algum inferno
Aqui...

Quando ainda posso levantar
As mãos para o céu
Evoco
Minha morte latente
Mordendo minha boca branca
E choro alto

Minha ira é meu deus
E me entrego aos buracos sutis
Do escuro sob tumbas ao vento
Aqui...

FREDERICH GEORGE SMMYFTH

Eleitos dois prefeitos neste domingo

Eleitores de dois municípios de Mato Grosso voltaram às urnas ontem para em eleições suplementares escolher seus prefeitos, já que os eleitos em 5 de outubro do ano passado, acabaram cassados por problemas na Justiça Eleitoral.

Em Novo Horizonte do Norte, município do Médio Norte, foi eleito José Antônio de Oliveira, o João do Mercado (PMDB), que obteve 1.277 votos. Já em Araguainha, município do Vale do Araguaia, próximo a divisa com Goiás foi eleito, José Ocifarne Ferreira, o Zézinho, com 521 votos.

Araguainha é o município com menos eleitor em Mato Grosso, pouco mais de 1 mil votos.

João do Mercado concorreu apoiado pelo PP, PT e PTB contra Waldecir de Sá (PPS) que contou ainda com a presença do DEM e do PR.

Já em Araguainha, Zezinho (PPS), o único mato-grossense e natural da própria Araguainha, teve ainda o apoio do PTB, DEM, PT e PSB e Arnaldo Benedito concorreu sozinho pelo PR. A Gazeta.

Prazo para elaborar planos de carreira para os professores

Os 5.563 municípios brasileiros têm prazo até 31 de dezembro deste ano para elaborar planos de carreira para os professores e os profissionais da educação básica de suas redes. A exigência, prevista na lei do piso nacional dos professores em 2008, foi homologada pelo ministro Fernando Haddad quinta-feira passada. O plano de carreira do magistério deve contemplar itens como a formação inicial e continuada, o processo de escolha de diretores das escolas, o número máximo de alunos por sala de aula, o sistema de avaliação, a progressão funcional. Portanto, senhores prefeitos, mãos à obra.

Assim penso

"Se as respostas foram dadas e você não faz parte da solução, então é porque o problema é você!"

Cecília Meireles

Deputado-presidente

O presidente Lula (PT) sabe fazer as coisas quando o assunto é agradar. Vai viajar semana que vem e, aproveitando que o vice José Alencar está atrás de recuperar a saúde no exterior, passará a presidência para o PMDB. Michel Temer, presidente da Câmara dos Deputados, vai assumir o comando do país por três dias. Lula não fez isso nem com o correligionário Arlindo Chinaglia.

Petrobrás na berlinda

Colhi no blog Pelos corredores do planalto, que as investigações sobre a Petrobras no Congresso brasileiro ameaçam complicar os esforços do governo de aumentar as suas receitas com os recursos dos novos campos de petróleo, segundo afirma reportagem publicada ontem pelo jornal norte-americano The New York Times. Segundo o diário, "as investigações podem se mostrar um constrangimento para o governo de Lula, que quer modificar a legislação de petróleo para extrair uma porcentagem ainda maior de recursos das reservas em águas profundas".

Novidadade nas eleições de 2010

Uma das novidades das eleições de 2010 será a proibição de distribuição de recursos públicos para fundos partidários. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já bateu o martelo. Candidato que pensa em receber grana do partido esqueça. Ou tira do bolso ou arranja patrocinadores.