28 de março de 2014

28 de março celebra o aniversário do blogueiro Dorjval Silva


Bom dia meus amigos e amigos.

Quando cheguei aos 30 anos de idade agradeci a Deus e lhe pedi mais 10 anos de vida. E Ele me deu. Quando cheguei aos 40, novamente agradeci e lhe pedi mais 10, dos quais Ele já me deu 9. Falta um para fechar a conta. Como já vi que Ele sempre me atende, nem vou esperar completar os 50 anos para fazer novo pedido. Sem querer abusar de Sua grandiosa bondade, hoje quero pedir ao REI dos reis, não mais que acrescentes dias à minha vida, mas, que me faças no restante dos meus dias um ser humano cada vez mais humano, humilde, generoso, confiável, dado a servir cada vez mais ao próximo naquilo que melhor tenho aprendido a fazer. Assim sendo, não esperarei mais por 10 anos para fazer novo agradecimento ao REI. Agradecerei por cada vez que tiver a oportunidade de ouvir do meu próximo que lhe fui útil de alguma forma. 

E meu primeiro agradecimento a Deus é por todos vocês terem tanta paciência de me acompanhar direta ou indiretamente no meu dia a dia como pessoa, pai, esposo, amigo e profissional que cumpre fielmente seu papel de informar à sociedade o que se passa à sua volta.

Abraço a todos. Beijos.

Dorjival Silva.

16 de março de 2014

Entra ano e sai ano e não vemos melhoras na saúde

Jornalista Dorjival Silva
Entra ano, sai ano, e não vemos uma melhoria substancial na área de saúde no Brasil. Em nosso Estado, também não tem sido diferente. A situação continua a mesma ou pior. Ir a um hospital público é sempre uma tortura. O sofrimento das pessoas e a falta de assistência são notórios na maior parte da rede de saúde.

Precisar da saúde pública e até mesmo privada hoje não está fácil. A superlotação, a ausência de médicos plantonistas em algumas especialidades, a falta de leitos de UTIs, a falta de medicamentos, a falta de exames e outras deficiências têm se tornado rotina.

O grande problema é que as mesmas deficiências no sistema de saúde perduram por muito tempo e não vemos, pelo menos no curto prazo, a possibilidade de avanços significativos que melhorem a situação crítica em que se encontra. Essa é uma realidade que temos que encarar. A população precisa cobrar mais de nossas autoridades, primordialmente novos investimentos na construção de hospitais para aumentar o número de leitos, bem como melhorar a estrutura atual que está muito aquém da necessidade.

Isso porque da forma como está não pode continuar. É necessário os governos levarem mais a sério essa área, acompanhando sua evolução, haja vista que a população cresce e os investimentos não são realizados na mesma proporção, o que se torna inevitável à demanda superar a oferta. 

Enquanto nossos governantes ficarem só no discurso e não agirem, priorizando a saúde, dificilmente haverá uma mudança que atenda os anseios da sociedade. Infelizmente da forma como está, só vislumbramos mais sofrimento, principalmente dos mais necessitados. Essa é a mais pura verdade.

15 de março de 2014

Bruna Marquezine coloca o biquini e exibe corpão na praia; 11 fotografias


Bruna Marquezine deixou todos os marmanjos babando quando foi fotografada na praia durante as gravações de “Salve Jorge” em 2013, mas na época não gostou nadinha de ser clicada de biquíni e pediu para que retirassem os fotógrafos quando estivesse gravando com pouca roupa.

Mas parece que a medida não durou tanto tempo assim e para a alegria masculina , a ex-namorada de Neymar está de volta e mostra toda sua ótima forma na nova novela das 21h, “Em Família”.


A moça de apenas 18 anos apareceu neste sábado (15), na Praia da Macumba no Rio de Janeiro interpretando a personagem Luiza, que apareceu ao lado da atriz Erika Januzza discutindo em uma cena com Bruno Gissoni, seu par romântico na trama, e o ator Thiago Mendonça. 












13 de março de 2014

Litro da gasolina é vendido a 20 Reais em Nova Bandeirantes (MT)


O preço do apocalipse. Assim pode ser considerado algumas práticas abusivas, orquestradas por meia dúzia de pessoas que também podem ser  chamadas de exploradores do caos alheio em Nova Bandeirantes, município do interior de Mato Grosso.

Com o período chuvoso e interdição de várias rodovias de acesso ao município, a falta de alguns produtos tornou-se inevitável e os primeiros registros de racionamentos apareceram na última sexta feira 7, onde motoristas e motociclistas fizeram filas nos  dois postos de combustíveis na sede e em outros dois, localizados no distrito de Japuranâ e um no Paraíso do Norte em busca dos últimos litros do produto.

Na ocasião muitas pessoas adquiriram grandes quantidades de gasolina etanol e diesel a fim de garantir sua locomoção até a situação se normalizar, já outras voltaram para casa sem nada.  A lei da  oferta e procura começou cedo e para aqueles que não conseguiram boas quantidades ou nada, só restou  comprar de quem tinha estocado.

Aqueles que  pensaram em camaradagem de vizinhos, se surpreenderam com uma infração colossal. Jogaram os preços  na estratosfera,  o cambio negro da gasolina como está sendo chamado na cidade, ostenta preços inacreditáveis que vão desde 7,00 R$ até 16,00 R$ a boatos não confirmados que ouve negociação onde o litro chegou a valer R$ 20,00.

Os proprietários dos postos de combustíveis disseram que a previsão de que até esta sexta-feira (14), consigam fazer o reabastecimento de seus reservatórios  tendo em vista  que os níveis das águas no rio Apiacás baixaram cerca de 70 centímetros.

Segundo eles, pelo nível da água, daria para um caminhão passar.  O problema é que há um buraco  profundo num determinado ponto do alagamento que impede a travessia. Nessa segunda feira 10, o motorista de uma distribuidora  de bebidas arriscou a travessia e ficou encalhado no tal ponto. Os empresários estudam a possibilidade de um desvio pela lateral para conseguirem tal feito.

Ao contrário dos postos de combustíveis, as distribuidoras de gás de cozinha não sofreram racionamento, podendo atender normalmente seu clientes também não ouve inflação no preço do botijão de 13 kg que está sendo comercializado a R$ 60,00 na cidade.

Para Jose Arnaldo Pereira, dono de distribuidora ele acertou ao comprar grande quantidade do produto antes do período chuvoso.

“Fiz essa compra sem nenhuma pretensão, apenas para conseguir um melhor preço e acabou que garantindo o abastecimento nesses dias difíceis. ” Quando perguntamos se ele elevaria os preços dos botijões em virtude do racionamento, ele disse não praticar comercio abusivo.

O Tangaraense News: CENAS LAMENTÁVEIS: Mães imploram por pediatra à po...

O Tangaraense News: CENAS LAMENTÁVEIS: Mães imploram por pediatra à po...: Enquanto o Prefeito Municipal estava ainda reunido com médicos do SAMU no Gabinete na Prefeitura, um grupo de cerca de 20 m...

11 de março de 2014