25 de maio de 2011

Revoltante a situação da rodovia que liga Tangará da Serra à Cuiabá

A situação do conjunto de rodovias que liga Tangará da Serra a Capital do Estado, Cuiabá é sofrível. No ano passado, às vésperas do pleito eleitoral, as rodovias, citando, por exemplo, a MT 358 recebeu uma pequena reforma e muitas placas, agora, passadas as eleições e uma temporada de chuvas, os buracos, os acidentes e as mortes estão de volta.

Manifesto

Manifesto total repulsa à detenção do jovem empresário Fausto Masson, ontem, em Tangará da Serra, pela Polícia Militar. A ação militar foi desnecessária, do nosso ponto de vista.

E a reforma tributária, sai ou não sai?

Vai e vem e o tema Reforma Tributária volta à pauta. Ele retorna à discussão, mas não há quem assegure que será viabilizado. Exatamente porque o jogo de interesses é muito grande. Ninguém pensa no macro.

No próprio parlamento, que é o lugar onde se imaginava que as lideranças conversassem e se entendessem, não se chega a um denominador comum em torno dessa temática, exatamente porque o cabo-de-guerra envolvendo os interesses dos estados é o que tem prevalecido. Mas, há quem diga, mesmo assim, que a Reforma Tributária agora vai sair porque ela está na pauta do governo e também do Legislativo.

A esperança é que se faça uma espécie de pacto federativo, que a história nos mostra que em muitos países foi alcançado depois de muitas guerras e revoluções civis. Será que aqui entre nós vamos precisar de chegar a tanto? Esperamos nós, cidadãos, que não se parta para o tudo ou nada numa disputa bélica para, enfim, termos a tão sonhada Reforma Tributária.

A falta de entendimento reside no seguinte aspecto: São Paulo, que responde por 42 por cento da produção industrial brasileira, não quer perder sua receita e, pelo contrário, quer é ampliá-la. Os estados consumidores, por sua vez, querem que o imposto seja gerado na ponta do consumo, ou seja, onde eles estão.

E enquanto não se chega a um entendimento, as discussões seguem sem nunca serem finalizadas. Agora, por último, se disse que a Reforma Tributária vai sair, sim, mas será pela via do fatiamento. Ou seja, será fatiada. Que saia então, mesmo que seja dessa maneira. 

Emprego para qem tem mais de 45 anos de idade

Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 6930/06 que institui o Programa Nacional de Estímulo ao Emprego de Trabalhadores Experientes (PNETE) para criar postos de trabalho para pessoas com mais de 45 anos. A proposta visa beneficiar o trabalhador desta faixa etária, que encontra dificuldades de conseguir vaga no mercado.