29 de outubro de 2014

Eduardo Cunha é reconduzido à liderança do PMDB

Plenário - Ordem do diaO deputado Eduardo Cunha (RJ) foi reconduzido à liderança do PMDB em reunião da bancada na manhã desta quarta-feira (29). Além da liderança, a bancada está discutindo a posição do partido em relação àreforma política.
Eduardo Cunha assumiu a liderança da legenda em fevereiro do ano passado. O deputado carioca, que tem 56 anos e é economista, foi eleito no início de outubro para o quarto mandato consecutivo na Câmara dos Deputados.

Depressão: 5% da população mundial sofre da doença

depressao 2Caracterizada por uma tristeza profunda, melancolia, cansaço e falta de motivação para as atividades diárias, a depressão, ou transtorno depressivo, é causada por fatores genéticos e neuroquímicos (mau funcionamento dos neurotransmissores cerebrais), somados a fatores ambientais, sociais e psicológicos. A doença acomete 350 milhões de pessoas em todo o mundo.
De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão deve se tornar, em 20 anos, a doença mais comum no mundo, afetando mais pessoas do que qualquer outro problema de saúde. Apesar da alta incidência, a doença é cercada de preconceitos, assim como os demais transtornos mentais e é, muitas vezes, confundida como sendo apenas uma tristeza, algo que “vai passar”. A depressão é um quadro que traz uma sensação de vazio no peito, de que a vida está sem significado.

Aneel inclui hidrelétricas em leilão de energia previsto para novembro

energia-elétrica-300x225A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, nesta quarta-feira (29/10), a republicação do edital do leilão de geração de energia A-5, que deve ocorrer no dia 28 de novembro. Foram incluídos três empreendimentos no leilão: as usinas hidrelétricas Apertados, com capacidade de geração de 139 megawatts (MW); Ercilândia, no Paraná, com capacidade de 87 MW; e Itaocara (150 MW), no Rio de Janeiro. O leilão objetiva contratar energia de usinas hidrelétricas, eólicas, solares e termelétricas movidas a carvão, a gás natural e a biomassa, que deverão ser entregues a partir de 2019.

CCJ aprova critério para definição de tráfico de drogas e uso medicinal da maconha

maconhaDuas inovações à Lei de Drogas foram aprovadas, nesta quarta-feira (29), pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). A norma poderá passar a indicar um parâmetro mínimo de porte de droga para diferenciar usuário e traficante e permitir a importação de derivados e produtos à base de cannabis – princípio ativo da maconha – para uso terapêutico. As mudanças, no entanto, ainda passarão pelo exame de mais quatro comissões temáticas.

Ódio contra eleitores nordestinos deve passar logo

DO R7

Dois dias após o Brasil decidir nas urnas seu novo presidente, eleitores ressentidos com o resultado da eleição usam as redes sociais para disseminar manifestações de ódio contra os nordestinos — onde Dilma Rousseff (PT) venceu Aécio Neves (PSDB) em todos os Estados. Supostamente, a região teria dado a vitória à petista — mas o desempenho de Dilma no Sul e Sudeste foi fundamental para o triunfo.

Nesta terça-feira (28), as mensagens foram desde o singelo ‘destruíram nosso País’ até desejos mais agressivos, como ‘que o ebola chegue ao Brasil pelo Nordeste’. Em um vídeo, uma mulher, supostamente rica, chama os eleitores de Dilma de "miseráveis, imbecis e burros" (assista abaixo).

Taques critica aluguéis de prédios e contratos de limpeza e vigilância

O governador eleito Pedro Taques (PDT) reafirmou a decisão de "enxugar" o máximo possível a máquina pública estadual, a partir de janeiro de 2015, quando assumirá o comando do Palácio Paiaguás.

Ele disse que estuda, inclusive, “cortar” gastos com serviços terceirizados contratados pelas secretarias de Estado, como de limpeza e de vigilância privada.

A decisão, conforme Taques explicou, em entrevista à Rádio Mega FM, poderá ser tomada com base em sua política de enxugamento da máquina e de combate à corrupção.


“Na campanha, nós dissemos que íamos combater a corrupção e cortar gastos. Precisamos melhorar investimentos em Saúde, Segurança e Educação, que não são gastos, são investimentos. Precisamos melhorar a qualidade dos investimentos para que possamos diminuir alguns gastos”, disse.

Assembleia confirma CPIs contra Eraí Maggi e empreiteiras

A Assembleia Legislativa confirmou, durante sessão ordinária na noite de terça-feira (28), a implantação das três Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) solicitadas na semana passada.

São elas: a CPI da Cooamat, proposta pelo deputado estadual José Riva (PSD) para investigar o suposto uso da cooperativa, ligada ao empresário Eraí Maggi (PP), que sonegaria impostos; a CPI da Trimec, proposta por Ademir Brunetto (PT), para investigar contratos da empreiteira com o Governo; e a CPI da Nhambiquaras, proposta por Walter Rabello (PSD), para investigar contratos da construtora com o Estado.

A aprovação das comissões foi feita após os proponentes entregarem à Mesa Diretora relatório em que se comprometem a finalizar, ainda nesta legislatura, as investigações.


Conforme a Mesa Diretora, os grupos terão 40 dias para apresentarem relatório final de suas investigações.

TV argentina divulga vídeo de agressão de Maradona à ex-namorada

Envolvido em mais uma polêmica, Diego Maradona admitiu ter jogado um telefone, mas nega agressões à ex-namorada Rocío Oliva. Um vídeo em que o ex-jogador supostamente a agride foi divulgado por uma TV da Argentina, nesta semana, e ganhou grande repercussão. 
Nas imagens, Maradona levanta do sofá, arremessa um objeto e vai na direção de Rocío Oliva. Antes da suposta agressão, visivelmente irritado e com um copo na mão, ele questiona o que a então namorada está fazendo com o celular. Em seguida, é possível ouvir a voz de Rocío pedindo que ele pare.
De acordo com a imprensa argentina, as imagens foram gravadas no hotel Nordelta, em Buenos Aires, onde alguns dos hóspedes teriam reclamado dos gritos ouvidos.

Petista quer o fim do "Bolsa Família"

 O Presidente do PT sugere o fim do Bolsa-Família
O presidente nacional do PT, Rui Falcão, se reuniu nesta terça-feira com a bancada do partido na Câmara para debater medidas a fim de controlar a recessão econômica enfrentada pelo governo Dilma.
Uma das propostas mais discutidas na reunião foi a de reduzir o valor do Bolsa Família em 50% já de imediato, a partir de janeiro de 2015. Também foi posto em pauta um eventual fim para o programa em 2017.
Falcão defendeu a ideia e disse que o programa "já cumpriu o seu papel e deve ser suspenso em breve".

"O Bolsa Família está em vigência há 10 anos e as estatísticas mostram que já cumpriu o seu papel. Além de resultar em um alívio na economia, a extinção do programa também irá interromper a sua transformação em uma iminente política de parasitismo. Estou certo de que esta é a decisão correta a ser tomada", disse o presidente petista.
Diante da firmeza imposta por Falcão em suas ideias, a bancada petista rachou. Há deputados que defendem o corte e outros que acreditam que o programa ainda é necessário e não deve ser mexido.
O líder do PT na Câmara, Vicentinho (SP), destacou os avanços induzidos pelo Bolsa Família e disse que ainda "há muito o que ser feito". "A miséria foi praticamente erradicada no Brasil durante estes 10 anos do Bolsa Família. Existem ainda questões a serem resolvidas, como os altos índices de analfabetismo e analfabetismo funcional no país, e eu tenho certeza de que o Bolsa Família é fundamental para se alcançar essas resoluções", disse ele.
Aparentemente, a presidente Dilma compactua com Rui Falcão e também quer o fim do Bolsa Família. A bancada petista deve se reunir novamente nas próximas semanas para discutir mais a fundo essas medidas.

*Arnaldo Süssekind  [Grupo Resistência Democrática)-

 *Via Portal UOL - 

Anotações do doleiro Youssef podem envolver o blogueiro do Brasil 247, em propinas da Petrobras.



Um dos documentos apreendidos pela Polícia Federal mostra a anotação do doleiro Youssef: ‘Leonardo Attuch 6×40.000,00“No monitor de uma das meses (sic) havia um post it com a anotação ‘Leonardo Attuch 11-950206533 6×40.000.00 24/02/2014′”, informa o trecho do relatório em que a delegada Paula Ortega Cibulsk resume o que foi encontrado, num dos imóveis utilizados pela quadrilha de Alberto Youssef, por agentes da Polícia Federal incumbidos de cumprir o mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça. No fim do texto reproduzido abaixo, datado de 17 de março de 2014, a delegada acrescenta que anexou ao relatório um registro fotográfico do documento que vincula o alvo principal da Operação Lava Jato ao blogueiro Leonardo Attuch, proprietário do site Brasil 247.

“No monitor de uma das meses (sic) havia um post it com a anotação ‘Leonardo Attuch 11-950206533 6×40.000.00 24/02/2014′”, informa o trecho do relatório em que a delegada Paula Ortega Cibulsk resume o que foi encontrado, num dos imóveis utilizados pela quadrilha de Alberto Youssef, por agentes da Polícia Federal incumbidos de cumprir o mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça. No fim do texto reproduzido abaixo, datado de 17 de março de 2014, a delegada acrescenta que anexou ao relatório um registro fotográfico do documento que vincula o alvo principal da Operação Lava Jato ao blogueiro Leonardo Attuch, proprietário do site Brasil 247.

As letras e os algarismos que constam do anexo 3, confrontados com outras peças da montanha de documentos capturados pela Polícia Federal, revelaram que o próprio Youssef fez as anotações manuscritas que incorporam Attuch ao bando de políticos, governantes, empresários, funcionários públicos, além de indivíduos, que se apresentam como “jornalistas” envolvidos de alguma forma com um dos comandantes do mais portentoso propinoduto montado no Brasil desde o Descobrimento.

São tantos os integrantes do esquema forjado para saquear a Petrobras que, como faz a CBF com os times de futebol, os responsáveis pelo esclarecimento dos crimes dividiram informalmente os investigados em duas categorias. Na série A figuram presidentes da República (embolados no G4), ministros de Estado, governadores, figurões do Congresso, megaempreiteiros, diretores da Petrobras e gatunos de alta patente. Na série B aglomeram-se empreiteiros e fornecedores menos graúdos, parlamentares do baixo clero, funcionários do segundo escalão e jornalistas estatizados ou arrendados pela organização criminosa.
Compreensivelmente, a série A tem monopolizado tanto as investigações de campo quanto os interrogatórios de Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, que toparam contar o que muito que fizeram ou sabem em troca dos benefícios da chamada delação premiada. Sorte de Attuch: a Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça Federal ainda não encontraram tempo para devassar as catacumbas da classe B. Mas chegará o dia em que as suspeitíssimas anotações manuscritas terão de ser elucidadas.
O blogueiro costuma desperdiçar seu tempo com a edição de textos abjetos sobre jornalistas independentes, aos quais se seguem “comentários” que difamam, caluniam e afrontam a honra de quem ousa criticar o governo lulopetista. A prudência recomenda que suspenda o serviço sujo e procure a ajuda de um advogado especialmente imaginoso. Vai precisar de um álibi e tanto para escapar do enquadramento no Código Penal.
*Direto ao Ponto - Augusto Nunes