5 de abril de 2012

Líderes do PRP se reúnem para discutir eleições municipais


Prof. Dorjival Silva e pré-candidatos a vereadores emTangará da Serra

Lideranças do Partido Republicano Progressista (PRP) de Tangará da Serra, se reuniram na manhã do sábado (31.03), no auditório do Hotel Colibri, para discutir o pleito eleitoral deste ano. O encontro desta feita, como definiu o presidente da legenda, professor Dorjival Silva, contou apenas com participação do “cérebro” do partido no município. Outro encontro agendado para a próxima semana, contará com as presenças de todos os filiados e simpatizantes da sigla.

Nessa reunião realizada no sábado passado, assuntos diversos foram discutidos pelas lideranças republicano-progressistas municipais. Entre os quais, a atual conjuntura política de Tangará da Serra. Foram analisados os principais nomes que poderão concorrer majoritariamente ao pleito e as possíveis coligações.

De acordo com Dorjival Silva, nenhuma situação ficou definida. “O Partido sabe apenas que lançará chapa pura nas proporcionais e que deverá se coligar com um candidato ou candidata que tenha um projeto de governo o mais parecido possível com o do PRP”, comentou.

Ele disse que o partido tem pelo menos dois nomes para indicar como candidatos a prefeito. Porém, já seria praticamente consensual entre os líderes perrepistas a opinião de que o foco nesse momento é a eleição de um ou dois nomes para o parlamento municipal.

Sobre a possibilidade de um candidato a prefeito ou agrupamento político ganhar o apoio do PRP, os perrepistas chegaram à conclusão no encontro da semana passada que isso vai depender do que ficar definido para o pós-eleições. “Nosso partido tem pessoas altamente capacitadas para assumirem qualquer função na composição do futuro governo. Portanto, se o candidato ou candidata a prefeito quiser ser apoiado por nós terá que se comprometer publicamente que, caso seja vencedor, o PRP fará parte integralmente da administração. Doutra sorte, os perrepistas preferem manter sua total independência no pleito”, comentou o empresário e construtor Antonio Fernando em entrevista à equipe de O Tangaraense.

Com relação aos nomes que até o presente têm aparecido na mídia tangaraense como propensos candidatos, o professor Dorjival Silva destacou que a maioria tem capacidade para administrar bem a cidade. “Temos excelentes nomes no cenário político. Não quero aqui citar nenhum deles. Porém, os vejo como gente de boa índole e com extraordinária capacidade para administrar Tangará da Serra. Os perrepistas vão abraçar uma das futuras composições. Mas para nos certificarmos de que estaremos dando o apoio certo à pessoa certa nossa decisão só deverá ser concretizada em junho. Até lá seguiremos dialogando com os pretensos candidatos a prefeito até chegar a uma situação favorável também para nosso partido”, observou. Do Jornal O Tangaraense

PRP terá candidatos a federal e estadual nas eleições de 2014

Palestra promovida pela ex-candidato a dep. federal Dorjival Silva
para pré-candidatos a vereadores em Tangará da Serra
Um dos temas abordados por ocasião do encontro das principais lideranças do Partido Republicano Progressista (PRP), no sábado (31.03), foi sobre a preparação e o fortalecimento da legenda para as eleições de 2014. De acordo com o professor Dorjival Silva, presidente municipal e vice-presidente do PRP de Mato Grosso, os dirigentes nacionais e regionais de seu partido já decidiram que em 2014, serão lançados candidatos a deputado estadual das principais regiões do estado e pelo menos dois nomes à Câmara dos Deputados.

Nesse contexto, o polo regional de Tangará da Serra também deverá apresentar seus nomes naquele pleito eleitoral. O professor Dorjival Silva até entende que é cedo para se falar nesse tema. No entanto, comenta que a população tangaraense tem o direito de saber o que pensa o PRP nesse período anterior às eleições municipais.

Segundo Silva, o apoio de seu partido ao candidato ou candidata majoritário nas eleições de outubro vindouro, também terá que passar pela discussão do poderá acontecer em 2014. “O candidato ou candidata com quem o PRP fechará coligação em 2012 dará apoio aos nossos candidatos em 2014?”, indaga o líder perrepista.

Dorjival Silva disse ainda à equipe de O Tangaraense que no caso do lançamento de um nome em 2014 à Assembleia Legislativa até pode ser discutido com quem o PRP fechar coligação para as próximas eleições. No entanto, segundo ele, o partido não abre mão em nenhuma hipótese de oferecer à região em 2014, candidato ou candidata a deputado federal.

Nesse sentido, caso um candidato a prefeito ou prefeita se disponha a discutir esse tema com o PRP, já será meio caminho andado para garantia de uma robusta composição visando às eleições de outubro. Do Jornal O Tangaraense

Alexandre Caprio fala sobre a “Postura do candidato rumo às urnas” para filiados do PRP


A “Postura do candidato rumo às urnas” foi tema da palestra ministrada pelo psicólogo Alexandre Caprio aos pré-candidatos do PRP em Rio Preto, na noite da última terça-feira (dia 3). De acordo com o especialista, o candidato precisa ficar atento à imagem que construiu perante o eleitor.

“Ao pensar em um político de sucesso, a pessoa tem em mente uma imagem. Esse político apresenta sua ideia com convicção, ele tem o poder do convencimento e o poder da persuasão”, explica. Portanto, Caprio afirma que uma das primeiras tarefas do pré-candidato é pesquisar a imagem que tem perante seu reduto: “O que as pessoas pensam de mim quando se fala em meu nome?”, “Sou reconhecido e notado em meio a multidão?”, “Que tipo de sentimento as pessoas sentem quando ouvem falar do meu nome”.

Além disso, Caprio destaca que a aparência física é fundamental. “A pessoa não precisa ser bonita para se bem cuidada”, diz. Cabelos e unhas bem cortados, roupas limpas e adequadas, e aparência saudável são cuidados essenciais para quem vai pedir voto. “A unha roída revela uma pessoa ansiosa”, observa.
A dica valeu para o pré-candidato Mauro Coppini. “Vou parar de roer unhas. A palestra sobre marketing pessoal foi muito boa”, diz.

De acordo com o especialista, o candidato também deve saber quais são as necessidades e os desejos dos eleitores, para mostrar o ganho que a pessoa terá ao lhe eleger. “A partir daí, o candidato deve traçar um plano de campanha para apresentar na disputa eleitoral”, afirma. “Quem gosta de educação precisa saber como era e como é a educação, para poder traçar suas propostas.”

Para o pré-candidato João Batista de Lucca, a palestra ministrada por Alexandre Caprio foi uma das melhores dentre as oferecidas pelo PRP neste ano. “Gostei muito da orientação sobre o plano de campanha.” 

Lideranças do PRP se reúnem em Brasília


O presidente nacional do PRP, Ovasco Resende, e o secretário-geral da nacional, Lelé Arantes, se reuniram com os presidentes regionais do partido, no último dia 30, em Brasília. O encontro aconteceu no hotel Naoum. 

Escola técnica de Tangará abre inscrições para preencher 240 vagas

A Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Secitec) abre, de 9 a 20 deste mês, as inscrições para preencher 240 vagas na escola técnica de Tangará da Serra. Os cursos oferecidos são de técnicos em Meio Ambiente, Vendas, Recursos Humanos e Guia de Turismo. Não há taxas e o interessados devem procurar a sede da escola, na rua 28, 980N, bairro Vila Horizonte.


O local e horário das provas serão divulgados dia 24 deste mês. Elas serão aplicadas dia 6 de maio. O gabarito oficial sairá dia 9 e o resultado oficial do processo, dia 10. Os aprovados terão que se matricular de 14 a 16 de maio, em primeira chamada. O início do ano letivo será 21 de maio.

Justiça proíbe farmácia tangaraense de receber contas em Mato Grosso

O juiz Alexandre Delicato Pampado, da Comarca de Arenápolis (258km a médio-norte de Cuiabá), não acolheu mandado de segurança interposto pela Drogaria Líder contra o Escritório Regional de Saúde de Tangará da Serra, que proibiu o estabelecimento comercial de prestar serviços de recebimento de contas. O magistrado sustentou que a Lei nº 5.991/73, que dispõe sobre o controle sanitário do comércio de drogas e medicamentos, em seu artigo 55, veda o uso de qualquer dependência da farmácia ou drogaria para fim diverso do contido no licenciamento (Autos nº 1152-47.2008.811.0026).


O magistrado salientou a inconstitucionalidade da Lei Municipal 925/2006, que em seu artigo 1º autoriza aos estabelecimentos comerciais como farmácias e drogarias, entre outros, mediante convênio com entidades financeiras, a receber pagamento de contas. Informou ainda que a Constituição Federal, em seu artigo 24, enumera as matérias afetas à competência legislativa concorrente da União, dos Estados e do Distrito Federal, dentre as quais está incluída a proteção e defesa da saúde. “Observa-se que o município não está incluído no referido rol”, asseverou.


Ao julgar o mérito da ação, o magistrado revogou liminar concedida parcialmente e que determinava ao Escritório Regional de Saúde de Tangará da Serra que se abstivesse de multar ou interditar o estabelecimento comercial em razão do mesmo estar recebendo contas bancárias e boletos de débito. Com o julgamento do mérito, a Drogaria Líder deve cessar o serviço de recebimento de contas de luz, telefone e outros, no prazo de 30 dias, sob pena de multa e/ou interdição.


Em sua defesa, a drogaria alegou, sem êxito, que o Escritório Regional de Saúde violou seu direito líquido e certo de prestar serviços de recebimento de contas, devidamente autorizado pela legislação municipal.