6 de fevereiro de 2012

Escola nova começa a ser construída no Distrito São Joaquim

O governo do estado de Mato Grosso iniciou na semana passada a construção da escola estadual Antonio Hortolani, no Distrito São Joaquim, loalizada a 24Km de Tangará da Serra. O investimento é de mais de R$ 1,1 milhão. A obra deve ser concluída até 27 de dezembro deste ano.

Ainda bem que o STF cedeu

A opinião pública brasileira vive um momento de glória com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de dar amplos poderes para o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Toda atividade precisa ser regulada e com os magistrados não pode ser diferente. O próprio jornalismo deveria ter um órgão nos moldes do CNJ.

Prefeitura de Tangará dispensa serviços da Nota Control e faz comunicado aos contribuintes

A Prefeitura Municipal de Tangará da Serra comunica os contribuintes e profissionais da área contábil que o município passará a gerir o Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN). A troca de sistema ocorre em virtude do vencimento do contrato com a empresa Nota Control.

Assim, todos os contribuintes devem realizar imediatamente seu recadastramento junto à municipalidade para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, através do site do município (www.tangaradaserra.mt.gov.br) ou diretamente pelo novo portal tangara.fisslex.com.br  no período de 06.02.2012 e 07.02.2012, uma vez que somente serão disponibilizadas as notas fiscais eletrônicas a partir do deferimento do recadastramento.

Informações na Secretaria Municipal de Fazenda (Sefaz), ou pelo telefone (65) 3311 4874.

Executivo e Legislativo presentes na abertura dos trabalhos da Associação de Moradores do Distrito São Joaquim

Prefeito Masson e Dorjival Silva, em pé, falam aos cidadãos presentes à reunião

A Associação de Moradores e Produtores Rurais do Distrito São Joaquim, distante 24 Km de Tangará da Serra, realizou neste domingo 05, sua primeira reunião ordinária do ano. O evento contou com a presença do prefeito Saturnino Masson (PSDB), os secretários Vagner Constantino (Administração) e Ronaldo Diniz (Infraestrutura) e o vereador José Pereira Filho (PT) representando a Câmara de Vereadores.

De acordo com o presidente da Associação, professor Dorjival Silva a reunião foi de grande importância para os moradores do Distrito uma vez que foram postos em discursão vários assuntos de interesse da comunidade.

A regularização fundiária da localidade, instalação de uma torre de telefonia móvel, construção de uma rotatória e a pavimentação asfáltica ligando Tangará da Serra à Santo Afonso - passando nas imediações do Distrito, foram os temas em questão.

As autoridades presentes garantiram envidar esforços para sanar esses e outros problemas apresentados pelos moradores do Distrito. A próxima reunião da Associação ficou marcada para o primeiro domingo de março, no salão comunitário do Distrito. Da Assessoria.

Mato Grosso restringe acesso a Justiça de pobres e necessitados

Uma parcela considerável da população de Mato Grosso, classificadas como pobres e necessitadas, está há mais de um ano sem ter acesso à Justiça na defesa de suas causas e interesses. Levantamento preliminar feito pela Associação Matogrossense do Ministério Público, na região do Baixo Araguaia, mostra dezenas de municípios enfrentando problemas de assistência judiciária àpopulação. Entre eles estão Porto Alegre do Norte, Vila Rica e São Félix do Araguaia. O lugar mais próximo onde tem defensor público é Água Boa, distante 400 quilômetros.

E a situação não está fácil de ser resolvida. Na semana passada, o Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça de Marcelândia, obteve esta semana liminar em ação civil pública proposta contra o defensor André Luiz Prieto, que determina o restabelecimento da Defensoria Pública no município. Dois dias depois, o Tribunal de Justiça cassou a liminar, desobrigando a Defensoria de reabrir seu escritório naquela cidade.

Os serviços prestados pela Defensoria Pública estavam – e vão permanecer - interrompidos desde 21 de fevereiro do ano passado. Além de Marcelândia, também foram propostas ações civis públicas para restabelecer a assistência jurídica gratuita nos municípios de Terra Nova do Norte, Apiacás, Arenápolis, Feliz Natal, Itaúba, Matupá, Nova Monte Verde, Nortelândia, Rosário Oeste, Marcelandia, Tapurah e Vera, há falta de defensores públicos.

Em um estado com 141 municípios, Governador Silval é dono de 73 rádios e TVs

Ex-prefeito, ex-deputado estadual e governador desde 2010, Silval Barbosa já é considerado um dos maiores empresários da comunicação do Estado, assim como Dorileo, do Grupo Gazeta; Ueze Zahran, do Grupo Zahran; Luiz Carlos Beccari, do Grupo Cidade Verde; e Roberto Dorner, do Grupo Dorner. O peemedebista é dono de nada menos que 73 veículos, entre rádios e emissoras de TV, especialmente nas regiões Norte e Médio-Norte. Nem todos estão em nome de Silval. A sociedade é dividida com membros da família e com alguns políticos locais.

RD News