11 de outubro de 2014

Aécio Neves lança site para desmentir Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula

O candidato do PSDB, Aécio Neves, lançou um site para rebater boatos propagados pela internet. A campanha do tucano vai recorrer ao Ministério Público para apurar a origem de mensagens, postadas na rede, de falso apoio ao candidato com teor racista.

Vacina contra influenza será disponibilizada ao público em geral

vacina hepatiteAs Unidades Básicas de Saúde dos municípios estão abastecidas para atender a partir da próxima segunda-feira (13) tanto o público-alvo, que são mais vulneráveis a desenvolver a forma grave da doença, como também a população em geral na faixa etária de 5 a 59 anos. A população prioritária da vacina é formada por crianças de seis meses a menores de cinco anos, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.
Segundo o Ministério da Saúde a vacinação contra a gripe é uma importante ação de prevenção da gripe, mas não dispensa medidas básicas de proteção. São cuidados simples, como lavar as mãos várias vezes ao dia, cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar, evitar tocar o rosto e não compartilhar objetos de uso pessoal. A vacina é segura, sendo contraindicada para pessoas que têm alergia a ovo. Estudos demonstram que a imunização pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Mais um escândalo abala a República e, como no caso do mensalão, Lula de nada sabia. Nem Dilma

20140902114347_cv_INACIOdilmalula1_gdeNo caso do mensalão, nenhum dos acusados disse à Justiça que Lula sabia da existência do esquema de pagamento de propinas a deputados federais para que votassem no Congresso como o governo mandava.
Com o processo adiantado, e tendo perdido a esperança de ser salvo pelo PT, o ex-publicitário Marcos Valério, um dos operadores do mensalão, afirmou que Lula sabia, sim, da existência do esquema.
Mas já era tarde. De resto, Valério não apresentou sequer indícios convincentes para sustentar o que dizia. A Justiça também não se mostrou interessada em investigar a participação de Lula no escândalo.
No caso da roubalheira na Petrobras para financiar políticos e partidos, Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da empresa, e o doleiro Alberto Youssef revelaram indiretamente que Lula sabia de tudo. Ou de quase tudo.
Lula cedeu à pressão de políticos para entregar-lhes diretorias da Petrobras, segundo Paulo Roberto. Foi assim que ele, por indicação do PP, acabou na diretoria de Abastecimento. Lula chamava Paulo Roberto de Paulinho.
Algum ingênuo poderá alegar que Lula jamais imaginou que Paulo Roberto ou qualquer outro diretor patrocinado por partidos teria como uma de suas missões roubar e deixar que roubassem. Santa ingenuidade.
O que ambiciona um partido ao emplacar um ocupante de cargo na administração pública? Conseguir por meio de ele colaborar com o presidente da República? Provar que dispõe de bons quadrados? Empregar alguém?
Na melhor das hipóteses, na mais sadia das hipóteses, contar com alguém no governo para arrancar de fornecedores doações capazes de fazer face a despesas de campanhas. O famoso Caixa 2.
É possível que Paulo Roberto e Yousseff tenham mentido à Justiça. Provável, porém, não é. Os dois querem escapar de condenações pesadas. Sabem que se mentirem, a delação premiada irá para o buraco. Não são suicidas.
Quanto a Lula… Preferiu não comentar nada. Apenas se disse de “saco cheio” com esse tipo de denúncia. Compreensível. Entra eleição, sai eleição, e o PT permanece na berlinda mergulhado em lama.
Quanto a Dilma… Ela não sabe de nada. Ela nunca soube de nada. Como gestora, a se acreditar em Lula, sempre foi uma gestora exemplar. Nem por isso bem informada sobre o que acontecia ao seu redor.
Por Ricardo Noblat

Ingresso para McCartney no Brasil passa de R$ 660

paul mcAs empresas internacionais de venda de ingressos já mostram como será a turnê de Paul McCartney pelo Brasil. Uma das maiores estrelas da música em todos os tempos inicia sua tour nacional em 10/11, na cidade de Cariacica (ES), com ingressos cotados a 220 euros (ou R$ 660) iniciais. De acordo com um desses sites de venda, trata-se do valor mais barato para o show no Espírito Santo e corresponde a um lugar na arquibancada. Os setores A e B custam 630 euros (R$ 1.860) e 315 euros (R$ 945), respectivamente.
De Cariacica, Paul segue para o Rio de Janeiro, onde toca no HSBC Arena, em 12 de novembro. Há um espaço grande entre a data carioca e a brasiliense, programada para 23 de novembro, noEstádio Nacional de Brasília Mané Garrincha, o que significa negociação com outras cidades, como Belo Horizonte e Porto Alegre. Além de Rio e Brasília, a capital paulista está confirmada com dois shows, no novíssimo estádio do Palmeiras, o Allianz Parque, em 25 e 26 de novembro.

Ministra do STF nega pedido para suspender auxílio-moradia para juízes

rosa_weber_sabatinaA ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, rejeitou pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) para impedir o pagamento de auxílio-moradia a todos os juízes do país. Nos três mandados de segurança impetrados pela AGU, a ministra entendeu que o instrumento não é adequado para derrubar a liminar do ministro Luiz Fux, que garantiu o benefício. O mérito do pagamento não foi analisado.
Na terça-feira (7), o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) regulamentou o pagamento de auxílio-moradia para juízes federais e estaduais. A regulamentação ocorreu depois de uma liminar (decisão provisória) do ministro Luiz Fux. Em setembro, Fux determinou o pagamento do benefício com base na Lei Orgânica da Magistratura. Conforme o Artigo 65, além dos salários, os juízes podem receber vantagens, como ajuda de custo para moradia nas cidades onde não há residência oficial à disposição.

Aécio promete investigar denúncias de corrupção na Petrobras caso seja eleito

aecio viceO candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, voltou a comentar hoje (10) o depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Youssef nas ações penais que investigam o esquema de corrupção deflagrado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal. O tucano conversou com jornalistas em um hotel na zona sul do Rio, antes de gravar seu programa eleitoral, e criticou posição manifestada pela presidenta Dilma Rousseff, que, em entrevista dada nesta sexta, se disse estarrecida com a divulgação de trechos dos depoimentos durante o período eleitoral.
Aécio disse que é preciso responsabilidade para não se fazer acusações sobre a participação de outros integrantes do governo no escândalo, mas frisou que, se for eleito, irá fundo nas investigações sobre as denúncias de corrupção na estatal. “Eu tenho que ter muita responsabilidade ao fazer qualquer tipo de acusação. Agora nós estamos vendo que a corrupção se institucionalizou no seio de nossa maior empresa. É o tesoureiro do PT, que sustenta a estrutura partidária, acusado de receber esses recursos desviados da corrupção. É preciso que essas investigações avancem, essa primeira delação não pôde incluir nome de pessoas com foro privilegiado. O que eu posso dizer é que, se eleito presidente da República, nós vamos a fundo nessas investigações. Vamos estimular todos esses órgãos, que já cumprem o seu dever constitucional, para que as investigações possam ir no limite do que seja necessário e que todos, absolutamente todos, os responsáveis sejam processados e os culpados, exemplarmente punidos.”

64% dos eleitores de Marina pretendem votar em Aécio; 18% em Dilma

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (9) mostra que 64% dos que declaram ter votado na candidata Marina Silva (PSB) no primeiro turno pretendem votar em Aécio Neves (PSDB) no segundo; 18% dos eleitores dela têm a intenção de votar em Dilma Rousseff (PT). Ainda de acordo com o instituto, 10% dos que dizem ter votado em Marina devem anular ou votar em branco; 8% não opinam. O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 205 municípios nos dias 7 e 8 de outubro.
A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-01071/014.

PMDB não dará apoio integral a Dilma em ao menos 10 estados

Em disputa acirrada pela reeleição, a presidente Dilma Rousseff (PT) ficará sem apoio integral do PMDB, principal aliado do governo federal, em mais de um terço dos Estados no segundo turno. Adversário do PT nas urnas, Aécio Neves (PSDB) tem apoio oficial do PMDB em seis Estados (AC, BA, ES, PE, RR e RS) e deverá contar com o empenho de setores peemedebistas em ao menos outros quatro (PI, MS, RJ e SC).
Somados, esses Estados reúnem cerca de 35% do eleitorado nacional e incluem os dois redutos onde Marina Silva (PSB) venceu no primeiro turno: Acre e Pernambuco. Em alguns Estados onde peemedebistas prometem apoio oficial a Dilma, a presidente terá dificuldades para cativar militantes da sigla.

Ministro determina que Instituto de Pesquisa disponibilize informações sobre metodologia

a4ccff47-77b6-499e-9396-7b1897d84b31O ministro Tarcisio Vieira, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deferiu pedido da coligação Com a Força do Povo e da candidata à Presidência da República Dilma Rousseff para que o Instituto Paraná de Pesquisas e Análises de Consumidor Ltda. disponibilize o acesso ao sistema interno de controle, verificação e fiscalização da coleta de dados da pesquisa de opinião registrada na Justiça Eleitoral com protocolo BR-01065/2014.
Na petição, Dilma e sua coligação alegam necessidade de “investigação de supostas irregularidades”. Segundo eles, houve superdimensionamento do percentual de eleitores com nível superior, ausência de indicação, no momento do registro, do percentual considerado para cada nível de escolaridade, falta de critérios para ponderação quanto ao nível econômico do eleitor, indicação do próprio Instituto como contratante da pesquisa e ausência de designação dos estados e municípios em que se realiza a coleta de dados

Líderes partidários querem punição maior para institutos de pesquisa envolvidos em fraudes

pesquisa1Líderes partidários propõem urgência para projeto que aumenta punição a institutos de pesquisa envolvidos em levantamentos fraudulentos (PL 96/11). O requerimento ainda depende do aval do Plenário (Req. 10732/14). Assim como em 2010 e em 2012, as divergências entre os números das pesquisas eleitorais e os resultados das urnas neste primeiro turno motivam uma série de críticas na Câmara dos Deputados.
Entre os casos mais citados, estão o para presidente da República, em que o segundo colocado, senador Aécio Neves, obteve 33,5% dos votos válidos, enquanto os levantamentos de Ibope e Datafolha às vésperas da eleição indicavam-no com menos de 30%. A primeira colocada, presidente Dilma Rousseff, aparecia nas últimas pesquisas com índices entre 44% e 46%, sendo que, nas urnas, alcançou 41,6% dos votos válidos.

Deu negativo o resultado de exame de primeiro caso suspeito de ebola no Brasil

O Ministério da Saúde informou na manhã deste sábado (11.10) que o exame para diagnóstico etiológico do paciente suspeito de infecção pelo vírus ebola teve resultado negativo. A confirmação, contudo, só deve ocorrer após a realização de um segundo exame, que será coletado 48 horas após a primeira amostra. A pasta informou que o estado de saúde do africano Souleymane Bah, de 47 anos, é bom. Ele não apresenta febre e está mantido em isolamento total no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio de Janeiro (RJ). Se o caso também for descartado como ebola no segundo exame, o paciente sairá do isolamento e o sistema de vigilância dos contactantes será desmontado.
Nesse domingo (12), será colhida a segunda amostra de sangue, que também será enviada para análise laboratorial no Instituto Evandro Chagas, no Pará, que pertence à Secretaria de Vigilância em Saúde, do Ministério da Saúde. O caso suspeito de ebola foi notificado na quinta-feira (09.10), na Unidade de Pronto Atendimento Brasília, em Cascavel (PR). Todas as medidas de biossegurança foram adotadas pelas autoridades para isolamento do paciente e investigação de todas as pessoas que tiveram contatos com ele, a fim de interromper uma possível cadeia de transmissão do vírus.

TSE suspende propaganda de Dilma que ataca Aécio

O candidato do PSDB, Aécio Neves, ganhou na noite de sexta-feira o primeiro round de uma luta que promete ser violenta na Justiça Eleitoral nesse segundo turno. O coordenador jurídico da campanha, deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), divulgou em nota parecer favorável de Admar Gonzaga, do Tribunal Superior Eleitoral, à liminar pedida para a imediata retirada do ar da propaganda eleitoral do PT com ataques a Aécio sobre o aeroporto de Cláudio. A propaganda foi ao ar mesmo depois de o ministro Rodrigo Janot ter arquivado o caso na Procuradoria Geral da República.
A coligação de Aécio agora espera parecer favorável ao pedido de direito de resposta no horário de propagada da presidente Dilma Rousseff (PT), com o argumento que a propaganda veiculada foi ofensiva ao candidato do PSDB. Em seu despacho, o ministro Admar Gonzaga observou que o conteúdo da propaganda é de “formato jocoso, e o tom nitidamente difamatório”.