18 de novembro de 2014

Promotor diz que prefeito Walace sabia de fraudes em licitação

MAX AGUIAR


O coordenador do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), promotor Mauro Aurélio de Castro, afirmou que o Ministério Público, durante as investigações, enxergou a participação do prefeito Walace Guimarães (PMDB) em fraudes em licitações na Prefeitura de Várzea Grande.

“Quando o inquérito foi instaurado, nós não tínhamos conhecimento disso. Mas, durante as investigações, nós vislumbramos a possível participação do prefeito nas fraudes. Por isso, decidimos chamar outras instituições, como é o caso do Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) e Gaeco”, disse o promotor.

Irmão de prefeito de Várzea Grande é detido em casa com armas sem registro

MAX AGUIAR


O irmão do prefeito de Várzea Grande, Walace Guimarães (PMDB), Josias Guimarães, foi detido por porte ilegal de arma, nesta terça-feira (18), durante a deflagração da Operação Camaleão, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Geaco).

No momento em que cumpriam mandados de busca e apreensão em sua residência, os agentes do Gaeco encontraram armas de grosso calibre, sem registro.

Josias recebeu voz de prisão e foi levado, antes do meio-dia, pela Rotam (Rotas Ostensivas Metropolitanas), da Polícia Militar, para a Central de Flagrantes de Várzea Grande.
 

Soldados do Exército são presos por roubos a postos de combustível

soldados presos









A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deflagrou, na manhã desta terça-feira (18/11), a Operação Tanque Cheio, em que seis soldados do Exército, indiciados por roubos a postos de combustíveis e associação para o crime, acabaram presos.

Quatro soldados foram presos na manhã de hoje: Diego Matias, 23 anos, Victor Hugo Santos, 19, Diego Silva Lima, 26, e Emival Gomes Junior, 31. Os outros dois, Edimar Peixoto, 20 anos, e Esdras Matos, de idade não informada pela polícia, já haviam sido pegos em 16 de outubro.


Após a prisão dos dois primeiros, eles foram identificados como militares e a investigação se estendeu, culminando hoje com o restante das prisões. O delegado adjunto da 9ª Delegacia de Polícia, Ricardo Vianna, afirma que as investigações quanto aos integrantes da associação criminosa acabou.

Cresce número de municípios com risco de epidemia de dengue

larva dengueO número de municípios que correm risco de ter uma epidemia de dengue subiu de 125 para 135, de acordo com atualização do Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti(Liraa) divulgada, hoje (18), pelo Ministério da Saúde. Já os municípios considerados em alerta para a doença passaram de 552 para 612.
De acordo com o levantamento, Rio Branco (AC) é a única capital em situação de risco, com índice de 4,2. Treze capitais estão em situação de alerta – Boa Vista (RR), Palmas (TO), Salvador (BA), Porto Alegre (RS), Cuiabá (MT), Vitória (ES), Maceió (AL), Natal (RN), Recife (PE), São Luís (MA), Aracaju (SE), Belém (PA) e Porto Velho (RO). Manaus, no Amazonas, e Fortaleza, no Ceará, ainda não apresentaram seus dados ao governo federal.

Beijo na boca troca mais de 80 milhões de bactérias, mostra novo estudo

bj-1024x535O beijo está no mundo há mais de 4 mil anos, envolve muitos músculos do corpo humano, libera adrenalina e, enquanto rola a interação das línguas, mais de 80 milhões de bactérias são trocadas. 80 milhões!
Esse foi um dos resultados de uma pesquisa conduzida por duas instituições holandesas, Micropia e TNO, com 21 casais. Nela, os voluntários preencheram questionários sobre seus beijos e tiveram amostras de saliva coletadas antes e após se beijarem por 10 segundos. Os cientistas constataram que os casais que se beijam pelo menos nove vezes ao dia possuíam os mesmos tipos de bactérias na boca.
“O objetivo era saber em que medida os parceiros partilham suas bactérias orais e vimos que, quanto mais eles se beijam, mais similares elas são”, disse Remco Kort, biólogo líder do estudo.

Seleção de Dunga fecha ano na Áustria com seis vitórias em seis jogos

firmino brasil
O Brasil encerrou a temporada de 2014 com mais uma vitória. Apesar de não ter repetido as atuações de brilho das partidas anteriores, o time dirigido por Dunga derrotou a Áustria por 2 a 1, nesta terça-feira, com gol marcado no fim pelo atacante Roberto Firmino. A sexta vitória em seis jogos da era Dunga ajuda também a seleção pentacampeã a amenizar o vexame na Copa do Mundo, quando foi goleada pela Alemanha por 7 a 1 na semifinal. Depois da troca de Luiz Felipe Scolari pelo ex-volante no comando, o Brasil só venceu.
Antes de triunfar no amistoso contra a Áustria, no estádio Ernst Happel, em Viena, a Seleção já havia superado também Colômbia (1 a 0), Equador (1 a 0), Argentina (2 a 0), Japão (4 a 0) e Turquia (4 a 0) sob o comando de Dunga.
Nesta terça, depois de um primeiro tempo sem chances reais de perigo, o Brasil abriu o placar na etapa final com David Luiz, que puxou a camisa do adversário para se antecipar na área e marcar de cabeça. Porém, pouco depois, Oscar cometeu um pênalti desnecessário, e Dragovic empatou, impondo ao Brasil o primeiro gol sofrido na era Dunga. Já no fim, aos 37, Firmino soltou um chute de longe para marcar o gol.

PF pede prorrogação de prisão de seis investigados na Lava Jato

A Polícia Federal (PF) pediu hoje (18) ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, a prorrogação da prisão temporária de seis investigados na sétima fase da operação. Entre eles está o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque.
A PF também pediu a prorrogação da prisão de três executivos ligados à empreiteira OAS e mais dois dirigentes da UTC. No mesmo pedido, a Polícia Federal solicitou ao juiz que mais nove investigados sejam soltos, todos ligados às empresas Engevix. Iesa e Queiroz Galvão. Os pedidos serão avaliados ainda hoje.
Os executivos presos na sexta-feira (14) continuam depondo na Superintendência da PF em Curitiba. Hoje, os delegados fazem a oitiva de diretores ligados às empreiteiras UTC e Camargo Correa. Dos 25 mandados emitidos pelo juiz, 23 foram cumpridos. Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, e Adarico Negromonte Filho continuam foragidos.

Que gosta se ligue! Vem aí um novo Facebook

facebookSan Francisco – O Facebook prepara uma versão para profissionais de sua página na internet para concorrer com sites como o LinkedIn, noticiou o Financial Times nesta segunda-feira (17/11), citando fontes do setor.
“O Facebook trabalha secretamente em um novo site na internet, chamado ‘Facebook at work (Facebook no trabalho)”, que permitirá aos usuários “se comunicar com colegas, fazer contato com outros profissionais e colaborar em documentos”, acrescentou o Financial Times.
“Vamos continuar a nos preparar para o futuro, investindo de forma agressiva conectando todo o mundo, entendendo o mundo e construindo a próxima geração da plataforma de informática”, declarou no mês passado o chefe-fundador do Facebook, Mark Zuckerberg.
“Temos um longo caminho pela frente”, disse.
Com cerca de 1,35 bilhão de usuários ativos por mês no mundo, o Facebook foi criado em 2004 por 2004 por Zuckerberg e outros estudantes da Universidade de Harvard.
O site procura diferenciar a sua oferta. Semanas atrás, lançou um aplicativo que permite aos usuários discutir de forma anônima sobre vários assuntos em salas de bate-papo virtuais, como acontecia nos primórdios da internet.

Empresas da Lava Jato receberam R$ 576,1 mi de fundo de pesquisa da Ciência e Tecnologia

dinheiro publicoAs empresas denunciadas na operação Lava Jato receberam R$ 576,1 milhões da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), empresa pública vinculada ao Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação. Ao todo, os valores celebrados em contrato chegam a R$ 682,4 milhões. Dentre os financiamentos, três foram concedidos a “fundo perdido”, quando não há reembolso.
O contrato de maior valor foi celebrado com a Queiroz Galvão, relativo ao projeto “Atlanta”, campo na Bacia de Santos de onde se extrairá petróleo e que, possivelmente, dobrará a receita da empresa. A iniciativa tem o custo total de R$ 266,1 milhões, dos quais R$ 252,8 milhões já foram liberados. O presidente da Queiroz Galvão, Ildefonso Colares Filho, foi um dos presos da Polícia Federal na última sexta-feira (14).

Operação Lava-Jato garantiu, até agora, devolução de R$ 447 mi desviados

dinheiro CNMA ação da Polícia Federal e do Ministério Público conseguiu garantir, até agora, a devolução de quase meio bilhão de reais desviados da Petrobras no megaesquema de propinas revelado pela Operação Lava-Jato, atualmente em sua sétima fase. A devolução de R$ 447 milhões está prevista nos acordos de delação premiada de cinco envolvidos no esquema.
O valor supera os R$ 367 milhões em reajustes irregulares em quatro contratos com empreiteiras que atuam na construção da Refinaria Abreu e Lima, apontados em relatório do Tribunal de Contas da União (TCU), em setembro. A maior devolução será feita pelo ex-gerente executivo de Engenharia da Petrobras Pedro Barusco, no valor de R$ 253 milhões. O ex-diretor de Abastecimento da estatal Paulo Roberto Costa, peça-chave do esquema, comprometeu-se a devolver R$ 70 milhões.

Doze dos 32 deputados da CPI pegaram ‘toco’ do esquema

As empresas investigadas por participar do esquema doaram dinheiro para 12 dos 32 deputados da CPI que apura irregularidades na Petrobras na campanha deste ano. Contribuíram ainda com outros sete líderes partidários, da base aliada e da oposição, que também participam de reuniões da comissão. As doações somam R$ 3,9 milhões. A informação é de Vera Magalhães, na Folha de S.Paulo desta terça-feira.
Diz a colunista que ao ouvir depoimentos de Paulo Roberto e Youssef, os policiais concluíram que o esquema “vai muito além das obras contratadas pela Petrobras” e atinge outras áreas do governo.

CPI de rabo preso: terão coragem e moral para convocar?

rabo presoEntre os que tiveram mandados de prisão expedidos na sétima fase da Lava-Jato, seis têm requerimentos de convocação na CPMI da Petrobras. A prisão dos executivos, porém, criou um impasse para os nobres da CPMI: a maioria ali presente recebeu doações das construtoras em que essa turma trabalha, adverte Lauro Jardim, na sua coluna da Veja Online.
Ao se reunirem hoje, deputados e senadores agora têm motivos de sobra para ouvirem o que têm a dizer os seguintes nomes: o ex-diretor da Petrobras Renato Duque; o vice-presidente da Camargo Corrêa Eduardo Leite; o diretor de desenvolvimento comercial da Queiroz Galvão, Othon Zanoide de Moraes Filho; o vice-presidente da Mendes Júnior, Sérgio Mendes; o presidente da Iesa, Valdir Lima Carreiro, e o vice-presidente comercial da Engevix, Gerson de Mello Almada.

Base entrega fatura do apoio a Dilma na campanha

dilma blocaoPassada a eleição, os partidos políticos que integram a base apresentaram a fatura à presidente Dilma Rousseff, reeleita por uma coligação de nove legendas. No Planalto, as conversas sobre a recomposição do governo e a reforma ministerial têm sido conduzidas pelo ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante. No entanto, o clima é de suspense, tanto entre membros do governo, quanto entre os representantes dos partidos que têm levados seus pedidos ao ministro.
Entre os interlocutores mais próximos da presidente, a frase mais dita é: “Nada tem dono”. Ou seja, tudo depende do que passa na cabeça da presidente, que prometeu anunciar as mudanças em etapas e somente depois de sua volta da viagem à Austrália, onde participou da reunião da cúpula do G-20, grupo que reúne as 20 maiores economias do mundo.
PMDB
O PMDB quer manter o controle das cinco pastas que comandou durante o primeiro mandato, mas quer “porteira fechada”. O principal partido aliado de Dilma mantém a antiga queixa de que tem a cabeça das pastas, mas não manda realmente, já que o partido não consegue nomear secretarias executivas e muitos outros cargos auxiliares.

Executivo diz à PF que empreiteira fazia doações ao PT, PP, PMDB ‘e mais alguns’

brasao policia federalO engenheiro civil Ildefonso Colares Filho, que trabalhou durante cerca de 40 anos na Queiroz Galvão, afirmou que a construtora fazia contribuições durante as campanhas eleitorais aos partidos políticos que “mais se caracterizam com as características da empresa”.
Em depoimento à Polícia Federal, no Paraná, onde está preso por suspeita de envolvimento com o cartel das empreiteiras na Petrobrás, Colares citou como recebedores de doações da Queiroz Galvão o PT, o PMDB, o PP e “mais alguns”.
A PF indagou do executivo qual era o critério para as contribuições. “O primeiro critério era o limite, sempre aquém do permitido. A gente dava para aqueles partidos que mais se caracterizam com as características da empresa, ligados ao crescimento da infraestrutura”.

Gustavo Oliveira é oficializado para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico

O governador eleito Pedro Taques (PDT) anunciou o quarto nome que deve compor o primeiro escalão de sua equipe de governo. Trata-se do empresário e diretor da Fiemt, Gustavo Oliveira. O nome dele consta no escalão de secretários que o Diário adiantou na última sexta-feira (14).

Gustavo Oliveira trabalha na equipe de transição de Taques. O anúncio foi feito no último domingo (16) no programa Conexão Poder, da TV Pantanal.

Apesar de na equipe de transição atuar como coordenador dos dados referentes à secretaria de Estado de Fazenda, a ida dele é quase certa para uma forte Pasta a ser criada no novo governo: a secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

A Pasta tende a ser uma das mais poderosas do novo governo, pois reunirá a atual Secretaria de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme) e a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf).

MPF pede “ficha limpa” a Taques


A fim de evitar atos de corrupção durante o período de transição no governo estadual, o Ministério Público Federal entregou nesta segunda feira (17) um ofício ao governador Silval Barbosa e ao governador eleito, senador Pedro Taques (PDT), que assumirá o comando do Palácio Paiaguás em 1º de janeiro.

O documento, elaborado pelo Núcleo de Combate à Corrupção do órgão, traz orientações a serem seguidas durante este período de mudança de gestão. O objetivo é prevenir e combater atos ilícitos por desconhecimento ou inexperiência.

Para o atual chefe do Executivo estadual, a orientação foi no sentido de garantir todas as condições de continuidade dos atos da administração pública, em especial dos serviços essenciais prestados à população, com a guarda e manutenção dos bens, arquivos, livros e documentos públicos em seu poder.