12 de fevereiro de 2011

Reforma política vai enfocar o fim da reeleição

Impossível que não entre no debate da reforma política que vai se iniciar no Congresso Nacional o tema do fim da reeleição para o Poder Executivo. Trata-se de uma questão que deve suscitar polêmica.

Webleitor quer saber qual nome 'arrojado' disputará a prefeitura de Tangará da Serra

Webleitor assíduo desta página, Douglas Almeida Coelho (dougproducao@gmail.com ) encaminha e-mail, fazendo uma curiosa pergunta ao blogueiro.

Confira:

"Prezado Dorjival com sua experiência e contatos, você tem alguma informação de algum bom candidato a prefeito de Tangará da Serra?

Alguém com visão arrojada, dinâmica, que não tenha medo de buscar investimentos, tanto empresarial como em infraestrutura, sem nunca deixar de olhar pro lado social é claro, buscando diminuir as diferenças em nosso Município.

Estou cansado dos velhos politicos que se apresentam com aquela visão antiga, que os eleitores de nossa cidade estão carecas de ver."

Vagas ociosas pertencem aos suplentes de coligações

Presidente de Câmaras Municipais de várias cidades brasileiras já estão adotando a orientação jurídica que vem sendo seguida pela Câmara dos Deputados na questão de posse aos suplentes de coligação em vagas ociosas.

Em Natal (RN), o suplente Fernando Lucena tomou posse na vaga de Hermano Morais, do PMDB que assumiu vaga de deputado estadual. Assis Oliveira (PR) foi empossado na vaga de Paulo Vagner (PV).

Porém, nada impede que os suplentes dos partidos ingressem com ação no Supremo Tribunal Federal pedindo que sejam empossados. Tem sido assim nos casos em que os suplentes dos partidos assumem as vagas.

A quem interessar possa

"No Brasil de hoje, os cidadãos têm medo do futuro. Os políticos têm medo do passado".

Infraestrutura básica para o plantio

Na edição 2011, o projeto Terra Pronta beneficiará cerca de 10 mil pequenos produtores rurais ao viabilizar o preparo de terra para o plantio, numa área de aproximadamente 15 mil hectares. A iniciativa visa disponibilizar aos pequenos proprietários de terras e aos assentamentos rurais a infraestrutura básica para o plantio, através da preparação motomecanizada do solo e distribuição gratuita de sementes para culturas de milho, feijão, algodão e outras.