1 de março de 2011

Governo Silval leva uma tesourada de 57 milhões com corte nas emendas

(Cícero Henrique) - Ao todo, os 10 estados governados pela oposição perderam R$ 739,6 milhões em emendas o que, proporcionalmente, representaria cortes de R$ 74 milhões para cada um.

Por outro lado, as 17 unidades da federação restantes perderam R$ 1 bilhão com a tesourada, em média, menos R$ 59,8 milhões para os estados e Distrito Federal governados pela base aliada do governo.

Também foram cortados recursos de emendas para empreendimentos regionais. No Centro-Oeste foram vetados R$ 5,9 milhões. Para o Sul mais R$ 750 mil. Nas ações de cunho nacional os cortes chegaram a R$ 104,5 milhões.

A tesoura do governo federal para o estado de Mato Grosso atingiu cerca de R$ 57.648,053, com isso o estado é o 14 da federação no ranking dos estados afetados.

Redes sociais: Governo Dilma é mais criticado do que elogiado, indica pesquisa

Com apenas três meses de governo, a presidente Dilma Rousseff tem sido mais criticada do que elogiada nas redes sociais, indica pesquisa da Miti Inteligência. Segundo o estudo, apenas 7,25% dos comentários nas redes são positivos, 48,76% são negativos e 43,99% neutros.

O levantamento, realizado entre os dias 25 e 30 de janeiro deste ano, monitorou mais de 18 mil citações nas mídias sociais (Twitter, Facebook, Youtube, fóruns, blogs e sites de reclamação) e 6.430 notícias nos veículos de comunicação online.

Nos comentários, Dilma é cobrada pelo seu discurso de posse e também recebe críticas sobre as reformas política e tributária, o aumento de recursos para o parque industrial brasileiro e a manutenção da política de exportação de commodities agrícolas e de pecuária, meio ambiente, além de críticas à construção de usina hidrelétirica de Belo Monte.

“Isso mostra que os internautas ainda estão apreensivos em relação à atuação da nova presidente. O grande número de comentários negativos não indica um governo avaliado negativamente, mas é um indicativo de desconfiança da população, que anseia pelo cumprimento das promessas de campanha”, avalia a gerente de inteligência e marketing da Miti Inteligência, Elizangela Grigoletti. Comunique-se

Novos donos do diário 'O Jornal'

Secretário Municipal de Meio Ambiente, Luiz Alberto Pereira (PV) e o jornalista Diego Soares comadam desde esta segunda-feira (28), o diário, O Jornal.

Eles arrendaram a empresa jornalística da empresária Tatiane Diel pelo período de três anos.

Diego permanece na chefia de Redação do noticioso. Pereira cuidará da parte administrativa dos negócios.

Agora a pouco, os dois informaram ao Diário de Tangará que algumas contratações já foram feitas e outras ainda o serão.

O Jornal continua circulando de segunda à sexta-feira. E deverá ganhar nova roupagem. Possivelmente até outro nome dentro dos próximos meses.

Conhecedor de perto da vocação jornalística de Diego Soares e do bom lado administrador de Luiz Alberto, creio os dois proporcionaram excelente trabalho à sociedade local e regional.

Desejo boa sorte à nova equipe de O Jornal.

Calote eleitoral

O corte no orçamento 2011 para “equilibrar” a economia brasileira - versão oficial - “mordeu” R$ 5,1 bilhões do Minha Casa, Minha Vida.

O bloqueio corresponde a um recuo de 40% da dotação orçamentária, que era de R$ 12,7 bilhões. Atinge em cheio o programa de distribuição de casas aos brasileiros pobres. Como o Minha Casa, Minha Vida está inserido no PAC 2, lançado para inflar a candidatura de Dilma Rousseff (PT) em 2010, fica caracterizado o “calote eleitoral”. Não é só isso.

Os R$ 50 bilhões “congelados” atingem em cheio a parcela de brasileiros que sonhavam em ingressar nos quadros do funcionalismo público.

O governo não vai realizar nenhum concurso público este ano. Todos os certames serão postergados, segundo a secretária do Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Célia Correa. “Até mesmo aqueles que tinham sido realizados e não tiveram curso de formação concluído, também serão postergados”, alertou Cecília.

Acrescente-se que todas as nomeações previstas para este ano também estão suspensas. A pancada ainda atingirá o bolso dos servidores, uma vez que o governo não dará nenhum reajuste salarial, como forma de manter o equilíbrio financeiro.

Observe que estamos apenas concluindo o segundo mês do governo Dilma, o que sugere que ela sabia do desequilíbrio financeiro do País, provocado, em parte, pela campanha eleitoral, quando o governo se permitiu a todas as aventuras com o cofre público para eleger a sua candidata.

Um retrô no programa eleitoral de Dilma vai ver a candidatura garantindo a ampliação do Programa Minha Casa, Minha Vida, a realização de concursos públicos e prometendo realizar todas as obras do PAC 2.

Tudo muito bonitinho, que não permitia falar de dificuldades financeiras, muito menos em corte no orçamento. O cidadão brasileiro acreditou.

A candidata de Lula ganhou as eleições. Agora, surge a verdade negada no palanque. O governo vai arrochar o cinto, com a dor na cintura dos que dependem exclusivamente da assistência pública. César Santos

Blogueiro vai apresentar jornal falado em rádio local

Estréio na próxima segunda-feira, das 12h às 12h30 diariamente, programa jornalístico numa emissora de rádio local. Aguarde mais detalhes.

Minha Casa, Minha Vida teve corte de R$ 5,1 bilhões

O programa habitacional Minha Casa, Minha Vida teve corte de R$ 5,1 bilhões na sua previsão de gastos para o ano de 2011. Antes, pela Lei Orçamentária Anual (LOA), aprovada pelo Congresso Nacional, estavam previstos gastos de R$ 12,7 bilhões. De acordo com a ministra, o corte é justificado pelo o fato de a segunda etapa do programa só estar prevista para iniciar em abril.

Imposto de Renda Pessoa Física 2011

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2011 começa hoje, às 8h, e vai até o dia 29 de abril. O programa gerador da declaração na internet deverá ser liberado no site da Receita Federal. Este ano não poderá mais ser usado o formulário de papel. A Receita estima receber 24 milhões de declarações até o fim do prazo.

Ministro chegou a receber R$ 93 mil em apenas um mês

O Superior Tribunal de Justiça usou brecha para driblar o teto salarial de R$ 26.700 imposto pela Constituição e pagou no ano passado em média R$ 31 mil aos ministros que compõem a corte. O tribunal gastou no ano passado R$ 8,9 milhões com esses supersalários. Um único ministro chegou a receber R$ 93 mil em apenas um mês.

Programa Nacional do Passe Livre Estudantil

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 79/11, que cria no âmbito do Ministério da Educação o Programa Nacional do Passe Livre Estudantil. A proposta visa beneficiar alunos dos ensinos público e privado com a isenção total do pagamento da tarifa de transporte público coletivo.