29 de março de 2011

De Gaulle tinha razão

É sério um país onde o ex-chefe da polícia muda de lado e ganha fortunas para questionar a legalidade das operações dessa mesma polícia?

Por Francisco Carlos Garisto

Quando o ex-presidente da França, Charles de Gaulle, afirmou nos anos 60 que o Brasil não era um país sério, muitos “nacionalistas” protestaram, mas quando nos deparamos com fatos que atestam a veracidade da frase temos que, infelizmente, nos calar e vestir a carapuça.

Observando somente esta semana os noticiários da mídia brasileira, podemos afirmar que a frase do velho general não era profética, era real.
Por exemplo:

O ex-ministro da justiça Márcio Thomaz Bastos, até pouco tempo foi o ministro da justiça do Brasil e tinha subordinada ao seu comando a Polícia Federal. Durante a sua gestão a Polícia Federal desencadeou centenas de grandes e holofóticas operações contra megaempresários, superdoleiros, grandes empreiteiras e portadores dos mais polpudos “colarinhos brancos” das falcatruas nacionais e internacionais.

Sorriso: aprovada ficha limpa para ocupantes de cargo na prefeitura e câmara

Os vereadores de Sorriso aprovaram, ontem à noite, em 1ª votação o projeto de lei complementar que dispõe sobre a nomeação para cargos em comissão no âmbito dos órgãos dos poderes Executivo e Legislativo de Sorriso. O projeto de autoria do líder de oposição, vereador Chagas Abrantes (PR), também chamado de Ficha Limpa, quer proibir a nomeação de pessoas condenadas para o exercício de cargos em comissão e funções de confiança na Administração Direta e Indireta dos dois poderes. A determinação vale para até oito anos após o cumprimento da pena, exigência que já é cobrada de pessoas que ocupam cargos eletivos, como presidente e vice, governadores e vices, prefeitos e vices, senadores, deputados estaduais e federais e vereadores.

Bafáfá na Câmara de Vereadores

Soube que ontem, à noite, houve o maior bafáfá na Câmara de Vereadores de Tangará da Serra. Pelo que me disseram, alguém andou querendo derrubar o prefeto Júlio Ladeia de seu posto. A intenção não teria dado certo. Vixe nossa senhora!

Liminar deixa no cargo prefeito de Alto Paraguai

Por Sonia Fiori

O prefeito de Alto Paraguai, Adair José Alves (PMDB), conseguiu através de liminar da Justiça permanecer no cargo após decisão da Câmara Municipal de afastar ele e a vice-prefeita, Tânia Regina Siqueira (DEM), em sessão ocorrida na noite da sexta-feira - por período de 90 dias. Juíza de Direito plantonista da Comarca de Diamantino, Patrícia Ceni, concedeu liminar no domingo ao mandado de segurança interposto pelo prefeito, através de sua assessoria jurídica, tendo como base o "cerceamento de defesa".

IR reajustado

A medida provisória que reajusta em 4,5% na tabela de Imposto de Renda de Pessoa Física foi publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União. A faixa de isenção do IR passa de R$ 1.499,15 para R$ 1.566,61 por mês. Uma regra fixa do IR até 2014 também está inserida na medida provisória assinada pela presidente Dilma Rousseff.

Firula

O diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Hélio Derenne, apareceu em fita exibida pelo Fantástico, chamando de “firula” o envio de integrantes da corporação para operação no complexo de favelas do Alemão, em 2010. Pela sinceridade, perdeu o cargo. Ninguém melhor do que ele definiu a ação “espetacular” que prendeu alguns gatos pingados do tráfico carioca. A “firula” não alcançou os chefões.

Concursos públicos

Por meio da portaria número 39, publicada no Diário Oficial da União, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior suspende, por tempo indeterminado, os efeitos das portarias que autorizaram a realização de concursos públicos e o provimento de cargos no âmbito da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. Segundo a decisão, as nomeações publicadas até hoje ainda estão valendo.