21 de novembro de 2014

Executivos dizem que pagaram propina para receber R$ 300 milhões na Petrobras

O empresário Sérgio Cunha Mendes, vice-presidente da Mendes Júnior e o diretor de Operações de Óleo e Gás da empresa, Rogério Cunha de Oliveira, afirmaram em depoimento à Polícia Federal que a companhia foi chantageada, pelo ex-diretor de refino e abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa para manter contratos da empresa com a Petrobras. Segundo o IG, Os executivos também disseram que tinham receio de não receber pagamentos da Petrobras da ordem de R$ 300 milhões, caso não pagassem propina a Costa.
Além disso, no depoimento, os executivos revelaram que era Paulo Roberto Costa o responsável por convidar as empresas participantes dos procedimentos licitatórios na área de refino e abastecimento. Outra revelação é que Sérgio Cunha Mendes foi apresentado à Youssef por José Janene, ex-líder do PP e ex-réu do mensalão, morto em 2010. Os depoimentos foram prestados na segunda-feira, na sede da PF em Curitiba (PR).

Dilma fecha equipe econômica: Levy na Fazenda e Barbosa no Planejamento

A presidente Dilma Rousseff fechou o xadrez da equipe econômica. Joaquim Levy será o ministro da Fazenda. Nelson Barbosa responderá pelo Planejamento. Alexandre Tombini permanece à frente do Banco Central. Com essa equipe, o governo acredita que a presidente recuperará a credibilidade que tanto precisa para destravar a economia. Há uma crise enorme de confiança, que minou os investimentos produtivos e tragou o Produto Interno Bruto (PIB). Nos dois primeiros trimestres do ano, a atividade encolheu 0,2% e 0,6%, respectivamente. No primeiro mandato de Dilma, o crescimento médio do PIB foi de apenas 1,6%. Em 2014, particularmente, o PIB terá crescimento de, no máximo, 0,2%.

Levy é muito respeitado no mercado financeiro. Seu nome foi endossado pelo presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, que recusou convite para a Fazenda, alegando que ainda tem uma missão a cumprir: assumir, em 2017, a presidência do Conselho de Administração do segundo maior banco privado do país. Atualmente, Levy é diretor da Bradesco Asset. Ele foi secretário do Tesouro Nacional no primeiro mandato de Lula.

Barbosa, que ocupou a secretaria executiva do Ministério da Fazenda, desfrutou, muito tempo, de livre trânsito com Dilma. Mas, desde que deixou o governo, os dois se distanciaram. A aproximação se deu recentemente, por meio de Lula, que o abrigou no instituto que leva o seu nome. Barbosa será uma espécie de contraponto ao ortodoxismo de Levy na Fazenda.

Tombini chegou a ser cogitado para a Fazenda, mas convenceu a presidente Dilma que seu lugar é no BC. Ele diz que a grande missão dele é levar a inflação para o centro da meta, de 4,5%, até 2016. Tombini também terá que desmontar, ao longo dos próximos meses, uma operação de US$ 100 bilhões para segurar as cotações do dólar, que têm pressionado a inflação.

Divulgar marca no Facebook e no Twitter é inútil, diz estudo

Durante anos, muitas empresas prosperaram divulgando suas marcas no Facebook e no Twitter. Mas isso já pertence ao passado, afirma um estudo da empresa de análise de mercado Forrester Research. Agora, investir nessas redes sociais para promover marcas e produtos pode ser um desperdício de tempo e dinheiro.
O problema é que, como muita gente que trabalha com marketing e tecnologia já sabe, o Facebook vem reduzindo o alcance dos posts promocionais na rede. Isso significa que cada vez menos gente vê o que as empresas publicam lá. Quem quiser ter maior alcance tem de pagar por isso.
Na semana passada, o Facebook divulgou que vai apertar ainda mais o cerco sobre as marcas. A rede social diz, num comunicado sobre posts promocionais, que “de janeiro de 2015 em diante, as pessoas vão ver menos conteúdo desse tipo em seus feeds de notícias”.
O Facebook alerta que “páginas institucionais que publicam conteúdo promocional devem esperar que a distribuição orgânica desse conteúdo caia significativamente com o tempo”.
Nate Elliott, analista da Forrester Research, observa, em seu blog, que a situação já não é animadora para as marcas. “A Ogilvy relatou que, em fevereiro de 2014, posts de grandes marcas no Facebook atingiam apenas 2% de seus fãs, um número que vem caindo 0,5% ao mês.”
“No início deste ano, um estudo da Forrester mostrou que, na média, só 0,07% dos fãs das grandes marcas interagem com o que elas publicam no Facebook. Mas esse último anúncio do Facebook certamente vai piorar as coisas”, prossegue ele.

Ex-ministro do STF crê que “corrupção vai desaparecer” do país

ministro ayres brito
O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro aposentado Carlos Ayres Britto, afirmou, nesta sexta-feira (21), que a corrupção, do jeito que é conhecida no Brasil e que está enraizada em muitos setores do poder público “chegará ao fim”.
“Quem não for honesto não terá futuro nesse país, no sentido de ocupar cargo público ou girar em torno da máquina pública, como, por exemplo, os empreiteiros”, disse. Para o jurista, o caso de corrupção que envolve a Petrobras é “chocante”, mas ele entende que as investigações são “sinal de um novo tempo, graças a instituições fortalecidas, como a Polícia Federal e o Ministério Público”, disse Britto, em entrevista à rádio 103 FM, em Aracaju.

Xuxa pode ser a nova contratada da Record

xuxa-1Fora do ar desde o início do ano, Xuxa, 51, pode acertar contrato com a Record em breve. A informação é do colunista Flávio Ricco. A ideia da emissora de Edir Macedo, 69, é anunciar a contratação antes do fim do ano, mas a direção vai respeitar o processo de negociação com a apresentadora da Globo, onde está trabalhando há 28 anos e tem vínculo até 2017.
Segundo o mesmo colunista, alguns executivos garantem que Xuxa já é a nova estrela da Record. A assessoria de imprensa do canal não comenta o assunto. A falta de perspectiva na Globo pode ter aumentado o interesse da apresentadora em trocar de rede. No entanto, a saída da eterna Rainha dos Baixinhos é vista como uma ajuda à emissora carioca, que não sabe o que fazer com a animadora.

Revista diz que Dilma ignorou alerta sobre irregularidades na Petrobras

A capa de VEJA que chega às bancas neste fim de semana:
capa veja

Advogados negociam liberdade provisória do vice-presidente de empreiteira

A defesa de Sérgio Cunha Mendes, vice-presidente da empresa Mendes Júnior, preso na sétima fase da Operação Lava Jato da Polícia Federal (PF), propôs hoje (21) à Justiça Federal o compromisso de não fazer doações em dinheiro a partidos políticos em troca da concessão de liberdade provisória com restrições.
No pedido encaminhado ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pela investigações, o advogado Marcelo Leonardo afirma que o executivo colaborou com as investigações, respondeu todas as perguntas formuladas pelos delegados da Polícia Federal e ainda confirmou que pagou propina ao ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e ao doleiro Alberto Youssef. A defesa argumenta ainda que Mendes também forneceu aos agentes da PF a senha do cofre instalado em sua casa no dia em que os mandados foram cumpridos.
Em troca da substituição de prisão preventiva, o vice-presidente se comprometeu a não participar, por meio da Mendes Júnior, de cartel para direcionar obras públicas; a fornecer os livros contábeis da empreiteira para os investigadores; não manter contato com outros investigados na operação; além de ficar em casa nos período noturno e nos dias de folga.

Um homossexual é espancado por hora no Brasil

agressoa homo
A cada hora, um homossexual sofre algum tipo de violência no Brasil. Nos últimos quatro anos, o número de denúncias ligadas à homofobia cresceu 460%. Segundo números obtidos pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, o Disque 100, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDHPR), registrou 1.159 casos em 2011.
Neste ano, em um levantamento até outubro, os episódios de preconceito contra gays, lésbicas, travestis e transexuais já superam a marca de 6.500 denúncias. Os jovens são as principais vítimas dos atos violentos e representam 33% do total das ocorrências. A cada quatro casos de homofobia registrados no Brasil, três são com homens gays.

Caetano Veloso, Ivete Sangalo e outros brasileiros são premiados no Grammy

A entrega dos prêmios Grammy Latino se converteu em uma festa musical que teve como principais vencedores Jorge Drexler, Paco de Lucía e Enrique Iglesias, em uma cerimônia em Las Vegas que celebrou a nova política migratória de Barack Obama, mas exigiu justiça do governo mexicano.
Nas oito categorias brasileiras do prêmio, saíram vencedores Aline Barros, com ‘Graça’ (Melhor Álbum de Música Cristã de Língua Portuguesa), Ivete Sangalo, com ‘Multishow Ao Vivo – Ivete Sangalo 20 anos’, na categoria Melhor Álbum de Música Pop, e Erasmo Carlos, com Melhor Álbum de Rock por ‘Gigante Gentil’.
Além disso, Maria Rita levou o prêmio de Melhor Álbum de Samba com ‘Coração a Batucar’, Marisa Monte conquistou Melhor Álbum de Música Popular Brasileira com ‘Verdade, uma Ilusão’ e Sérgio Reis faturou o gramofone de Melhor Álbum de Música Sertaneja com ‘Questão de Tempo’.
Por fim, o grupo Falamansa levou com ‘Amigo Velho’ o Grammy de Melhor Álbum de Música de Raiz, e Caetano Veloso conquistou com ‘A Bossa Nova é Foda’ o prêmio de Melhor Canção Brasileira.

CPI marca acareação entre ex-diretores da Petrobras para 02 de dezembro

petrobrasA Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista da Petrobras marcou para o dia 2 de dezembro a acareação entre os ex-diretores da Petrobras Nestor Cerveró, da Área Internacional, e Paulo Roberto Costa, de Abastecimento, preso pela Polícia Federal na Operação Lava-Jato.
A solicitação foi feita pelo deputado Enio Bacci (PDT-RS) e aprovada na reunião da CPI da última terça-feira. “O Paulo Roberto afirmou que o Cerveró recebeu propina sim, e o Cerveró negou em 10 de setembro. Vamos colocar os dois frente a frente”, justificou.
O líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE), votou contra a acareação e lembrou que Costa já esteve na comissão e decidiu não falar nada. A reunião para ouvir os dois ex-diretores da estatal será realizada às 14h30, no plenário 2 da ala Nilo Coelho, no Senado.

Obesidade já custa ao Brasil 2,4% do PIB, diz estudo

obesoA obesidade custa ao Brasil 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo um estudo internacional conduzido pelo McKinsey Global Institute, que mostra o aumento dos gastos no combate ao problema no mundo. O custo equivale equivaleria a R$ 110 bilhões, considerando o PIB – a soma de todas as riquezas produzidas em um país – brasileiro em 2013 (R$ 4,8 trilhões). No mundo, 2,8% de todas as riquezas são gastos no enfrentamento da obesidade. Isso equivale a cerca de R$ 5,2 trilhões, afirmam os pesquisadores.
O custo mundial da obesidade é quase o mesmo de doenças decorrentes do fumo ou perdas em consequência de conflitos armados – e tão relevante quanto o alcoolismo e as mudanças climáticas. No Brasil, a obesidade é o terceiro de uma lista de problemas de saúde pública que mais pesam na economia, atrás de mortes violentas e alcoolismo, mas na frente de tabagismo.

Sete ministérios pagaram às empreiteiras da Lava Jato este ano

dinheiro_sacosOs ministérios da Defesa, dos Transportes, das Cidades, da Educação, da Ciência, Tecnologia e Inovação, de Minas e Energia e da Integração Nacional desembolsaram recursos para as empreiteiras investigadas pela operação Lava Jato este ano. Ao todo, os pagamentos somam pouco mais de R$ 2 bilhões em 2014.
A capilaridade das empresas é alta. Se consideradas as unidades orçamentárias que contratam obras e consultorias com as empresas, tal onipresença fica ainda mais evidente. São nove unidades, incluindo o DNIT e a VALEC, que voltaram a ampliar investimentos em obras e equipamentos este ano, logo após a faxina ética por denúncias de corrupção em 2012.

Capoeira de roda será reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade

capoeiraDança, luta e símbolo de resistência, a capoeira de roda será reconhecida como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Na semana que vem, em Paris, o Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural e Imaterial da Unesco anuncia sua decisão. Foram feitos 46 pedidos de registro pelos Estados-Membros, sendo que 32 foram recomendados pelo órgão técnico do comitê, entre os quais está o da capoeira – o único apresentado pelo Brasil e um dos três bens da América Latina na lista.
No dossiê de candidatura, de 25 páginas, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) enumera uma série de ações para difundir a modalidade e propõe medidas de salvaguarda orçadas em mais de R$ 2 milhões, como a produção de catálogos e encontros. O documento destaca que o registro vai favorecer a consciência sobre o legado da cultura africana no Brasil e o papel da capoeira no combate ao racismo e à discriminação. O dossiê lembra que a prática chegou a ser considerada crime e foi proibida durante um período da história. Hoje, a capoeira é praticada até fora do país.

Barbosa critica perda de valor da Petrobras com operação Lava-Jato

barbosa STF
Ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa rompeu o silêncio e se manifestou ontem, por meio de uma rede social, sobre o escândalo de corrupção na Petrobras revelado pela operação Lava-Jato, da Polícia Federal. “Amigos, alerta: a nossa maior empresa perdeu 20% do seu valor este ano; US$ 1,8 bilhão saiu do país na semana passada. É isso o que importa!”, lamentou ele.
Barbosa presidiu o STF durante a última fase do julgamento do mensalão. As ações da estatal de petróleo, que iniciaram o ano negociadas a R$ 16,75 na Bovespa, chegaram a ser cotadas a menos de R$ 13 durante boa parte desta semana.

Pesquisadores descobrem molécula 50% mais eficiente que o Viagra

viagra novoNo segundo semestre deste ano, pesquisadores daUniversidade de Franca (Unifran) conseguiram nosEstados Unidos a patente do uso de uma planta para controle da disfunção erétil. Testada em laboratório para produzir um medicamento com a mesma função do viagra, a cubebina, também conhecida como pimenta-de java, pode ajudar a resolver o problema de 50% dos homens brasileiros com mais de 40 anos – que de acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia apresentam queixas relacionadas à dificuldade de ereção.
Originária da Indonésia, a planta é usada como tempero e apresenta propriedades medicinais de combate a doenças parisitárias, tais como a malária. No caso dos pesquisadores brasileiros a aplicação ao campo da disfunção erétil aconteceu por acaso. Márcio Luís Andrade e Silva, coordenador dos estudos, afirma que sua equipe estava extraindo moléculas da pimenta seca para tratar o mal de Chagas quando percebeu que os camundongos receptores da substância passavam a apresentar ereção fora do comum. A partir disso, anos mais tarde, foi iniciada uma pesquisa a respeito do assunto.
Explicando de maneira simples, a ereção acontece quando o pênis está “cheio” de sangue, o que depende de estímulos hormonais e nervosos para acontecer. Em pessoas com disfunção erétil, distúrbios em um desses dois sistemas ou no sistema vascular dificultam o desencadeamento natural do processo que leva à turgescência do órgão sexual. Para mudar essa situação, uma reação química pode ser provocada intencionalmente.