10 de maio de 2010

Eudóxia de Barros encanta tangaraenses com sua música


A pianista Eudoxia de Barros se apresentou no dia (09.05) no Centro Cultural Pedro Alberto Tayano, em Tangará da Serra. Conhecida nacionalmente por sua música clássica, ela trouxe seu concerto aos tangaraenses, dentro da programação do 34º aniversário de emancipação político-administrativa do município.

A pianista apresentou no decorrer de 1h30 músicas nacionais e internacionais, verdadeiramente encantando a plateia formada por centenas de pessoas de Tangará da Serra e região, além das autoridades políticas locais.

“Nós estamos nos sentido privilegiados por receber em nossa cidade uma pessoa com tanto talento para a música clássica, de primeiríssima qualidade igual a de Eudoxia de Barros e com certeza, esse momento ficará guardado na mente dessas pessoas que assistiram a apresentação”, disse o prefeito José Jaconias da Silva.

Progresso e Joaquim do Boche realizam segundo Paralelo Artes

Produtores, artesãos e comerciantes dos Distritos de Progresso e São Joaquim do Boche no município de Tangará da Serra realizam no período de 13 a 16 deste mês, o Segundo Paralelo Artes – Feira de Artesanatos, Cultura e Gastronomia daquela localidade.
A feira ocorrerá nas avenidas paralelas à MT 358, a partir das 14h no dia 13, e nos dias restantes, a partir das 8h, com encerramento previsto para as 18h.

De acordo com os organizadores, neste segundo Paralelo Artes, serão colocados à venda produtos artesanais em cerâmica, bambu e madeira, além de bordados, biscuits, bijuterias e pinturas. A feira também é gastronômica e terá produtos coloniais.

O evento conta com apoio das Secretarias Municipais de Indústria, Comércio e de Serviço e, de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Governo garante obras prioritárias para Tangará da Serra


Avenida Lions, duplicação da MT-358 até a Unemat, correção da pista na Curva da Morte e obras no aeroporto tiveram sinal verde de Silval

O governador Silval Barbosa (PMDB) garantiu na manhã desta segunda-feira (10) ao deputado Wagner Ramos (PR), ao prefeito de Tangará da Serra, José Jaconias, e a lideranças do município a retomada das obras de duplicação da Avenida Lions Internacional, no trecho da MT-358 – na saída do município em direção a Campo Novo do Parecis.

Essa foi uma das principais reivindicações apresentadas ao governador em pouco mais de uma hora de reunião, ocasião em que o grupo conseguiu viabilizar 100 por cento de um pacote de serviços de infraestrutura para Tangará.

De responsabilidade do governo, as obras da Avenida Lions envolvem R$ 8 milhões e cobrem 6,3 quilômetros de duplicação com inclusão de ciclovia. A iluminação e o canteiro central serão realizados com recursos da prefeitura de Tangará da Serra.

Outra obra considerada importante é a duplicação da MT-358, que liga a Vila Goiânia até o Campus da Unemat, palco de inúmeros acidentes inclusive com vítimas fatais. “Neste primeiro momento, não temos condições de atender com máquinas e equipamentos, mas garantimos essa obra em parceria do governo com a Prefeitura de Tangará pelo menos até a entrada da Unemat”, adiantou Silval.

O governo também vai alterar o traçado do trecho da Curva da Morte, na Serra do Parecis (MT-358), que liga Tangará da Serra a Campo Novo, outra reivindicação feita por Wagner Ramos e o grupo durante a reunião. Exatamente na curva, o local apresenta um declive irregular para fora da pista, impulsionando veículos com a força da gravidade.

O pacote de obras também vai beneficiar o Aeroporto de Tangará, que receberá instalação de balizamentos, revestimento de sua pista com polímero e o terminal de passageiros. O orçamento para essas obras já está garantido, de acordo com Silval, e só depende da Assembleia Legislativa.

“O mais importante foi a disponibilidade e o sinal verde do governador Silval Barbosa para essas obras. No que depender da Assembleia, os recursos estão assegurados. Conseguimos uma vitória importante para Tangará”, comemorou Wagner Ramos.

Além do parlamentar, participaram do encontro o secretário de Estado de Infraestrutura, Arnaldo Alves de Souza; secretário adjunto da Sinfra, Alexandre Correa de Melo; ex-secretário de Estado de Projetos Estratégicos, José Aparecido dos Santos, o Cidinho; Edna Campos e Azenate de Carvalho, ambos do PMDB de Tangará; secretário de Planejamento/Tangará, Clóvis Batista; vereador do município, José Pereira Filho – Zé Pequeno; professor Ariel Lopes Torres e Luciane Sávio, respectivamente coordenador e técnica administrativa da Unemat/Tangará; vice-presidente da Associação dos Caminhoneiros de Tangará, Adailton Alves; e Silvio Delmondes.

“Aqui está a força política de Tangará da Serra e o que eu tenho em mãos (as reivindicações feitas para o município) é prioridade”, exclamou Silval Barbosa. O governador também garantiu disponibilizar um veículo para o Conselho Tutelar do município. Da Assessoria

Aos poucos, município retorna à normalidade

O secretário de Admnistração e Controle Interno da prefeitura de Tangará da Serra, Júnior Pimenta disse hoje ao blog que aos poucos o governo municipal está colocando as "coisas" nos seus respectivos lugares.

Admitindo que as tais "coisas" andaram meio que preocupantes, comentou que apartir de agora as diferentes situações estão se normalizando.

Avaliou como positiva a presença de Júnior Schleicher na chefia da Secretaria Municipal de Saúde, crendo que dentre poucos dias, depois da realização de um seletivo com data marcada para ocorrer, a normalidade ficará completa naquele setor do governo.

Com relação à Secretaria de Educação e Cultura, disse ser certa a permanência do professor Edson Castoldi em sua chefia.

E por último, comunicou que o prefeito interino Jaconias da Silva, que se encontra na capital, Cuibá, retornaria ainda hoje ao Município.

NOTA DO BLOG - Tangará da Serra, como este blog registrou, virou um verdadeiro caldeirão fervente depois da "visita" realizada pela Polícia Federal no mês de Abril. Na oportunidade, o secretário de Saúde Mário Lemos de Almeida foi preso e em seguida, exonerado. O então secretário de Administração Ériko Suares deixou o cargo, e foram necessárias várias alterações no quadro funcional do governo para se equacionar os muitos problemas que restaram do contrato assinado entre Poder Executivo e Idheas.

Ladeia retorna nesta sexta-feira a Tangará da Serra

A primeira-dama de Tangará da Serra, professora Karen Ladeia manteve contato nesta segunda-feira (10), com esta página, para informar que seu esposo, prefeito licenciado Júlio César Ladeia (PR), estará de volta ao município na próxima sexta-feira.

Disse-me ainda que o tratamento da saúde dele se encontra em estágio bem gratificante.

Segundo Karen, Ladeia consegue escrever, se alimentar sozinho e está sempre sorridente.

Não foi divulgada a hora da chegada do prefeito.

NOTA DO BLOG - O prefeito licenciado de Tangará da Serra está realizando tratamento fisioterápico desde o mês passado num hospital de referência nacional, em Brasília - DF.

PP já fala em ficar "neutro" e não apoiar nenhum dos candidatos ao Governo de MT

Considerado o "fiel da balança" nas eleições estaduais e cobiçado pelos três principais pré-candidatos ao Governo do Estado, o Partido Progressista pode até mesmo adotar uma posição independente nas eleições deste ano. Na última semana, o PP admitiu que pode postergar a decisão pelo apoio até as convenções, previstas para o final de junho.

Cachorro velho

Uma velha senhora foi para um safari na África e levou seu velho vira-lata com ela. Um dia, caçando borboletas, o velho cão, de repente, deu-se conta de que estava perdido.

Vagando a esmo, procurando o caminho de volta, o velho cão percebe que um jovem leopardo o viu e caminha em sua direção, com intenção de conseguir um bom almoço.

O cachorro velho pensa: - Oh, oh! Estou mesmo enrascado! Olhou à volta e viu ossos espalhados no chão por perto.

Em vez de apavorar-se mais ainda, o velho cão ajeita-se junto ao osso mais próximo, e começa a roê-lo, dando as costas ao predador...

Quando o leopardo estava a ponto de dar o bote, o velho cachorro exclama bem alto: - Cara, este leopardo estava delicioso! Será que há outros por aí?

Ouvindo isso, o jovem leopardo, com um arrepio de terror, suspende seu ataque, já quase começado, e se esgueira na direção das árvores.

- Caramba! pensa o leopardo, essa foi por pouco! O velho vira-lata quase me pega!Um macaco, numa árvore ali perto, viu toda a cena e logo imaginou como fazer bom uso do que vira: em troca de proteção para si, informaria ao predador que o vira-lata não havia comido leopardo algum...

E assim foi, rápido, em direção ao leopardo. Mas o velho cachorro o vê correndo na direção do predador em grande velocidade, e pensa: "Aí tem coisa!"

O macaco logo alcança o felino, cochicha-lhe o que interessa e faz um acordo com o leopardo.

O jovem leopardo fica furioso por ter sido feito de bobo, e diz: - Aí, macaco! Suba nas minhas costas para você ver o que acontece com aquele cachorro abusado!

Agora, o velho cachorro vê um leopardo furioso, vindo em sua direção, com um macaco nas costas, e pensa: - E agora, o que é que eu posso fazer?

Mas, em vez de correr (sabe que suas pernas doloridas não o levariam longe...) o cachorro senta, mais uma vez dando costas aos agressores, e fazendo de conta que ainda não os viu.Quando estavam perto o bastante para ouvi-lo, o velho cão diz:

- Cadê o filha da puta daquele macaco? Tô morrendo de fome! Ele disse que ia trazer outro leopardo para mim e não chega nunca! Moral da história: não mexa com cachorro velho... Idade e habilidade se sobrepõem à juventude e intriga.

Sabedoria só vem com idade e experiência.

Fábula de origem desconhecida

Assim penso...

Perseverar no cumprimento de seu dever e guardar silêncio é a melhor resposta à calúnia."

George Washington

Dinheiro da educação é desviado

Demétrio Weber, de O Globo:

O Ministério da Educação (MEC) constatou que 21 estados deixaram de aplicar R$ 1,2 bilhão em ensino básico no ano passado. O dinheiro deveria ter sido repassado ao Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica), principal mecanismo de financiamento da rede pública.

Mas, numa espécie de sonegação contábil, acabou livre para custear outras atividades.

O MEC já alertou os tribunais de contas dos estados e municípios, os ministérios públicos federal e estadual, os conselhos de acompanhamento e controle social do Fundeb e os respectivos governos estaduais. Convencido de que é preciso aumentar os investimentos em educação, o ministério quer evitar desvios nas verbas legalmente reservadas para o ensino.

Leia mais em Dinheiro da educação é desviado: MEC diz que estados deixaram de repassar R$ 1,2 bilhão para ensino básico em 2009

A hora de Serra


Foto: Emmanuel Pinheiro / O Estado de S. Paulo

Perguntei aqui quando Dilma Rousseff ultrapassará José Serra nas pesquisas de intenção de voto.

Das 3.380 respostas registradas até o início desta madrugada, 11,8% cravaram a opção “depois que Lula começar a pedir votos para Dilma na televisão a partir de agosto”.

A opção “não ultrapassará Serra” atraiu 77,6% das respostas.

Otimistas, os que torcem por Serra ou parecem resignados com seu aparente favoritismo.

A tendência detectada pela série de pesquisas aplicadas desde o ano passado por quatro institutos (Datafolha, Ibope, Vox Populi e Sensus) sugeria a ultrapassagem de Serra por Dilma antes do início oficial da campanha eleitoral marcado para cinco de julho próximo. Ocorreu que...

Ocorreu que Serra largou o governo de São Paulo e se lançou como pré-candidato à sucessão de Lula.

O barulho promovido pela oposição em torno do lançamento interrompeu a ascensão de Dilma, embora não tenha refletido de maneira expressiva na diferença de intenção de votos entre os dois. Pelo contrário. A diferença aumentou apenas em um ou dois pontinhos – dentro, portanto, da margem de erro das pesquisas.

O governo aposta na retomada do crescimento de Dilma depois dos comerciais do PT que começaram a ser veiculados no rádio e na televisão na última quinta-feira. E que deverão culminar nesta quinta com o programa de 10 minutos do partido a ser estrelado pela candidata.
O programa corre o risco de não ir ao ar. O Ministério Público Eleitoral quer punir o PT por ter usado o programa de dezembro para fazer propaganda de Dilma.

O PT limita-se a seguir o exemplo que vem de cima.
Há quase dois anos que Lula faz campanha aberta por Dilma desrespeitando a lei – e em algumas ocasiões debochando dela. Foi multado duas vezes.

Os comerciais do PT exibidos na última quinta-feira acabaram vetados pelo Tribunal Superior Eleitoral. Os dois novos comerciais exibidos no fim de semana derraparam nos mesmos problemas dos comerciais vetados.

Na fase de pré-campanha é Serra quem tem brilhado mais. A agenda tem sido ditada por ele. E quem dita a agenda comanda a campanha.

Dilma ainda não encontrou um discurso. Tentou dois caminhos e, aparentemente, abandonou-os.

Tentou seguir o script pré-determinado há meses de comparar os governos Fernando Henrique e Lula. Não rendeu o suficiente até aqui.

Ficar na comparação entre os governos não lhe daria base para um posicionamento firme como candidata com vida e luz próprias. Ela passou então a atacar Serra.

Acusou-o de ser um lobo metido em pele de cordeiro. Chamou-o de biruta de aeroporto, que muda de direção a depender da força dos ventos. Não deu certo também. Para que desse, o adversário teria de topar a briga.

E Serra não topou. Quando lhe perguntaram o que achava de ter sido comparado a uma biruta de aeroporto, apenas riu.

Durante o debate entre os candidatos na associação mineira de municípios, Serra desdobrou-se em cortesias com Dilma. Chegou ao ponto de dizer que ela jamais dificultou ou impediu a cooperação entre o governo federal e o governo paulista. Esfregou seu nariz no dela.

À procura de um discurso que não se restrinja à exaltação do governo Lula e à promessa de que dará continuidade a ele, Dilma tem incorrido no erro de se deixar pautar pelo adversário.

Serra defendeu a criação do Ministério da Segurança Pública. Ela criticou a proposta. Serra disse que, se eleito, gostaria de governar com o PT e o PV. Lorota pura para ocupar espaço na mídia como candidato de conciliação.

Dilma reagiu à idéia. Líderes de peso do PT também reagiram. Assim como haviam reagido à garantia oferecida por Serra de que ampliará os benefícios do programa Bolsa-Família.

Se Lula pôde se apropriar de várias bandeiras do PSDB realizando um movimento clássico estudado em livros dedicados ao marketing político, por que Serra não poderia fazer o mesmo?

A hora de Dilma ainda está por vir. DO NOBLAT

Manda quem pode, obedece quem tem juízo

Murillo de Aragão e Cristiano Noronha, da empresa de consultoria política Arko Advice:

A campanha de Dilma Roussef apresenta vários problemas. Um deles é a questão da comunicação. Muita gente anda dando palpite e, dizem, a candidata não segue as ordens do marqueiteiro João Santana.

Existe também um conflito entre o "lulismo" e o petismo pelo comando da campanha. Aliás,conflito antigo que sempre esteve presente - em maior ou menor grau - nas campanhas. Anteriores. Só que - com uma pequena diferença - Lula não é Dilma e ele colocava no bolso o PT inteiro e quem mais estivesse por perto.

Agora, Dilma tem o desafio de a) obedecer João Santana; e b) não ser refém do petismo tradicional. Como foi escolhida por Lula e caiu de pára-quedas no partido, Dilma tem que mostrar tanto humildade (em seguir a orientação de quem entende mais do que ela de campanhas) e personalidade (para resistir às tentativas de intervenção na campanha).

Uma regra básica que ela tem que cumprir na questão da estratégia de comunicação da campanha é o de centralizar os esforços em alguém. Dividir não é bom.

Consta que o presidente Lula teria alertado ao marqueteiro João Santana para se impor na condução do processo e teria, ainda, avisado a Dilma que o caminho da vitória era com Santana.
Mesmo estando atrás nas pesquisas, Dilma é favorita para ganhar. Sobretudo, por conta de Lula e por conta do ambiente econômico.

No entanto, ela está cometendo erros na condução da campanha que podem, somados a outros deslizes, lhe custar a vitória.

Projeto 'Ficha Limpa'

O projeto candidato Ficha Limpa não escapará do crivo do Supremo Tribunal Federal. E tudo leva a crer que tem aparência de inconstitucional. Todas as vezes que a Câmara ou o Senado foi chamado a cortar na própria carne, recuaram. Daí não se pode ter esperança com esta onda Ficha Limpa.

PARA REFLETIR PASTORZINHO

Vencido pela fadiga, o pobre pastorzinho deitou-se à sombra de uma grande árvore, à margem da estrada, e dormiu placidamente.Passou pela grande estrada o Rei com sua corte.

Ao avistar, pois, o jovem pastorzinho, o Rei parou e dirigindo-se ao oficial que acompanhava, disse-lhe:

- Que belo menino vejo ali, a dormir, sob aquela árvore! Se a boa-sorte o colocou no meu caminho, para que contrariar o Destino? Vou levar aquele jovem para o palácio e fazê-lo meu herdeiro.

Mas... não o despertarei agora - exclamou afinal. - Seria uma crueldade arrancá-lo às delícias do sono. Voltarei depois.

Momentos depois, pela estrada silenciosa, passou a princesa, com suas saias e damas de companhias.- Que lindo rapaz vejo ali, a dormir, descuidado, sob a árvore! Tem as feições admiráveis do noivo que sonhei para mim.

Vou levá-lo, agora mesmo, para o palácio de meus pais e elegê-lo meu futuro marido. Mas seria impiedade despertá-lo agora! É bem possível que esteja sonhando comigo! Voltarei depois, ao cair da tarde!

Cruzou a estrada um dos bandidos mais perigosos da região. Ao deparar-se com o pastorzinho adormecido, o assassino pensou:

- Que vejo! Um menino a dormir como um ébrio no caminho! Vou matá-lo, e é para já. Assim me vingo das perseguições que tenho sofrido da vida. E arrancando de um afiado punhal, aproximou-se pé ante pé.

Não - resmungou, afinal - Não matarei agora! O sono não permitiria, por certo, que ele sentisse a morte. Voltarei mais tarde, e então, liquidaremos as nossas contas.

Reparai bem. Quantas vezes, sem que pudéssemos perceber, passaram por nossa vida a fortuna, o amor e a morte.

Pacto pela vida

A morte de dezenas de bebês num hospital público de Macapá (AP), mostrada em reportagem do Fantástico da Rede Globo, não apenas abalou o país, mas, principalmente, revelou uma realidade que se mostra presente em todos os Estados.

A entrevista de uma enfermeira afirmando que existe uma loteria para escolher quem continuará vivo, devido à falta de equipamentos para todos os recém-nascidos, foi um tapa na cara do governo brasileiro, que fracassa com a política de saúde pública. Isso mostra que os nossos bebês não são bem-tratados.

É possível observar, sem a necessidade de ser um especialista, as causas que provocam esse grave problema de saúde e social. As maternidades não dispõem de estrutura necessária para o bom atendimento.

Temos poucas UTIs neonatais e, mesmo assim, com reduzido número de leitos, além da escassez de profissionais especialistas na área. A atenção pré-natal praticamente não existe no sistema público, sendo essa outra deficiência fatal.

As mães pobres que dependem exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS) ficam à margem do acompanhamento médico no período de gestação.

A situação dos bancários

Lamentável ouvir depoimentos de bancários e ex-bancários retratando o desprestígio, o desprezo e o esvaziamento dessa categoria outrora tida e havida como bem de vida. Hoje o que se vê é uma categoria funcional com baixos salários, endividada e tendo pesadelos com imposição de metas abusivas. Na outra ponta, os bancos seguem apresentando lucros recordes a cada semestre. De lascar.

Propaganda antecipada

O termo virou moda: propaganda antecipada. E se transformou na guerra midiática que estamos acompanhando nesse período pré-eleitoral em todos os níveis. Os grupos políticos ficam se acusando entre si de propaganda antecipada. A legislação atual nesse aspecto é de uma hipocrisia sem igual.

65 ANOS

Alguém que se identificou como Edilton Urano escreveu ao Diário do Nordeste, jornal que se edita em Fortaleza (CE), e prolatou a sentença indiscutível: - "se você tem mais de 65 anos de idade e acorda sem sentir nada é porque está morto".

CAMPEÕES DA BAIXARIA

O programa "Big Brother Brasil 10", da Rede Globo, foi o que mais recebeu denúncias por desrespeito aos direitos humanos na campanha "Quem financia a baixaria é contra a cidadania". A atração recebeu 227 reclamações que tratavam de desrespeito à dignidade da pessoa humana, apelo sexual, exposição de pessoas ao ridículo e nudez. O programa do SBT "Pegadinhas picantes" ficou em segundo lugar no ranking, com 105 denúncias. Em terceiro lugar ficou o "Pânico na TV", da RedeTV!, com 34 denúncias.

Trabalho Infantil: redução de apenas 3%

Um estudo divulgado na última sexta-feira pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) revela que o número de crianças trabalhadoras em todo o mundo diminuiu de 222 milhões para 215 milhões entre 2003 e 2008 - uma redução de apenas 3%.

O documento anterior registra uma queda de 10% no período de 2000 a 2004. O relatório Acelerar a Luta contra o Trabalho Infantil, publicado a cada quatro anos, alerta que os esforços globais para eliminar as piores formas de trabalho infantil estão perdendo força em meio à crescente preocupação com o impacto da desaceleração econômica.

A OIT manifesta preocupação diante da hipótese de que a crise econômica possa frear os avanços para cumprimento da meta de eliminar todas as piores formas de trabalho infantil até 2016, estabelecida em 2006.

Das 215 milhões de crianças trabalhadoras, 115 milhões de meninos e meninas estão inseridos nos trabalhos considerados mais degradantes, como práticas análogas à escravidão, prostituição e produção e tráfico de entorpecentes. (Da Agência Brasil)