14 de maio de 2010

A Cara do PRP de Tangará da Serra VI

INFORME PUBLICITÁRIO
Técnico em Computação e músico, o jovem evangélico batista Wesley Ormond está no Partido Republicano Progressista - PRP de Tangará da Serra, desde 2009. Inteligente e de bem com a vida, tem um batalhão de amigos nesta cidade.
Pedagoga, especialista em Educação Infantil, a professora Glória Custódio é uma das fortes mulheres do Partido Republicano Progressista - PRP de Tangará da Serra. Filiada desde 2009, a educadora municipal é casada com um engenheiro Eletricista, com quem tem um filho adolescente.

Pedagoga, pós-graduada em Psicopedagogia, a professora Adna Silva é uma das fortes liderenças do Partido Republicano Progressista - PRP de Tangará da Serra, no Distrito de Joaquim do Boche, onde reside há mais de 2o anos. Educadora da rede estadual de ensino, mãe de três jovens, casada com o operador de máquinas pesadas Ismael, está no partido desde 2009.


Psicopedagoga Maria Gomes e a bióloga Franciele Caroline Silva são duas das mulheres de fibra do Partido Republicano Progressista - PRP de Tangará da Serra. Deverão, em breve, assumir a frente do PRP Mulher no município.


Líder estudantil e comunitário, Moisés Passos, foi um dos primeiros filiados do Partido Republicano Progressista - PRP de Tangará da Serra, no início da atual gestão. É um jovem ousado e ao mesmo tempo carismático.


Graduado em Pedagogia e pós-graduado em Educação Infantil, o professor Geraldo Miranda está filiado ao Partido Republicano Progressista - PRP de Tangará da Serra, desde 2009. É uma pessoa de grandes amizades. Gente da gente.

CONHEÇA OUTROS CIDADÃOS E CIDADÃS QUE COMPOEM O PRP DE TANGARÁ DA SERRA - ACESSANDO AQUI

Tangará corre risco de ter seu QUARTO prefeito em apenas 1 ano

Tangará da Serra corre sério risco de em apenas 12 meses, ser "administrada" por quatro governantes.

Elegemos (digo assim, porque neles votei), Júlio César Ladeia (PR) e José Jaconias da Silva (PT), que foram afastados pela Justiça Eleitoral no primeiro semestre de 2009.

Asumiu o governo municipal, o então presidente da Câmara de Vereadores, José Pereira Filho (PT).

Voltaram Júlio e Jaconias.

Mas, um acidente automobilístico no final do ano passado, tirou novamente o prefeito Ladeia do cargo.

Assumiu o vice, Jaconias da Silva.

Agora, com mais este pedido de afastamento, lavra do Ministério Público, e que provavelmente seja acatado pela Justiça Eleitoral, assumirá o comando do município o Democrata Miguel Romanhuk, atual presidente do Legislativo.

NOTA DO BLOG: Agora me diga se desse jeito teremos futuro bom pela frente! isso é uma tremenda vergonha! Para nós empresários, que trabalhamos arduamente todos os dias, contribuindo para o crescimento do município não chega outra coisa senão, desânimo.

Saúde de Tangará: MP protocola ação pública contra envolvidos

O prefeito em exercício petista Jaconias da Silva poderá ser afastado do cargo

O Ministério Público, através da 1ª Promotoria de Justiça Cível, entrou com um pedido de ação pública na Justiça contra os atos que envolveram a ação que repassou as unidades de saúde do município à oscip, Idheas.

A ação pública foi movida pelo promotor de Justiça, Antônio Moreira da Silva e faz parte de uma das séries de investigações comandada pelo MP, que resultou em denúncia de várias pessoas, ligadas ao executivo municipal.

Nos autos, consta uma lista extensa de pessoas investigadas pelo MP, sendo mencionados os nomes de autoridades responsáveis pela assinatura de termo de parceria entre o município e a organização da sociedade civil de interesse público, denominada oscip.

A ação encaminhada pelo MP responsabiliza os citados de envolvimentos direta ou indiretamente pela contratação do Idheas, que pode ter causado danos ao cofre público, posterior repasses à organização na ordem de R$ 4,2 milhões.

Na lista citada pelo MP consta desde o prefeito licenciado, Júlio César Ladeia (PR), vice-prefeito, José Jaconias (PT), os vereadores Celso Ferreira (DEM), Celso Vieira (PP), Genílson Kezomae (PR), Haroldo Lima (DEM) e Paulo Porfírio (PR) e vários funcionários da saúde, incluindo o ex-secretario, Mário Lemos.

De acordo com o promotor, uma cópia dos autos colhida junto a Polícia Federal deve ser encaminhada também para a Justiça.

Os trabalhos da investigação comandada pelo promotor de Justiça, Antônio Moreira da Silva duraram cerca de sete meses, onde 4.600 páginas somam 24 volumes protocolados junto a Justiça.

Para o promotor ficou claro o fato de a assinatura do termo de parceria entre o município e Idheas não ter gerado benefícios para a população e sim, prejuízo.

O prefeito José Jaconias deve se manifestar já no dia de amanhã (hoje), sexta-feira, após acionar o jurídico da prefeitura, e é esperada uma coletiva junto à imprensa local. Hoje (ontem) é (foi)feriado em Tangará da Serra, fato que marca (marcou) o 34º Aniversário da cidade.

Fonte:CNTnoticias atualizada pelo Diário de Tangará