21 de junho de 2014

Solidariedade oficializa apoio à candidatura de Aécio à Presidência

O partido Solidariedade oficializou hoje (21) apoio ao candidato do PSDB, Aécio Neves, à Presidência da República. A convenção nacional e estadual do partido declarou ainda apoio à candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à reeleição para o governo paulista. O candidato a vice-presidente na chapa do PSDB deve ser definido apenas no fim do mês.
“É um apoio que tem um significado que vai muito além do tempo de televisão e do número de parlamentares do partido, que já é muito expressivo. É o apoio que aproxima o PSDB e a nossa candidatura dos trabalhadores brasileiros”, ressaltou Aécio ao chegar para o evento no bairro da Liberdade, região central da capital paulista.
Em discurso, o candidato conclamou os militantes a ajudarem na implementação de uma nova agenda para o país. “Para que possamos juntos, nessa belíssima trajetória que hoje se inicia, tirarmos o Brasil da estagnação para permitirmos o crescimento sustentável deste país. Acabarmos com o processo de desindustrialização, que desemprega brasileiros de todas as partes, em especial no estado de São Paulo”, disse.

Messi salva no fim e Argentina avança

gol argentina
Terra – Em partida marcada por um pênalti não marcado polêmico para o Irã, a Argentina contou com o poder de decisão de Lionel Messi para vencer e confirmar a classificação no Grupo F da Copa do Mundo. Apesar de ter atuação apagada, o camisa 10 marcou nos acréscimos, em chute de fora da área, para decretar o triunfo argentino por 1 a 0 sobre os iranianos, em partida disputada no Mineirão, em Belo Horizonte.
Com o resultado, a seleção argentina confirma a classificação às oitavas de final da Copa do Mundo com uma rodada de antecedência. Isso porque chega aos 6 pontos, enquanto os iranianos, com apenas um, podem chegar no máximo a quatro. Também no grupo, Nigéria e Bósnia vão “se matar” no complemento da rodada e também não poderão ameaçar os sul-americanos.
A rodada do Grupo F da Copa do Mundo será completada às 19h (de Brasília), quando Nigéria e Bósnia se enfrentam na Arena Pantanal, em Cuiabá (MT). Os times encerram a primeira fase na quarta-feira, às 13h. Bósnios e iranianos vão se enfrentar na Arena Fonte Nova, em Salvador, enquanto argentinos e nigerianos duelarão no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

PT oficializa Dilma como candidata à reeleição e defende reforma política

PT convenção
O PT oficializou hoje (21) a candidatura da presidenta Dilma Rousseff à reeleição e de Michel Temer para vice-presidente. Em convenção nacional em Brasília, com a presença de filiados ao partido e de aliados, delegados do PT levantaram os crachás em apoio à chapa, em defesa do slogan “Mais mudanças, mais futuro” e das principais reformas propostas no programa de governo.
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, levantou duas principais bandeiras para o partido que vão constar na campanha presidencial: a reforma política e a democratização da mídia. Para ele, o plebiscito é fundamental para que se concretize a proposta de reforma política, cujo princípio passa pelo fim do financiamento privado das campanhas. Segundo ele, o projeto prevê um plebiscito sobre o tema ainda neste ano, na Semana da Pátria, em setembro. Sobre os meios de comunicação, Rui Falcão destacou que o partido pretende cumprir o que estabelece a Constituição Federal, como a proibição do oligopólio da mídia e a exigência de produção regional independente.
Além do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de candidatos a governador pelo PT e de pelo menos nove ministros do atual governo, estiveram presentes na convenção representantes de partidos aliados que já referendaram ou ainda vão oficializar a aliança nacional, como PCdoB, PRB, PP, PSD, PMDB, PROS e PDT.

Alemanha e Gana empatam em Fortaleza

alemanha gana
Alemanha e Gana se enfrentaram neste sábado (21), às 16h, no estádio do Castelão, em Fortaleza. A partida, pela segunda rodada do grupo G da Copa do Mundo, trouxe para campo um dos times mais temidos desse mundial, o grupo germânico. Mas as coisas não foram tão fáceis para o time alemão. A partida terminou empatada, com dois gols para cada lado. O jogo, disputado lance a lance, foi definido no segundo tempo, após um início de partida de muita defesa e poucos ataques.
O primeiro tempo da Alemanha e Gana foi marcado por posse de bola alemã e uma zaga forte e fechada de Gana. Apesar de alguns lances a gol, nenhum dos times conseguiu abrir o placar. A Alemanha, que deixou a desejar nas criações ofensivas, optou por manter a posse de bola e o toque rasteiro. Já Gana, usou os espaços após o ataque alemão para emplacar um contra-ataque rápido e marcar.
Já no segundo tempo, aos 5 minutos, Müller cruzou da direita e Götze completou para o fundo da rede. Demorou apenas quatro minutos para Gana empatar, após cruzamento de Afful e André Ayew cabecear no cantinho de Neuer. Confiante, Gana apertou o time alemão e virou o jogo aos 18 minutos, como gol de Gyan, que entrou livre na área e tocou no canto direito de Neuer para virar o jogo.

Seu candidato é bandido?


Depois da avalanche de denúncias, investigações, operações da Polícia Federal, do Gaeco, da Polícia Civil, depoimentos e o diabo a quatro, ficou escancarado como funciona a escória política brasileira.


Mas quantos desses políticos foram afastados? Não digo nem da vida pública, mas dos cofres públicos.

Quantos pretendentes a cargos públicos vão registrar candidatura até o final deste mês? Quantos desses estão sob investigação, ou sob suspeita ou já foram denunciados e seus processos estão suspensos por determinação de uma lei equivocada que os deixam impunes?

Vamos pegar o exemplo do mais novo escândalo, a operação Ararath. Muitos investigados e partícipes do esquema denunciado pelo Ministério Público estão ai, lépidos e fagueiros, fazendo alianças e lançando candidaturas. Um deles, Éder Moraes, está recolhido no presídio da Papuda.

Mas nem o hoje presidiário Éder, nem seus antigos comparsas, livres ou ainda livres, foram julgados, logo, continuam aptos a registrar candidatura e pleitearem um cargo eletivo que lhes garantirá a famigerada imunidade parlamentar, foro privilegiado e de quebra, os deixarão com as chaves dos cofres públicos nas mãos.

Isso mesmo, meus caros. Éder Moraes pode se candidatar de lá de dentro da Papuda. Ele não teve os direitos políticos cassados.

O Brasil está coalhado de políticos que possuem processos nas costas e continuam se candidatando. Dentre os muitos delitos existem alguns gravíssimos, que implicam desde desvio de milhões de reais, obras superfaturadas, concessão de privilégios a empresas, falsificações, lavagem de dinheiro, evasão fiscal e até seqüestro e assassinato. Os milhões que deveriam ser revertidos em benefício da população são roubados e só servem para aumentar o patrimônio de ladrões engravatados. Os casos de assassinatos possuem características próprias, ou foram para aniquilar um concorrente ou calar um denunciante, mesmo que este fosse um correligionário.

Mas se a polícia não consegue impedir, se a Justiça não consegue barrar, depende de quem tirar ou não deixar entrar esses vermes da vida pública?

Ai você pensa. Ora, se a legislação eleitoral brasileira permite essas situações escabrosas, então a responsabilidade deveria ser dos partidos políticos, que deveriam selecionar seus candidatos seguindo critérios de moralidade e vida pregressa? Esqueçam! No Brasil de hoje parece que quanto mais se rouba dos cofres públicos, mais poder tem dentro dos partidos.

Depende única e exclusivamente de você, caro leitor. Só você pode fazer isso através de seu voto.

Por isso, antes de decidir seu voto, pesquise, analise, pergunte, tente se informar da vida do candidato, veja seus antecedentes, se já cometeu desvio de dinheiro público, pesquise até seus ancestrais, pra ver se a família não é unida pelo crime.

Hoje há instrumentos para saber quem é quem. Basta usar a internet e pesquisar. Garanto a você que vale a pena.

Não podemos nos tornar cúmplices dos que nos roubam. Não podemos deixar que os processos prescrevam nas nossas mentes. Precisamos ter clareza de que a intenção dessas pessoas é conquistar o aval do eleitor para colocar as estruturas públicas a seu serviço.

Ladrão que roubou, mesmo que tenha sido há anos, e não foi julgado e punido pelo seu crime, continua ladrão, mesmo que se torne deputado, senador, governador ou presidente. Adriana Vandoni

Taques terá seis nomes no palanque



Pré-candidato ao governo do Estado, o senador Pedro Taques (PDT) deve aglutinar em seu palanque todos os candidatos à Presidência da República. 

O bloco do pedetista conta com 13 partidos até o momento, entre os quais estão os defensores dos três principais postulantes ao cargo de presidente: Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB). 

Além deles, as legendas com menor representatividade política também possuem nomes à corrida ao Palácio do Planalto. O PSC cogita lançar o Pastor Everaldo. Já o PV e o PSDC apoiam o ex-deputado federal Eduardo Jorge e José Maria Eymael, respectivamente. 

Em contrapartida, o grupo governista defenderá apenas a reeleição da presidente Dilma. Este é um dos motivos pelos quais a petista é que a candidata que mais sofre resistência por parte de Taques. 

O pedetista também faz parte da ala de oposição à petista no Senado. É autor, inclusive, de diversas críticas à gestão, sendo as mais recentes quanto ao planejamento da Copa do Mundo no país. 

Taques tem ao seu lado, no entanto, o PP, que colocou como uma das exigências para aderir ao grupo a possibilidade de continuar pedindo votos à presidente. (KA) 

Lúdio deve ficar de fora da disputa majoritária


Presidente estadual do Pros, o deputado federal Valtenir Pereira voltou a defender o ex-vereador Lúdio Cabral (PT) como candidato ao governo durante o segundo encontro da legenda em Mato Grosso. A data da convenção do partido é o próximo dia 30. 

A tendência, entretanto, é que o petista fique de fora da disputa majoritária. Isto porque o PMDB trabalha junto ao PT para garantir candidaturas peemedebistas aos governos de diversos estados, incluindo Mato Grosso. 

Em algumas regiões, a sigla também trata como prioridade as candidaturas ao Senado e à Câmara Federal. Em Mato Grosso, estas vagas, assim como a de vice-governador, todavia, devem ser oferecidas aos demais partidos da base aliada como troca pelo apoio à candidatura do ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva (PMDB). 

PDT, PSB e PMDB homologam projetos na 6ª-feira


PMDB, PSB e PDT realizam suas convenções partidárias na próxima sexta-feira (27). Na oportunidade, as legendas homologarão suas candidaturas e posicionamento na eleição de outubro. 

Enquanto a situação dos peemedebistas segue indefinida, uma vez que a base governista ainda não bateu o martelo quanto à candidatura ou não do ex-juiz federal Julier Sebastião da Silva (PMDB) ao governo; o PSB e o PDT não devem protagonizar nenhuma surpresa, ao menos, quanto ao fato de que estarão juntos no pleito. 

A única expectativa em relação às duas siglas de oposição é se o PSB ocupará a vaga de candidato a vice-governador na chapa que será encabeçada pelo senador Pedro Taques (PDT). 

Os socialistas até tinham previsão de fazer sua convenção já neste sábado (21), devido a uma determinação da Executiva Nacional. No entanto, o diretório regional resolveu protelar a decisão. 

Ao que tudo indica, a modificação da data se deve ao fato de a formação da chapa majoritária da oposição ainda não estar definida. 

Os socialistas passaram a brigar pela indicação do vice quando ficou definido que o senador Jayme Campos (DEM) buscará a reeleição. A deputada estadual Luciane Bezerra e o ex-prefeito de Rondonópolis, Adilton Sachetti, são os mais cotados dentro do PSB. 

Os planos do PDT, no entanto, são de contemplar o agronegócio com espaço na majoritária. A estratégia é atrair votos, tendo em vista que o setor é o que mais se desenvolve no Estado.