31 de agosto de 2015

TSE vai continuar julgamento de ação contra campanha de Dilma

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou hoje (31) que vai dar continuidade à apuração e julgamento de processo sobre campanha da presidenta Dilma Rousseff, mesmo após o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ter se manifestado pelo arquivamento de parte da ação que contesta contratação de uma gráfica. O tribunal não tem prazo para concluir o julgamento.
Janot argumentou que as contas de campanha de Dilma foram aprovadas pelos ministros do TSE, com ressalva, em dezembro passado e o prazo para recursos terminou. O procurador disse ainda que não há indícios de irregularidade na contratação da gráfica VTPB Serviços Gráficos e Mídia Exterior Ltda pela campanha de Dilma. A manifestação de Janot foi em resposta a um pedido do vice-presidente do TSE, Gilmar Mendes, relator da prestação de contas da campanha eleitoral, para investigação da gráfica.

“Custo da corrupção sistêmica é algo extraordinário”, diz Sérgio Moro

SergioMoroGilFerreiraAgCNJ1O juiz federal Sérgio Moro, que conduz a Operação Lava Jato, disse hoje (31) que “o custo da corrupção sistêmica é algo extraordinário”, ao participar de palestra no Fórum Exame: Prepare-se para planejar 2016. O juiz afirmou também que o enfrentamento da corrupção trará ganhos ao país no longo prazo.
o falar sobre corrupção sistêmica, o juiz disse que as provas colhidas na Lava Jato e as delações premiadas de envolvidos no esquema apontam que o pagamento de propina em contratos da Petrobras era comum. ”Embora existam vários casos que demandam julgamento, as provas, indícios, indicam aquele quadro informado pelos chamados colaboradores da Justiça, que em todo contrato da Petrobras havia pagamentos”, disse. “A corrupção como crime é um tipo de crime que sempre vai acontecer, não importa o que nós façamos, a não ser que num futuro muito distante nos transformemos em anjos”, acrescentou.

Carro de Cristiano Araújo estava a 179 km/h ao capotar, diz relatório

Um relatório técnico da Land Rover, fabricante da Range Rover, carro do cantor Cristiano Araújo, aponta que o veículo estava a 179 km/h no momento do capotamento que matou o sertanejo e a namorada, Allana Moraes, de 19 anos, na BR-153, em Goiás, no dia 24 de junho. A informação foi dada ao G1 pelo delegado responsável pelo caso, Fabiano Henrique Jacomelis. Ele ressaltou que ainda não foi concluído o laudo da perícia sobre as causas do acidente, que é o documento considerado na investigação.
Segundo o delegado, o dado do relatório da Land Rover ficou registrado na “caixa preta” do veículo cinco segundos antes do acionamento dos airbags do carro. As informações foram retiradas do módulo e enviadas para a Inglaterra, onde foram analisadas. “Esse número corrobora com os depoimentos das testemunhas ouvidas no inquérito, inclusive a do próprio motorista, que assumiu estar acima da velocidade permitida”, afirmou o delegado.

Marcelo Pietsch defende salário de R$ 2 mil mensais para vereadores de Brasnorte

POR DORJIVAL SILVA
Clique aqui para ver mais fotos
Secretário geral do Partido Democrático Trabalhista – PDT de Brasnorte, o empresário Marcelo Pietsch fez uso da Tribuna Livre, na sessão ordinária da Câmara de Vereadores, realizada na manhã desta segunda-feira (31). Na oportunidade, o pedetista apresentou a ideia que defende a redução dos salários dos vereadores para a próxima legislatura.

Durante os cinco minutos regimentais, Pietsch argumentou que pelo fato de a cidade está passando por uma série de dificuldades de ordem financeira, como as autoridades políticas vêm dizendo, seria salutar que os vereadores brasnortenses dessem sua parcela de colaboração começando pela redução dos próprios salários.

O pededista propôs que fossem economizados de cada parlamentar R$ 5 mil do que se paga entre o salário bruto que é de R$ 4.700,00 e mais R$ 3.450,00 de verba indenizatória mensalmente. “Se essa economia fosse realizada, a Câmara de Vereadores economizaria mais de meio milhão de reais por ano, recursos, que poderiam ser investidos, por exemplo, em melhorias na área da saúde”, observou Pietsch.

O empresário disse ainda que seria glorioso se a Câmara tomasse a frente do projeto de lei que prevê a redução do salário dos vereadores. “Os senhores vereadores é quem deveriam estar à frente dessa ideia. Mas, se não quiserem, a população deve encabeçar. Nós só precisamos colher 5% das assinaturas do eleitorado atual e protocolar o projeto de lei”, comentou.

REFORÇO – Estiveram na Câmara de Vereadores na manhã desta segunda-feira, em apoio à ideia de Marcelo Pietsch, o venerável e presidente da Loja Maçônica Jonas Kempa e irmãos maçons, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Brasnorte (ACIB) Ismael Júnior acompanhado de empresários, o presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT) jornalista Dorjival Silva e membros do diretório municipal da sigla, imprensa e vários cidadãos e cidadãs do município.

DEBATE – Como em várias cidades brasileiras, o debate para a redução salarial da remuneração dos vereadores está posto à mesa em Brasnorte. E claro, quem decidirá como o assunto será resolvido será a sociedade. 

Brasileiros estão mais intolerantes com a violência contra a mulher, diz ministra - video

Os dados de 2015 do Ligue 180 mostram que houve um crescimento no número de familiares, vizinhos e amigos que ligaram para relatar violências sofridas por mulheres, ao mesmo tempo em que diminuiu o número de registros feitos pela própria vítima. Essa mudança no perfil de quem denuncia é um indicativo de maior conscientização da sociedade de que a violência contra as mulheres é crime e desconstrói a ideia de que violência doméstica é um assunto privado.
Segundo a ministra Eleonora Menicucci, da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), isso se deve ao fato de a sociedade estar cada vez mais envolvida na luta pelo enfrentamento da violência contra as mulheres. “Também é decorrente de políticas públicas mais eficientes, como o programa Mulher Viver sem Violência, a Casa da Mulher Brasileira, as unidades móveis e o Ligue 180. Além de várias campanhas de divulgação, que ajudaram a sensibilizar as pessoas”, explicou a ministra.

Populares gritam “pega ladrão” e “corrupto” contra ministro da Justiça

O Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo (PT), foi hostilizado enquanto caminhava na avenida Paulista na manhã deste domingo (30)
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, foi hostilizado neste domingo na Avenida Paulista, em São Paulo, quando caminhava pela calçada oposta à ocupada por manifestantes em favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, reunidos em torno do boneco do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ‘Lula inflado’, em frente aos escritórios do Tribunal de Contas da União.
Segundo Veja, o ministro ouviu gritos de “pega ladrão”, “corrupto”, “fora petista, bolivariano”, mas não pareceu se abalar: seguiu pela calçada do Conjunto Nacional, deixou-se entrevistar pelo líder do Revoltados On Line, Marcelo Reis, e entrou em uma livraria da região – que em seguida fechou as portas. Do lado de fora, ainda se ouviu alguém gritando: “Segurem suas carteiras, tem um ladrão na livraria.” Ao jornal O Estado de S. Paulo, Cardozo afirmou que manifestações são legítimas, mas não “xingamento e intolerância”. Neste ano, os ex-ministros petistas Guido Mantega, da Fazenda, e Alexandre Padilha, da Saúde, também passaram por saias-justas em locais públicos.

Mensagem falsa no Facebook põe em risco computador de contribuintes

Uma mensagem falsa postada no Facebook induz os internautas a procurar informações no site da Receita Federal, mas, na verdade, trata-se de mais uma das artimanhas de criminosos para instalar programas maliciosos no computador da vítima. O texto desperta a curiosidade, pois diz que o nome da pessoa “está aparecendo na lista de inscrições da malha fina”.
Tela com mensagem falsa
A tela apresentada no Facebook mistura um link verdadeiro da Receita Federal e um falso, que baixa um programa para o computador dos desavisados. Por segurança, o Fisco alerta que os programas, como o gerador do Imposto de Renda, por exemplo, devem ser obtidos diretamente na página da RFB na internet. No caso do programa que é disponibilizado na mensagem falsa, um olhar mais atento permite verificar que o servidor de aplicativos não é o da Receita Federal (como na linha tracejada em vermelho).
Link leva o usuário a baixar programa de site que não é da Receita Federal

Zé Dirceu não vai abrir a boca na CPI da Petrobras

dirceu pf
O ex-ministro José Dirceu deve permanecer calado nos dois depoimentos previstos para hoje — um na CPI da Petrobras e outro na Polícia Federal — sobre as acusações contra ele na Operação Lava Jato. Acusado por delatores da operação de receber propina oriunda de corrupção na Petrobras, o ex-ministro foi preso no dia 3 de agosto, na 17ª Fase da Lava Jato, batizada de Pixuleco. Dirceu foi apontado pelo Ministério Público Federal como o responsável por instituir o esquema na estatal do petróleo, quando era o ministro mais poderoso do Governo Lula.

Índice de mamografias no Brasil está abaixo da média mundial

sistema_de_mamografia_do_hospital_usp_sao_carlos
Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40% das mulheres brasileiras, de 50 a 69 anos de idade, não fazem mamografia. Essa faixa etária é definida como prioritária para a realização do exame preventivo pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que recomenda que pelo menos 70% das mulheres sejam avaliadas periodicamente.
O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres. Dados do Instituto do Câncer (Inca) apontam que, no Brasil, as taxas de mortalidade continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados. Na população mundial, 61% das pacientes sobrevivem após cinco anos de diagnóstico.

Oposição critica pedido para arquivar investigação de contas de Dilma

dilma reprova
Os partidos da oposição divulgaram nota neste domingo, 30, para criticar o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que determinou o arquivamento do pedido de investigação referente às contas da campanha da presidente da República, Dilma Rousseff.
“Causou grande estranheza nas oposições os termos da decisão assinada pelo procurador-geral”, afirma a nota, assinada pelos deputados Rubens Bueno, líder do PPS; Carlos Sampaio, líder do PSDB; Arthur Maia, líder do PSD; e Mendonça Filho, líder do DEM

Japoneses querem reabrir Serra Pelada

ouro_thumb[2]A mais recente esperança de milhares de garimpeiros de Serra Pelada, no sudeste do Pará, para retomar a exploração de ouro é um trio de investidores japoneses que afirmam querer “ajudar a região”.
Um deles esteve à frente da proposta de trocar o ouro da Amazônia pelo perdão da dívida externa brasileira, nos anos 1980, e diz que planeja criar um Banco Ambiental. Desde 1992, a mineração está parada, interrompida pelo governo federal.
Akio Miyake, Osamu Sugiyama e Hirosuke Otaki são sócios da Miyabras (Mineração Yamato do Brasil) e visitaram em julho representantes do governo do Pará e da cooperativa dos garimpeiros (Coomigasp), que possui a concessão da área, no município de Curianópolis.

30 de agosto de 2015

Juiz responde a Dilma: delação é ‘traição entre criminosos’

SergioMoroGilFerreiraAgCNJ1
O juiz federal Sérgio Moro, que conduz a maior parte dos processos da Operação Lava-Jato, respondeu na manhã deste sábado a crítica da presidente Dilma Rousseff sobre o instituto da delação premiada, ferramenta que vem permitindo à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal revelar crimes no âmbito da Petrobras e ministérios do governo federal.
Durante palestra na subseção Jabaquara da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), na Zona Sul de São Paulo, Moro defendeu a colaboração premiada desde que sustentada em provas independentes e classificou-a como uma “traição entre criminosos”.
“Às vezes, as únicas pessoas que podem servir como testemunhas de crimes são os próprios criminosos. Uma das regras é que tudo o que o colaborador disser, precisa encontrar prova de colaboração. (…) É traição? É traição, mas é uma traição entre criminosos. Não se está traindo a Inconfidência Mineira, não se está traindo a Resistência Francesa”, disse o juiz no encontro com advogados.

Vendedor brasileiro é o penúltimo em ranking de simpatia

Os vendedores brasileiros estão carrancudos. Essa foi a conclusão de uma pesquisa que avaliou a qualidade do atendimento ao cliente em países do mundo todo. Segundo o estudo, o Brasil ficou em penúltimo lugar num ranking que mede a quantidade de atendimentos iniciados com um sorriso.
De todos os atendimentos avaliados no Brasil, 79% começaram com um sorriso do vendedor. O número está bem longe do alcançado pelos irlandeses, que lideram a lista com 97% de atendimentos sorridentes. De toda a lista, os brasileiros ficaram em 15º lugar, à frente apenas do Japão, que teve uma marca de 74%.
O estudo foi realizado pela companhia sueca Better Business World Wide, em parceria com a brasileira Shopper Experience, e analisou o atendimento em 69 países. Após compilar os dados, a companhia elaborou o ranking com 16 posições. A pesquisa foi realizada em 2014. Para avaliar o atendimento, a pesquisa usou clientes secretos, ou seja, clientes que entram no estabelecimento também com o objetivo de avaliar os vendedores. No Brasil, 22 mil clientes secretos participaram.

Procurador-geral da República critica ‘inconveniência’ da justiça eleitoral

Em parecer pelo arquivamento de pedido feito pelo vice-presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, para investigar uma das fornecedoras da campanha da presidente Dilma Rousseff, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, criticou a “inconveniência” da Justiça e do Ministério Público Eleitoral se tornarem “protagonistas exagerados do espetáculo da democracia”.
As críticas do procurador foram feitas na semana seguinte à indicação da presidente para sua recondução ao cargo e no momento em que a Justiça Eleitoral discute a abertura de ações da oposição ao governo federal que pedem a cassação da chapa presidencial.
“É em homenagem à sua excelência [Gilmar Mendes], portanto, que aduzimos outro fundamento para o arquivamento ora promovido: a inconveniência de serem, Justiça Eleitoral e Ministério Público Eleitoral, protagonistas -exagerados – do espetáculo da democracia, para os quais a Constituição trouxe, como atores principais, os candidatos e os eleitores”, escreveu. O procurador-geral afirmou ter receio da judicialização exagerada e que é preciso levar em conta que a Constituição Federal estabeleceu como atores principais do processo eleitoral “os candidatos e os eleitores”.

Joaquim Barbosa: ‘TCU é playground de políticos fracassados’.

barbosa STF
O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa criticou duramente, neste sábado (29), o Tribunal de Contas da União (TCU). Para ele, o TCU não passa de um “playground de políticos fracassados” que “querem uma boquinha”. Na avaliação do ministro aposentado, o órgão não tem qualquer autoridade para abrir caminho para um eventual pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, caso rejeite as contas do governo relativas a 2014.
“Não acredito em um Tribunal de Contas da União como um órgão sério de um processo desencadeador de tal processo. É um órgão com as virtudes extirpadas. Afinal, é um playground de políticos fracassados que, sem perspectiva em se eleger, querem uma boquinha. O TCU não tem estatura institucional para conduzir algo de tamanha gravidade”, disse o ex-ministro, segundo relato a’O Globo.

Votação do projeto que amplia o Supersimples é prioridade da Câmara

camara federal
Votações do Projeto de Lei complementar 25/07, que amplia o alcance do Simples Nacional (Supersimples) e da proposta de emenda à Constituição (PEC 172/12), que impede a União de transferir a prestação de serviços a estados e municípios sem que haja o repasse da verba necessária ao seu financiamento são as prioridades do plenário da Câmara dos Deputados nesta semana. Também estarão na pauta outras PECs, projetos de lei e requerimentos.
As votações do Supersimples e da PEC 172 estão previstas para terça-feira (1º), em sessões ordinárias e extraordinárias, respectivamente. O projeto que amplia o Supersimples permite que permaneçam nesse modelo de tributação empresas de serviço e comércio com faturamento até R$ 7,2 milhões por ano e as indústrias com faturamento anual até R$ 14,4 milhões. Pela proposta, há um aumento de 250% no limite de enquadramento da microempresa no Supersimples, passando dos atuais R$ 360 mil para R$ 900 mil a receita bruta anual.
O texto apresentado pelo relator, deputado João Arruda (PMDB-PR), e que será levado à votação, estabelece que será permitida às empresas de pequeno porte a participação no Supersimples se tiverem renda anual entre R$ 900 mil e R$ 14,4 milhões. O texto, que foi lido no plenário da Câmara na semana passada e que, a pedido do governo, teve a votação adiada, eleva o teto da receita bruta para o microempreendedor individual dos atuais R$ 60 mil por ano para R$ 72 mil.

Governo Dilma Rousseff desiste da criação da CPMF

A presidente Dilma Rousseff desistiu neste sábado (29) de propor a criação de um imposto sobre transações financeiras nos moldes da antiga CPMF, três dias depois de o governo apresentar a ideia como essencial para cobrir um rombo de R$ 80 bilhões no orçamento do próximo ano.
Assessores presidenciais disseram à Folha que a proposta era considerada boa, mas o governo não soube negociá-la com antecedência para garantir sua aprovação pelo Congresso ainda neste ano.
Foi determinante para o recuo da presidente a reunião que ela teve na noite de sexta-feira (28) com governadores do Nordeste. No encontro, ela sentiu que o clima era muito adverso para recriar o imposto do cheque e poderia agravar a atual crise política.

‘Temos que nos livrar dessa praga que é o PT’, diz Alckmin

alkimim
Um dos políticos mais moderados do PSDB, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, fez neste sábado o discurso mais inflamado do ato político que marcou a entrada do governador do Mato Grosso, Pedro Taques, no partido. “Temos que nos livrar dessa praga que é o PT. O PT do desemprego, da inflação, dos juros pornográficos e dessa praga do desvio do dinheiro público. Hoje é tempo de honestidade”, disse Alckmin, um dos tucanos cotados como pré-candidato à Presidência da República em 2018.
Os principais integrantes do PSDB se encontraram neste sábado em Cuiabá (MT) para prestigiar a entrada de Taques, ex-PDT, no partido. Além dos seis governadores tucanos, estavam presentes o senador José Serra (SP), a senadora Ana Amélia (PP-RS) e deputados tucanos de vários Estados. Eles foram recebidos com um ato político que reuniu cerca de 3.000 pessoas em um hotel fazenda de Cuiabá. Em seguida, foram almoçar em um restaurante árabe tradicional da cidade.
Pedro Taques apresentou no dia 10 de agosto o seu pedido de desfiliação do PDT, sigla pela qual se elegeu senador em 2010 e governador em 2014.
Ex-procurador da República, Taques obteve 708.440 votos na candidatura ao Senado, em 2010. Em 2014, ao disputar o governo de Mato Grosso, ele obteve outros 833.788 votos (57,25% dos votos válidos).

Agora lascou! Câmara quer punir quem fala mal de político na Internet

internet
A Câmara prepara um projeto de lei para acelerar a identificação e a punição de pessoas que criam páginas ofensivas e difamatórias contra parlamentares na internet. O texto também vai responsabilizar criminalmente os provedores, portais e redes sociais que hospedam esses sites. A proposta, que tem o apoio do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), está em fase final de elaboração e deve ser apresentada em setembro pelo procurador parlamentar, deputado Cláudio Cajado (DEM-BA).
O procurador adiantou ao Congresso em Foco que vai propor uma mudança no Marco Civil da Internet para facilitar a retirada das postagens ofensivas contra políticos em geral. Pela proposta, sites, provedores e portais serão corresponsáveis pelas publicações. Por exemplo: se um usuário criar um perfil falso (o chamado fake) no Facebook que ironize ou atinja a honra de um deputado, tanto o responsável pela página quanto o próprio Facebook serão acionados criminalmente e estarão sujeitos a processos penais e cíveis.
O objetivo, explica Cajado, é obrigar os grandes provedores e empresas de internet a analisarem, de modo célere, as denúncias de ofensa contra parlamentares. Nesse caso, o conteúdo classificado como ofensivo terá de ser retirado do ar imediatamente, sob pena de abertura de processo por crime de injúria e difamação.

Conheça os alimentos que combatem o colesterol alto

cebola
O colesterol alto é um perigo para nosso organismo. Quando o excesso de gordura se acumula nas artérias, o principal caminho do sangue do coração para o resto do corpo, os prejuízos são enormes. Entre eles estão o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, derrames e infartos.
Muitos fatores podem contribuir para o aumento do colesterol, como tendências genéticas ou hereditárias, obesidade e atividade física reduzida. No entanto, um dos fatores mais comuns é a dieta.
Isso porque o colesterol nada mais é do que uma gordura. Há dois tipos de colesterol, ou seja, de gordura. A boa é aquela que nosso organismo produz e ajuda na produção de hormônios e vitamina D. A ruim é aquela que consumimos nos alimentos ricos em gordura, justamente a que causa malefícios ao nosso corpo.
Por isso a má alimentação é prejudicial. A boa notícia é que o colesterol elevado, muitas vezes, pode ser reduzido com uma simples combinação: uma dieta saudável e exercícios físicos regulares.
Alguns alimentos são mais ricos em fibras e nutrientes que são grandes inimigos do colesterol alto. Apesar de você poder incluí-los no cardápio diário sem prejuízos para a saúde, nesse caso, vale sempre a consulta médica para avaliar o nível do colesterol ruim. Só o médico vai poder orientá-lo se a dieta é suficiente ou haverá necessidade de tratamento medicamentoso.
Confira abaixo os inimigos da gordura ruim.
Aveia
Estudos mostram que as fibras da aveia na mistura de farinha de aveia com o colesterol no intestino delgado, ajudam a destruir as moléculas de colesterol e levá-las para fora do corpo. No Brasil, o benefício foi comprovado em pesquisa recente realizada pelo Centro de Medicina de Atividade Física do Esporte da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Os pesquisadores estudaram mais de 120 pessoas e comprovaram que o consumo diário do farelo pode sim reduzir as taxas e gordura no organismo.
Peixes
Outro produto livre para o consumo é o peixe. O alimento, rico em ômega 3 e ácidos graxos pode ajudar a baixar a pressão arterial. A recomendação é consumi-los pelo menos duas porções por semana. Os mais altos níveis de ômega-3, os ácidos gordos são encontrados em peixes como salmão, cavala, linguado, arenque, truta e sardinha.
Feijão
Tradicional na mesa brasileira, estudos mostram que o feijão é rico em fibras e proteínas que podem diminuir os níveis de colesterol. O grão é capaz de controlar o nível glicêmico e reduzir o risco de doença cardíaca coronária.
Alho fresco
Estudos mostram que o alho pode evitar o acúmulo de gordura na artérias. Para obter os melhores resultados, tente por 2-4 dentes de alho fresco nos alimentos todos os dias. Especialistas afirmam que ele é antiinflamatório, pela sua composição, e também um normalizador da pressão arterial. Dicas: bem assado, basta uma hora no forno para ele ficar com um gostinho adocicado. Na panela, a dica é apenas dourar. Se deixar torrar, fica muito amargo.
Açaí
Um estudo realizado pela Universidade Federal do Pará, pesquisadores descobriram que o consumo regular de açaí ajuda na redução do colesterol. A diminuição do mau colesterol deve-se ao corante do açaí, a antocianina, também presente em uvas e alimentos com a coloração roxa. Para se ter uma ideia, um litro de açaí tem até 35 vezes mais antocianina do que um litro de vinho tinto. (Mais Equilíbrio)

Campanha alerta população sobre prevenção do câncer de intestino

A Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) lança no próximo mês a campanha Setembro Verde, de alerta à população sobre a necessidade de prevenção do câncer colorretal. As ações da campanha, feita em parceria com a Associação Brasileira de Prevenção do Câncer de Intestino, vão ocorrer em quatro capitais brasileiras.
O presidente da SBCP, Ronaldo Salles, lembrou que o câncer de intestino afeta tanto homens quanto mulheres. “Cresce muito a importância do câncer de intestino em relação aos outros, porque câncer de próstata dá apenas em homens, e o de mama acomete mais mulheres. Em homens, é muito raro.”
Salles destacou que o câncer de intestino pode ser prevenido. “O precursor do câncer é o pólipo benigno, que pode ser retirado durante uma colonoscopia [exame que permite analisar o revestimento interno do intestino]”. Segundo ele, o procedimento pode evitar a transformação do pólipo em um tumor.

Congresso Nacional deve votar PEC que impede encargos para estados e municípios

congresso-nacional-brasilia-20060713-size-598
Prefeituras e governos estaduais estarão com a atenção voltada nesta semana para o Congresso Nacional, que promete avançar em uma antiga reivindicação das administrações locais. Deputados esperam votar, em plenário, no dia 1º de setembro, a proposta de emenda à Constituição (PEC 172/12) que impede a criação de encargos para estados e municípios sem o repasse da respectiva receita pela União.
A matéria é vista como solução de uma das principais reclamações de estados e municípios que se queixam, com frequência, de decisões tomadas em Brasília sobre, por exemplo, os pisos salariais nacionais para categorias como a dos professores, agentes de saúde, policiais e bombeiros. As leis, que têm base nacional, causam impacto direto nas contas das prefeituras e dos governos que têm de desembolsar mais recursos para equiparar profissionais locais sem estar preparados para o aumento do custeio e sem contar com mais verbas repassadas pela União.

Vídeo: Delator diz que PT quebrou a Petrobras e que tem muito medo de morrer

A questão dos moradores de rua precisa ser discutida com urgência em Brasnorte

POR DORJIVAL SILVA/ESPECIAL DE DOMINGO

Dorjival Silva conversa com morador 
de rua em Brasnorte
Algumas cidades pequenas do interior de Mato Grosso já estão convivendo com um problema social da mais alta gravidade que é a presença de pessoas indigentes pelas ruas. Localizado na região noroeste do estado, Brasnorte, município com pouco mais de 17 mil habitantes, não foge à regra. Uma ligeira contagem realizada pelo portal Gazeta do Noroeste MT somou cerca de 20 pessoas, algumas idosas, “vivendo” ao relento pelas ruas da cidade.

Nos dois dias que a reportagem esteve conversando com os moradores de rua da cidade, ouviu deles muitas histórias e situações de sofrimento e agonia pelas quais estão tendo que suportar. A conclusão a que a reportagem chegou é que alguns deles atingiram ao mais baixo nível da pirâmide social. Ou como dizem no jargão popular: “ao fundo do poço”.

É o caso do idoso Antonio de Sousa de 71 anos de idade (FOTO), segundo ele, natural do estado da Paraíba. A reportagem encontrou esse homem, possivelmente com mais de 30 dias sem tomar banho e trocar de roupas. Estava jogado ao chão, fétido de urina e fezes e alcoolizado.

Outro homem, Juscelino Kubitschek de 37 anos de idade e natural do estado do Mato Grosso Sul, também foi encontrado sujo e maltrapilho, sem banho há dias, com fome, com uma enfermidade na cabeça e alcoolizado.

Os demais se identificaram como sendo das regiões Nordeste, Sudeste e Norte do país. Todos eles com histórias parecidas para contar como forma de justificar a vida que estão levando: desemprego, abandono familiar ou até falta da família, situação econômica, desajuste social, problemas psicológicos e, na maioria dos casos, vício em drogas como o álcool e o crack.  

De todos os moradores de rua de Brasnorte ouvi-se que eles já não vêem expectativas em suas vidas, se encontram em uma situação de sobrevivência, fora do contexto social, sem esperanças ou sonhos, usando de papelões e plástico como proteção do frio durante a noite.

A QUESTÃO – cadê as ações das autoridades políticas, civis e religiosas nesse contexto? Quais ações sociais estão sendo desenvolvidas com o objetivo de atender em suas diferentes faces a situação dos moradores de rua do município, como questionou pelo Facebook, Rosicléia Lopes da Silva: “Devem ser acolhido nas casas de apoio porque isso não é vida morar nas ruas e ter as vezes que comer lixo. cadê as autoridades nessa hora? Na hora da eleição eles dão valores a essas pessoas, pois precisam de seus votos...?”

ASSISTÊNCIA SOCIAL - Sobre o assunto outra internauta, Lúcia da Silva perguntou: “Cadê o estatuto do idoso que os políticos criaram...? Cadê a assistência social onde está? ... Eles já colocaram muitos políticos corruptos no poder, agora o voto deles não serve mais ?...”.

PRÁTICA - Já Rozangela Ribeiro comentou: “Cadê o amor ao próximo como a ti mesmo? Lamentar não resolve... é preciso fazer alguma coisa, chegar perto, conversar, oferecer ajuda emocional e se dispor a isso. Levar para um banho, oferecer um desodorante, um prato de comida quente, até que eles tomem gosto novamente e queiram viver humanamente, porque se estão ai, motivos tiveram...”.

TEMPO DE SOLUÇÃO - Samara Rocha Samy conclui a situação com a seguinte reflexão: “Acredito que como Brasnorte ainda é uma cidade pequena e que ainda é tempo de remediar o problema social, não devemos julgar ninguém e nem dizer quem são os culpados, mas não devemos dar as costas para um fato existente, pois se o problema existe temos um causador e quando não se remedia e ignora somos parte desse problema agindo com egocentrismo, somos donos de nossos atos, mas por muitas vezes temos que ser ajudados e tais pessoas precisam de ajuda. Inclusão social é algo que vale a pena apostar. As pessoas quando se sentem capazes e úteis têm mais vontade de viver e de se cuidar. Dar assistência social e psicológica aos moradores de rua é algo tão importante como a educação infantil. Fica a dica!”.

VEJA VÍDEOS;

29 de agosto de 2015

Vice assume cadeira de prefeita foragida no Maranhão

Amparada em um mandado de segurança, Malrinete Gralhada (PMDB), vice-prefeita do município de Bom Jardim, no interior do Maranhão, tomou posse nesta sexta-feira, 28, no cargo de prefeita – vago desde quinta, 20, quando a prefeita Lidiane Rocha (PP) fugiu da Operação Éden, da Polícia Federal.
A posse de Malrinete foi dada no Fórum de Bom Jardim pelo magistrado da 2.ª Vara da Comarca, Cristóvão Sousa Barros, que acolheu o mandado de segurança da vice – ela alegou que a cidade não poderia permanecer sem comando no Executivo.
A solenidade deveria ter ocorrido na sede do Legislativo municipal, mas o vereador que preside a Casa não foi localizado na cidade, a 275 quilômetros da capital e São Luís. A posse da vice pode devolver a normalidade administrativa à cidade, mas Bom Jardim continua envolta em um clima de tensão e angústia. A população quer saber o paradeiro de Lidiane.

Cowboy cuiabano sofre traumatismo craniano após queda na arena de Barretos

cauboi
Dois competidores da modalidade Bareback ficaram feridos na noite desta sexta-feira (28) enquanto disputavam a prova na arena da 60ª Festa do Peão de Barretos.
Ricardo Larroyed e Breno Rocha, ambos de Cuiabá (MT), sofreram quedas bruscas após vencerem os oito segundos em cima dos cavalos que montavam. Segundo o médico Salim Ali Ubaiz, responsável pelo atendimento, Larroyed sofreu traumatismo craniano e foi levado para a Santa Casa de Barretos. Rocha também foi encaminhado ao hospital com suspeita de fratura na bacia. Os dois estão conscientes.

Com final péssimo, Babilônia perde a chance de se redimir de erros

gloria pires
Três autores titulares e mais um time de sete colaboradores. Incrivelmente, ninguém percebeu que o último capítulo de Babilônia, uma das piores novelas das nove da Globo, seria também um dos piores capítulos da trama. Com ele, o folhetim perdeu a chance de se redimir de uma história fraca e repleta de irregularidades, aquela que seria a grande produção comemorativa dos 50 anos da Globo.
O jogo de gato e rato entre Beatriz (Gloria Pires) e Inês (Adriana Esteves) foi cansativo até o final. A empresária armou para que a advogada fosse incriminada por um crime que não cometeu, mas também foi presa pela morte de Carlos Alberto (Marcos Pasquim). Numa dessas coincidências folhetinescas, as duas acabam na mesma cela, onde brigam, mas fogem de lá juntas.
A cena final das vilãs, congelada da mesma maneira como termina o capítulo inicial de Babilônia, tinha tudo para ser icônica. Prestes a morrerem, elas se entreolham enquanto o carro em que estavam despenca de uma ribanceira. Mas faltou emoção ali. As duas, pelo contrário, protagonizaram uma sequência vergonhosa, cheio de gritos, na qual nenhuma fala nada com nada. Espanta, uma vez que os diálogos cortantes sempre foram um ponto alto da novela.
Questão importante deixada para o último capítulo, a revelação do assassino de Murilo (Bruno Gagliasso) também deixou muito a desejar. Com uma confissão rasa de Otávio (Herson Capri), o público descobriu a identidade do assassino, mas não viu a cena do crime ser reconstituída.
A parte mais crítica do final de Babilônia pareceu ser o recado dos autores a toda a caretice que a novela enfrentou. Aderbal (Marcos Palmeira) manda explodir uma igreja para sair como salvador e o seu discurso anti-gay continha uma cutucada ao desenrolar uma bandeira gay da bomba plantada: “Essa bandeira com o arco íris é o símbolo dos destruidores da família brasileira”.
As mudanças em Babilônia foram operadas justamente em nome da “família brasileira”. Consuelo (Arlette Salles), a matriarca hipócrita e conservadora da família Pimenta, acaba na política ao se tornar governadora do Rio de Janeiro. Um final digno para uma personagem importante da novela.
Houve espaço, ainda, para um beijo entre Estela (Nathalia Thimberg) e Tereza (Fernanda Montenegro), um selinho mais tímido do que aquele beijo que elas trocaram no início. Ivan (Marcelo Melo Jr) e Sergio (Claudio Lins) também deram uma bitoca. Babilônia já foi mais ousada.
De resto, apenas firulas de último capítulo: coadjuvantes fechando suas histórias,  personagens felizes, vilões punidos e o casal principal feliz. A audiência correspondeu ao vexame apresentado: pífios 32,2 pontos na prévia, pouquíssimo para uma trama das nove, a mais baixa de todos os tempos. Gilberto Braga já fez melhor.

Levantamento mostra que número de habitantes de pequenas cidades caiu

Um em cada quatro municípios brasileiros apresentou queda no número de habitantes de 2014 para 2015. São 1,364 mil cidades nessa condição — 24,5% do total. De acordo com levantamento divulgado nesta sexta-feira (28/8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população brasileira já chega a 204,450 milhões de pessoas. No ano passado, o número de habitantes era 202,768 milhões de habitantes.
Chamam a atenção os dados que apontam a concentração populacional em poucos municípios. Mais da metade dos brasileiros (114,6 milhões, ou 56%) vive em apenas 304 municípios, o que corresponde a 5,5% do total dos mais de 5,5 mil existentes. São essas as cidades que possuem, no mínimo, 100 mil habitantes. Três em cada dez brasileiros (61,2 milhões) vivem em locais com população igual ou superior a meio milhão de pessoas. Ao todo, 41 municípios apresentam essa característica no país.

Cunha diz que não dá para suportar mais aumento de tributos

cunhalista
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em viagem oficial a Nova York, onde participa de evento nas Nações Unidas (ONU), afirmou a jornalistas na noite desta sexta-feira( 28/8), que a queda do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil de 1,9% no segundo trimestre sinaliza que a economia brasileira deve se contrair ao menos 2,5% em 2015, retração que pode chegar a 3%. Em 2016, o parlamentar vê risco de a recessão continuar e o PIB encolher 1,5%.
“Estamos no meio de uma recessão que, se era real, passou a ser também técnica. O Brasil está em recessão e precisa fazer algo que não é aumentando imposto”, disse Cunha em rápida conversa com jornalistas antes de participar de um jantar oferecido pelo embaixador do Brasil na ONU, Antonio Patriota, em sua residência, na região nobre do Upper East Side, em Manhattan.

A cada minuto, quatro pessoas são demitidas no Brasil

desempregosSegundo levantamento da revista IstoÉ, em julho, 157 mil trabalhadores foram demitidos no Brasil, o pior resultado para o mês nos últimos 23 anos. Sob qualquer ângulo, trata-se de um dado assustador. Significa que, a cada minuto, quatro pessoas acabaram dispensadas. É como se toda a população de uma cidade como São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, perdesse o emprego.
De acordo com o IBGE, quase meio milhão de vagas – ou uma Florianópolis inteira – desapareceram nos sete primeiros meses do ano. 8,4 milhões de brasileiros – o equivalente à população da Suíça – estão desocupados e procuram a cada dia, em graus variados de desespero, novas oportunidades no mercado de trabalho. Se a economia continuar desabando, nos próximos meses será ainda mais difícil encontrar um lugar para dar expediente.
A alta do desemprego é uma tragédia anunciada. Desde o início do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, praticamente todos os indicadores econômicos pioraram. A inflação disparou. O consumo caiu. Os impostos subiram. O PIB encolheu. Sem ter para onde correr, as empresas recorreram à medida mais doída: as demissões em massa. De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), a taxa de desemprego no Brasil é de 8,3%. No ritmo descendente da atividade econômica, alguns especialistas projetam um índice de dois dígitos até o final do ano. Para um país emergente como o Brasil, desemprego na casa dos 10% é uma enormidade.

Mais de 4 milhões de crianças ainda não foram vacinadas contra poliomielite

763-dos-mineiros-ja-estao-vacinados-contra-a-poliomielite-750x360Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 4 milhões de crianças ainda não receberam a vacina contra a poliomielite. A campanha de imunização, que termina na próxima segunda-feira (31), pretende alcançar 12 milhões de crianças entre 6 meses e 5 anos incompletos, o que representa 95% do grupo dessa faixa etária.
O levantamento, divulgado hoje (28), foi feito até a última quinta-feira, quando 7,8 milhões de crianças tinham sido imunizadas. Os dados também mostram que os estados com maior cobertura vacinal são Santa Catarina, São Paulo, Paraíba e Paraná, todos com índice acima de 70%. Segundo o Ministério da Saúde, o Distrito Federal está com a menor cobertura (36%), seguido dos estados de Roraima (43,9%), Rondônia (44,7%) e Pará (44,8%).
O Ministério da Saúde alerta que a vacina é a única forma de prevenção contra a paralisia infantil. Embora o Brasil não tenha casos da doença há 26 anos, a Organização Mundial da Saúde recomenda a imunização, já que nove países registraram casos da doença nos últimos dois anos.

Dilma leva cantada de militante em Fortaleza

A presidente Dilma Rousseff recebeu nesta sexta-feira, 28, uma cantada durante o evento Dialoga Brasil, realizado em Fortaleza (CE). No evento, Dilma ouvia propostas apresentadas por pessoas da sociedade civil que compareceram ao Centro de Eventos do Ceará, onde acontece a edição do Dialoga Brasil.
Antonio Carlos Fernandes, que estava na plateia, foi sorteado para apresentar sua proposta que consistia em aumentar o número de vagas de médicos e enfermeiros no interior do Estado. Logo em seguida, ele pediu licença e quebrou o protocolo:
“Presidente, a senhora é da minha idade. Uma pena que não nos encontramos na nossa juventude”, afirmou ele, pouco depois de ter também elogiado a beleza da apresentadora do programa Dialoga Brasil. A cantada gerou gargalhadas na plateia presente no centro de eventos. Sorrindo, Dilma levantou o braço e agradeceu Antonio Carlos Fernandes.

União deve ficar com mais de 90% da nova CPMF

bolo chocolateO Globo informa nesta sexta-feira que a proposta de recriação da CPMF, que está em estudo no governo e deve ser enviada ao Congresso no início da próxima semana, prevê que mais de 90% da arrecadação do novo tributo fiquem nas mãos da União. Segundo técnicos da equipe econômica, o projeto deve fixar a alíquota em 0,38%. Deste total, 0,35% iriam para o governo federal, 0,02% para estados e 0,01% para municípios.
Segundo o jornal, as projeções do governo indicam que a arrecadação anual do tributo chegará a pelo menos R$ 80 bilhões. Deste total, R$ 73 bilhões ficariam com a União, R$ 4,2 bilhões com os governadores e R$ 2,1 bilhões com os prefeitos.

Construção civil deve perder meio milhão de empregos este ano

construcao-civil“Morte anunciada”. É como José Carlos Martins, presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), avalia o resultado do setor, que encolheu 8,2% no segundo trimestre. Ele não vislumbra qualquer perspectiva de melhora, a menos que o governo federal faça ajustes em gastos públicos.
Para ele, a sociedade brasileira está pagando toda a conta da crise. Martins alerta que obras de metrô, rodovias e hospitais estão deixando de ser feitas por falta de verbas, pois todos os recursos estão sendo gastos com aumentos da folha de pagamento do governo e de gastos públicos.
“A previsão é de menos 500 mil empregos na construção civil este ano. Estamos falando de cerca de dois milhões de pessoas impactadas. É um desastre. Há obras com pagamentos atrasados, com diminuição no ritmo”, destaca o presidente da CBIC a’O Globo. “Agora, querem recriar a CPMF. Mas as pessoas estão sem dinheiro para comer. Como vão pagar mais impostos?”.

Desfile de 7 de setembro custará R$ 830 mil

Com expectativa de público em torno de 30 mil pessoas em Brasília, a tradicional festa de 7 de setembro custará R$ 830 mil aos cofres públicos. O valor é menor do que os R$ 1,2 milhão pagos para a celebração no ano passado. A empresa contrata para realizar os preparativos e organização do evento é a M.M Faleiros Montagens e Eventos Ltda.
A expectativa é de que fossem gastos R$ 2,1 milhões pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom/PR), responsável pelo evento. Além do desfile em si, a prestação dos serviços de organização e montagem de eventos também inclui as comemorações da Semana da Pátria.
“O evento, sob a responsabilidade da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, tem por objetivo comemorar a Semana Cívica, incentivando a participação do cidadão e da sociedade, por meio de atividades que valorizem o civismo, visto que 7 de Setembro é a mais representativa data cívica comemorada no país”, justifica a Secom no edital da licitação.

Época: Documentos mostram como Lula intermediou negócios da Odebrecht em Cuba

No dia 31 de maio de 2011, meses após deixar o Palácio do Planalto, o petista Luiz Inácio Lula da Silva desembarcou em Cuba pela primeira vez como ex-presidente, ao lado de José Dirceu. O presidente Raúl Castro, autoridade máxima da ditadura cubana desde que seu irmão Fidel vergara-se à velhice, recebeu Lula efusivamente. O ex-presidente estava entre companheiros. Em seus dois mandatos, Lula, com ajuda de Dirceu, fizera de tudo para aproximar o Brasil de Cuba – um esforço diplomático e, sobretudo, comercial. Com dinheiro público do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o BNDES, o Brasil passara a investir centenas de milhões de dólares nas obras do Porto de Mariel, tocadas pela Odebrecht. Um mês antes da visita, Lula começara a receber dinheiro da empreiteira para dar palestras – e apenas palestras, segundo mantém até hoje.
Naquele dia, porém, Lula pousava em Havana não somente como ex-presidente. Pousava como lobista informal da Odebrecht. Pousava como o único homem que detinha aquilo que a empreiteira brasileira mais precisava naquele momento: acesso privilegiado tanto ao governo de sua sucessora, a presidente Dilma Rousseff, quanto no governo dos irmãos Castro. Somente o uso desse acesso poderia assegurar os lucrativos negócios da Odebrecht em Cuba. Para que o dinheiro do BNDES continuasse irrigando as obras da empreiteira, era preciso mover as canetas certas no Brasil e em Cuba.
A visita de Lula aos irmãos Castro, naquele dia 31 de maio de 2011, é de conhecimento público. O que eles conversaram, não – e, se dependesse do governo de Dilma Rousseff, permaneceria em sigilo até 2029. Nas últimas semanas, contudo, ÉPOCA investigou os bastidores da atuação de Lula como lobista da Odebrecht em Havana, o país em que a empreiteira faturou US$ 898 milhões, o correspondente a 98% dos financiamentos do BNDES em Cuba.
A reportagem obteve telegramas secretos do Itamaraty, cujos diplomatas acompanhavam boa parte das conversas reservadas do ex-presidente em Havana, e documentos confidenciais do governo brasileiro, em que burocratas descrevem as condições camaradas dos empréstimos do BNDES às obras da Odebrecht em Cuba. A papelada, e entrevistas reservadas com fontes envolvidas, confirma que, sim, Lula intermediou negócios para a Odebrecht em Cuba. E demonstra, em detalhes, como Lula fez isso: usava até o nome da presidente Dilma. Chegava a discutir, em reuniões com executivos da Odebrecht e Raúl Castro, minúcias dos projetos da empreiteira em Cuba, como os tipos de garantia que poderiam ser aceitas pelo BNDES para investir nas obras.
Parte expressiva dos documentos obtidos com exclusividade por ÉPOCA foi classificada como secreta pelo governo Dilma. Isso significa que só viriam a público em 15 anos. A maioria deles, porém, foi entregue ao Ministério Público Federal, em inquéritos em que se apuram irregularidades nos financiamentos do BNDES às obras em Mariel. Num outro inquérito, revelado por ÉPOCA em abril, Lula é investigado pelos procuradores pela suspeita de ter praticado o crime de tráfico de influência internacional (Artigos 332 e 337 do Código Penal), ao usar seu prestígio para unir BNDES, governos amigos na América Latina e na África e projetos de interesse da Odebrecht.
Sempre que Lula se encontrava com um presidente amigo, a Odebrecht obtinha mais dinheiro do BNDES para obras contratadas pelo governo visitado pelo petista. O MPF investiga se a sincronia de pagamentos é coincidência – ou obra da influência de Lula. Na ocasião, por meio do presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o ex-presidente negou que suas viagens fossem lobby em favor da Odebrecht e que prestasse consultoria à empresa. Segundo Lula, suas palestras tinham como objetivo “cooperar para o desenvolvimento da África e apoiar a integração latino-americana”.

Prazo para pré-selecionados concluírem inscrição no Fies é adiado

O Ministério da Educação (MEC) prorrogou até o dia 1º de setembro o prazo para que os estudantes pré-selecionados para obter o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) façam a inscrição no Sistema Informatizado do Fies (SisFies), na internet. O prazo terminaria no último dia 25.
Os estudantes que estão na lista de espera serão chamados para se inscrever somente após o encerramento do novo prazo. Eles vão receber aviso por e-mail. A partir do recebimento, terão dez dias para fazer a inscrição. Independentemente do aviso, o estudante deve conferir o boletim de acompanhamento, no sistema Fies Seleção.

28 de agosto de 2015

População brasileira supera os 204 milhões

fila
A população brasileira superou a marca dos 204 milhões de habitantes neste ano. Segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgadas hoje (28) no Diário Oficial da União, o país tinha, em 1° de julho deste ano, 204.450.649 habitantes. No ano passado, a população estimada era 202.768.562.
O IBGE também divulgou as populações estimadas das 27 unidades da Federação e dos municípios brasileiros. O estado mais populoso do país, São Paulo, tem 44,4 milhões de pessoas. Mais cinco estados têm populações que superam os 10 milhões de habitantes: Minas Gerais (20,87 milhões), Rio de Janeiro (16,55 milhões), Bahia (15,2 milhões), Rio Grande do Sul (11,25 milhões) e Paraná (11,16 milhões).
Três estados têm populações menores do que 1 milhão: Roraima (505,7 mil), Amapá (766,7 mil) e Acre (803,5 mil). As demais unidades da Federação têm as seguintes populações: Pernambuco (9,34 milhões), Ceará (8,9 milhões), Pará (8,17 milhões), Maranhão (6,9 milhões), Santa Catarina (6,82 milhões), Goiás (6,61 milhões), Paraíba (3,97 milhões), Amazonas (3,94 milhões), Espírito Santo (3,93 milhões), Rio Grande do Norte (3,44 milhões), Alagoas (3,34 milhões), Mato Grosso (3,26 milhões), Piauí (3,2 milhões), Distrito Federal (2,91 milhões), Mato Grosso do Sul (2,65 milhões), Sergipe (2,24 milhões), Rondônia (1,77 milhão) e Tocantins (1,51 milhão).

CPMF incentiva ‘projeto impeachment de Dilma’, diz Temer

temer pmdb
A intenção do Planalto de recriar a CPMF surpreendeu e irritou Michel Temer. Alheio à discussão dentro do governo sobre a volta do tributo, o vice-presidente deixou claro à equipe que não vai se empenhar por sua aprovação no Congresso. Temer estava especialmente contrariado porque seria cobrado pela ideia em jantar com empresários nesta quinta-feira, em São Paulo. Aliados que conversaram com o vice batizaram a proposta de “projeto impeachment” de Dilma Rousseff.
Deu na Folha

Empregado doméstico demitido sem justa causa já pode pedir seguro-desemprego

martelo-juiz1A resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) que regulamenta a concessão do seguro-desemprego ao empregado doméstico dispensado sem justa causa foi publicada na edição de hoje (28) do Diário Oficial da União. O benefício pago será de um salário mínimo por, no máximo, três meses. Para ter direito ao benefício, o empregado doméstico precisa ter trabalhado pelo menos 15 meses nos últimos 24 meses.
O acesso ao benefício já consta em lei complementar e, com a publicação da resolução, os trabalhadores domésticos já podem requerê-lo. O empregado que for demitido por justa causa não terá acesso ao benefício.
O requerimento precisa ser apresentado às unidades de atendimento do Ministério do Trabalho e Emprego ou aos órgãos autorizados, no prazo de 7 a 90 dias contados da data da dispensa. É preciso levar a carteira de trabalho, termo de rescisão do contrato de trabalho atestando a dispensa sem justa causa, declaração de que não recebe benefício de prestação continuada – exceto auxílio-acidente e pensão por morte – e também declaração de que não tem renda suficiente para manter a família.