6 de dezembro de 2013

Polícia prende três por porte ilegal de arma de fogo e crime ambiental em Brasnorte


Três homens foram presos em flagrante com armas de fogo em uma fazenda do município de Brasnorte, na quinta-feira (05.12), pela Polícia Judiciária Civil, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão. Eles também são acusados de crime ambiental.

Os suspeitos Moacir Rodrigues Vilela, 37, Exdomar Alves de Sousa, 38, Eliatan Gregorio de Lima, 29, foram autuados por crime ambiental e porte ilegal de arma de fogo. Com eles os policiais apreenderam um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 28 e várias munições dos mesmos calibres, bem como recipientes de pólvora e chumbo utilizados para recarregar munições.

As munições foram encontradas na sede da fazenda junto com o material de recarga. Ao abordar Moacir, os policiais encontraram um revólver calibre 38 em sua cintura e deram voz de prisão ao homem.

Segundo os investigadores, Moacir alegou que estaria trabalhando com dois colegas no corte de árvores e precisou ir até a casa para buscar uma ferramenta. Ao serem conduzidos até a região de mata, os policiais flagraram Exdomar Alves e Eliatan Gregório, com uma motosserra promovendo a derrubada de árvores na área.

A segunda arma, uma espingarda calibre 28, e munições foram encontrados dentro da caminhonete L 200, que os suspeitos usavam.

Segundo o delegado de Brasnorte, João Paulo Praisner (FOTO), uma denúncia foi registrada recentemente na Delegacia, alegando que na região haveria pessoas portando arma de fogo. O delegado disse ainda que a mesma fazenda, no ano de 2007, ocorreu um homicídio motivado por disputa de terra e em abril deste ano outras três pessoas foram autuadas em porte ilegal de arma de fogo na localidade.

Participaram da operação os investigadores Jailson da Conceição Costa, José Carlos Falcão, Maerço Gonçalo de Magalhaes e Otacílio de Oliveira.