20 de janeiro de 2011

Há algo que gostaria de expressar sobre Tangará da Serra

Vejo e ouço todos os dias várias pessoas reclamando da situação porque passa Tangará da Serra.

Em parte, muitas estão cheias de razão.

Tangará está sendo tomada por muitos problemas. Não podemos encobrir e muito menos fazer de conta que tudo está às mil maravilhas.

Mas, há algo que gostaria de expressar.

Para minha pessoa, Tangará da Serra ainda é um dos melhores lugares desse País para a gente viver, trabalhar, estudar, ganhar honestamente um dinheirinho, progredir.

Agradeço muito a Deus a oportunidade que Ele me deu de vir morar nesse município. Não há um só dia em que deixe de pensar nesse presente que o Altíssimo me concedeu.

Em Tangará da Serra eu vivo feliz, muito feliz, com minha família.

De origem humilde, sem recursos, cheguei nesta cidade trazendo apenas minha dignidade e muita vontade de prosperar.

Mostrei para a comunidade o que sabia fazer de melhor, e ela, gentilmente me deu muitas e boas oportunidades.

Embora já sendo portador de diploma de curso superior, nesta cidade cursei mais uma faculdade. Aprofundei meus conhecimentos me pós-graduando duas vezes.

Minha linda filha Sofia nasceu em Tangará da Serra. Minha esposa Caroline cursou Ciências Biológicas na Universidade estadual.

Conquistei o básico para a minha vida. Estabeleci minha empresa. Comprei minha casa. E tenho um confortável carro para fazer até longas viagens por esse gigante País.

Aos poucos venho crescendo também como liderança política. Há dois anos presido um partido político, sigla essa que nas últimas eleições, me lançou candidato a deputado federal pelo estado de Mato Grosso.

Mas isso me parece bem pouco quando comparo com as sólidas amizades que tenho construído em Tangará da Serra, e agora também, em várias cidades de nossa região médio norte.

Por isso e muito mais, expresso meu contentamento em residir com minha abençoada família em Tangará da Serra.

Conheço vários estados brasileiros, várias cidades e capitais. Mas, não trocaria minha grata Tangará da Serra por terra de ninguém.

Como fui adotado, também adotei está como a minha cidade, o meu município, a minha gente, o meu povo. E mm nome de filha tangaraense, também me autoproclamei tangaraense.

E os problemas...Há... me diga onde está o lugar que não tem problemas...

Viva a brava Tangará da Serra. Terra multicultural. De gente sábia e educada. Terra de oportunidades. Viva o povo tangaraense! Viva!

Mato Grosso tem mais celulares que habitantes

Mato Grosso está entre os 15 estados do país que tem mais de um celular por habitante, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (19) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Além de Mato Grosso os outros 14 estados onde o número de celulares é maior que o número de habitantes são: Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, Goiás, Rondônia, Santa Catarina, Espírito Santo, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Tocantins e Amapá.

Até o último dia de 2010 havia no país 202,94 milhões de telefones celulares, com crescimento de 16,66% em relação ao ano anterior. Isso equivale a 104,68 acessos para cada 100 habitantes, com crescimento de 15,6% em relação a 2009. Com a Folha do Estado

Mutirão Carcerário liberta 1.189 presos das prisões de Mato Grosso

Durante os trabalhos do Mutirão Carcerário feitos em Cuiabá e outras quatro sedes, Sinop, Cáceres, Água Boa e Rondonópolis em 38 estabelecimentos prisionais, 1.189 presos deixaram a prisão em Mato Grosso.

Desses, 759 ganharam a liberdade e outros 430 tiveram progressão para o regime semiaberto.

Além disso foram concedidos a 1.706 outros benefícios e revisões de penas de 3.911 detentos.

Muitos destes presidiários já retornaram à prisão. Apesar de não ter dados oficiais, a Sejudh estima que de 60% a 80% volte a praticar crimes e ser preso nos meses seguintes.

Balanço policial das últimas 24 horas em Tangará da Serra

Seis das nove ocorrências registradas nas últimas 24 horas pela Polícia Militar de Tangará da Serra, estiveram envolvidas com acidentes de trânsito.

As outras foram: uma por enquadramento com a lei Maria da Penha, uma por tráfico de drogas e a última por tentativa de homicídio.

Deputados escolhidos para outros cargos, podem optar por remuneração

Os deputados federais eleitos escolhidos para secretarias e ministérios podem, de acordo com a lei do funcionalismo, optar pelo salário de deputado ou do cargo para o qual foram nomeados. Em São Paulo, por exemplo, o salário de um secretário é de R$ 14.980, bem abaixo dos R$ 26.723 que os deputados terão direito a partir de fevereiro. A opção pela remuneração de parlamentar incha a folha de pagamentos do Legislativo federal, que tem de arcar com o salário do suplente e do eleito.

Gasto com cada eleitor foi de 2,04 dólares

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, no pleito do ano passado, foram gastos 2,04 dólares por eleitor, totalizando um valor de US$ 284 milhões, custo considerado pelo presidente do órgão, Ricardo Lewandowski, "bastante baixo".