20 de julho de 2011

PRP busca ainda mais fortalecimento de olho em 2012

O Partido Republicano Progressista retorma no início de agosto mais uma série de reuniões nos bairros e distritos de Tangará da Serra.

A sigla que pela quantidade de filiações já faz parte do time dos partidos maiores no município se fortalece dia após dia de olho nas eleições de 2012.

O PRP de Tangará da Serra se mantém independente no município. Podendo adotar essa mesma postura nas eleições vindouras.

Declarado oposição aos governos do PR e do PT, em relação ao DEM que no momento administra o município, se mantém neutro.

Mas poderá se tornar oposição ao atual governo. Já que até o momento nenhum contato fora mantido com o PRP pela parte governante.

E essa deverá ser a postura do PRP de Tangará da Serra. Quem não precisa dele no hoje, é dado como líquido e certo que não precisará em 2012.

MOVIMENTAÇÃO

É grande a movimentação de bastidores dos partidos considerados nanicos. É tão grande a ponto de começar a preocupar as grandes agremiações partidárias, principalmente quanto à formação das chapas proporcionais. O problema está na falta de esteira.

Vem aí o PDN, mais uma legenda política

Vem aí mais uma legenda política, o Partido do Desenvolvimento Nacional (PDN), que nasce da costela do PR. E pendurado nas tetas do governo.

Ah, se fossemos do PT!

Estaríamos inebriados com tantos sucessos.

É o emprego garantido. Se sindicalista, é juntar a fome com a vontade de comer. Se perder a eleição, não se preocupe, temos uma vaguinha para você. É a gloria, o sucesso, sem qualquer mérito, mas quem está preocupado com isso?

Os idiotas abrem as portas para nós atravancarmos e atravancamos. Pequenos percalços, alguns até incentivados por nós, tonteiam a fajuta oposição e obnubilam a visão dos mais críticos.

EMPREGOS

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 53,3% da população do país estão empregados. O índice corresponde ao nível de desocupação, que atingiu em junho deste ano o menor percentual da série da pesquisa, iniciada em 2002.

PENALIDADE

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 269/11, que dobra a pena do criminoso que utilizar menor de idade ou incapaz na prática de delitos. A proposta acrescenta parágrafo único ao artigo do Código Penal que trata de agravantes no caso de ajuda de pessoas no ato criminoso.

IMPROBIDADE

Segundo dados do TCU, prefeitos e ex-prefeitos estão em maior número entre os réus nas ações de fraudes ajuizadas pela AGU. De dezembro de 2009 a novembro do ano passado, das 2.449 pessoas envolvidas em desvios de verba nas diversas áreas da administração pública, 1.115 eram prefeitos ou ex-prefeitos, o que representa 45,53% dos réus.