15 de janeiro de 2015

TANGARÁ DA SERRA: Agrônoma promove evento para arrecadar fundos para seu tratamento de saúde

Contato: 65 96231242

Ida de Luciane Bezerra para o Intermat é desaprovada por Movimentos Sociais

Ida de Luciane Bezerra para o Intermat é desaprovada por Movimentos Sociais
Movimentos Sociais ligados aos pequenos produtores desaprovam a ida da deputada estadual Luciane Bezerra (PSB) para a presidência do Instituto de Terra do Estado (Intermat). O segmento, que conta com a participação do Movimento dos Sem Terra (MST), Pastoral da Terra e Movimento dos Trabalhadores Rurais Acampados (MTA) reuniu-se nesta semana com o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Suelme Evangelista Fernandes, solicitando que o cargo seja ocupado por uma pessoa técnica e não do meio “político”. Fontes palacianas revelam que Luciane Bezerra esteve na manhã desta quinta-feira (15) reunida com o governador Pedro Taques.

Segundo um dos organizadores do movimento, Antônio Fonseca, um professor de agronomia do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) foi indicado para ocupar o cargo de presidente do Intermat. Fonseca pontua que o Instituto “nunca realizou um atendimento adequado para os pequenos produtos e sim apenas para os grandes”.

Leia mais:
Processos de regularização de imóveis rurais estão suspensos no Intermat
Real situação fundiária em Mato Grosso é um dos pontos a serem levantados pela Sedraf

“Queremos alguém que atenda os nossos anseios. Que não exista distinção na hora do atendimento. Não somos contra a Luciane Bezerra, mas queremos alguém técnico no Intermat e não político”, declarou Antônio Fonseca a reportagem do Agro Olhar.

O secretário de Estado de Agricultura Familiar, Suelme Evangelista Fernandes, conforme o representante dos Movimentos Sociais, frisou que levará as reivindicações apresentadas para o governador Pedro Taques e que irá marcar uma audiência entre o chefe do Estado e o segmento.

“Esperamos que o governador Pedro Taques pense com carinho nesta nossa solicitação, assim como ele está trabalhando nos demais setores sociais”, pontuou Fonseca.

Outro lado

A reportagem procurou Luciane Bezerra, mas a deputada não atendeu às ligações e não retornou até a publicação desta matéria

Governo suspende projetos executivos para obras em várias estradas em MT

Governo suspende projetos executivos para obras em várias estradas em MT
A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística suspendeu a elaboração de oito projetos executivos para obras em estradas no interior do estado. A medida assinada pelo secretário Marcelo Duarte foi publicada hoje (15) no Diário Oficial que circula na internet. Foram suspensos os serviços relacionados a obras na MT-251, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães, MT-208, MT-160, MT-430, MT-407 e BR-364.

Leia mais
Controlador-geral define auditores para passar a limpo contas de Silval em 2014

A paralisação dos serviços de obras em estradas no interior de Mato Grosso cumpriu o Decreto Nº 2 assinado pelo governador Pedro Taques, que determinou a suspensão, por 90 dias, dos pagamentos de contratos firmados pela administração pública anterior.

Também já haviam sido paralisadas a realização de obras que já estavam em andamento nas MTs 100, 326, 343, 249, 010, 270/040, 423, 336, 170 e 235, e suspensos os serviços de manutenção de estrada não pavimentada em uma extensão de 1.104,06 quilômetros, nos municípios de Cláudia, Colíder, Guarantã do Norte, Itaúba, Marcelândia, Matupá, Santa Carmem, Sinop, Terra Nova do Norte e União do Sul. Além disso, houve a suspensão de obras de reconstrução de pontes na região Oeste.

O secretário afirmou que já foi apresentado ao governador um plano de trabalho para retomada das obras consideradas emergenciais e revisão de todos os contratos de manutenção e recuperação de rodovias. A medida busca reduzir possíveis prejuízos ao erário público, e ver a legalidade dos atos realizados.

Marcelo Duarte esclarece que as obras do MT Integrado foram paralisadas ainda no Governo anterior por falta de recursos financeiros. 

Taques classifica viaduto da UFMT como “vergonhoso” e diz que VLT irá demorar para ficar pronto

Taques classifica viaduto da UFMT como “vergonhoso” e diz que VLT irá demorar para ficar pronto
O governador do Estado de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), classificou a obra do viaduto da UFMT (Jornalista Clóvis Roberto) como vergonhosa e prometeu finalizar todas as chamadas ‘Obras da Copa do Mundo de 2014’, entre elas a do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos): “Vai demorar, mas vamos terminar”. O discurso foi feito no fim da tarde desta quinta-feira (15) na sede da extinta Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa).

Leia mais:
Secretário se reúne com Consórcio VLT para alinhar novo cronograma

“Quando me elegi governador, eu assumi compromisso com a sociedade mato-grossense de terminar todas as obras da Copa do Mundo e nós o faremos. Se nós não concluirmos estas obras, não será uma vergonha para esta gestão e sim para a população mato-grossense”, declarou o governador.

De acordo com Taques, 22 das obras não foram finalizadas e algumas apresentam defeitos primários: “O viaduto da UFMT é uma vergonha para a engenharia mundial, o da Sefaz é uma brincadeira. A Arena Pantanal também não está toda em sua perfeição ainda”, disparou. Ele ainda disse confiar na competência de seus secretários e dos servidores para concluir os serviços

Taques também prometeu ‘destrinchar’ todos os contratos da Secopa, principalmente os do VLT: “No início de fevereiro nós faremos uma audiência pública para mostrar a sociedade mato-grossense como encontramos o que se denomina de Secopa, vou mostrar porque é um direito fundamental do cidadão ser informado. Sobre o VLT, vai demorar, mas vamos finalizar”.

Por fim, ele pontou que os responsáveis serão responsabilizados por possíveis ilicitudes: “Não nos cabe apurar responsabilidades, isso ficará a cargo dos órgãos responsáveis, não se trata de devassa, ou caça as bruxas, mas sim de cumprimento da lei e transparência”, concluiu o governador.

Empresa chinesa lança rival de iPhone 6 Plus

A chinesa Xiaomi fixou seu lugar como terceira maior startup de tecnologia e fabricante de smartphones do mundo, com o lançamento do novo Mi Note, que concorrerá com o iPhone 6 Plus, da Apple. O presidente-executivo Lei Jun apresentou o Mi Note em Pequim, descrevendo as características técnicas do telefone de tela grande com múltiplas comparações com seus equivalentes da Apple.
Com o preço de 2.299 iuanes (US$ 371) para um modelo com 16 GB, o Mi Note será vendido por quase dois terços menos que o iPhone 6 Plus. O Xiaomi Mi Note vem com tela de 5,7 polegadas, enquanto o grandalhão da Apple tem um de 5,5″. Apenas três anos depois de a Xiaomi vender seu primeiro smartphone, uma rodada de captação de US$ 1,1 bilhão anunciada em dezembro avaliou a empresa em US$ 45 bilhões. A companhia privada subiu para se tornar a terceira maior fabricante de smartphones do mundo e está desafiando Apple e Samsung Electronics, bem como rivais domésticos como Huawei Technologies.

Impostômetro vai chegar à marca de R$ 100 bilhões em 2015

impostometro
O Impostômetro, painel da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que registra valor total de impostos, taxas e ontribuições destinados à União, aos Estados e aos municípios arrecadados, vai chegar à marca dos R$ 100 bilhões nesta sexta-feira, às 13 horas. No ano passado, os primeiros R$ 100 bilhões também foram alcançados no dia 16 de janeiro. Em 2013, esse montante foi alcançado apenas no dia 26 de janeiro.
De acordo com o presidente da ACSP, Rogerio Amato, a expectativa para este ano é que os impostos não aumentem. “A expectativa é a de que a carga tributária cresça apenas em função da taxa de inflação e do crescimento do PIB, sem aumento de impostos”, explicou. No ano passado, o valor total arrecadado com impostos, conforme o painel da ACSP, foi de R$ 1,8 trilhão.

CONFIRA COMO ERA A MC ANITTA ANTES DA FAMA

Prepara que agora é hora do show das poderosas … a dona desse hit é Mc Anitta a nova sensação do funk, porém ela não era tão poderosa assim antes da fama, como vocês podem ver na montagem da Mc com suas fotos antes da fama. Anitta era bem, mas bem diferente mesmo quando começou a sonhar em ser funkeira. A fama mudou bastante a aparência da nova musa do funk, antes usava cabelo enrolado e pouca maquiagem, agora siliconada com cabelo liso e make, parece até outra pessoa, mas acreditem é a mesma. Anitta não é a primeira e não será a última famosa que mudou muito com a fama, bom pra ela que ficou gatíssima. A Mc conquistou a todos com o seu jeito sensual e ao mesmo tempo moleca de ser. G1 Entretenimento




Cuiabá está entre as 30 cidades mais violentas do mundo

KARINE MIRANDA

Cuiabá ocupa o 29º lugar no ranking das cidades mais violentas do mundo, segundo o relatório da fundação americana City Mayors, divulgada pela site da revista Veja nesta semana. (Leia AQUI).

O estudo divulgou um ranking das 50 localidades mais violentas do planeta, considerando o número de homicídios registrados por ano em cada grupo de 100 mil habitantes.

A capital de Mato Grosso registra 44 homicídios por ano para cada grupo de 100 mil habitantes, e ocupa a 11ª posição de cidade mais perigosa do Brasil, além de ser considerada uma das cidades mais violentas da América Latina.

Caixa anuncia reajustes em juros de financiamento imobiliário

A Caixa Econômica Federal anunciou, nesta quinta-feira (15), um reajuste nas taxas de juros das operações para financiamento de imóveis residenciais contratadas com recursos da poupança (SBPE). A correção começa a valer no dia 19 de janeiro.
Segundo a instituição financeira, as taxas de juros dos financiamentos habitacionais contratados com recursos do Programa Minha Casa Minha Vida e do FGTS não sofrerão correção.

Você anda trabalhando muito? Imagina esse cara do vídeo…


Governo lança novo edital do Mais Médicos

mais medicosO Ministério da Saúde anunciou hoje (15) uma nova versão do Programa Mais Médicos, que agora vai incorporar o Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (Provab). “Nós deixamos para a escolha do médico brasileiro fazer a opção, se ele quer o conjunto de regras estabelecidas para o Mais Médicos, ou se ele quer acessar os benefícios do Provab”, explicou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.
Na prática, o profissional vai poder escolher se fica três anos no local determinado pelo governo, como acontece no Mais Médicos, ou se fica um ano e ganha 10% de bônus na nota de uma eventual prova de residência, características do Provab. Outra diferença é que, enquanto os profissionais do Mais Médicos receberão ajuda de custo, o auxílio moradia e auxílio alimentação, os do Provab não.

Veja quem são as celebridades da TV, música e esporte tomam posse na Câmara em fevereiro

O cantor, compositor e ator Sérgio Reis (PRB-SP) é um deles. Aos 74 anos, Sérgio Reis tem 55 de carreira – a maior parte na musica sertaneja, mas seu sucesso começou ainda na Jovem Guarda, com o nome artístico de Johnny Johnson. O artista pretende conciliar a agenda de shows com o mandato e diz que se elegeu deputado para retribuir o carinho do povo, que sempre o apoiou. Na Câmara, terá como bandeira a saúde, área com a qual já é envolvido, prestando apoio ao Hospital de Câncer de Barretos, outros hospitais filantrópicos e entidades sociais. “Eu acho que isso é gratificante. Acho que é minha obrigação e não faço mais do que minha obrigação”, disse.
Sérgio Reis teve 45.330 votos, mas chegou à Câmara, devido às regras das eleições proporcionais, puxado por outra celebridade do mesmo partido: Celso Russomanno, que foi o mais votado em todo o Brasil, com mais de 1,5 milhão de votos. Apresentador de TV dedicado ao tema da defesa do consumidor e advogado por formação, Russomano, de 58 anos, já é conhecido da Casa, pois cumprirá seu quinto mandato de deputado federal. Em Minas Gerais, a deputada eleita Brunny, de 25 anos, é apresentadora de um programa de televisão, o ‘Brunny e Vc’, transmitido pela TV Alterosa para a região de Governador Valadares. Ela foi eleita pelo PTC, com 45.381 votos. O marido de Brunny, o empresário e deputado estadual Hélio Gomes, do PSD, foi quem a incentivou a entrar para a política.
Esporte
Além de nomes da música e da televisão, São Paulo também terá entre seus representantes na Câmara nomes ligados ao esporte. Um deles é o ex-presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, eleito com quase 169.834 votos pelo Partido dos Trabalhadores. Favorável a uma reforma política ampla, Sanchez diz que vai priorizar o esporte e a educação em seu mandato: “Obviamente eu vou me dedicar ao esporte, que eu acho que tem muito a fazer no Brasil. Não o futebol em si, mas o esporte em geral. Então, vou me dedicar muito a isso e à educação, até por eu não ter feito curso universitário. Acho que a educação neste País vai melhorar, e muito.”
Também originário do mundo do esporte, o ex-judoca João Derly chega à Câmara para seu primeiro mandato como deputado federal, mas já com a experiência de vereador em Porto Alegre. Bicampeão mundial de judô, ele se elegeu pelo PCdoB gaúcho com 106.991 votos. Entre os famosos, há alguns veteranos, como o palhaço Tiririca (PR-SP), reeleito com mais de 1 milhão de votos e segundo colocado em São Paulo e no Brasil. E ainda o ex-goleiro do Grêmio Darnlei (PSD-RS), também reeleito.

Maluf defende Savi e diz que não aceita mudanças na chapa


O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB), candidato a presidente da Assembleia Legislativa, afirmou hoje (15) que não aceita mudanças na sua chapa, salvo em caso de consenso do grupo, formado por 15 deputados.

Maluf fez a declaração em resposta a supostas pressões para que o deputado Mauro Savi (PR), candidato a primeiro-secretário, fosse substituído, por pressão oriunda do Palácio Paiaguás.

"Nós conseguimos montar um grupo de deputados muito coeso, que conversa muito, que decide junto. Não vamos aceitar pressão na composição dessa chapa. Aceitamos o debate, as discussões, mas só vamos mudar alguma coisa caso seja uma decisão conjunta, de consenso. Esse é um compromisso de todos os colegas desse grupo. É dessa forma que iremos disputar a eleição”, afirmou.

Com aval de Dilma, aumento de impostos pode elevar receita do governo em R$ 9 bi

O governo está pronto para anunciar medidas que podem aumentar a arrecadação deste ano em quase R$ 9 bilhões. Uma dessas medidas é a elevação da alíquota da Cide, imposto que incide sobre a comercialização de combustíveis. Segundo apurou o jornal O estado de S. Paulo, a Cide voltará para a alíquota que vigorou até ser zerada em julho de 2012.

Além da Cide, uma fonte qualificada do Palácio do Planalto afirmou que a presidente Dilma Rousseff também bateu o martelo para criar a PIS/Cofins sobre a distribuição de cosméticos e elevar a alíquota desses tributos sobre bens importados, como forma de estimular a indústria nacional. A decisão foi tomada após reunião com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, na terça-feira, 13.

Médicos fazem manifestação em Cuiabá

Simone Ishizuka, repórter do GD

Uma manifestação está marcada para esta quinta-feira (15), em frente à Unidade de Pronto-Atendimento do Coxipó, durante a paralisação integral dos médicos da saúde pública da Capital. Eles protestam por mais condições de trabalho, materiais de qualidade, além de discutir o piso salarial que, segundo eles, gira em torno de R$ 1.200,00. A greve está prevista para terminar até esta noite.

Somente atendimentos de urgência e emergência serão garantidos nas Policlínicas e Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da Morada do Ouro. Outras três paralisações estão previstas para as próximas semanas.

Taques nomeia mais dois nomes para Detran

Fernanda Escouto, repórter do GD

O governador Pedro Taques (PDT) nomeou mais dois delegados para compor o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT). A escolha foi publicada no Diário Oficial que circulou nesta quinta-feira (15).

Segundo a publicação, o delegado Arnon Osny Mendes Lucas vai comandar a Diretoria de Gestão Sistêmica e a delegada Talita Peske Rodrigues assume a Diretoria de Veículos.

Os cargos anteriormente eram ocupados por Thânia Zanette e Carlos Roberto Ribeiro Miranda, respectivamente.

População indígena de MT aumenta quase 50% em uma década


Após redução até a década de 70, a população indígena voltou a crescer em Mato Grosso e, em uma década - de 2000 a 2010, aumentou 48%. Os dados fazem parte de um estudo feito pela pesquisadora Lauren Logsdon para a conclusão de mestrado em Saúde Coletiva pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). No início da década passada, 29.196 índios viviam em Mato Grosso e, 10 anos depois, esse número aumentou para 43.226.

Em 2010, os indígenas das 48 etnias existentes no estado representavam 1,16% da população e, atualmente, 3,98%, de acordo com a pesquisa. Além disso, os índios mato-grossenses correspondem a 5,26% da população indígena brasileira.

Presentes distribuídos por Dilma em seus primeiros 15 dias de governo


Chico Daltro teve 74 comissionados na Vice-Governadoria - veja relação

RDNews

O ex-vice-governador Chico Daltro (PSD) montou uma verdadeira “superestrutura” nos quatro anos que esteve no cargo. Neste período, a Vice-Governadoria chegou a abrigar 74 comissionados incluindo os lotados na Defesa Civil e Superintendência de Assuntos Indígenas. 
Somente na folha de pagamento referente a dezembro de 2014 são 51 comissionados. O gabinete de Chico Daltro ainda contava com os serviços de outros 14 servidores efetivos exercendo funções DGA. Salários iam de R$ 850 à R$ 12 mil. Daltro recebia R$ 16,9 mil. Só na folha de dezembro, em salários, foram pagos 282 mil.

Senador Medeiros critica Wellington por só agora querer distribuição do Fethab


O senador José Medeiros (PPS/MT) usou a sua conta no twitter para questionar o posicionamento do senador diplomado Wellington Fagundes (PR) em defesa da distribuição de 50% dos recursos do Fethab aos municípios.

“Após 16 anos, Wellington defende a distribuição do Fethab, por coincidência quando seu grupo deixa o governo”, postou o socialista em referência ao fato de o Partido da República, atualmente sob presidência estadual de Wellington, não mais compor o staff  do Palácio Paiaguás como ocorreu nas gestões dos ex-governadores Blairo Maggi (PR) e Silval Barbosa (PMDB), especialmente no comando da pasta de Infraestrutura.

Financiamento de imóvel na Caixa deve ficar mais caro

Os juros praticados nos financiamentos de imóveis pela Caixa Econômica Federal poderão aumentar neste ano, segundo informações do jornal Folha de S.Paulo.
A Caixa ainda não definiu uma data para os reajustes, mas corretores de imóveis acreditam que o aumento ocorrerá a partir de fevereiro, de acordo com o jornal.
A assessoria de imprensa do banco não passou mais detalhes sobre as mudanças, mas confirmou que a “Caixa está estudando as taxas do crédito imobiliário”.

Juiz da Lava Jato sinaliza que vai acelerar processo e dar penas duras

sergiomoroAo marcar as primeiras audiências de julgamento dos envolvidos na Operação Lava Jato para fevereiro, o juiz federal Sergio Moro, que vai julgar os casos de corrupção na Petrobras, sinaliza que vai acelerar o processo e aplicar sentenças pesadas. Segundo a coluna Painel, da Folha, inclusive aos executivos apontados como corruptores e que concordaram em fazer a delação premiada.

Dilma decide manter, por ora, as cúpulas dos três principais bancos públicos federais

20150115042057_cv_FORAPEQUENOimagesCAVWXXYG_gde Com isso, Luciano Coutinho continua à frente do BNDES, Aldemir Bendine fica na presidência do Banco do Brasil e Jorge Hereda permanece no comando da Caixa. A informação é de Vera Magalhães, na Folha de S.Paulo desta quinta-feira.
A decisão de Dilma deixa dúvida sobre o futuro da ex-ministra Miriam Belchior, que era cotada para a presidência da Caixa. Alexandre Abreu e Paulo Caffarelli, que podiam ir para os outros bancos, também têm destino incerto.

Eleição de Tancredo Neves completa 30 anos

tancredodiscurso
Neste 15 de janeiro de 2015, a eleição de Tancredo Neves e o fim da ditadura militar no Brasil completam 30 anos. O mineiro, candidato da Aliança Democrática, foi escolhido por eleição indireta no Colégio Eleitoral, com480 votos a favor e 180 para Paulo Maluf, candidato do PDS. Tancredo, no entanto, foi internado em um hospital horas antes da posse e não chegou a assumir. José Sarney, seu vice, tomou posse no lugar.

Liberdade de imprensa não é "liberdade de insultar", diz premiê turco

Da Agência Lusa

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, disse hoje (15) que a liberdade de imprensa não é a “liberdade de insultar” e qualificou a publicação de caricaturas do profeta Maomé como uma “grave provocação”.

“A liberdade de imprensa não significa a liberdade de insultar”, destacou o primeiro-ministro, em Ancara, antes de partir para Bruxelas. Ele ressaltou que “não se pode aceitar insultos ao profeta”.

O primeiro número do jornal satírico Charlie Hebdo depois do ataque à redação na semana passada, tem na capa uma caricatura de Maomé, com lágrima no olho, segurando uma folha com a frase “Je suis Charlie” (Eu sou Charlie), a mesma que foi usada por milhões de pessoas que se manifestaram em defesa da liberdade de expressão. A capa tem como título “Tudo está perdoado”.

Gasolina já está 61% mais cara no Brasil do que no exterior

gasolina2Aos olhos dos motoristas brasileiros, as bombas de combustível têm contrariado o noticiário. Embora a cotação internacional do petróleo tenha desabado 60% nos últimos sete meses, o preço médio da gasolina no mercado doméstico subiu 2,4% de junho pra cá, segundo dados compilados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). No diesel, a alta foi ainda maior, de 4,4%.
O resultado é que a gasolina brasileira já custa 61,1% mais que o preço internacional, de acordo com cálculos da RC Consultores. De acordo com analistas, o poder quase monopolista que a Petrobras detém dos mercados de produção e importação de derivados no Brasil impede que a diferença de preços seja repassada para o consumidor.

MEC quer mais poder para diretor de escola

Há duas semanas no cargo, o ministro da Educação, Cid Gomes, estuda a criação do programa chamado por ele de Diretor Principal, para estimular o trabalho dos dirigentes das escolas do País. Segundo o ministro, que falou ao Estado ontem (14), antes de embarcar para o Ceará, onde deve tratar de problemas pessoais, o novo projeto deverá ser apresentado à presidente Dilma Rousseff nos próximos dias para ser implementado em curto prazo.
“O ideal é que tivesse todos os professores com mesmo padrão de conhecimento e salarial. Tenho estudado alguns projetos que estabelecem que a sala de aula tenha no máximo 40 alunos para um professor. E com um diretor de escola coordenando 20 professores. Acho que dá para fazer isso no curto prazo. O programa pode ser chamado de Diretor Principal”, afirmou o ministro, que comandou o Estado do Ceará nos últimos oito anos antes de ingressar na equipe do governo petista. “Sou executivo. O ministério não é para ficar pensando, mas para agir”.

AL perde poder de decidir salários

THIAGO ANDRADE

Uma liminar concedida pelo conselheiro Gilberto Martins, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), determina que todos os tribunais de Justiça do País reajustem, imediatamente, o valor dos salários dos magistrados. Com isso, o novo salário dos juízes e desembargadores do TJ-MT não deve passar pelo crivo da Assembleia Legislativa, como aconteceu em anos anteriores.

A decisão ocorreu na última terça-feira (13) e determina que os reajustes devem ter como referência o valor dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Conforme sancionado pela presidente Dilma Rousseff (PT), os novos valores são de R$ 33.793.

A liminar foi concedida no Pedido de Providências 0006845-87.2014.2.00.0000, apresentado pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e que tem como relator o conselheiro Gilberto Martins. Segundo a decisão monocrática, os tribunais de justiça devem estender o reajuste a inativos e pensionistas e também observar o escalonamento previsto no Artigo 93, V, da Constituição Federal.

Polícia Civil prende em Água Boa homem que usava cinco nomes

A Polícia Civil descobriu que homem preso no final do mês de dezembro passado usava cinco nomes falsos para praticar crimes. A possível identidade verdadeira do suspeito seria Geraldo Batista da Cunha. Com este nome foi autuado nos crimes de receptação, posse ilegal de arma de fogo e uso de documento falso, na cidade de Água Boa (730 km a Leste).

Com o suspeito, a Polícia Civil apreendeu 3 motocicletas (uma Honda CBR, uma Honda Biz, e uma Sundow sem placa) e três veículos, sendo uma Toyota Bandeirante amarela, placa NFK-2073, um Cobalt branco placa OMX-8607, e uma caminhonete F-4000 cinza, placa NFK-1830.