25 de junho de 2011

Ladrão de Galinha Xique

(...)
Pegaram o cara em flagrante roubando galinhas de um galinheiro e o levaram para a delegacia.
D - Delegado
L - Ladrão
D - Que vida mansa, heim, vagabundo? Roubando galinha para ter o que comer sem precisar trabalhar. Vai para a cadeia!
L - Não era para mim não. Era para vender.
D - Pior, venda de artigo roubado. Concorrência desleal com o comércio estabelecido.
Sem-vergonha!
L - Mas eu vendia mais caro.
D - Mais caro?
L - Espalhei o boato que as galinhas do galinheiro eram bichadas e as minhas galinhas não. E que as do galinheiro botavam ovos brancos enquanto as minhas botavam ovos marrons.
D - Mas eram as mesmas galinhas, safado.
L - Os ovos das minhas eu pintava.
D - Que grande pilantra... (mas já havia um certo respeito no tom do delegado...)
D - Ainda bem que tu vai preso. Se o dono do galinheiro te pega...
L - Já me pegou. Fiz um acerto com ele. Me comprometi a não espalhar mais boato sobre as galinhas dele, e ele se comprometeu a aumentar os preços dos produtos dele para ficarem iguais aos meus. Convidamos outros donos de galinheiros a entrar no nosso esquema. Formamos um oligopólio. Ou, no caso, um ovigopólio..
D - E o que você faz com o lucro do seu negócio?
L - Especulo com dólar. Invisto alguma coisa no tráfico de drogas. Comprei alguns deputados. Dois ou três ministros. Consegui exclusividade no suprimento de galinhas e ovos para programas de alimentação do governo e superfaturo os preços.
O delegado mandou pedir um cafezinho para o preso e perguntou se a cadeira estava confortável, se ele não queria uma almofada. Depois perguntou:
D - Doutor, não me leve a mal, mas com tudo isso, o senhor não está milionário?
L - Trilionário. Sem contar o que eu sonego de Imposto de Renda e o que tenho depositado ilegalmente no exterior.
D - E, com tudo isso, o senhor continua roubando galinhas?
L - Às vezes. Sabe como é.
D - Não sei não, excelência. Me explique.
L - É que, em todas essas minhas atividades, eu sinto falta de uma coisa. O risco, entende? Daquela sensação de perigo, de estar fazendo uma coisa proibida, da iminência do castigo. Só roubando galinhas eu me sinto realmente um ladrão, e isso é excitante. Como agora fui preso, finalmente vou para a cadeia. É uma experiência nova.
D - O que é isso, excelência? O senhor não vai ser preso não.
L - Mas fui pego em flagrante pulando a cerca do galinheiro!
D - Sim. Mas primário, e com esses antecedentes...

Luis Fernando Veríssimo.

Se as eleições gerais forem aprovadas eleitor terá de teclar 34 vezes

Se as eleições gerais forem aprovadas, o eleitor menos esclarecido vai sofrer na urna eletrônica. Para votar em todos os cargos, terá de teclar 34 vezes, assim distribuídas: cinco para vereador, cinco para deputado estadual, quatro para deputado federal, seis para dois senadores e dois para prefeitos, governadores e presidente, além dos oito “confirma”.

JUÍNA MAIS: "Jaconias tenta confundir população ao discursar que Polícia Federal nada encontrou contra ele"

Texto bastante esclarecedor sobre a situação do prefeito em exercício de Tangará da Serra, petista José Jaconias da Silva.

De autoria do blog Juína Mais, o material expõe as vísceras de Jaconias. Foi o mais completo que lí até agora sobre as denúncias que pesam contra ele, na esfera FEDERAL.

Quem quiser ler, acesse AQUI

Novo Plano Nacional de Educação já poderá nascer como letra morta

A Confederação Nacional dos Municípios afirma que as prefeituras hoje não têm dinheiro para arcar com as novas exigências que a lei em debate estabelece.

O plano estabelece 20 metas a serem cumpridas, como a elevação para 7% no mínimo de gastos do PIB do município com educação, até 2020.

Para a CNM, será necessário incluir um novo modelo de financiamento específico da educação para que os municípios possam cumprir o plano.

O temor maior dos prefeitos é não conseguir arcar com duas novas exigências de ensino público: a educação infantil e a escola em tempo integral. Pelos cálculos da CNM, para alcançar as metas do novo PNE, o custo será de R$ 50,6 bilhões.

Hoje, o Fundo de Manutenção da Educação Básica (Fundeb), verba que a União repassa às prefeituras, não cobre toda essa despesa extra.

Nilson Leitão toma posse como deputado federal na próxima sexta-feira

O ex-prefeito de Sinop, Nilson Leitão (PSDB), espera ser diplomado deputado federal eleito na quinta-feira, para, no dia seguinte, ir à Brasília tomar posse. Depois de ter perdido o mandato para Pedro Henry (PP), Nilson conseguiu a recontagem de votos e “tirou” a vaga de Ságuas Moraes (PT).

O ex-prefeito de Sinop Nilson Leitão (PSDB) ficou por 73 dias entre os oito eleitos da eleição 2010. No dia da diplomação, ele perdeu o mandato que já estava em suas mãos. Pedro Henry, que tinha problemas com a Justiça Eleitoral, conseguiu validar seus votos e conquistou a vaga.

ACITS e CDL teriam combrado a demissão de Karen Ladeia, segundo empresário

Um importante empresário tangaraense comentou neste sábado 25, com esta editoria, que o prefeito em exercício de Tangará da Serra, José Jaconias da Silva (PT), só demititu a professora Karen Ladeia (esposa do prefeito afastado Júlio Ladeia) porque ACITS e DCL cobraram essa atitude dele.

Segundo disse, se dependesse de Jaconias, a mulher do prefeito ainda estaria no comando da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Embaralhou tudo novamente. Logo eu que estava acreditando que nosso estimado Jacó havia começado a dar as cartas do baralho...

Bem, em todo caso, por força da pressão das duas entidades ou não, aprovei a atitude do prefeito petista.

Seu "IBOPE" creescerá ainda mais, com minha pessoa e o Partido Republicano Progressista - PRP, quando promover um limpa completo nos cargos ainda ocupados por apadrinhados de Ladeia.

Enquanto essas "peças" estiveram na composição do governo, para mim será tudo farinha do mesmo saco.

Ou Jaconias da Silva dá uma cara completamente nova ao seu governo, ou estará sendo visto com desconfiança por esta editoria, e creio, por muita gente desta urbe amada por todos nós.

É preciso mudar os conceitos sobre as fontes de energia atômicas brasileiras

Por Edson Cavalari

A Alemanha deu inicio a um movimento que pode ganhar força em todo o mundo. Por ser a mola  precursora sobre o uso da energia nuclear. Esse País acaba de confirmar que até o ano de 2022 deverá cessar o uso de energia nuclear.

 O desastre de Fukushima, Japão, mudou o conceito de muitos  políticos do país sobre o sistema nuclear, que  expõe a população invariavelmente a uma ameaça de contaminação radiativa. 

Assim, temos que rever conceitos sobre as fontes de energia atômicas brasileiras, visto que nossos equipamentos de produção de energia nuclear são alemães, a presidente Dilma Rousseff está preocupada com a situação.

Ainda bem, temos em nosso pais diversas são as opções de captação de energia renováveis e de fontes segura, hidroelétrica, eólicas, termoelétricas entre outras. 

Porem temos entraves do principio ao fim dos processos de elaboração dos projetos de inventários e nos projetos básicos deste empreendimento, entre eles: Licenciamentos ambientais, neste item temos falta de funcionários do órgão para agilizar o trabalho... muita demora e taxas exorbitantes; ANEEL, tempo astronômico para analisar os projetos elaborados, chegam a demorar 20 meses para dar parecer sobre a documentação a eles enviados.

Normalmente o tempo entre o início e o fim de um projeto de PCH chega a 3 anos, desestimulando muitos investidores.
Em Mato Grosso ainda esta pior, pois enfrentamos um CPI na Assembléia Legislativa sobre os projetos de UEHs e PCHs, por questões mais políticas do que técnicas que ninguém sabe quando terá fim, pois é briga de “cachorro grande” e nestas brigas muita gente sai ferida, mesmos os que não têm nada a ver com a briga, se você ficar longe perde o norte... se ficar perto sai mordido... Segundos informação dada pela diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Foster o consumo de energia elétrica no Brasil bateu recorde em fevereiro, com uma média da ordem de 68 gigawatts (GW) ou 68 mil megawatts (MW), no horário de pico,  ao destacar que, naqueles dias, já tinha sido registrado um outro pico de consumo de 67,7 GW médios, cerca de 26,4% acima da média de consumo de todo o ano passado, que foi de 53,3 gigawatts.

Segundo Maria das Graças, o forte aumento do consumo se deve às altas temperaturas dos últimos dias no Sudeste e ao aumento da atividade industrial. Tanto que determinou a Petrobras gerar mais 3.234 megawatts de energia termelétricos. Como se vê esta demanda poderia ser suprima com a aceleração dos projetos em andamento de produção de energia elétrico produzidas com fontes bem mais limpas e mais econômicas que petróleo.

Edson Cavalari - Empresário do setor de PCH (Pequenas Centrais Hidroelétricas) em Tangará da Serra - MT

O Tangaraense começa a circular nesta tarde de sábado

O jornal O Tangaraense, edição deste domingo 26, começa a circular hoje à tarde. Podendo ser encontrado no Tangará Shopping Center, Big Master e farmácias de plantão. Amanhã, será pulverizado na região central da cidade. Segunda-feira chega a todas as repartições públicas.

ALGUMAS MANCHETES

Câmara poderá criar mais três CEIs

Sociedade espera explicações detalhadas sobre todos os temas denunciados
Página 02

Feira agropecuária acontece em setembro em Tangará da Serra
A dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano deverá estar entre as principais atrações do evento
Página 04

Tangará da Serra ainda sem políticas públicas para sua juventude

Município precisa adotar ações que protejam, capacitem e gerem oportunidades aos jovens
Página 03

O FENÔMENO BULLIYNG

Dados oficiais apresentados pela Semec indicam que somente em 2010 foram registrados 6.096 casos de agressões a alunos dentro e no entorno das escolas municipais
Página 05

SAÚDE
ELISEU ZORRILA: Uma vida dedicada à Odontologia e a Medicina

É assim que pode ser definida a pessoa de Eliseu Zorrila Cardoso Gomes (77), 10 dos quais servindo à população de Tangará da Serra e região
Página 06

A homoafetividade na visão da ONU
Como estão sendo tratados os temas homoafetividade e a descriminalização da maconha no cenário internacional
Página 07

Presidente do PRP se reúne com liderança do PMDB em Brasília

O presidente do Partido Republicano Progressista (PRP), Ovasco Roma Altimari Resende, esteve na liderança do PMDB na Câmara Federal para uma reunião com o deputado Edinho. Eles falaram das propostas de reforma política que estão em discussão com a sociedade civil.

Tangara da Serra sedia etapa do Ranking Nacional de Ciclismo Olimpico


A cidade de Tangara da Serra, é sede de uma etapa do Ranking Nacional de Ciclismo Olimpico no dia 03 de julho. Os atletas do Mato Grosso, já estão ultimando os preparativos, para correrem em casa e fazerem uma excelênte participação neste certame nacional. A prova em Tangara da Serra, será em circuito. A direção da FMTC visa com isso, deixar os atletas do Mato Grosso, bem colocados em nivél nacional. Nosso objetivo é consolidarmos nossas posição entre os 10 melhores do país e entrarmos entre os 5 melhores daqui para o final do ano.

A temporada de 2011, tem o seu ponto mais alto, agora nestes meses de julho a setembro, avalia Manoel Lima, dirigente da FMTC. Os melhores atletas do Mato Grosso são, Gabriel do Carmo, Lucas Rebeque, Sandro Espessto, Marcelo Menezes, José Nathan, Jean Arara, Jeferson Taques, Maikon Martins, Ana Clara do Prado, Patricia Steicy, Sinicleito Canela, Railson de Arruda entre outros.


As cidades de  Cuiabá, Cáceres, Acorizal, Primavera do Leste, Rosário Oeste, Sinop, Sorriso, Rondonópolis, Primavera do Leste já confirmaram presença, além de atletas do Mato Grosso do Sul, Rondônia, São Paulo e Paraná. A largada acontece às 9 horas da manhã, no centro da cidade. Ao todo, serão 14 categorias em disputa.

A FMTC já tem confrimado a presença de 80 atletas. A FMTC tem apoio do Governo do Estado de Mato Grosso, Séc. de Estado de Esportes e Lazer (SEEL), Prefeitura Municipal de Tangará da Serra, Sec. Municipal de Saúde de Tangará da Serra, Policia Militar do Estado de Mato Grosso, SAMU e Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso. Com realização da FMTC e supervisão da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Informações pelo fone (65) 9284 8833 / (65) 8134 8488 e e-mail fmtcmtb@gmail com

Duarte, Bezerra, Beto, Schleicher e Maísa serão substituídos; é questão de horas

 O prefeito interino de Tangará da Serra, José Jaconias (PT), deve definir, nos próximos dias, os novos secretários de Agricultura, Esporte, Saúde, Meio Ambiente, Indústria e Comércio. Ele tem exonerado secretários que estavam na gestão do prefeito Julio Cesar Ladeia, afastado pela câmara, há cerca de 40 dias, acusado de irregularidades administrativas.

Jaconias tem conversado com aliados e dirigentes de partidos da base de apoio para definir os titulares. Já promoveu alterações nas secretarias de Administração, Fazenda, Infraestrutura, Planejamento, Turismo, além da Superintendência de Governo e no Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto.

Na Educação,o professor Nadir José Bariviera pediu demissão alegando motivos particulares e ainda falta ser nomeado o novo secretário, assim como na Ação Social, com a saída de Karen Ladeia (esposa de Julio)

Ladeia está recorrendo ao Judiciário e espera resposta a ação para derrubar a decisão da câmara que lhe afastou do cargo.Texto do DS - manchete do DT.

NOTA DO BLOG - Absolutamente nada contra ninguém. Mas tenho advertido nominalmente a alguns dos ainda secretários que publicamente se desliguem do governo Jaconias. Vocês fazem parte de um governo que não existe mais com o afastamento do chefe que lhes nomeou. Não gostaria de noticiar nesta página de UM MILHÃO de visitas que Jaconias os exonerou. Mas pelo visto serei obrigado.

Novo relatório pode resultar no afastamento definitivo de Ladeia, Jaconias e os parlamentares acusados

Ladeia deve fazer defesa pessoalmente

O prefeito afastado de Tangará da Serra, Júlio César Ladeia (PR), deverá ser intimado a partir da próxima segunda-feira (27) a fazer pessoalmente a defesa na comissão processante (CP) da Câmara Municipal. Além dele, o vice-prefeito José Jaconias de Silva (PT) e outros quatro vereadores desta legislatura também serão intimados. A comissão foi criada para investigar a participação dos políticos no desvio de recursos na saúde promovidos pela Oscip Idheas.

Ontem, foi concluído o prazo de dez dias para que todos enviassem a defesa prévia à comissão processante. Assim, após a análise das defesas prévia e pessoal, os membros da comissão farão um relatório que pode resultar no afastamento definitivo de Ladeia, Jaconias e os parlamentares acusados.

Essa comissão processante surgiu da primeira Comissão Especial de Investigação (CEI), criada ano passado, e que resultou em um relatório que apontou o envolvimento dos políticos. Caso seja constatado o envolvimento do prefeito e vice no esquema pela CP, o presidente da Câmara de Tangará, Miguel Romanhuk (DEM), assume a prefeitura.

O relatório da CEI mostrou um prejuízo que pode chegar a R$ 5,4 milhões aos cofres municipais, que foram apontados pela Polícia Federal, com base nas investigações da operação Hygeia, ano passado. Ladeia foi responsabilizado por ter assinado o contrato com a Oscip (sem o uso de licitação) e atuar de forma negligente, Jaconias por ter dado continuidade à parceria e os vereadores por serem omissos com a situação.

Em entrevistas anteriores, Ladeia negou qualquer participação nos desvios e disse que contratou a Oscip sem licitação por causa da urgência, para não perder os recursos que gerenciariam o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O prefeito em exercício, José Jaconias, não foi localizado para comentar as investigações.

Segundo o relatório da CEI, os valores são oriundos da soma de “desvios de verba pública” (R$ 668,9 mil), indenizações referentes a um acordo trabalhista (R$ 1,3 milhão) e “demandas trabalhistas” que podem ser acarretadas e ultrapassam R$ 3,5 milhões. Texto do Diário de Cuiabá

Eleições unificadas no Brasil só a partir de 2018

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou a proposta que unifica as eleições no Brasil a partir de 2018. A proposta agora segue para a votação no plenário do Senado e se for aprovada vai à Câmara.

A CCJ está aprovando as propostas apenas no quesito de sua legalidade, o mérito será apreciado pelo plenário quando virão à tona as divergências.

Esta proposta de termos eleições de presidente, governador, prefeito, senadores, deputados federais e estaduais e vereadores num único momento tem alguns desencontros e pode atrapalhar sua votação.

O primeiro ponto divergente é que existe uma corrente entendendo que uma eleição localizada de prefeito contamina o debate de uma eleição de presidente.

Outra divergência é sobre quem vai ter mandatos reduzidos ou ampliados para que a eleição se torne geral. A proposta em vigor é que os prefeitos e vereadores eleitos em 2016 tenham apenas dois anos de mandato.

Pelo que tenho visto nas discussões sobre reforma política, dificilmente temas polêmicos serão aprovados. Só passa aquilo em que não houver divergências sérias.