28 de novembro de 2014

ARTIGO: Gênero Masculino e Gênero Feminino

Por Daniele Bauer

Compreendemos que as mudanças vieram com o passar dos anos e chegamos á conclusão que hoje gênero masculino e feminino não significa que o masculino seja o dito homem e o feminino a mulher. Segundo Daniela Auad (2004), citado pelo Currículo do Mato Grosso:

Gênero não é sinônimo de sexo (masculino ou feminino), mas corresponde ao conjunto de representações que cada sociedade constrói, através de sua História, para atribuir significados, símbolos e características para cada um dos sexos. Assim, as diferenças biológicas entre homens e mulheres são interpretadas segundo as construções de gênero de cada sociedade. (AUD, P.28, 2004)

E o nosso papel como educadores é estar conscientizando as crianças, adolescentes e adultos que a cada dia que passa isto esta se tornando mais comum e normal do que muitas pessoas gostariam que fosse.
Segundo Secad/MEC, 2006 “a escola pode desempenhar um importante papel no combate ao sexismo e a homofobia.” Isto é, devemos formar cidadãos conscientes para que estes possam aceitar o seu semelhante com suas diferenças.
Analisemos o que retrata o Currículo do Estado do Mato Grosso (Educação para relações de Gênero e Diversidade na escola) p. 14:

Com desenvolvimento de atividades que garantam aos/as educandos/as aprendizagens sobre as relações de gênero e diversidade sexual, fortaleceremos comportamento e atitudes que repudiem o sexismo, transfobia, lesbofobia, bifobia e a homofobia, por meio de ações educativas que conduzam ao comportamento crítico frente a tais tipos de discriminação.
     

Mato Grosso: quadrilha vendia diploma de Medicina por R$ 90 mil, diz delegada


Investigações da "Operação Falsário", deflagrada na quinta-feira (27) pela Polícia Civil, apontam que servidores públicos beneficiários - e até médicos - compraram diplomas pelo valor de R$ 90 mil para curso superior.

Um desses diplomas, do curso de medicina, foi apreendido em Jundiaí (SP). Em média, um diploma custava entre R$ 980 e R$ 1.900.

Na quinta-feira (27), a Polícia Civil prendeu 10 pessoas e desarticulou um esquema de venda de diplomas falsificados do ensino fundamental, médio, técnico, superior e pós-graduação, que funcionava há mais 4 anos no Estado de Mato Grosso e atendia várias pessoas no Brasil, entre eles servidores públicos.

Com o diploma comprado, o servidor elevava seu nível junto ao Estado ou União, tendo ganho salarial considerável, segundo a delegada Ana Maria Machado Costa, da Delegacia de Polícia de São José dos Quatro Marcos (315 km a Oeste de Cuiabá).

"A priori, pelas investigações da Polícia Civil há falsidade ideológica. O conteúdo dos documentos que é falso. Esses alunos não assistiam aula presencial. As assinaturas prévias não eram feitas por eles. Eles apenas efetuavam o pagamento e recebiam em questão de um a dois meses o certificado", disse.

Acusados de grilagem, irmãos do ministro da Agricultura se entregam à PF

Acusados de integrar esquema de compra e invasão de terras da União reservadas à reforma agrária, dois irmãos do ministro da Agricultura, Neri Geller, entregaram-se no fim da noite de ontem (quinta, 27) à Polícia Federal em Cuiabá (MT). Odair e Milton Geller devem prestar depoimento já nesta sexta-feira (28).

A notícia é destaque de capa em todos os jornais de circulação nacional e demais veículos de imprensa. Segundo o Ministério Público Federal, Odair usou uma empregada para ocupar irregularmente um terreno na região de Itanhangá (MT).

A defesa dos irmãos Geller, que estavam prisão decretada pela Justiça Federal, nega o envolvimento de ambos em ilícitos. Advogado responsável pelo caso, Edy Piccini diz que a mulher é, de fato, exploradora legítima da área. “Ela tem raízes no município e tem o terreno lá”, disse Piccini, segundo a Agência Estado.

O advogado vai aguardar a tomada de esclarecimentos para então solicitar acesso ao inquérito da Operação Terra Prometida, da PF. Em seguida, Piccini vai solicitar a liberação dos detidos. Para ele, as prisões têm motivação política, “para atingir o ministro”. Neri Geller vai ser substituído pela senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) em 2015.

Desde 1997

Ontem (quinta, 27), a Terra Prometida prendeu 32 pessoas, entre servidores do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária e propriterários de terra no Meio-Norte do Mato Grosso. Ao todo, foram cumpridos 146 mandados de busca e apreensão e mais 29 medidas proibitivas em dez municípios mato-grossenses.

Segundo o site do jornal O Globo, as investigações sobre o esquema foram iniciadas em 2010, depois da veiculação de reportagens do Jornal Nacional (TV Globo) sobre negociações ilegais de lotes destinados à reforma agrária. Mas as fraudes são executadas desde 1997, diz O Globo. A família Geller tem fazendas na região.

A importância do afeto no desenvolvimento da aprendizagem

Por Daiane Krug

Resumo
O presente artigo descreve formas, métodos e maneiras de se trabalhar com nossas crianças em sala de aula. Ao contrário de qualquer outras práticas, o trabalho com crianças necessita de amor, carinho e afeto para se ter um melhor resultado de educação. O dia a dia na sala de aula nos mostra como nossas crianças são carentes em relação ao trabalho com amor e acima de tudo o compreendimento de cada uma, por isso da escolha desse tema. Através de alguns autores e de práticas em sala é possível observar no decorrer do artigo como podemos fazer com que o afeto se torne método de ensino e desenvolvimento da aprendizagem. Para que haja uma formação plena, é preciso mais do que uma simples transmissão de um conteúdo, é preciso que a escola e professores se convertam em um ambiente afetivo. Além de tudo é preciso que o professor olhe nos olhos de seus educandos e pense o que fazer visando enriquecer e desenvolver a humanidade de cada um deles.
Palavras-Chave: Afeto, desenvolvimento da aprendizagem e ensino.

Definir tamanho do PMDB é o próximo desafio de Dilma

ministros dilma
Após anunciar oficialmente a nova equipe econômica, nesta quinta-feira (27), a presidente Dilma Rousseff terá agora que resolver o tamanho que o PMDB ocupará nos próximos quatro anos de gestão. Principal aliado da presidente, o partido, que tem a vice-presidência com Michel Temer, avisou Dilma que quer ampliar seu espaço na Esplanada dos Ministérios. Atualmente, a sigla ocupa cinco pastas e pleiteia mais uma. Dilma, no entanto, ainda não decidiu quais cargos entregará ao aliado. Na semana que vem, ela terá uma reunião com Michel Temer para discutir o assunto.
Até agora, Dilma só definiu a indicação da senadora Kátia Abreu (PMDB­TO) para o Ministério da Agricultura. Segunda a Folha de São Paulo, o partido alega que o nome é da cota pessoal” da presidente, mas que não fará resistências contanto que seja compensado. Sem garantias, alas do partido têm trabalhado paralelamente para emplacar nomes. O PMDB da Câmara quer Henrique Eduardo Alves (RN) na Esplanada. Ele aceitaria uma vaga na Previdência, indo para o lugar hoje ocupado por seu primo Garibaldi Alves, ou para Integração Nacional.

Henrique continua na bolsa de apostas do PMDB para ministério de Dilma Rousseff

Principal aliado da presidente Dilma Rousseff (PT), o PMDB, que tem a vice-presidência com Michel Temer, avisou que quer ampliar seu espaço na Esplanada dos Ministérios. O PMDB do Senado quer Eunício Oliveira (CE) e Eduardo Braga (AM) para integrar o time de Dilma, os dois perderam a disputa para os Governos do Ceará e do Amazonas. Os ministérios cobiçados por eles são Minas e Energia e Integração Nacional.
O presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), conta com a manutenção de seu indicado Vinicius Lages no Turismo. Já o PMDB da Câmara quer Henrique Eduardo Alves (RN) na Esplanada. Ele aceitaria uma vaga na Previdência, indo para o lugar hoje ocupado por seu primo Garibaldi Alves, ou para Integração Nacional. Além de Henrique, Eunício e Eduardo Braga, o senador Armando Monteiro (PTB) também perdeu a disputa pelo Governo de Pernambuco, logo no 1º Turno. Informou a Folha de São Paulo.
cotados

Operação Falsário: professor Cleiton Zanatta é preso por falsificação de diploma em Tangará da Serra

Cleiton Zanatta: Preso por falsificação
de diplomas em Mato Grosso

Um mandado de prisão expedido pela justiça de Cáceres foi cumprido nesta quinta-feira pela Polícia Judiciária Civil (PJC) de Tangará da Serra contra o professor Cleiton Zanatta. Ele é acusado de falsificação documental e vendas de certificados do ensino médio.

Em coletiva com a imprensa a delegada Alessandrah Marquez afirmou que a investigação contra o esquema de falsificação de diplomas foi iniciada e conduzida pela 1ª Delegacia de Polícia de Cáceres e dura já há algum tempo. “Hoje [ontem] recebemos a carta precatória criminal itinerante para dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva e a dois mandados de busca domiciliar, um destes em um estabelecimento comercial”, disse.

O autor do crime, conforme a delegada foi preso e interrogado com as perguntas que vieram previamente formuladas de Cáceres. Com ele, a Polícia encontrou certificados de conclusão de cursos em branco que serão encaminhados para a cidade de Cáceres, a fim de identificar a autenticidade e por qual motivo estava com o suspeito preso.

Irmãos de Geller na mira da Polícia Federal - organização teria fraudado mais de R$ 1 bilhão em terras da União

Uma operação da Polícia Federal para desarticular uma quadrilha especializada em grilagem de terras, em Mato Grosso, prendeu o ex-prefeito de Lucas do Rio Verde e um dos maiores empresários do país, Marino Franz, e até o final do dia de ontem procurava dois irmãos do ministro da Agricultura, Neri Geller.

Odair e Milton Geller também são acusados de fazer parte do grupo, que ainda contava com grandes empresários, políticos, servidores públicos e sindicatos rurais. A organização teria fraudado mais de R$ 1 bilhão em terras da União.

A operação Terra Prometida foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (27). A Justiça Federal expediu 146 mandados de busca e apreensão e 52 de prisão preventiva. Os mandados foram cumpridos por 350 policias federais nos estados de Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Dilma parte pra porrada com PT


Depois de oficializar a nova equipe econômica, que é ortodoxa e vai tomar medidas duras para conter o rombo fiscal em que se meteu o governo – já se fala até na volta da Cide, a tal da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico, seja lá o que for isso, que foi criada ainda no segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso –, a presidente Dilma Rousseff (PT), corajosamente, vai enfrentar a insatisfação do PT, no encontro que o partido terá amanhã e sábado, em Fortaleza.

A Cide vai doer no bolso dos brasileiros. É aquele imposto aplicado sobre o preço da gasolina e do diesel. E, é claro, com isso vêm outros aumentos em cascata. Mas a nova equipe econômica, especialmente o futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy, terá carta branca da presidente para tomar as medidas que julgar necessárias. O PT vai torcer o nariz, mas não terá como deixar de aceitar as decisões de Dilma, mesmo a contragosto.

Alas mais à esquerda e radicais do PT, no entanto, vão querer marcar posição. É previsto pelos próprios petistas que elas vão tentar apresentar documentos contestando, além da equipe econômica, escolhas como a indicação da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) para o Ministério da Agricultura.

Aliás, o fogo amigo já começou diante da utilização de favores da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), que Kátia preside, na campanha eleitoral.

A constatação é que a presidente Dilma Rousseff (PT) tem pressa e quer fazer das mudanças um fato consumado em pouco tempo. Daí a decisão de enfrentar o encontro do PT e aproveitar o que resta do clima de vitória na disputa eleitoral.

Afinal, a presidente trabalha com a velha máxima da política brasileira, aquela que ensina a fazer maldades de uma só vez e deixar as bondades para apresentar aos poucos, cada uma ao seu devido tempo.