12 de junho de 2009

Júlio César acredita em retorno à chefia do executivo tangaraense

O ex-prefeito Júlio César Ladeia (PR) tem plena convicção que retornará à chefia do Executivo tangaraense. Foi o que disse ontem, ao blog, um dos seus ex-secretários.

O ex-secretário comentou que JCL se encontra em sua fazenda, localizada neste Município.

Está bem e tranquilo. Aguardado com serenidade as decisões que virão do Tribunal Regional Eleitoral.

Faz frio em Tangará da Serra

A temperatura está agradabilíssima deste ontem, em Tangará da Serra.

Os termômetros assinalam a marca dos 18 graus Celsius.

Uma maravilha.

Dia dos Namorados

Homenagem à minha esposa Caroline Silva.

Ten. Ferraz e Nelli Tirelli casam-se hoje no Salto das Nuvens

Políticos, militares e jornalistas seguem hoje final da tarde, para a Cachoeira Salto das Nuvens, distante 35 km de Tangará da Serra, para assistir ao casamento do tenente PM Ferraz com a jornalista Nelli Tirelli.

O evento deverá ser marcado por boas lembranças na história social do Município.

Folha explica "atos secretos" do Senado

E a Folha de hoje explica tin-tin por tin-tin o que vêm a ser os tais ‘atos secretos’ do Senado.

Eis as perguntas e respostas que o Blog repercute:

1) O que são atos secretos?

São atos de nomeações e medidas administrativas que constam em BAPs (Boletins Administrativos de Pessoal) não disponibilizados no site da intranet da Casa

2) Se são secretos, como entram em vigor?

Só os interessados nos atos sabiam da sua existência. Os ex-diretor Agaciel Maia (Diretoria Geral) e João Carlos Zoghbi (Secretaria de Recursos Humanos) avalizavam as medidas que constam nos atos, que continuam em vigor. A publicação dos boletins é de responsabilidade da Secretaria de Recursos Humanos

3) Quem assina esses atos?

Os atos têm diferentes gradações dependendo de quem assina. As nomeações são assinadas pelo diretor-geral. As decisões da Mesa Diretora têm de ser assinadas por pelo menos 4 dos 7 senadores que ocupam o órgão. Há atos também assinados apenas pelo presidente do Senado ou pelo primeiro-secretário 4) Quantos atos secretos foram criados e em que período?

O primeiro-secretário Heráclito Fortes (DEM-PI) determinou que a investigação fosse feita sobre todos os boletins com atos de 1995 a março de 2009. Integrada por três servidores, a comissão não sabe ainda qual o número total. Segundo Heráclito, são 280.

Cristovão Buarque propõe lei que obriga político a botar o filho a estudar em escola pública

De tanto tentar como político, como ministro e como cidadão mudar a educação no Brasil, o senador Cristovão Buarque resolveu mudar de tática.

Apresentou um robusto projeto de Lei no Senado Federal onde obriga todo político ocupante de cargo eletivo a matricular os seus filhos em escolas públicas.

O projeto está na Comissão de Constituição e Justiça.

Nota do Blog: Se este projeto for aprovado, o que duvido muito que ele se quer seja colocado em votação, é quando as escolas públicas do Brasil vão passar por uma completa reestruturação.

Um antro chamado Congresso Nacional

Depois que Congresso em Foco e a Transparência Brasil mostraram as safadezas dos políticos em Brasília, providências foram tomadas.

Porque foram tomadas?

Descobriram que pagamentos absurdos, inaceitáveis, criminosos de horas extras até no período de férias e de recesso.

Descobriram que a filha de FHC foi flagrada ganhando uma fortuna dos cofres públicos sem trabalhar, pois acha o Congresso uma bagunça.

Descobriram que a filha de um senador gastou R$ 14 mil no celular do Senado passeando pelo México.

Descobriram que a sogra de Renan Calheiros ganha R$ 4,9 mil sem botar os pés no Congresso Nacional.

Descobriram que a filha de Sarney era empregada do amigo senador de Sarney no Congresso.

Descobriram que a filha de Sarney foi demitida num dia e no outro foi empregado a mãe dela. Que vergonha para o presidente do Senado!!!

A providência:

A Mesa Diretora do Congresso de agora em diante só libera uma confirmação se a pergunta for feita por escrito e num prazo de cinco dias.

Quem está em Brasília diz que neste intervalo de tempo, dá tempo, por exemplo, de demitir a filha e contratar a mãe, e, assim fazer o cidadão de besta.

Nota do Blog: Definitivamente difícil não acreditar que o Congresso Nacional virou um antro de víboras carniceiras loucas por entrar maneiras de desviar recursos públicos.

Educação, a história de sempre

O professor universitário, especialista Mauricio Campos de Menezes, encaminha artigo para publicação no Diário de Tangará. O profissional vem a ser o Diretor do CENAEMP em Rondonópolis - MT. Seu artigo comenta algo sério que precisa ser observado com bastante atenção por todos nós brasileiros.

Ele diz: "...Entra ano e sai ano, entra governo e sai governo e os discursos em torno da educação continuam os mesmos. Nada muda, ou melhor, muda sim, os indicados e os apadrinhados para ocuparem cargos num dos segmentos públicos que deveria ser objeto de um processo seletivo criterioso, mas que nem sempre acontece".

Recomendo a leitura e o debate em torno do tema. Leia o artigo AQUI