4 de maio de 2014

Padre que luta contra seca diz que “sertanejo que vota mal, vive mal”

padre djairCorreio da Paraíba – O padre paraibano Djacy Brasileiro, que luta pela melhoria da qualidade de vita dos sertanejos que sofrem com os efeitos da seca e da falta de investimentos em recursos hídricos, vem usando as redes sociais para conscientizar sobre a importância do voto consciente e alerta: “sertanejo que vota mal, vive mal”.
Com o mesmo clamor com que pediu para que o Brasil olhasse pelos nordestinos que passam dificuldades por conta da seca, o padre deixa recado aos políticos brasileiros e adverte “da nossa fome, sede, abandono, sofrimento, dor, exclusão, vocês, políticos, não queiram tirar proveito, feito urubus em cima de carniça”.
Em mensagem que está circulando através do Facebook e do Twitter, padre Djacy fala em nome dos sertanejos e diz que o povo não quer ser tratado como boiada. Ele enfatiza o fim do voto de cabresto e reclama: “não devemos votar em políticos mentirosos, desonestos que não cumprem com suas promessas. Basta de enganação, de enrolação, mentira”.

STF julga nesta semana validade da Lei Geral da Copa

Copa-do-Mundo1-270x300O Supremo Tribunal Federal (STF) marcou para a próxima quarta-feira (7) o julgamento da ação direita de inconstitucionalidade (Adin) contra a Lei Geral da Copa (Lei 12.663/2012). A ação foi protocolada no Supremo pela Procuradoria-Geral da República (PGR). O relator é o ministro Ricardo Lewandowski.
O principal questionamento da PGR é a responsabilização civil da União, perante a Fifa, pelos danos decorrentes de acidentes de segurança relacionados ao evento. Conforme a norma, o governo só não será responsável se a Fifa tiver motivado os danos. A PGR também questiona o pagamento, desde abril de 2013, de prêmio e auxílio mensal aos ex-jogadores que participaram de copas nas quais o Brasil saiu vencedor, em 1958, 1962 e 1970.
Na defesa apresentada no processo, a Advocacia-Geral da União (AGU) defende a manutenção da lei e afirma que não há inconstitucionalidade no texto da norma. De acordo com a AGU, a interpretação da PGR é equivocada, pois o texto vincula a responsabilização civil da União às regras contidas na Constituição Federal. O órgão alega, ainda, que a União somente assumirá esse ônus caso seja responsabilizada pelos fatos.

Até a presidente Dilma já está colecionando o álbum da Copa

album copaDepois de um dia estressante no trabalho, no trânsito, na rotina, nada melhor do que chegar em casa e… abrir vários pacotes de figurinhas para o álbum da Copa. A busca pelos cromos adesivos e o livro ilustrado, a 39 dias do início do Mundial, mais uma vez seduziu crianças, adultos e até a presidente da República. Dilma Rousseff revelou que entrou na onda de colecionadora junto com o neto, Gabriel, de 3 anos. “É bom, serve para aliviar a tensão do dia a dia da presidência”.
A febre de colecionar o álbum da Copa, já abrangente no Mundial da África do Sul, em 2010, está maior quatro anos depois. A Panini, editora italiana responsável pelo álbum, não divulga quantos livros ou cromos foram vendidos até hoje, um mês depois do início da venda das figurinhas. Mas a tiragem inicial do álbum é de impressionar. Apenas no Brasil, dentre os 120 países em que o livro será distribuído, 8,5 milhões de álbuns entraram em circulação.
Destes, 6,5 milhões foram distribuídos em ações promocionais. O álbum circulou junto com o jornal O Estado de S. Paulo na edição de 6 de abril, e chegou às bancas dois dias depois. E não foram poucos os aficionados que, em menos de 30 dias, já completaram as 640 figurinhas. E não se contentam com um álbum só.

Parada do Orgulho LGBT protesta na capital paulista contra homofobia

No início da tarde de hoje (4), os trios elétricos animavam o público que chegava à Avenida Paulista, região central da capital, para a 18ª Parada do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais). Um dos maiores eventos em prol da diversidade sexual do mundo, neste ano a parada sai as ruas com o lema: “País vencedor é país sem homolesbotransfobia. Chega de mortes!”.
“O que querem os gays na avenida que é o maior símbolo do capital? Nós queremos respeito. Queremos dignidade”, sintetizou o sócio-fundador da associação da parada, Nelson Matias, sobre o espírito do evento.“Amar quem eu quero é um direito de foro íntimo. A sociedade tem que respeitar e o governo, garantir”, acrescentou ao participar da entrevista coletiva de abertura do evento.

Assembleia Legislativa de Tocantins elege governador para mandato tampão

sandoval tocantins
O presidente da Assembleia Legislativa do Tocantins, Sandoval Cardoso (SDD), foi eleito hoje (4) governador do estado. A eleição indireta, realizada pelos demais deputados da Casa, foi feita devido à renúncia do governador eleito Siqueira Campos (PSDB) e do vice, João Oliveira. Desde a renúncia, no mês passado, Cardoso ocupava o cargo interinamente. Ele foi eleito com voto de 15 dos 21 parlamentares presentes e ficará no cargo até dia 31 de dezembro. No dia 1º de janeiro de 2015, será empossado o governador escolhido em outubro deste ano nas eleições gerais.
Na carta de renúncia, entregue à Assembleia Legislativa, Siqueira Campos afirmou que a decisão foi tomada com “propósito de continuar servindo ao bravo povo tocantinense, respeitando as normas sobre inelegibilidade definidas pela Constituição Federal”. Cardoso e o novo vice-prefeito, Tom Lyra (PR), serão empossados hoje, em sessão extraordinária, no plenário da Casa.