1 de novembro de 2010

PRP deixa base aliada do governo municipal

Júlio César Ladeia (PR), José Pereira Filho (PT) e José Jaconias da Silva (PT) passaram pelo comando do poder executivo tangaraense (o primeiro ainda se mantém no cargo) e até hoje sequer deram um telefonema para o Partido Republicano Progressista (PRP) agradecendo pelo apoio que receberam nas eleições de 2008.

Agora esse "telefonema" não interessa mais. Com seu quadro de filiados bem definido e perspectivas de sucesso no futuro, nossa sigla segue independente a partir deste dia primeiro de novembro de 2010.

Não fazemos mais parte da chamada base aliada do governo municipal. Isso é oficial. Com isso não queremos dizer que acirraremos oposição aos atuais ocupantes do poder executivo municipal.

Mas, na condição de presidente do PRP local direi o que necessário for sobre o andamento do atual governo aos cidadãos com os quais convivo.

O prefeito Júlio e os prefeitos temporários, Zé Pequeno e José Jaconias não precisam de meu apoio e muito menos de nossos filiados. Isso tem ficado cada vez mais evidente.

Nas eleições passadas o prefeito pagou nosso apoio de 2008 declarando seu apoio para um candidato até o presente sem o registro de candidatura. E para completar sua gratidão, orientou seus comandados a apoiar candidaturas que disputavam cadeiras na Câmara Federal, de fora.

Sem problemas. A gente colhe o que planta. Que venha 2012! O PRP saberá ser correligionário de quem nele acreditou e investiu. Quanto aos que o desprezaram, certamente receberam a devida colheita.

Quem serão nossos prefeitáveis?

Terminada a eleição para escolha de presidente da Republica, é hora de começarmos a discutir os possíveis nomes que disputarão a prefeitura de Tangará da Serra em 2012. Esse negócio de adiar para dizer que será candidato ou candidata não vai colar. É agora. Precisamos saber quem vai lançar o nome para gente também começar a se posicionar.

Forte em Brasília, fraco em Mato Grosso

Mesmo com a vitória de Dilma, o PT de Mato Grosso continuará como um partido fraco. Para não de dizer que em Tangará da Serra da Serra, a sigla está totalmente dentro do baralho. Adeus PT mato-grossense! Em nossa cidade, duvido que esse partido venha a eleger sequer um vereador nas eleições municipais de 2012.

Mandato tampão

Para muita gente, o mandato de Dilma de quatro anos no comando nacional será uma espécie de mandato tampão do presidente Lula, já que ele tirará esse tempo de férias para programar seu retorno. Ou não?

Agnelo Queiroz

Outra grande vitória para o PT também foi a do candidato Agnelo Queiroz, eleito o novo governador do Distrito Federal, com 66,1% dos votos válidos. Ele disputou o segundo turno com Weslian Roriz (PSC), mulher de Joaquim Roriz, seu principal adversário na primeira etapa da eleição. Seu vice é o deputado Tadeu Filippelli, do PMDB, ex-integrante do governo de Roriz.

Reforma política

Assim como o presidente Lula, Dilma também assegurou que vai lutar par fazer valer a reforma política tão esperada e necessária. Ela diz que a reforma é preciso para elevar os valores republicanos.

Dilma agradece eleição ao povo brasileiro

‘Agradecer aos brasileiros e brasileiras e dizer que vou honrar a confiança que depositarem em mim".

O trecho da primeira entrevista de Dilma Rousseff, primeira mulher eleita presidente do Brasil na marcha final da apuração dos votos das eleições de ontem, exprime a necessidade dela de ficar cada vez melhor e em dia com os brasileiros e brasileiras, principalmente daqueles que votaram com um "quê" de desconfiança, mas que apostaram na candidata do presidente Lula e na continuidade da ação administrativa imprimida por Lula.

A verdade é que Dilma foi eleita, através de um processo democrático e chegará ao poder após ter assumido muitos e importantes compromissos e só nos resta apostar e desejar que ela faça uma grande administração em favor valorizando, principalmente as políticas sociais. É isso Aí.

Prestação de contas dos candidatos

Termina nesta terça, dia 2, o prazo para entrega da prestação de contas dos candidatos. Sem perca de tempo, fiz a minha como ex-candidato a deputado federal, na sexta-feira, 29.

Tiririca

O deputado eleito Tiririca vai ser chamado pelo juiz eleitoral para fazer um ditado de palavras. Dizem que Tiririca está assistindo aula de preparação.

Assim penso

"Ninguém chuta cachorro morto" ou "ninguém atira pedra em árvores que não tem frutos"

A quem interessar possa

Em política o que conta são os interesses. Ninguém diz algo ou toma determinada atitude que não seja para atingir um objetivo específico. Cabe ao analista político entender as mensagens cifradas e os interesses em jogo.