27 de outubro de 2010

O inusitado convite de Dona Ana Monteiro

Desconhecedora de que sou a quase dois anos presidente do Partido Republicano Progressista (PRP) de Tangará da Serra, a presidente local do Partido Progressista (PP) ex-prefeita Ana Monteiro de Andrade, me convidou ontem, à noite, para assinar ficha de filiação à sua sigla, para segundo ela, ser candidato a vereador nas eleições municipais de 2012.

Por pouco senti o chão sumir. Mas como se tratava de uma respeitável senhora, pessoa por quem cultivo grande apreço, contei até 10, para lhe responder ao inusitado convite.

Informei a dona Ana, como é chamada entre nós, ser um líder partidário como ela, em nossa cidade, e de forma modesta, na região médio norte de Mato Grosso.

Aproveitei ainda o momento para informar a ex-prefeita que além de não alimentar nenhum projeto para ser vereador tangaraense, meu partido não será mais “rabeira” de ninguém nas eleições vindouras.

Para completar, afirmei que em 2012 o PRP será cabeça nas eleições municipais. Para isso já lidera a formação de um agrupamento política que tenha condições de eleger o novo prefeito da cidade e boa parte dos membros de nosso legislativo.

Meio que sem jeito, Dona Ana concluiu a conversa sugerindo que o PP esteja na aliança que citei.
Tudo é possível. Frisei.

EM TEMPO: Acharia bom que os partidos políticos tangaraenses começassem a olhar para o PRP com o devido respeito que ele merece. Nosso partido tem cerca de 200 pessoas filiadas e pretende filiar mais 100 nos próximos seis meses. E irá com muita força e determinação participar do processo sucessório em Tangará da Serra em 2012. Disso ninguém abrigue a mínima dúvida.

Chico Daltro reforça campanha de Dilma em Tangará da Serra

Esteve ontem, à noite, em Tangará da Serra o vice-governador eleito de Mato Grosso, Chico Daltro (PP).

Na oportunidade se reuniu com lideranças políticas locais, entre as quais, este presidente de sigla partidária e ex-candidato a deputado federal nas eleições de 201o.

No encontro ocorrido num dos auditórios da Igreja Católica, centro da cidade, o vice-governador pediu empenho das lideranças no fortalecimento da campanha de Dilma.

Por diversas vezes, Chico enfatizou que Dilma como presidente, será melhor para o Brasil, Mato Grosso e Tangará da Serra.

O encontro foi promovido pelo Sindicato dos Bancários e contou com presenças de funcionários da Caixa e Banco do Brasil.

Problemas para a imprensa de Mato Grosso

DO BLOG DE ROMILSON:

Por Renato Gomes Nery

A indignação se apossou de nós hoje logo cedo ao fazer um relance nas manchetes da primeira página dos jornais e ler duas manchetes: MT planeja vigiar a mídia e Conselho de Comunicação poderá ser criado. E a indignação ficou ainda maior ao ser informado de que essa iniciativa partiu do Sindicato dos Jornalistas do Estado que apresentou o anteprojeto, através do presidente da Assembleia, o senhor Mauro Savi. Anteprojetos como estes já teriam sido aprovados em alguns Estados nordestinos. LEIA MAIS AQUI

Nota da Unesco

A Unesco emitiu nota sobre o assassinato do repórter F. Gomes e alertou para a prática de crime contra a liberdade de expressão. “Ele foi morto porque estava cumprindo seu papel como jornalista que informa sobre o mundo do crime”, escreveu Irina Bokova, diretora-geral da UN Educational, Scientific and Cultural Organization. A nota lembra que F. Gomes havia denunciado fraude eleitoral, tráfico de drogas e outras atividades ilegais.

Profissão perigo - Segundo levantamento feito pelo Instituto Internacional de Imprensa, organização não-governamental, na última década 18 jornalistas foram mortos no Brasil por contrariar grupos e bandidos em reportagens.

Saiba mais sobre o assunto AQUI

DEM e PMDB: a fusão da história

Ganha força na grande imprensa a notícia de possível fusão de DEM com PMDB. Seria uma forma de criar o maior partido do Congresso Nacional para se contrapor ao PT. As negociações estariam sendo feitas via prefeito democrata Kassab, de São Paulo, e ex-deputado peemedebista Moreira Franco (RJ).

Último cartucho

O debate entre os presidenciáveis na Rede Globo, dia 29, será o último cartucho dos candidatos em busca dos indecisos.

Campanha anêmica

A campanha presidencial neste segundo turno se mostra anêmica, com apresentação de propostas sem muitas convicções e sem entusiasmo, isso servindo para Dilma Rousseff como também para José Serra. A campanha está chegando ao final e até agora não conseguiu empolgar o eleitor, pois até o momento não foram apresentadas propostas inovadoras e os candidatos não são nada carismáticas.

Último debate não empolgou

O debate apresentado na noite da última segunda-feira pela TV Record não empolgou em nenhum momento. O presidenciável José Serra se ateve a lançar acusações à candidata Dilma Rousseff e a se esquivar de responder alguns questionamentos feitos, como por exemplo, sobre como pretendia, em caso de ser eleito, adotar política de geração de emprego para o Brasil. Ficava patinando e mostrando números relativos ao seu mandato como governador de São Paulo e não respondia a pergunta feita. Realmente, o debate, como os demais até o momento, foi fraquinho. Não empolgou

Assim penso

"É necessário agitar a vida; caso contrário ela nos rói."

Stendhal

CENSO

O prazo para a conclusão dos trabalhos se expira neste dia 31 de outubro, mas os recenseadores do IBGE praticamente já fizeram o dever de casa. Até ontem tinham concluído a contagem de mais de 99 por cento da população e de quase 94 por cento dos domicílios.

O POLVO PROFETA

Depois de fazer sucesso no mundo inteiro por "prever" os resultados de diversos jogos - oito palpites, todos corretos - na Copa do Mundo da África do Sul, morreu na noite da última segunda-feira o polvo Paul. Dizem as más línguas, que provavelmente Mick Jagger o visitou no aquário de Oberhausen, na Alemanha.

OAB repudia criação de controle sobre a imprensa

Em reunião conduzida pelo presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante, o Colégio de Presidentes das Seccionais da OAB repudiou na última segunda-feira, por unanimidade, a criação de conselhos estaduais de comunicação para fiscalizar e monitorar a atuação da imprensa no Brasil.

Além do Ceará, mais três Estados - Bahia, Alagoas e Piauí - preparam-se para implantar conselhos de comunicação com o propósito de monitorar o trabalho da mídia.

Por meio de nota pública, os presidentes da OAB, reunidos em Brasília na sede do Conselho Federal da entidade, manifestam sua preocupação com as graves consequências que os Conselhos podem causar à livre manifestação de expressão e à liberdade de imprensa.

"A Ordem dos Advogados do Brasil reafirma o seu compromisso com a Constituição da República, da qual a liberdade de imprensa é indissociável", traz o documento.

Ainda no entendimento dos presidentes da OAB, as Assembleias Legislativas dos Estados não possuem competência para regulamentar a matéria, que é privativa do Congresso Nacional.