19 de dezembro de 2014

Acusado de embriaguez no trabalho, juiz é demitido

LUCAS RODRIGUES
DO MIDIAJUR

Voto pela demissão é da desembargadora
 Maria Erotides Kneip Baranjak
O juiz Ariel Rocha Soares, da comarca de Tabaporã (537 km de Cuiabá), foi demitido do cargo nesta quinta-feira (18), por decisão do Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT).

A condenação foi aplicada em razão de ele ter, por diversas vezes, se embriagado no exercício da função, possuir "conduta incompatível com a magistratura", demorar a julgar processos e por ter feito “cavalinhos-de-pau” com seu carro no pátio do fórum.

Como Ariel Rocha ainda não possui cinco anos de magistratura, não terá direito à aposentadoria proporcional ao tempo de serviço.

A desembargadora Nilza Maria Pôssas de Carvalho, que havia pedido vistas do Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD) instaurado contra o magistrado, votou por acompanhar o voto da relatora Maria Erotides Kneip Baranjak, pela pena de demissão.

Grupo de Riva deve insistir em Janete até semana que vem

Por enquanto, a Assembleia Legislativa não pretende abrir mão de indicar a ex-secretária de Estado Janete Riva para ocupar uma vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Conforme apurou o MidiaNews, os advogados devem entrar com um pedido de reconsideração em relação à decisão do desembargador Orlando Perri, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Ele negou, nesta quinta-feira (18), um pedido de "suspensão de segurança", para derrubar a liminar do juiz Luis Aparecido Bertolucci Júnior, que barrou a sabatina da ex-secretária e a continuidade do processo de indicação de nome para a vaga deixada pelo ex-conselheiro Humberto Bosaipo.