29 de abril de 2010

Utilidade pública: procurando uma amiga

Meu nome é Sérgio moro em Belém do Pará, e estou procurando uma amiga que já faz tempo que não tenho nenhum contato com ela. Abaixo descrevo algumas de suas caracteristicas:
Nome
Silvana Antunes
Data de nascimento
05/08/1967
Nasceu na cidade de Belém do Pará.
Mora em Tangará há alguns anos.
Profissão
Psicologa (Estudante).
OBS.:A pessoa já poderá estar formada.

Contato pelo e-mail: sergiomdiario@hotmail.com
Contato pelo telefone (trabalho): (091)3242-9100, Ramal 232.


Sérgio Marcio

Governo aguarda cessão de prédio para reformar escola de Campo Novo

Seduc também construirá nela uma quadra poliesportiva. Obras dependem apenas de formalidades já encaminhadas


Apenas poucos dias. Esse é o período necessário para retomada do processo que vai resultar na construção de uma quadra poliesportiva coberta e na reforma geral da Escola Estadual Argeu Augusto de Moraes – em Campo Novo do Parecis, a serem executadas pelo governo.


Tudo começou com a solicitação feita pela primeira-secretária da Câmara local, vereadora Edlamá Batista Marques (PR), ao vice-líder do seu partido na Assembleia Legislativa, deputado Wagner Ramos, para viabilizar a obra junto à Secretaria de Estado de Educação. Pouco depois, juntos, os parlamentares expuseram essa necessidade ao então secretário de Educação, Ságuas Moraes.


A partir dessa reunião, o governo se comprometeu em realizar as obras de infraestrutura desde que tivesse em mãos um documento oficializando a “cessão de uso” do prédio onde funciona a escola. Ele é do Grupo Itamarati, proprietário da área onde a instituição de ensino está instalada. Acionada, a direção do grupo se comprometeu a providenciar o documento dentro dos próximos dias.


“A reforma e a construção de quadras poliesportivas nas escolas proporcionarão a alunos, professores e familiares a oportunidade de maior convivência nos ambientes comunitário e escolar. Também, irão envolver todos em atividades sócio-culturais que podem beneficiar ainda mais os estudantes e a população de reside nas proximidades das escolas atendidas”, salientou Wagner Ramos. Da Assessoria

NÚCLEO: Estudos da Literatura de MT celebra dois anos

Por Dante Gatto, especial para o Diário de Tangará


NÚCLEO: Estudos da Literatura de Mato Grosso WLADEMIR DIAS-PINO completa dois anos de atividades


Em 07 de dezembro de 2007, o Núcleo Estudos da Literatura de Mato Grosso Wlademir Dias-Pino foi criado pela Resolução n.180/2007 – do Conselho de Pesquisa e Ensino da UNEMAT (Universidade do Estado de Mato Grosso). Surgiu do grupo de pesquisa Estudos da Literatura de Mato Grosso, cadastrado no CNPq. Grupo e Núcleo são compostos por professores do Departamento de Letras do Campus Universitário de Tangará da Serra e dos demais campi. Em seu primeiro ano de existência (07 de dezembro de 2007 à 07 de dezembro de 2008), o Núcleo foi coordenado pela Professora Walnice Aparecida Matos Vilalva; em seu segundo ano de existência (07 de dezembro de 2008 à 07 de dezembro de 2009), por decisão do conselho deliberativo o Núcleo Wlademir Dias-Pino foi coordenado por Dante Gatto. O ano de 2010 será coordenado pela Professora Marinês da Rosa.

Nestes dois anos, o Núcleo soma seis projetos de pesquisa. Publicações significativas como a Coleção Obras Raras, organizada por Walnice Vilalva, compostas por clássicos da literatura mato-grossense que foram esquecidos na primeira edição: Mirko de Bianco Filho, Areotorare e Saroba de Lobivar Matos, Piedade de José de Mesquita, Era um Poaieiro de Alfredo Merien, Vozes femininas de Arlinda Morbeck, Amália Verlangieri e Vera Randazzo, Luz e Sombras de Feliciano Galdino e Caçadores de Diamantes de Luiz Sabóia. Todos da primeira metade do século XX.

Organizado por Walnice Vilalva e Gilmar Laforga, com a parceria da SEMEC (Secretaria Municipal de Cultura), publicou-se o obra Vozes do assentamento Antonio Conselheiro, resultante do projeto “O homem e a terra: identidade e cultura popular no Assentamento Antonio Conselheiro”.

O núcleo, também, sustenta a Revista Alĕre, voltada ao estudo da literatura mato-grossense e questões teóricas dela recorrente: o regionalismo com suas particularidades estéticas. Estamos no segundo número e o periódico já se firma como importante bibliografia para o estudo da literatura na atualidade.

O Núcleo centralizou todas as ações em torno do Programa de Mestrado em Estudos Literários no Campus Universitário de Tangará da Serra, aprovado em 2009, e esteve à frente da execução do Projeto PROGRAMA NACIONAL DE COOPERAÇÃO ACADÊMICA - PROCAD NOVAS FRONTEIRAS que dará sustentação ao referido Mestrado.

O Núcleo Wlademir Dias-Pino idealizou, implantou e organizou um curso de literatura mato-grossense (Leitura de poesia mato-grossense), em 2008, aos alunos da graduação, cujos módulos foram ministrados pelos próprios alunos, com suporte da pesquisa que desenvolviam, e por alguns professores.

O Núcleo promoveu duas edições seguidas de concurso literário, nas formas poema e conto, no primeiro e segundo semestre de 2009 e pretende, para o ano de 2010, estender a oferta para a comunidade mato-grossense e nacional.

O Núcleo Wlademir Dias-Pino ofereceu curso de pós-graduação lato sensu, de literatura mato-grossense (440 horas), em Tangará da Serra e Cuiabá. Importante destacar o custo de tais cursos: taxa única de R$ 180,00 e R$ 250,00 respectivamente.

O Núcleo Wlademir Dias-Pino participou ativamente das grandes decisões institucionais unematianas, promovidas pela Associação dos docentes (ADUNEMAT) que criaram condições propícias à Aprovação do Mestrado Institucional em Estudos Literários:

Lei Complementar N° 319, de 30 de Junho de 2008, que estabelece uma estrutura mais adequada à democracia organizacional e, conseqüentemente, à pesquisa;

Lei Complementar n. 320 que altera o Plano de Carreiras, Cargos e Salários dos docentes, instituindo, como opção, o regime de Dedicação Exclusiva, o que ampliará em muito às possibilidades de pesquisa.

E a luta continua em muitas frentes, notadamente para efetivar as decisões do II Congresso Universitário, ocorrido em 2008 e ainda não assimilado pela máquina burocrática da UNEMAT.

Resumindo e concluindo, os pesquisadores do Núcleo Wlademir Dias-Pino trabalharam intensamente estes dois primeiros anos de existência e participaram efetivamente dos momentos significativos ao amadurecimento institucional.

Dante Gatto, professor-doutor, é pesquisador do Núcleo Wlademir Dias-Pino

“Coisas de Criança...”

Por Maria Barroso - especial para o Diário de Tangará


21 DE ABRIL, DIA DE “TIRADENTES” OU DIA DE “TIRAR DENTES?”

A importância da aprendizagem significativa.

Quando estamos na Faculdade, ouvimos constantemente que devemos utilizar os recursos metodológicos mais concretos possíveis, facilitando assim o entendimento do educando, seja qual for a série.

Recentemente, presenciei uma situação que me fez refletir o quanto isso é importante. No último dia de aula, antes do feriado de “Tiradentes”, meu afilhado de seis anos de idade, aluno da Educação Infantil de uma Escola Municipal, chegou em casa muito assustado, e, quase chorando me perguntou:

- Dinda, por quê vão tirar os meus dentes?

E eu, ainda sem entender nada, perguntei?

- Você vai ao dentista?

Ele, na sua inocência de criança me respondeu: - “ A professora disse que amanhã não tem aula, porque é “dia de tirar dentes”!

Então, de uma forma simples e clara, resumi para ele quem foi “Tiradentes”, e sua importância na História do Brasil. Provavelmente, a professora disse apenas que não haveria aula porque era “Dia de Tiradentes”.

É lógico que, para a faixa etária da turma, ela não precisaria explicar toda a “Inconfidência Mineira”, mas, poderia ter utilizado recursos, como um simples cartaz com uma foto de Tiradentes, fazendo um breve comentário sobre quem foi e seu papel na História do nosso país, e, assim, proporcionando uma aprendizagem mais significativa.

Desde o início da vida escolar, é importante que o educando saiba o significado das datas cívicas que estão dentro do calendário escolar.

É necessário que o educador estimule o interesse pelo questionamento, que desperte diariamente a curiosidade pelo saber, seja qual for o tema, seja qual for a idade do aluno, certamente, algum conhecimento será assimilado por ele acerca do assunto abordado.

Maria Barroso é Pedagoga e Assessora Parlamentar em Tangará da Serra - MT

Empresas "dividiram" venda das máquinas ao Estado; adjuntos irão depor na Polícia

Por CLÁUDIO MORAES

As investigações da Delegacia Fazendária sobre a denúncia de superfaturamento na aquisição dos maquinários pelo Governo do Estado, terão início com depoimento do secretário adjunto de Transportes, Alexandre Côrrea de Melo e do superintendente de Manutenção e Operação de Rodovias, Valter Antônio Sampaio. Eles aguardam a chegada do secretário de Infraestrutura do Estado, Vilceu Marchetti - foto -, que está em viagem de férias aos Estados Unidos, para definirem se continuam ou não nos cargos.

De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público, Alexandre e Valter foram os responsáveis em 2009 por dois pregões referentes à aquisição das máquinas que teriam sido fraudados e serão investigados. Apesar da gravidade da denúncia, a assessoria da Secretaria de Infraestrutura informou que os servidores só serão afastados caso as fraudes sejam confirmados no inquérito.

Além dos servidores, a delegada irá ouvir os responsáveis pelas empresas que venceram as licitações. Ao todo, o fornecimento de máquinas para municípios foram divididos em 10 lotes, cada um vencido por uma empresa.

Ou seja, ao invés de uma disputa de preços, as empresas teriam um “acordo” para divisão dos lotes. As empresas vencedoras das licitações foram: Auto Sueco, Cuiabá Diesel, M Diesel, Extra Caminhões, Ivecco Latim América, Librelato Implementos Agrícolas, Dimaq Máquinas, Cotril Máquinas e Equipamentos, Tork Sul e Tecnoeste.

Através do esquema de corrupção, os cofres públicos do Estado teriam sido lesados em R$ 26 milhões. Por exemplo, as máquinas foram pagas a vista, mas as empresas embutiram juros de 1,95% ao mês nos pagamentos recebidos.

Existem suspeitas de que empresários teriam pago propinas para servidores públicos durante o processo licitatória e entrega das máquinas. Ao todo, foram 750 máquinas, entre caminhões, patrols, escavadeiras, para as 141 cidades de Mato Grosso.

Meu coração é da Dilma

O Presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Foto: André Coelho/Agência O Globo

Em visita oficial ao Brasil, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, voltou a sinalizar apoio à pré-candidatura à Presidência da República Dilma Rousseff (PT). Em contrapartida, evitou comentar uma eventual vitória de José Serra (PSDB). Leia mais em Em visita ao Brasil, Chávez diz que seu coração está com Dilma NOBLAT

Assim penso...

"Sucesso não é o final, fracasso não é fatal: é a coragem para continuar que conta."

Winston Churchill

PT ameaça ir à Justiça contra o PSDB por causa de sites

O PT ameaça ir à Justiça contra o PSDB pelo registro de sites que incitam a militância na Internet. Um dos endereços questionados é o “gentequemente.org.br”, que traz críticas contundentes ao governo Lula e ataca a presidenciável Dilma Rousseff.

Outros domínios são “petralhas.com.br” e “gentequemente.com.br”. Os petistas acusam os tucanos de comandarem uma “infantaria cibernética”. Antes, o PSDB havia acusado o PT de usar o território livre para fazer ataques ao presidenciável José Serra.

E foi pela Internet que o PT iniciou uma campanha para a Globo tirar do ar o jingle de aniversário de 45 anos, sob alegativa de suposta propaganda eleitoral em prol de Serra.

A guerra virtual se apresenta como o aperitivo do que será durante a disputa eleitoral. Como não há limites, nem meios de controle, o receio é que o lixo da Internet ocupe o espaço que deveria ser limpo e democrático. Essa é uma das maiores preocupações da Justiça Eleitoral para o pleito de 2010.

Investigar os crimes virtuais, que certamente pipocarão durante a campanha, será quase impossível, à medida que os criminosos se escondem por trás da cortina permitida pela tecnologia.

O detalhe é que a Justiça estará de olho na grande rede, porém é bom termos a ciência de que não há muito o que fazer.

A fiscalização se concentrará nos sites oficiais de campanha, que certamente evitarão ultrapassar os limites da lei.

O problema é pegar o “sujeito oculto”, que pode perfeitamente navegar no mundo virtual sem ser localizado.

Mais uma vez, a responsabilidade recairá sobre os ombros do cidadão-eleitor. Caberá a cada um fazer a triagem dos endereços eletrônicos e acessar apenas os sites que não estejam contaminados por gente inescrupulosa.

Clara inversão

Hoje em dia pelo que se observa está havendo uma clara inversão das coisas quando a gente vê tanto bandido perigoso solto e uma quantidade infinitamente maior de homens de bem presos nas grades de suas próprias casas, quando não, mortos e sepultados.

É esse quadro generalizado de impunidade que vem se alastrando nesse País verde-e-amarelo. Por aqui bandido tem direito à prisão especial, delinquente rico tem direito a foro privilegiado, no que resta instalada, de modo definitivo a impunidade, garantida àqueles que transgridem dolosamente as leis.

Claro está que faz-se necessário de maneira urgente uma ampla reforma na legislação penal e processual brasileiras com o propósito maior não só de assegurar a segurança basilar aos cidadãos brasileiros, e que seja assegurada também mediante as tais reformas, a punição exemplar, efetiva e justa para todos aqueles que desobedecem as normas da boa convivência.

O nosso povo precisa voltar a acreditar nas instituições e nos indivíduos que as fazem e as dirigem. Punição já para todos os bandidos.

“BULLYING”

A Câmara dos Deputados está analisando o Projeto de Lei 6935/10, do deputado Fábio Faria (PMN), que define como crime contra a honra, previsto no Código Penal (Decreto-lei 2.848/40), a prática de intimidação agressiva e repetitiva, conhecida como “bullying”. Pela proposta, o ato estará sujeito à pena de detenção de um a seis meses e multa.

Patente do viagra é quebrada pelo STF

O prazo de validade da patente que garante o direito de exclusividade do laboratório farmacêutico Pfizer para a fabricação e comercialização do Viagra, usado no tratamento da disfunção erétil, termina no próximo dia 20 de junho.

Após essa data, a patente passará a ser de domínio público e o medicamento poderá ser fabricado na forma de genérico por outros laboratórios.

O julgamento do recurso especial envolvendo o prazo de validade da referida patente foi concluído ontem pela Segunda Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que concluiu que a legislação brasileira determina que a proteção dos produtos patenteados pelo sistema pipeline é calculada pelo tempo remanescente da patente original, a contar do primeiro depósito no exterior.

Como a primeira patente do Viagra foi depositada na Inglaterra, em junho de 1990, o prazo de exclusividade expira em junho de 2010.

Destaques sociais da semana

Você JÁ pode ver quem são os destaque sociais da semana, na coluna DESTAQUE SOCIAL também do autor deste blog. Confira AQUI