6 de outubro de 2010

Entre Tiririca e os políticos de carreira, fico com o palhaço

Por Emanoel Gomes

O fato é o mais comentado no país, mais até que a própria disputa à presidência. Diante disso, não poderíamos deixar de tomar posição, como também comentá-lo.

Tiririca, o então esquecido palhaço e cantor, foi o deputado federal mais votado nestas eleições. Ele, e muitos outros artistas e esportistas, classes que não faziam parte das fileiras da política no Brasil. Antes que eu esqueça, não citarei os apresentadores de televisão e rádio, pois estes já se tornaram políticos de carreira há algum tempo.

Vamos ao que interessa. Os amadores da política deixaram para trás experientes e consagrados ““representantes”” do povo, entre eles podemos citar José Genoino, Luciana Genro, Tasso Jereissatti e Marco Maciel, que não se elegeram. Entre os artistas e esportistas que se candidataram, citamos o Netinho do Grupo de Pagode Negritude Junior, que conquistou a bagatela de 7.772.927 votos; Wagner Montes (eleito) com 528.628 votos; Danrlei Goleiro (eleito) com 173.787 votos; Romário (eleito) com 146.859 votos; Stepan Nercessian (eleito) com 84.006 votos; Marcelinho Carioca com 62.395 votos; Leandro do KLB com 62.398 votos; Miryan Rios (eleita) com 22.169; Bebeto do Tetra (eleito) com 28.328; e Batoré com 23.042 votos.

Outros menos votados, porém presentes nas eleições foram Tati Quebra Barraco com 1.052 votos; Mulher Melão com 1.631 e Simony com 6.993. Vimos estes artistas e esportistas deixando velhos políticos consagrados para trás, agora sem emprego fixo e bom salário por quatro anos. Vem à tona a discussão, como devemos encarar isso?

Os derrotados nas urnas logo fizeram frente à questão e plantaram seus discursos de repúdio.

Segundo eles, o motivo desse time de futebol completo assumindo o congresso, bem como deste elenco de artistas e comediantes tomando suas vagas, é o “puxa votos”, o que, a meu ver, não passa de uma forma de não aceitarem o descontentamento do povo com suas atuações nos últimos anos.

Isso é fato, pois a maioria dos mais de um milhão de eleitores do Tiririca mal sabe o que significa esse “puxa voto”. Depositaram seu voto no palhaço SIM, mas como forma de demonstrar a INSATISFAÇÃO e a FALTA DE OPÇÕES entre os políticos hoje presentes no cenário nacional.

Nesse embate, surge a política pacifista defendendo a tese de que esta não é a melhor forma de se protestar. Pergunto, qual seria o melhor protesto? Não votar e sofrer as conseqüências, que são várias, diga-se de passagem, ou buscar ajuda no judiciário?

O poder que não depende de votos. O judiciário, a o judiciário, este não consegue sequer decidir se os candidatos com “fichas sujas” podem continuar sujando-as por mais 4 anos, em prejuízo dos mais de cento e oitenta milhões de brasileiros.

Reafirmo que fico com o Tiririca, frente aos políticos de carreira que ora se apresentam, como forma de alertar o povo da real situação que nossa democracia atravessa. Aproveito também, antes de encerrar, para alertar a todos que não se assustem caso, no decorrer do período entre eleições, surja uma dupla sertaneja formada por Joaquim Roriz e Maluf, ou um grupo de pagode formado por Luciana Genro, Tasso Jereissatti e Marco Maciel, ou até mesmo surja um velho político tentando a carreira de “Palhaço”, buscando ser eleito novamente. Pois é isso, “palhaços”, no sentido pejorativo da palavra, que eles pensam que somos.

É Historiador pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro; e-mail: emanoelsousa.sousa@hotmail.com

Ao webleitor (A)

Nobre webleitor, benévola webleitora, enquanto estive em campanha eleitoral esta nossa página foi bombardeada com informações sobre nossa candidatura, deixando muitos e importantes assuntos de nosso cotidiano em segundo plano. Aceite nosso pedido de desculpas por essa situação.

Estamos de volta com o Diário de Tangará, blog muito aceito em Tangará da Serra e por todo estado de Mato Grosso.

Participe! Vamos manter a página com as mais importantes informações, artigos, polêmicas e tudo o mais.

Como sabes, a casa é nossa.

O AUTOR.

De volta à presidência da Assoc. de Moradores e Produtores Rurais do S. Joaquim

Até o final desta semana reassumo a presidência da Associação de Moradores e Produtores Rurais do Distrito de São Joaquim do Boche. Abraços para meu vice-presidente Rosalvo Félix pelo trabalho enquanto estive ausente em razão da campanha eleitoral e aos demais companheiros diretores e associados.

De volta a presidência da Associação Tangaraense de Imprensa

Ainda nesta semana, reassumo a presidência da Associação Tangaraense de Imprensa - ATI.

Minha gratidão à nossa vice-presidente, jornalista Fabiola Tormes e aos demais companheiros dessa forte entidade local e regional.

De volta à presidência do Conselho Municipal de Cultura

Aos poucos volto a retomar minhas costumeiras atividades.

Hoje, por exemplo, reassumi a presidência do Conselho Municipal de Cultura de Tangará da Serra.

Minha gratidão aos conselheiros que mantiveram a força deste colegiado em nossa ausência.

Abraços a todos!

De volta à página

Prezados amigos, prezadas amigas, muitíssimo obrigado pela boa votação dada à nossa primeira candidatura a um cargo público. Fui o oitavo mais votado pela coligação Mato Grosso Progressista e o terceiro, pela coligação Mato Grosso para Todos e Todas. Nosso obrigado de coração à Franciele Caroline pela interinidade nestes últimos três meses. Abraços a todos e segue nossa VIDA. Escrevendo e debatendo desta página os principais assuntos de interesse de nossa sociedade tangaraense e regional.