11 de novembro de 2009

Formandos em Biologia pela Universidade Estadual de Mato Grosso

Em nome de minha esposa, formanda Franciele Caroline, meus parabéns aos novos biólogos formados pela Universidade do Estado de Mato Grosso, campus universitário de Tangará da Serra. Quanto orgulho tenho vendo vocês colegas de Carolina e que tive a oportunidade de conhecer a todos, concluindo tão importante curso superior. De nossa parte, os parabéns e votos de muita prosperidade.

Secretário de Educação e Cultura é o novo entrevistado do JORNAL DA CULTURA

Com circulação prevista para este sábado, dia 14, o Jornal da Cultura traz uma importante entrevista com o secretário de Educação e Cultura de Tangará da Serra, Adm Júnior Schleicher. Imperdível.

Diário da Serra celebra 13 anos de prestação de serviços à sociedade

O Jornal Diário da Serra está celebrando hoje, dia 11, seu 13º aniversário de fundação.

Faço votos de vida longa para este diário que já faz parte do meu dia a dia.

Leitura fácil e inteligente, o Diário da Serra, virou companheiro diário de milhares de tangaraenses, mato-grossenses, brasileiros.

Meus parabéns!

Quadrado Mágico no Ensino da Matemática

"Olá professor Dorjival,

Sou professora de Matemática e trabalho no Ceja - Centro de Educação de Jovens e Adultos Antonio Casagrande, Tangará da Serra.

Fiz um trabalho relatando sobre uma oficina pedagógica realizada em minha escola.

As oficinas pedagógicas têm o intuito de abordar os conteúdos na prática, a fim de esclarecer as dúvidas dos educandos.

O Centro de Educação possui uma metodologia de ensino diferenciada, do qual as oficinas fazem parte e são oferecidas aos educandos semanalmente.

Gostaria, se possível, que publicasse esse trabalho a fim de que outros professores de matemática possam usufruir dessa experiência, tornando assim as aulas mais atraentes.

Desde já, obrigada pela atenção!

Fernanda Rauber Anschau
Professora"

NOTA DO BLOG: É claro minha querida colega. Publico seu texto com imensa satisfação. Aproveito para agradecer a leitura diária desta nossa página. Sucesso sempre!

ÊIS O TEXTO:

Por Fernanda Rauber Anschau

Por muitos anos os povos acreditavam em uma ligação do quadrado mágico com o sobrenatural e com o mundo da magia. Algumas escavações arqueológicas revelam sua existência na Ásia, 220 a.C..

A lenda conta que foi visto pela primeira vez na carapaça de uma tartaruga sagrada nas margens do rio Amarelo. Em um quadrado mágico os números nunca se repetem e a soma dos números de cada linha, de cada coluna e das diagonais é sempre a mesma.

O quadrado mágico foi utilizado no CEJA Antonio Casagrande com o intuito de fazer com que os educandos percebessem que a Matemática está associada à necessidade e as práticas de um determinado povo e grupo que a utiliza, bem como para estimular e desenvolver o raciocínio lógico e explorar as operações de soma e subtração.

Inicialmente foi apresentado aos educandos a história do quadrado mágico. Logo após cada participante recebeu uma ficha que dispunha de modelos diversificados de quadrados incompletos, onde os mesmos deveriam completá-los.

Os educandos foram estimulados a decompor números a fim de completar a atividade, tarefa que não demorou a ser realizada. Os jogos, pelo seu aspecto lúdico, motivam e despertam o interesse do educando, tornando a aprendizagem mais atraente e estimulando o desenvolvimento do raciocínio reflexivo dos que jogam. Os educandos se divertiram com esse fantástico e diferente meio de aprender Matemática.

Palavras chave: quadrado mágico, história e aprendizagem.

Professora de Matemática em Tangará da Serra - MT

Criança tangaraense ganha primeiro lugar em concurso nacional

Adenilton Atanázio, 11 de idade, aluno de uma das nossas escolas municipais de Tangará da Serra, precisamente a que está no Assentamento Rural Antonio Conselheiro, conquistou o primeiro lugar em um concurso nacional de redação promovido pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias - INPEV.

Em Tangará da Serra, ele concorreu com mais de 800 crianças de sua idade. Tendo seu trabalho classificado em primeiro lugar, foi para etapa nacional onde concorreu com outras crinças de 111 municípios brasileiros.

Em segundo lugar ficou o texto de Jaquelini Feche Vitorino (central de Itarana - ES) e o terceiro trabalho é de Felipe Roberto Benirica (central de Jataí - GO).

É claro e evidente que quero parabenizar essa criança pelo seu desempenho neste concurso. É isso ai, Adenilton, meus parabéns... siga em frente.
Leia melhor AQUI

Tangará da Serra ficou às escuras

Tangará da Serra ficou por mais de 20 minutos sem o fornecimento de energia elétrica, ontem, à noite. Outras muitas cidades de Mato Grosso também sofreram o mesmo problema. Foi horrível. Nunca tinha visto nossa urbe amada completamente às escuras como nesta noite de terça-feira 10 de novembro.

O que estamos fazendo para criar uma cultura ambiental em nossas escolas?

Acorda Tangará da Serra. Sem cultura seremos medíocres. E pior: derrotados.

É pra rir?

Os economistas do Planalto anunciam que os pobres estão comprando 5% a mais do que os ricos. Os das favelas perguntam: onde?

A quem interessar possa

"É preciso mais água quente para tornar quente a água fria, do que água fria para tornar fria a água quente"

Blogues e sites superam revistas e jornais juntos

Pesquisa encomendada pelo Grupo Máquina ao Vox Populi que ouviu 2,5 mil pessoas e teve seu resultado publicado no Meio Mensagem, desta semana, reforça a tese insistentemente defendida aqui.

O levantamento mostra que a principal fonte de informação do brasileiro ainda é a TV com 55,9% da preferência dos entrevistados, mas o segundo já são os sites de notícias e blogues, com 20,4%, um resultado fantástico para um tipo de comunicação que ainda não chegou à adolescência.

E mais fantástico ainda porque é o dobro do público que se informa por jornais impressos, preferidos de 10,5%. E quase três vezes mais do que o rádio, com 7,8%.

Não pensem, porém, que a força da internet se resume à força de sites e blogues. As redes sociais já contam 2,7% da preferência dos pesquisados como fonte primeira de informação, estando à frente dass versões online dos jornais, 1,8%, e das revistas impressas, com 0,8%.

Em relação à credibilidade, os sites e blogues jornalísticos também ocupam boa posição. Neste quesito, o rádio está em primeiro lugar com nota média de 8,21 e os sites e blogues jornalísticos estão um centésimo atrás com 8,20.

Só depois aparecem TV, 8,12, jornais online, 8,03, jornais impressos, 7,99, revistas impressas, 7,79, redes sociais, 7,74, e revistas online, 7,67. Há alguns dias escrevi aqui que não se pode mais denominar de grande mídia os jornais diários brasileiros, dada a irrelevância das tiragens que têm.

Esta pesquisa só reforça a tese de que cada vez mais brasileiros estão formando sua opinião de forma horizontal, a partir de espaços onde não são apenas espectadores, mas também analistas e produtores de informação. * Extraído do Blog do Rovai (AQUI).

Assim penso...

"A economia é uma virtude distributiva e consiste não em poupar mas em escolher."

Edmund Burke

A mídia "partidarizada" de Dilma, por Fernando de Barros e Silva



Dilma Rousseff voltou a reclamar da "crescente partidarização da mídia". Disse também que, sem base social, a oposição é hoje quase apenas "midiática". A candidata do PT à Presidência ecoa o que Lula já vinha dizendo. O que pensar desse mantra governista?

A "partidarização" de fato existe. E não só na mídia. Os fundos de pensão das estatais estão hoje nas mãos do PT. As próprias estatais foram aparelhadas de maneira inédita. E há as ONGs, quase sempre de amigos do partido, alimentadas na veia por verbas estatais. O terceiro setor também está partidarizado.

Não é só. O PT de antigamente apostava na autonomia do sindicalismo e dos movimentos sociais em relação ao Estado. Não era o oxigênio da democracia? Hoje, o governo Lula cooptou -com dinheiro e cargos- os sindicatos e o que restou de movimentos social e estudantil.

No Brasil lulista, com "tudo dominado", é irônico que só os partidos não sejam partidarizados. À sombra do poder, vivem misturados, como beneficiários da avacalhação institucional patrocinada por um governo moralmente leniente, mas muito popular, o que inibe a atuação da oposição, que, de resto, não sabe mesmo o que falar.

Nesse ambiente imperial, por que a imprensa ficaria imune? Com publicidade oficial, Lula faz um arrastão nas chamadas mídias regional e popular, todas obedientes ao poder. Na internet, o lulismo multiplica seus funcionários voluntariosos. Há, por parte do Planalto, um esforço metódico para colocar a mídia a serviço do governo -para, numa palavra, partidarizá-la.

A profissionalização da imprensa no país, que vinha ocorrendo, aos trancos, desde a redemocratização, nos anos 70/80, vive hoje um retrocesso. O ambiente senhorial, de atrelamento ou submissão aos poderosos, era visto como algo a ser superado por um jornalismo comprometido com o público, não com o Estado ou gângsteres privados. O PT pôs isso em xeque. Quem não está conosco é inimigo -essa é a lógica subjacente à fala de Dilma. Parece bolchevismo com atraso.

(*) Colunista da Folha de S. Paulo - Texto publicado na edição de 10/11/09.

PEC dos Vereadores na pauta do dia

O Supremo Tribunal Federal (STF) aprecia hoje a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4307, ajuizada pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, contra a PEC dos Os ministros devem decidir se referendam ou não a liminar concedida pela ministra Carmem Lúcia que suspendeu a posse dos suplentes e também devem analisar outra sobre o mesmo tema, ajuizada pela OAB.

Criminalização para atos de homofobia

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, aprovou ontem o substitutivo da senadora Fátima Cleide (PT-RO) ao Projeto de Lei da Câmara (PLC 122/2006), para coibir a discriminação de gênero, sexo, orientação sexual e identidade.

A proposta altera a Lei n° 7716/1989 que criminaliza o preconceito por racismo, religião ou local de nascença. Entre os crimes previstos, estão os casos de recusa de emprego e demissão por preconceito; qualquer tipo de exclusão no sistema de ensino público ou privado; a discriminação em hotéis, pensões e similares e o impedimento do acesso a créditos concedidos pelo poder público.

Sobretaxar, recusar, preterir ou impedir a locação, compra, aquisição, arrendamento e empréstimo de bens móveis e imóveis também serão considerados atos criminosos.

A multa prevista no projeto é de até 10.000,00 UFIRs, podendo ser multiplicada por até dez vezes em caso de reincidência. O projeto prevê ainda, a destinação de recursos provenientes das multas estabelecidas, para campanhas educativas contra a discriminação.

O projeto agora será votado pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) e depois volta para a Câmara dos Deputados.