22 de dezembro de 2014

Presidente de Câmara de Itanhangá é preso acusado de depredar posto da PM e unidade de saúde

O presidente da Câmara de Itanhangá (450 km ao Norte de Cuiabá), Marcel Menezes Meurer (PMDB), foi  preso pela Polícia Militar daquele município, no sábado (20) à noite, junto com um grupo de mais de 20 pessoas, acusado de fazerem a depredação do posto da PM e de um posto de saúde.

Conforme informações policiais, Marcel estaria com várias pessoas na área central da cidade com um som muito alto em um automóvel. Vizinhos ligaram para a PM, que foi até ao local e pediu que fossem para outro local. O grupo então teria se deslocado pela MT-338 e uma moto atropelado um adolescente e duas crianças.

Marcel e seus amigos então teriam socorrido as vítimas e levadas ao posto de saúde. O único médico de plantão estaria socorrendo um homem esfaqueado e demorado para atender as três vítimas de atropelamento. Nesse intervalo de tempo, uma das vítimas de atropelamento morreu. Foi quando a confusão começou com agressão ao médico e a depredação da unidade de saúde.

A PM tentou interferir e a bagunça se estendeu ao posto policial. O bando teria quebrado vidraças da porta e um monitor de computador, com pedaços de madeira, barras de ferro e pedras. Os dois policiais conseguiram prender em flagrante o presidente da Câmara e mais três pessoas. O restante dos acusados fugiu.

Policiais de Lucas do Rio Verde (160 km de Itanhangá) foram acionados para reforçarem a segurança no local. Marcel e outro acusado foram levados para a delegacia de Tapurah, onde prestaram depoimentos. Segundo a polícia, o presidente da Câmara estava em visível estado de embriagues quando foi autuado.