22 de novembro de 2015

Oposição pretende obstruir votações de todas as sessões presididas por Cunha

Agora declaradamente contrários ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB­), e protagonistas da rebelião contra o peemedebista na última quinta-feira, partidos de oposição pretendem articular na próxima semana a obstrução das votações em todas as sessões presididas pelo parlamentar. Assim como na última sessão, a manobra pode ganhar apoio de partidos da base aliada que, no entanto, analisam se a estratégia oposicionista não é também uma tentativa de impedir a votação de pautas do governo.
Segundo o Estadão, os líderes da oposição têm reunião marcada para esta terça-feira. A ideia é articular uma ação que reúna ao menos PSDB, DEM e PPS, que, juntos, têm 85 deputados. Partidos autodeclarados independentes, como Rede Sustentabilidade, PSOL e PSB – 43 deputados – foram os primeiros a defender a tese de não marcar presença em plenário. Os oposicionistas entendem que atitudes isoladas em plenário não surtirão efeito

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO!

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Se você se sentiu ofendido com algum comentário aqui publicado, entre em contato imediatamente mandando um email para dorjival@gmail.com