18 de janeiro de 2015

Dirigente do Partido Novo reclama de demora no registro da legenda

claudionovo
O presidente do diretório distrital e fundador do Partido Novo, Cláudio Cavalcanti Barra, tem reclamado da demora para obtenção do registro da nova sigla. O grupo levou a documentação ao Tribunal Superior Eleitoral em julho do ano passado, mas quase seis meses depois o processo ainda não foi julgado.
“Eles não têm vontade política em tramitar o processo. Está demorando muito. Um partido de oposição não é muito bem-vindo. Se for para entrar na base, é outro tempo”, critica Barra. “Cada processo está instruído de forma diferente, o que é óbvio. Mas não se justifica demorar mais de 6 meses num processo administrativo”, disse ao Pode Online.

Inscrições para o Sisu começam amanhã

Começam amanhã (19) as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Podem participar aqueles que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e não tiraram nota zero na redação. As inscrições serão feitas online na página do Sisu até o dia 22.
A lista de cursos que serão ofertados neste processo seletivo está disponível na página do Sisu. Ao todo serão 205.514 vagas no ensino superior público em 5.631 cursos de 128 instituições. Neste ano, o número de vagas aumentou 20% em relação ao processo seletivo do primeiro semestre de 2014. Houve acréscimo no curso de medicina, que passou de 2.925 vagas, na primeira edição de 2014, para 3.758 no mesmo período de 2015. Os cursos de engenharia também tiveram ampliação na oferta de vagas de um ano para o outro, passando de 25.128 em 2014 para 30.749 em 2015.
As instituições deverão reservar, no mínimo, 37,5% das vagas para os estudantes de escolas públicas, cumprindo a Lei de Cotas (Lei 12.711/2012). De acordo com o MEC, do total de 99 instituições federais participantes do sistema (59 universidades e 40 instituições de educação profissional), 68 já reservam 50% ou mais vagas para candidatos provenientes de escolas públicas.

Cobra é achada viva em caixa de correspondência

Uma cobra viva foi encontrada por funcionários dos Correios de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, dentro de uma caixa de correspondência. A encomenda tinha como remetente um endereço do Espírito Santo.
Remetente e destinatário devem responder criminalmente por tráfico de animal silvestre. A multa pode chegar a R$ 5 mil para cada um.
O animal, que é da mesma família da jiboia, foi encaminhado para o Hospital Veterinário da UPF (Universidade de Passo Fundo) para receber cuidados e depois será levado para a Amazônia.
O caso será encaminhado para investigação no MPF (Ministério Público Federal).
cobra verde

Congresso Nacional prepara posse de parlamentares

plenariodacamara
A menos de um mês para a posse – marcada para 1º de fevereiro –, os 198 parlamentares estreantes na Câmara dos Deputados e os 25 que já exerceram mandato alguma vez, antes dos últimos quatro anos, ganharam um espaço para fazer todos os cadastros necessários para que no dia da posse exerçam os cargos.
A estrutura concentra em um mesmo espaço os serviços dos principais órgãos de apoio parlamentar da Casa. Assim, quem está chegando pode adiantar o registro biométrico e o credenciamento para os sistemas de gabinetes, além da indicação da equipe que vai compor o gabinete, assinatura para a carteira parlamentar, plano de seguridade social dos congressistas, coleta da assinatura eletrônica e foto para os cadastros na Câmara. Somente na primeira semana do serviço, 50 parlamentares procuraram os estandes e a expectativa é que nos dias próximos da posse a demanda também seja grande.

Corpo de brasileiro fuzilado na Indonésia é cremado

marcoarcher
O corpo do brasileiro Marco Archer foi cremado na Indonésia, informou hoje (18) a embaixada brasileira em Jacarta. As cinzas serão trazidas para o Brasil pela tia dele Maria de Lurdes Archer Pinto. Archer foi fuzilado ontem (17) por ter sido condenado por tráfico de drogas. Além do brasileiro, foram executados neste sábado cinco pessoas também condenadas por tráfico de drogas.
O carioca Marco Archer Cardoso Moreira, de 53 anos, foi o primeiro brasileiro executado por crime no exterior. Archer trabalhava como instrutor de voo livre e foi preso em agosto de 2003, quando tentou entrar na Indonésia, pelo aeroporto de Jacarta, com 13,4 quilos de cocaína escondidos em uma asa-delta desmontada em sete bagagens. Ele conseguiu fugir do aeroporto, mas foi localizado após duas semanas, na Ilha de Sumbawa. Archer confessou o crime e disse que recebeu US$ 10 mil para transportar a cocaína de Lima, no Peru, até Jacarta. No ano seguinte, ele foi condenado à morte.

Projeto de reforma penal aumenta para 40 anos tempo máximo de cadeia

Menina-de-12-anos-esta-presa-em-cadeia-publica-em-MSA Câmara dos Deputados analisa o projeto de Lei 7868/14, do deputado licenciado André de Paula (PSD-PE), que propõe uma série de alterações nos códigos penal e processual penal brasileiros. Segundo o autor, o objetivo é promover uma ampla reforma, reunindo diversas propostas que já estão em análise no Congresso, seja por iniciativa de parlamentares ou do Poder Executivo.
“Mudanças pontuais, a conta-gotas, dificilmente terão impacto no combate à violência, à corrupção e à impunidade”, argumenta De Paula. O texto tipifica novos crimes, endurece penas, dificulta a prescrição e simplifica ritos processuais, entre outros pontos.
Uma das novidades é o aumento, de 30 anos para 40 anos, do tempo máximo de cumprimento de pena no País. Para o autor, a atual expectativa de vida do brasileiro (73,9 anos) torna possível o cumprimento de penas mais longas, sem caracterizar pena perpétua.

Intermat será incorporada à nova Secretaria

Dos 78 cargos comissionados no Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat), 40 já foram exonerados e a expectativa é de que o órgão possa deixar de ser uma autarquia e se transforme em um setor integrado à Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária.

Esta medida está sendo estudada por grupos de trabalho e inclusive já foi avaliada pela Fundação Dom Cabral, ainda durante o período de transição.

O secretário Suelme Evangelista alega que o órgão precisa ser resignificado e atualmente está totalmente sucateado: nem mesmo os arquivos foram acondicionados de maneira correta na última década. A última tentativa de organização do acervo foi em 2002. “Depois disso, ficou tudo largado”, revelou o gestor.

Aprenda porque o Socialismo não funciona! (Isto se encaixa como uma luva no BRASIL)

Aprenda porque o Socialismo não funciona!

Reflexão…
Um professor de economia em uma universidade americana disse que nunca havia reprovado um só aluno, até que certa vez reprovou uma classe inteira.

Esta classe em particular havia insistido que o socialismo realmente funcionava: com um governo assistencialista intermediando a riqueza ninguém seria pobre e ninguém seria rico, tudo seria igualitário e justo.

O professor então disse, “Ok, vamos fazer um experimento socialista nesta classe. Ao invés de dinheiro, usaremos suas notas nas provas.”
Todas as notas seriam concedidas com base na média da classe, e, portanto seriam ‘justas’. Todos receberão as mesmas notas, o que significa que em teoria ninguém será reprovado, assim como também ninguém receberá um “A”.

Sucateada e prestes a ser extinta. Esta é a situação em que se encontra a Sec de Estado de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária MT

Sucateada e prestes a ser extinta. Esta é a situação em que se encontra a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Regularização Fundiária, assumida por Suelme Evangelista (PSB).

A Pasta será mais uma das que passarão por uma reestruturação e mais de 60% dos cargos comissionados serão cortados. Ainda haverá uma mudança de gestão com objetivo de dar mais eficiência ao setor.

O secretário conta ter encontrado diversas contas atrasadas, como luz, água e telefone, além de contratos de fornecedores que estão há seis meses sem pagamento.

O valor ainda não foi mensurado, mas o gestor garante que está sendo feito o levantamento e as dívidas já estão sendo negociadas para que possam ser regularizadas.

No mês de dezembro o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) recebeu R$ 152 mil de salário



O Portal da Transparência do governo do Estado revela que no mês de dezembro o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) recebeu R$ 152 mil de salário. O valor é 800% maior que o vencimento normal recebido pelo peemedebista, de R$ 16,9 mil.

O valor recebido por Silval também supera em 417% o teto do funcionalismo público do mês de dezembro do ano passado, que era de R$ 29,4 mil, salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

No portal do governo não aparecem detalhes com o motivo do pagamento do supersalário ao ex-comandante do Palácio Paiaguás. Mostra apenas que Silval teve desconto de R$ 3.693,43 referentes ao Imposto de Renda e R$ 482,92 de contribuição com a Previdência Social.

Voto aberto amplia punições para políticos


O juiz Marlon Reis, coordenador do Movimento Nacional de Combate à Corrupção Eleitoral que resultou no projeto de Lei Ficha Limpa, disse que as dificuldades de punição de parlamentares envolvidos em crimes tem razões diferentes no Legislativo e no Judiciário. Para Reis, uma explicação para o baixo número de cassações no Congresso era a realização de votação secreta nesses casos. O sigilo foi derrubado em novembro do ano passado e, com isso, afirma o juiz, fica mais difícil manter o corporativismo.

Marlon citou como exemplo o caso de deputado federal André Vargas (sem partido), cassado em razão de seu envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, apontado como operador do esquema de fraudes na Petrobras. A relação entre o ex-petista, que ocupou a primeira-vice-presidência da Câmara, com o doleiro foi revelada em abril e, em razão de manobras, sua cassação só ocorreu em dezembro. “Pode até demorar para levar a plenário, mas, com a transparência, fica mais difícil ser contrário à perda do mandato”, garante o magistrado.