14 de julho de 2014

MP pede a impugnação de José Riva, Jaime e Muvuca


O Ministério Público Eleitoral, por meio do procurador regional eleitoral, Douglas Guilherme Fernandes, propôs a impugnação dos registros de candidaturas do deputado estadual José Riva (PSD) e do jornalista José Marcondes “Muvuca” (PHS). Ambos concorrem ao Governo de Mato Grosso no pleito deste ano.

Ele também pediu a impugnação do senador Jaime Campos, que concorre à reeleição.

Além deles, outras 18 ações foram propostas contra candidatos, nesta segunda-feira (14) (veja link abaixo).

Entre eles, os deputados estaduais Ayrton Português (PSD), Emanuel Pinheiro (PR) e Zé Domingos Fraga(PSD), que tentam a reeleição, e os suplentes Neldo Egon (PR) e Gilmar Fabris (PSD)

TRE tem 36 pedidos de impugnação de candidaturas em Mato Grosso

Desembargador Juvenal Pereira da Silva, que segura o microfone
 ao lado de Alberto Pampado, determinou
que lista de pedidos  não seja divulgada pelo TRE
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) informou ter recebido 36 pedidos de impugnação de candidatura para as eleições de outubro até a tarde desta segunda (14). Entre os nomes de postulantes que terão que passar pelo crivo da Justiça para concorrer está o do ex-presidente da Aprosoja, Carlos Fávaro (PP), que se apresenta na disputa como candidato a vice-governador de Pedro Taques (PDT). A impugnação de pedidos de registros individuais pode ser feita até às 19h desta terça (15).
Uma determinação do presidente do TRE, desembargador Juvenal Pereira da Silva, no entanto, impede que seja divulguada a lista dos pedidos feitos até o momento. Ocorre que as solicitações feitas por alguns candidatos  já haviam se tornado de conhecimento público.
A coligação “Viva Mato Grosso”, encabeçada por José Riva (PSD), e a coligação “Amor à Nossa Gente”, de Lúdio Cabral (PT), pediram a impugnação da candidatura de  Pedro Taques (PDT) ao Governo. No caso do grupo do petista, também foi solicitado o impedimento para que Fávaro possa concorrer. Ele é candidato a vice de Taques e, segundo o pedido, teria se descompatibilizado do cargo de presidente da Aprosoja fora do período permitido pela Legislação. O grupo de Lúdio também pediu impugnação da candidatura da ex-prefeita de Alta Floresta, Maria Izaura (PDT).
Na tarde de hoje (14), o Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria Regional Eleitoral, informou que 27 pedidos, entre nomes e coligações,  foram protocolados no TRE. Entre eles, além do de Riva, também aparece o nome do candidato ao governo José Marcondes (PHS), o Muvuca, o senador Jayme Campos (DEM) e quatro deputados estaduais - confiraaqui.
O Movimento de Combate a Corrupção Eleitoral (MCCE) também fez solicitações à Justiça Eleitoral. A entidade pediu que sejam proibidos de disputar a preferência popular neste ano, além de Riva e Jayme, a deputada estadual Teté Bezerra (PMDB), que é candidata a vice de Lúdio  e o ex-secretário de Governo de Cuiabá, Fábio Garcia (PSB), que concorre a deputado federal.RD News

Argentinos ironizam e mostram a camisa do torcedor brasileiro

camisa argentinaOs argentinos ainda não toleraram a torcida contra eles do povo brasileiro. Pensando nisso, o site Toda Pasión fez uma camisa para eles.
O manto chama atenção pode ter parte dos sete adversários da Argentina na Copa do Mundo.
No peito é possível ver o laranja da Holanda, mas abaixo tem a faixa marcante da camisa da Alemanha, mas embaixo o vermelho da Suíça e a coroa da Bélgica e o tigre da camisa do Irã.
As mangas foram reservadas para a Bósnia-Herzegovina e Nigéria, que enfrentaram os argentinos na fase de grupos do Mundial.
No lado esquerdo do peito, o símbolo da seleção brasileira caracteriza bem a intenção dos argentinos.

Dorjival Silva é o único candidato a deputado estadual pelo PDT no noroeste de Mato Grosso

Dorjival Silva: Candidato a deputado estadual

O jornalista e educador Dorjival Silva, é o único candidato a deputado estadual pelo Partido Democrático Brasileiro (PDT), em toda a região noroeste do estado de Mato Grosso. Com 49 anos de idade, casado, pai, portador de dois diplomas de cursos universitários, Dorjival Silva disputa a uma vaga da Assembleia Legislativa pela Coligação “Coragem e Atitude Pra Mudar V” formada pelos partidos PDT/DEM/PSDB.

Sua coligação tem como majoritários o candidato a governador Pedro Taques (PDT), candidato a vice Carlos Fávaro (PP) e Jaime Campos (DEM) que busca a reeleição ao Senado.

Conhecido como atuante profissional de comunicação e educador nas cidades do Noroeste, Dorjival Silva acredita que sua hora de representar a região onde reside há 14 anos está chegando.  

Ao blog, o candidato a deputado estadual disse que algumas de suas propostas estão centradas em trabalhar por “melhorias para as rodovias do interior, agricultura familiar, melhorias para os profissionais da educação, saúde, segurança pública, incentivos à construção de mais escolas, hospitais, postos de saúde, etc.”. Assessoria de Imprensa

DEM aposta últimas fichas em Aécio para não sumir

jose agripino
Em 1998, ano da reeleição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o PFL era o principal partido de sustentação do governo federal e chegou a controlar um em cada cinco deputados federais. Em 2005, numa tentativa de deixar de ser apenas um satélite dos governos tucanos e aplacar disputas internas, a sigla anunciou a “refundação” do partido e a mudança para o nome Democratas – ou DEM. Não deu certo. Nos últimos dezesseis anos, a agremiação despencou do seu auge para a atual bancada de 28 parlamentares na Câmara.
Além disso, amargou o desgaste de ter o governador José Roberto Arruda deixar o cargo algemado em um dos maiores escândalos de corrupção da década. “Defenestramos Arruda e até hoje pagamos o preço de ouvir menções ao ‘mensalão do DEM’ de Brasília”, diz o presidente da sigla, senador José Agripino Maia (RN), escolhido coordenador da campanha presidencial de Aécio Neves (PSDB). A derrocada continuou quando o ex-prefeito Gilberto Kassab abandonou o DEM para criar o PSD. E levou quase vinte deputados federais, além de senadores, um governador, vereadores e prefeitos. O resultado foi que o DEM, desta vez, não teve peso para indicar o vice de Aécio, mas aposta no tucano suas últimas fichas para, nas palavras de Agripino, “voltar à mesa dos grandes”. A entrevista na Íntegra você confere AQUI

Campanha nas redes sociais começa a intensificar

marketing_politico_campanha_internet_redes_sociais__f5d0424516Se o “corpo a corpo” dos políticos em alguns municípios ainda está morno, nas redes sociais a campanha  está mais intensa e neste pleito deve ser uma das mais vistas, já que na rede mundial de computadores o público pode ser atingido com bem mais intensidade e com apenas um “click”.

Eliminação vexatória na Copa do Mundo coloca futebol brasileiro em xeque

wpid-02brasilcolombiagoltsyves-hermanrts.jpeg
O quarto lugar na Copa do Mundo de 2014 encerrou o vigésimo ciclo de mundiais para a seleção brasileira, que já começa a mirar o evento da Rússia, em 2018. Diferentemente de anos anteriores, a forma vexatória – com as piores derrotas do time canarinho em sua história – com a qual o único pentacampeão do mundo foi derrotado acabou colocando em xeque tanto a escola brasileira de futebol quanto a estrutura que sustenta o esporte no país. “O futebol brasileiro está parado no tempo. Temos que reconhecer que o Brasil não tem mais o melhor futebol do mundo”, destaca o ex-lateral-esquerdo Gilberto, que defendeu a seleção nas Copas de 2006 e 2010.
“A maneira com que o Brasil caiu nesses dois jogos finais não deve ser esquecida. O que aconteceu deve servir de lição para tocar uma reformulação da CBF [Confederação Brasileira de Futebol] e dos clubes”, avalia Antônio Lopes, que foi coordenador da comissão técnica em 2002. “Temos que lançar um olhar sobre todos os setores e ângulos, porque o futebol brasileiro precisa ser chacoalhado. Até para dar uma satisfação para o torcedor”, aponta Batista, ex-volante da seleção, que esteve nas Copas de 1978 e 1982.

Durante período eleitoral, Prefeituras suspendem publicidade de marcas do governo federal

As prefeituras municipais de todo o Brasil suspenderam desde o último dia 05 de julho a aplicação da marca do Governo Federal assim como o uso de marcas e identidades visuais vinculadas aos atos, programas e campanhas dos órgãos públicos federais, seguindo a recomendação da Lei nº 9.504, de 1997, e da Instrução Normativa nº 06, de 2014, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.
Esta recomendação se estenderá até o dia 26 de outubro, período denominado de “defeso eleitoral”. Portanto, durante este período, veículos governamentais que possuam alguma logomarca ou slogan do Governo Federal devem ter as marcas apagadas ou cobertas, ação está já sendo realizada em muitos municípios.

Pesquisadores criam substância que mata mosquito da dengue

p_not_arq53c40e914b1f7Pesquisadores da Universidade Paulista (Unesp) de Rio Claro (SP) criaram uma substância capaz de repelir e matar o mosquito da dengue. A fórmula tem uma bactéria tirada do solo contaminado com petróleo. Experimentos de laboratório já demonstraram a eficiência do produto, entrentato, para chegar ao mercado, ainda é preciso baratear os custos de produção.
Os biólogos trabalhavam para formular um detergente biológico e procuravam um princípio ativo na natureza. Entre os locais pesquisados estavam os solos contaminados por combustíveis fósseis, como os derivados de petróleo.

Alemanha divulga vídeo de agradecimento ao Brasil

Os jogadores alemães não só levaram a taça da Copa do Mundo, como também se divertiram e se encantaram pelo Brasil. Parece ter sido uma viagem e tanto! Neste domingo (13), no dia da final do Mundial contra a Argentina, no Maracanã, o time divulgou um vídeo de agradecimento ao povo brasileiro na página da Federação Alemã de Futebol. As imagens mostram momentos do grupo em solo brasileiro. Há jogadores que, inclusive, arriscam umas palavras em português. Assista:

Projeto estabelece regras mais rigorosas para licitação

pilha de papeisA Lei de Licitações pode passar a estabelecer limites e controles à adesão a “registros de preços”, o que é uma forma simplificada de contratação de bens e serviços na administração pública já prevista nessa norma (Lei 8.666/1993). A adesão permite que a proposta mais vantajosa obtida por meio de um registro já homologado seja aproveitada por outros órgãos e entidades que não tenham participado do certame licitatório.
O procedimento denominado “carona” vem tendo crescente uso desde a década passada. Porém, diante de distorções na sua aplicação, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) sugeriu projeto de lei (PLS 161/2012) para impor limites. Segundo ele, o objetivo é preservar os “princípios da competição, da igualdade de condições entre os licitantes e da busca da maior vantagem para a administração”.
A proposta, que está pronta para votação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), define papéis e obrigações adicionais para os órgãos que decidirem compartilhar os registros de preços. Além do mais, veda a possibilidade de adesão a registros promovidos por outra esfera federativa, regra levemente flexibilizada pelo relator, senador Pedro Taques (PDT-MT), que recomenda a aprovação da matéria na forma de um texto substitutivo.

Amistoso da Seleção será em Recife

neymar-770
Pernambuco sempre teve uma relação muito boa com a Seleção Brasileira. E agora pode ter um papel importante para voltar a “motivar” o Brasil depois desse período turbulento, com a derrotas por 7 a 1 para a Alemanha, 3 x 0 para a Holanda e o quarto lugar na Copa do Mundo.
O Estado deve receber em breve um amistoso da Seleção. E não só da “principal”. A equipe sub 23, comandada pelo ex-técnico do Náutico e Sport, Alexandre Gallo, também pode jogar em Pernambuco.
O presidente da FPF também se mostrou favorável a mudança no comando da Seleção. Felipão e a comissão técnica entregaram os cargos a CBF.

Copa: chefe da máfia dos ingressos se entrega à Justiça e pode seguir para presídio

mafia ingressos
O ex-CEO da Match, Raymond Whelan, se entregou à Justiça do Rio por volta das 14h desta segunda-feira. O inglês apresentou-se à desembargadora Rosita Maria de Oliveira Netto, da 6ª Câmara Criminal, relatora do processo contra ele. Do prédio do Tribunal de Justiça, no Centro do Rio, Whelan segue, sob escolta, para a Cidade da Polícia, no Jacaré, na Zona Norte da cidade. O ex-CEO da Match será fichado na Polinter e pode seguir ainda nesta segunda para o Complexo Penitenciário de Gericinó.
No momento em que se estregou, Whelan estava acompanhado de seu advogado Fernando Fernandes, para quem disse, ao se apresentar, que “enfim, poderei iniciar minha defesa criminal”. Enquanto esperava para ser transferido para a Cidade da Polícia, o inglês ficou na carceragem do Tribunal de Justiça.
O ex-CEO da Match é acusado de ser um dos chefes de uma quadrilha internacional de cambistas e foi preso durante a operação Operação Jules Rimet, da 18ª DP (Praça da Bandeira). Doze horas depois da prisão, a desembargadora Marília de Castro Neves concedeu um habeas corpus em favor de Whelan. Ele, então, voltou ao Copacabana Palace, onde estava hospedado. Quatro dias depois, Whelan teve a prisão novamente decretada. Quando os policiais chegaram ao hotel, ele conseguiu escapar por uma porta lateral. A fuga foi filmada pelo circuito de câmeras de segurança do Copacabana Palace.

Congresso retoma atividades após pausa na Copa

congresso vazio
Curtindo uma ressaca pós-Copa do Mundo no Brasil, deputados e senadores devem retornar ao Congresso nesta semana antes de mais uma provável paralisação das atividades – o recesso parlamentar a partir do dia 18, o que depende da aprovação da lei de diretrizes orçamentárias (LDO) para 2015. Na Câmara, os deputados poderão votar nesta segunda-feira (14), em sessão extraordinária, projeto apresentado pela oposição para cancelar os efeitos do decreto presidencial que prevê a criação da política nacional de participação social.
Os oposicionistas argumentam que o decreto invade prerrogativas do poder Legislativo. Os deputados também precisam votar a medida provisória que altera a lei de comercialização de energia elétrica e normas sobre leilões para o setor elétrico. Há previsão de outra sessão extraordinária nesta segunda para análise de pedidos de urgência para oito projetos e tentativa de votação de 19 propostas. No Senado, três medidas provisórias trancam a pauta de votações da Casa — a que autoriza o Banco Central a ceder dois imóveis à companhia de desenvolvimento urbano da região do porto do Rio de Janeiro, a que cria, em caráter temporário, funções comissionadas de grandes eventos e extingue funções comissionadas técnicas no âmbito da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos do Ministério da Justiça e a que abre crédito extraordinário de R$ 5,1 bilhões a órgãos do Executivo. Essas medidas estão na agenda do Senado para terça-feira.

Felipão não é mais técnico da Seleção Brasileira

felipao croacia
Depois do fiasco diante dos holandeses no Mané Garrincha, na noite de sábado, Felipão, como prometeu, entregou o cargo de técnico da Seleção. A CBF oficializará a saída do treinador e de toda a comissão técnica nesta segunda-feira. O anúncio ocorre após dois vexames consecutivos da Seleção na Copa. Na semifinal, levou 7 a 1 da Alemanha, no Mineirão. E na disputa de terceiro lugar, contra a Holanda, também foi goleada por 3 a 0.
Felipão voltou ao comando da Seleção em 2012, substituindo Mano Menezes. No ano seguinte, foi o técnico do tetra na Copa das Confederações, quando derrotou a Espanha por 3 a 0 no Maracanã. Em seu retrospecto desde que retornou ao cargo, Felipão acumulou 29 jogos, 19 vitórias, seis empates e quatro derrotas. Se sair logo, a CBF pode recorrer a Alexandre Gallo, observador da Seleção e técnico da equipe sub-20. Gallo teria ainda a desculpa do projeto da Olimpíada de 2016, no Rio, competição em que o Brasil jamais venceu e jamais levantou o ouro.

Buenos Aires tem confusão após derrota dos argentinos na final da Copa

Não foi o final esperado, mas os argentinos celebraram a final da Copa neste domingo (13) e a conquista da medalha do segundo lugar, após perderem para a Alemanha. Milhares de torcedores foram até o Obelisco, no centro de Buenos Aires, com a intenção de ficar lá até segunda-feira (14) de manhã para esperar a chegada da seleção. Mas um grupo de manifestantes começou a atirar pedras e a polícia teve que usar jatos d´água e bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.
Antes dos distúrbios começarem, a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, ligou para o diretor técnico da seleção, Alejandro Sabella, para felicitá-lo e dizer que “todos os argentinos estão orgulhosos” dos jogadores. Ela vai recebê-los nesta segunda-feira (14), na Casa Rosada (palácio presidencial), antes de viajar a Rio Gallegos, no extremo sul do país, para comemorar o aniversário de um ano de seu primeiro neto.

INSS vai começar a pagar parcela de 13º em agosto

O Ministério da Previdência Social confirmou que o pagamento da primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas começará a ser feito em agosto pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Plenário pode votar hoje projeto que suspende conselhos populares

O Plenário da Câmara dos Deputados pode votar hoje o projeto que cancela os efeitos do decreto da presidente Dilma Rousseff que criou a Política Nacional de Participação Social. O projeto (PDC 1491/14) está na pauta de sessão extraordinária desta segunda-feira.
O decreto presidencial (8.243/14) cria conselhos que vão influenciar as políticas governamentais, com integrantes indicados pelo próprio governo. Parte do Congresso não gostou do texto, por acreditar que ele invade prerrogativas do Poder Legislativo.

Qual candidato a presidente mais se beneficiou com o desastre da seleção?

taça copaNa quarta-feira à noite, o brasileiro saberá quanto a Copa afetou (ou se afetou) a popularidade de Dilma Rousseff, como anda a corrida eleitoral para o Planalto e o humor do brasileiro em geral com a economia. Contratado pela Globo, o Datafolha entra em campo amanhã e até quarta-feira fará 5468 entrevistas para obter essas respostas.
No questionário, haverá perguntas específicas que juntam Copa e eleições. Por exemplo: “quem mais se beneficiou com a derrota do Brasil para a Alemanha? e “quem menos se beneficiou?”. Em seguida, aparecem os nomes dos candidatos. O Datafolha também investigará que o brasileiro quer para o lugar de Felipão (ou se quer que ele continue) e quem foi o culpado pela derrota (CBF, jogadores ou comissão técnica).