20 de junho de 2011

Serra assume liderança do estadual feminino de futebol

Fonte: Só Notícias/ Weverton Correa

Três partidas marcaram a terceira rodada do estadual feminino de futebol neste sábado. Com a vitória de 3 a 1, sobre o Palmeiras, no Mané Garrincha, em Tangará, o Serra assumiu a liderança do campeonato, e soma 7 pontos. O time é seguido do Mixto que goleou o Operário, antigo líder, por 5 a 1, com quem divide a vice-liderança. Ambos tem 6 pontos. O Cacerense bateu o Gama por 3 a 1, e assegurou a quarta colocação.

A quarta rodada está marcada para o dia 25. Conforme Só Notícias informou, quatro equipes se classificam para a próxima fase, em jogos de ida e volta. A campeã vai para a Copa do Brasil feminino.

Classificação
Serra 7 pontos
Mixto 6
Operário 6
Cacerense 4
Palmeiras 3
Gama 0

E a 'grevinha' está chegando ao final

Profissionais da educação lotados na Escola Estadual Jonas Lopes da Silva, Vila Goiás, em Tangará da Serra, retornaram as atividades escolares na sexta-feira passada. Hoje, a unidade escolar funcionou normalmente, apesar do apelo do Sintep (cédula do PT) para que permanecessem na "grevinha".

Nem preciso continuar escrevendo que essa "grevinha" foi apenas uma encenação barata da  turma do PT que quer a todo custo se reerguer das sucessivas derrotas sofridas no campo político em Mato Grosso, justamente por ter se afastado das lutas sociais.

Concordo plenamento com os que dizem que o PT abandonou as lutas sociais depois que se tornou governo. (Dilma, Hadad, Rosaneide e o Sintep são governo).

A greve é a esperança dessa turma volta a ser vista como alguém que está do lado das classes sociais organizadas.

Vai enganar a outro. A este, jamais.

Futuro da Câmara de Vereadores de Tangará da Serra

Ninguém ainda se preocupou em discutir seriamente a realidade financeira que estará criada em 2013 na Câmara Municipal de Tangará da Serra. Falo do aumento de 10 para 17 cadeiras no Legislativo.

100% comprometido
Atualmente, o orçamento do Poder Legislativo está 100% comprometido com pagamento de pessoal, verbas dos gabinetes, subsídios dos vereadores, despesas de manutenção e despesas fixas.

Custos dos gabinetes
O surgimento de sete novos gabinetes implicaria em mais sete gabinetes e seus custos. Implica em ampliação do plenário, obras físicas no prédio para criação dos gabinetes e outras coisas mais.

Orçamento apertado
Na ponta do lápis não há como custear esta nova despesa com o orçamento atual. O duodécimo da Câmara é estipulado em lei e corresponde a uma fatia fixa da arrecadação, só reajustado se a arrecadação crescer.

Dividir para caber
A única solução possível vai ser cada vereador aceitar abrir mão do seu quinhão atual para dividir com os novos que vão chegar. Ou seja, a verba que é usada para manter 10 gabinetes será usada para manter 17.

Problema é real
Por enquanto está todo mundo calado quanto a este assunto. Mas daqui a pouco o problema vai exigir uma solução.

Pode haver redução
A mudança na Constituição que garantiu o aumento de vagas assegura apenas o número máximo de vereadores conforme a população de cada município, mas nada impede que este número seja menor, fica a cargo de cada Câmara Municipal definir isso.

PARA REFLETIR: PONTO NEGRO

Conta-se que um professor queria que seus alunos aprendessem uma lição e preparou sua aula estendendo um grande lençol branco numa das paredes da sala. No centro do lençol ele pegou um lápis e fez um pequeno risco preto.

Na medida em que os alunos iam entrando, tinham sua curiosidade despertada por aquele objeto estranho estendido bem a sua frente no meio da sala.

O professor iniciou a aula perguntando a todos o que viam a sua frente.

O primeiro que se manifestou disse que via um pontinho negro bem no meio do lençol, no que foi seguido pelos demais. Todos conseguiram ver o pontinho negro que fora colocado, de propósito, no centro do lençol branco.

Depois de perguntar a todos se o ponto negro era a única coisa que viam, e ouvir a resposta afirmativa, o professor lançou outra questão:

- Vocês não estão vendo todo o resto do lençol? Vocês conseguem somente ver o pequeno ponto preto, e não percebem a parte branca, que é muito mais extensa?

Naquele momento, os alunos entenderam o propósito da aula: ensinar a ampliar e educar a visão para perceber melhor o conjunto e não ficar atento somente aos pormenores ou às coisas negativas.

Essa é, na maior parte das vezes, a nossa forma de ver as pessoas e situações que nos rodeiam.

Costumamos dar um peso exagerado às coisas ruins, e pouca importância ao que se realiza de bom.

Final de semana trágico em Tangará da Serra

Um ciclista de 32 morto por atropelamento na MT 358, a cerca de dois quilômetros do Distrito Progresso

Um engenheiro agronônomo de 30 anos também morto em acidente motociclístico numa estrada vicinal do município

Um pai de família morto por esfaqueamento num bairro periférico da cidade.

Muito choro e tristeza para todos que amamos Tangará da Serra.

Os poucos que têm opinião racional não se podem fazer ouvir

“Os Políticos não encontram atrativo algum numa opinião que não se presta a perorações partidárias, e os mortais comuns preferem opiniões que atribuem a desgraça às manobras dos inimigos. Consequentemente, o povo luta contra e a favor de medidas inteiramente irrelevantes, enquanto que os poucos que têm opinião racional não se podem fazer ouvir porque não alimentam as paixões de ninguém”.
 
Bertrand Russel, in Ensaios Céticos