9 de maio de 2011

DIVULGADO: Próxima parada da Campanha Trânsito Consciente é Tangará da Serra

Acabo de ler em um site da capital a seguinte nota:

"Imagine uma cidade onde os motoristas respeitam a faixa de pedestre e não precisam de semáforos para ceder a vez aos transeuntes no momento da travessia. Paris, Londres, Montreal, Zurique? Não, estamos falando de Tangará da Serra. Localizada a 232 quilômetros de Cuiabá, na Região Médio-Norte de Mato Grosso, a cidade com cerca de 72 mil habitantes foi a primeira do Estado a testar o sistema de conscientização, e foi seguido por vários outros muneicípios, como Lucas do Rio Verde e em alguns pontos da Capital, como na avenida Miguel Sutil.

É na cidade onde os semáforos foram substituídos pelas faixas que o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), por meio da Coordenadoria de Educação para o Trânsito, realiza entre 16 a 20 de maio em Tangará da Serra a campanha ´Trânsito Consciente, Pra vida seguir em frente´."

ESSAS INFORMAÇÕES NÃO CORRESPONDEM COM A VERDADE

Prezados senhores e senhoras de Mato Grosso, do Brasil e do Mundo. Quem passou essas informações para a sociedade, com toda a certeza, não conhece o violento trânsito de Tangará da Serra. A média indica que são 4,75 acidentes registrados diariamente envolvendo apenas motocicletas.

Convivo nesta cidade a cerca de oito anos, e como jornalista profissional (DRT-MT 1.228) e educador ativo, posso afirmar que as faixas de pesdestres há muito tempo deixaram de ser respeitadas por condutores de veículos que aqui residem.

Isso significa dizer que pedestres também não confiam mais nesse modelo de sinalização implantado nesta cidade quando ela tinha pouco mais de 30 mil habitantes e cerca de 10 mil veículos transitando por nossas artérias.

Portanto, essas faixas não representam mais nada para nós tangaraenses. E não devem mais ser exemplo para município nenhum do Brasil, muito menos de Mato Grosso.

De acordo com os últimos dados do IBGE, Tangará da Serra tem atualmente mais de 83 mil habitantes. E a quantidade de carros ultrapassou a casa dos 40 mil.

As faixas, realmente, foram um sucesso quando implantadas. Mas com o natural crescimento da cidade, nas duas últimas décadas, perderam completamente sua valia.

Há anos, os poderes públicos da cidade vêm discutindo uma completa reorganização do trânsito. Falou-se em implantação de semáforos nos principais cruzamentos urbanos. Lamentavelmente, as boas ideias ainda não saíram do papel.

Justamente por falta de agilidade nessas necessárias mudanças temos visto todos os dias homens, mulheres e pessoas na flor da idade sendo mutiladas e algumas perdendo prematuramente a vida.

EM TEMPO: Neste final de semana perdemos para o violento trânsito de nosso município o jovem atleta Edgar Gomes Cabral (32). As estatísticas tendem a engordar ainda mais caso nosso trânsito permaneça como estar.

O preço que o poder paga para calar a imprensa

Nos dias de hoje encontrar uma imprensa onde os valores astronômicos pagos com o objetivo de vender quase sempre a imagem que não condiz com a realidade, é cada vez mais fácil. Sem sombra de dúvida a imprensa é considerada o quarto poder, por que assim o é. A responsabilidade que os meios de comunicação exercem sobre uma sociedade e sobre uma nação são quase sempre decisivos na vida da sociedade de uma cidade e suas respectivas transformações.

Acidente automobilístico tira vida de ex-jogador de futsal de Tangará da Serra

O ex-jogador de futsal Edgar Gomes Cabral,32 anos, morreu em um acidente de carro na noite de sábado (7), quando seguia para uma festa a 18 quilômetros de Tangará da Serra. A tragédia ocorreu na MT-408, que liga Tangará a Diamantino.

Cabral estava com mais dois amigos em um veículo Golf, quando perdeu o controle da direção rodou na pista e bateu de frente com uma caminhonete L200.

Edgar morreu na hora. Os amigos Edson Martins de Aquino, 30, e Orlando dos Santos, 34, tiveram fraturas e escoriações. O motorista da caminhonete Edgar Figueira Rossi teve ferimentos leves.

O atleta jogava no time da cidade e participou de torneios estaduais representando a equipe. Ele ainda ganhou o título da Copa Centro América em 2009.

Moradores do São Domingo recebem hoje caravana do PRP

O Partido Republicano Progressista - PRP de Tangará da Serra promove logo mais às 19h, no bairro São Domingo, encontro com lideranças comunitárias e moradores daquele setor da cidade.

O PRP vai ouvir daquela comunidade quais são seus anseios e reivindicações.

É aguardada uma quantidade considerável de filiações. Muitas pessoas já aderiram à legenda faltando apenas oficializar o ato filiatório que acontecerá hoje à noite.

O presidente municipal do PRP, professor Dorjival Silva é presença confirmada no encontro.

CONVITE - Todos os moradores desse setor da cidade estão convidados a  participar levando sugestões e críticas. O PRP quer ouvir atentamente cada cidadão e cidadã presente.

Atenção: professores e professoras de Mato Grosso!

Não me conformo com essas paralizações promovidas pela entidade que diz representar os professores e professoras de Mato Grosso. Não que eu seja contrário ao direito de greve. Sou a favor, sim, que todo trabalhador lute por melhorias pessoais e coletivas.

A minha pública repulsa a esses pseudos-movimentos é pelo fato do cheiro que exalam de serem apenas movimentos político-eleitoreiros.

O que me intriga ainda mais é o fato de a presidente do Brasil, o ministro da Educação, a secretária de estado de Educação e a entidade que diz representar a categoria pertencerem a uma mesma legenda partidária.

Está claro que se houvesse interesse em melhorar a vida dos trabalhadores da Educação de nosso País, não precisaria de paralizações, greves e coisas e tal.

Quem detém o poder, tem o poder de realizar. No Brasil e em Mato Grosso, não existe interesse em melhorar o rendimento salarial dos educadores e educadoras.

Por isso não será uma entidade pertencente ao mesmo sistema que terá forças para alterar o caótico quadro em que se encontra a educação.

Para mim, participar desses movimentos não tem poder ou significância alguma. A menos para quem promove porque querendo ou não usa os incautos como massa de manobra. É esse e nenhum outro pensamento que tenho e ouso em expô-lo.

Péssima merenda pode influenciar negativamente no rendimento escolar

Entre 50 a 60 por cento dos alunos da rede pública de ensino chegam à hora do recreio tomados pela fome. É que muitos deles, além de acordarem cedo de mais, ainda saem de casa sem quebrar o jejum.

Felizes são os alunos que recebem no chamado "intervalo", uma porção digna para sua alimentação.

Certamente, a primeira comidinha do dia.

Fico imaginando a situação daquelas crianças carentes que no "intervalo" são obrigadas a comer porções que em nada contribuem para sua saúde.

Estou convencido que o tipo de merenda servida am algumas escolas está matando intelectualmente nossos alunos. Sem comida, fica difícil aprender. Fica fácil transformar crianças em cidadãos revoltados com a escola e a vida.

A Voz do Brasil

As emissoras de rádios, a partir de agora, terão que respeitar o horário das 19h para veicular a “Voz do Brasil”. A decisão é do Supremo Tribunal Federal (STF), que decidiu pela obrigatoriedade do programa. Com isso, as emissoras não poderão optar por horário alternativo, prática comum em noite de transmissão de jogos. A “Voz do Brasil” foi criada pelo presidente Getúlio Vargas, quando existiam no país apenas 41 emissoras de rádio, em 1935.

Duas mães

Deu na coluna Ancelmo Gois, no Globo: “Um casal de lésbicas pediu à Justiça do Rio, no ano passado, que as duas fossem declaradas mães de uma criança. É que uma delas doou óvulos, que foram fecundados por inseminação artificial, e a outra os recebeu e gerou o bebê. O pedido foi negado em fevereiro agora, três meses antes da decisão do STF que reconheceu a união gay.”