25 de fevereiro de 2015

Donos de veículos fazem filas para abastecer em Juína, já começa a faltar combustível na cidade

Reflexo da manifestação de caminhoneiros que acontece em todo Brasil, em Juína já começa uma maratona para abastecer.

De acordo com informações, em alguns postos da cidade já não há mais combustível, em outros os proprietários de veículos formam filas enormes.

Além de tentar encher o tanque, vários motoristas ainda levam galões em busca de conseguir armazenar a maior quantidade possível.

Além de Juína outras cidades também enfrentam dificuldades em Mato Grosso.

 Nos estados do Paraná e Santa Catarina são registrados pontos de desabastecimento de combustíveis devido aos protestos promovidos por transportadores e caminhoneiros em rodovias do Brasil, segundo o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom). JNMT 

Promotor acha que Riva é igual a João Arcanjo, não vai "abrir o bico"

O ex-presidente Tancredo Neves costumava dizer que o mais importante nas ondas da política é ver o resumo da espuma, o que sobra de fato.

A onda do momento na política local, fazendo muita espuma, é a especulação sobre a possível opção do ex-presidente da Assembleia, José Geraldo Riva, pela delação premiada.

Todo mundo tem já alguma opinião formada sobre isso. O Blog traz duas opiniões de gente abalizada ouvidas nesta terça (24), sem citar os nomes das respectivas fontes.

Um promotor de Justiça que atua em Cuiabá duvida que Riva faça a delação premiada. Segundo ele, Riva está ligado ao mundo da política e a delação seria seu rompimento irreversível com esse universo. O promotor ironiza a má sorte de Riva: o primeiro operador de Riva foi João Arcanjo, que não abriu o bico contra o ex-presidente da Assembleia. E agora, o novo operador do esquema, Júnior Mendonça, com “um leve apertão” entregou tudo o que tinha contra Riva.

Para o promotor, Riva é igual a João Arcanjo: não vai abrir o bico para contar nada.

Já a opinião de um veteraníssimo ex-deputado estadual é a seguinte: o Ministério Público está se lixando para uma eventual delação premiada de Riva, simplesmente porque não estaria precisando da confissão dele para aprofundar as investigações sobre os esquemas de corrupção denunciados. “O MP está há mais de cinco anos investigando, já tem tudo nas mãos, é só seguir o caminho do dinheiro para achar os outros grandes”, acredita o ex-parlamentar. Blog do Antero

Governo federal propõe congelar preço do óleo diesel por seis meses

Governo federal propõe congelar preço do óleo diesel por seis meses
 O governo federal propôs aos empresários do transporte e caminhoneiros o congelamento por seis meses do preço do óleo diesel, a prorrogação por 12 meses do financiamento para a aquisição de caminhões, além da sanção integral da nova Lei dos Caminhoneiros. As propostas passam a valer de imediato, conforme o governo federal, a partir do momento em que a categoria encerrar os manifestos. Em Mato Grosso três rodovias federais foram bloqueadas, chegando a 17 o número de pontos com interdições. O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, declarou aguardar uma resposta até quinta-feira (26) dos transportadores.

Conforme o Miguel Rossetto, foi proposto pelo governo federal também que os empresários do setor do transporte e caminhoneiros estabeleçam uma tabela de referência do frete.

Justiça em Mato Grosso determina desbloqueio de rodovias sob multa de R$ 1 mil por dia

Foto: Viviane Petroli 
Justiça em Mato Grosso determina desbloqueio de rodovias sob multa de R$ 1 mil por dia
 A Justiça Federal de Mato Grosso determinou nesta tarde de quarta-feira (25) o desbloqueio imediato das rodovias federais BR-163, BR-364 e BR-070. O não desbloqueio por parte dos caminhoneiros pode acarretar multa de R$ 1 mil por dia de rodovia fechada. A determinação foi do juiz César Augusto Bearsi, da 3ª Vara Federal, em Cuiabá, em atendimento a um pedido da União.

A ação da União foi movida contra o Movimento União Brasil Caminhoneiro e Outros. Segundo a liminar do juiz em Cuiabá, o protesto dos caminhoneiros bloqueou 17 rodovias em Mato Grosso. Os protestos tiveram início há 15 dias em Tangará da Serra, contudo há uma semana ganhou forças com a adesão de Lucas do Rio Verde, Sinop, Sorriso, Nova Mutum, Rondonópolis, Cuiabá, Diamantino e Primavera do Leste.

De acordo com a liminar, a União alegou à Justiça a obstrução das rodovias causando inúmeros prejuízos para a sociedade, como o desabastecimento de combustível e alimentos em diversos municípios do Estado.

Conforme o magistrado, em alguns pontos de bloqueios o congestionamento chegou a 20 quilômetros.

Como o Agro Olhar já comentou a Advocacia-Geral da União (AGU) havia conseguido até esta tarde a proibição qualquer tipo de bloqueios nas rodovias federais Minas Gerais, São Paulo, Bahia, Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Feira de Santana (BA), Porto Alegre (RS), Pelotas (RS), Aparecida de Goiânia (GO), Gurupi (TO) e São Miguel do Oeste (SC).








Desembargador nega HC, vê periculosidade e Riva permanece preso no Carumbé

Desembargador nega HC, vê periculosidade e Riva permanece preso no Carumbé
 O desembargador Rondon Bassil Dower Filho negou o pedido de habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente da Assembleia Legislativa, José Geraldo Riva, que permanece preso desde sábado (21), quando agentes do Gaeco foram até sua residência para cumprir mandado de prisão, durante a Operação Imperador.

O habeas corpus foi encaminhado, primeiramente, ao desembargador Orlando Perri, que está de férias. Logo em seguida, foi redistribuído ao desembargador Rui Ramos, que informou a realização de uma viagem nesta quarta-feira (25). Assim, o pedido foi encaminhado para substituto regimental, o desembargador Rondon Bassil Dower Júnior.

José Riva está preso desde sábado, dia 21, após a deflagração da operação Imperador que apura um rombo nos cofres públicos estimado no valor de R$ 62 milhões.

Riva foi preso pelo Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Estado de Mato Grosso e foi batizada com 'Imperador' e, conforme a denúncia do MPE, José Geraldo Riva responderá pelos crimes de formação de quadrilha e 26 peculatos, em concurso material. As falsas aquisições envolvendo cinco empresas papelarias de “fachada”.

Agora torou: raspar os pelos do rosto deixaria as mulheres jovens

BBB13 / BBB13 - participante  Fernanda
Talvez por causa do mito de que raspar cabelos e pelos faz com que eles cresçam mais grossos, o que já foi desmentido por especialistas, muitas mulheres ainda consideram absurdo sequer pensar em raspar o rosto com uma lâmina de barbear. Mas isso começa a mudar com mais histórias de mulheres que aderiram à rotina de “fazer a barba” e dermatologistas afirmando os benefícios da prática. Segundo reportagem do jornal britânico “Daily Mail”, novos produtos estão chegando ao mercado dedicados aos rostos femininos que recebem a espuma e as lâminas regularmente.
Os médicos especializados explicam que raspar o rosto ativa a produção de colágeno, o que reduz as rugas já que sempre que a pele feminina sofre algum tipo de trauma, a substância ajuda a renovar as células. Ou seja: raspar os pelos do rosto deixaria as mulheres jovens por mais tempo. Segundo o sistema nacional de saúda britânico, quase 75% das mulheres passam a ter mais pelos faciais com a idade, especialmente depois da menopausa. E além de remover esses pelos indesejados, raspar ainda é esfoliante. E há relatos de que Elizabeth Taylor, Marilyn Monroe e Cleópatra também raspavam o rosto. No Brasil, a BBB Fernanda causou rebuliço nas redes sociais ao aparecer raspando o buço na edição 13 do programa, como mostra a foto acima.
O Globo

Procuradoria-geral da República já teria a gravação de chantagem feita por José Agripino

agripino
A palavra de três dos réus da Sinal Fechado e mais documentos de movimentações bancárias feitas por George Olímpio não são as únicas provas enviadas a Procuradoria-Geral da República, contra o senador José Agripino, presidente nacional do DEM, por suposto envolvimento no esquema denunciado na Operação Sinal Fechado. Há informações de que George Olímpio teria também gravado o diálogo feito com o parlamentar no dia em que ele cobrava a propina de R$ 1 milhão para manter a inspeção veicular.
O áudio enviado para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, confirmaria o conteúdo do depoimento prestado por George Olímpio após assinar a delação premiada com o Ministério Público do RN. Ou seja: confirmaria que José Agripino cobrou R$ 1 milhão em doações para a campanha dele, em 2010, quando foi reeleito senador da República.
Em depoimento divulgado nesta semana pelo MPRN, George Olímpio conta que foi procurado pelo ex-suplente de Agripino, João Faustino (que faleceu em 2014), entre o final de agosto e o início de setembro de 2010. Faustino teria marcado mostrado pesquisas que davam a vantagem a candidata do DEM, Rosalba Ciarlini, e sugerido que George agendasse uma reunião com Agripino.
“Conversamos amenidades e tal e quando ele me apresenta a pesquisa eu já caí na real que ali representa alguma coisa”, afirmou George Olímpio no depoimento prestado ao MPRN, antecipando que sabia que a procura de João Faustino representava o início da negociação para doação de campanha.

Ministério Público Federal defende afastamento de juiz do caso Eike Batista

A Procuradora Regional da República da 2ª Região (PRR2), Silvana Batini, manifestou hoje (25) à Justiça seu posicionamento favorável ao afastamento do juiz Flávio Roberto de Souza do caso Eike Batista, bem como a anulação de todas as suas decisões nos processos criminais contra o empresário.
De acordo com informação da assessoria de imprensa do Ministério Público Federal (MPF), o pedido de afastamento do juiz foi apresentado ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) pela defesa do réu, acusado de crimes contra o mercado de capitais.

Tangará da Serra está sem combustível e gás de cozinha

LAICE SOUZA 


O efeito da greve dos caminhoneiros começa a chegar nas cidades de Mato Grosso, o município de Tangará da Serra (232km de Cuiabá), por exemplo, a população começa a sofrer com a escassez de alguns produtos como combustível e gás de cozinha.

“Na cidade não tem nenhum botijão de gás para ser comprado. Nós estamos abertos apenas para receber pagamento. Desde ontem, não temos gás a oferecer a população”, informou Fabiano Oliveira, que é sócio da distribuidora Batista Gás na cidade.

Ele conta que o problema não irá afetar apenas a cidade. “Em Cuiabá, por exemplo, os caminhões não estão chegando até a fábrica para engarrafar o gás. Será um desabastecimento geral, se nada for feito”, comentou.

A população da cidade também está preocupada com o combustível. Em apenas dois postos é possível encontrar gasolina.

Paleativo

Na noite de ontem (24), o governo estadual conseguiu um acordo com o movimento grevista para liberar cargas de alimento e combustível. A expectativa é que até o fim da semana o abastecimento seja normalizado.


Prefeito de Jaciara pode perder mandato nos próximos dias

O prefeito de Jaciara Ademir Gaspar de Lima (PT) poderá ter o mandato cassado nos próximos dias. Ele é acusado pelo Ministério Público Eleitoral e pelo PSDB de compra de votos nas eleições municipais de 2012. Se isso ocorrer, quem deverá assumir a cadeira de prefeito é o segundo colocado nas eleições, o tucano Leopoldo Rodrigues de Mendonça.

Conforme consta na ação, que tramita na Justiça Eleitoral, no dia da eleição vários eleitores foram preso em flagrante, pelo Ministério Público Eleitoral, na casa de uma candidata ao cargo de vereadora da coligação do prefeito, Ademir Gaspar de Lima, recebendo dinheiro para votar no candidato. Os eleitores presos estavam com santinhos e dinheiro que tinham, segundo a denúncia, acabado de receber como pagamento pelo voto no então candidato Ademir.

Janaína Riva visita o pai no Carumbé e evita imprensa

DOUGLAS TRIELLI E CAMILA RIBEIRO

A deputada estadual Janaina Riva (PSD) e a ex-secretária de Cultura, Janete Riva, visitaram, na manhã desta quarta-feira (25), o ex-deputado José Riva (PSD), preso no Centro de Custódia de Cuiabá, anexo ao Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC).

Filha e mãe chegaram à unidade prisional por volta de 9h15 da manhã.

Elas tentaram entrar com o veículo em que estavam no Centro de Custódia, mas foram impedidas.

“Não pode entrar com carro aqui dentro. O tratamento será igual para todos”, disse um dos agentes prisionais.

No Mato Grosso, Governo congela ICMS do diesel, mas caminhoneiro não recua

Em meio aos protestos de caminhoneiros, o secretário de Fazenda de Mato Grosso, Paulo Brustolin, determinou o congelamento da pauta fiscal do óleo diesel em R$ 2,90, para evitar o reajuste de dois centavos por litro do óleo diesel, previsto para março.

A medida, no entanto, não fez com que os caminhoneiros do Estado recuassem do protesto, que já bloqueia 10 trechos das BRs 163 e 364. No país, cinco Estados já aderiram a manifestações e totalizam 12 em protesto.

Em Mato Grosso, a manifestação completa oito dias nesta quarta-feira (25) e acontece nas cidades de Cuiabá, Sinop, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Diamantino, Rondonópolis e Primavera do Leste.

Nos locais podem transitar apenas caminhões com cargas vivas, carros de passeio, ônibus e ambulâncias.

Aprenda a desvendar as chamadas não identificadas que ligam para o seu celular

privadoQuando ligam para o seu celular de um número não identificado é comum ficar receoso em atender. Em casos indesejáveis a ligação pode ser uma armadilha para golpes e trotes. Todavia, também pode se tratar de pessoas de nosso convívio. Pensando nessa hipótese, a BBC reuniu aplicativos que visam desvendar o mistério das chamadas desconhecidas.
Confira a lista:
1) Trap Call: Está disponível para Android e iOS e ao receber uma chamada de número desconhecido, é possível recusá-la apertando duas vezes no botão de bloqueio. Em seguida, o app envia uma mensagem de texto com o telefone de quem fez a chamada e se ele está vinculado a um endereço específico. O aplicativo também oferece a opção de incluir os número não desejados em uma lista negra.
2) True Caller: Disponível para iOS, Android, BlackBerry OS e Windows Phone, ele também pode ser usado por meio de sua página na internet. O aplicativo funciona com uma base de dados de milhões de números previamente identificados. Após reconhecê-los, o app permite que eles sejam bloqueados.
3) Contative: Serve para identificar números de telefone desconhecidos e seus desenvolvedores afirmam que ele pode revelar mais de 60 milhões de números. Qualquer pessoa poderia buscas um número de telefone na internet e possivelmente poderia encontrar um nome vinculado a ele.
4) Track Caller Location: Para utilizar não é preciso estar conectado à internet e permite descobrir a localização do autor da chamada, apenas se o celular dele use sistema GSM.

5) Whoscall:
 O app filtra 20 milhões de chamadas por dia e identifica meio milhão delas como desonestas e problemáticas. Ao identificar os números não desejados, o app permite bloquear suas ligação e mensagens de texto.
6)Whos Callin?: É capaz de detectar quem está por trás de um texto de WhatsApp e também permite reconhecer a origem dos textos enviados pelo Messenger da rede social Facebook e tem a possibilidade de configurar smartphones pra filtrar as chamadas em função dos contatos.

Governo quer diálogo com caminhoneiros, mas não inclui preço do diesel na pauta

17244940O governo vai instalar nesta quarta-feira umamesa de negociações e diálogos com representantes dos caminhoneiros e das transportadoras. O objetivo é tentar resolver os problemas decorrentes das manifestações que já bloqueiam rodovias de nove Estados brasileiros. A redução do preço do óleo diesel, no entanto, não está em pauta, conforme informou o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto.

Greve provoca escassez e alta de batata, cenoura, banana e laranja nos hortifrutis

2013-619579191-2013060710796.jpg_20130608Ao contrário das mercadorias, a conta da paralisação dos caminhoneiros nas rodovias do país já chegou ao Rio, e foi direto para o consumidor. Além de ter dificuldade para encontrar batata, cenoura, banana e laranja nos supermercados e hortifrutis, os preços destes produtos já subiram até 40% no estado. Quem calcula é Waldir Lemos, presidente da Associação Comercial da Ceasa (Acegri).
Segundo ele, a greve contra a alta dos combustíveis e o valor pago pelos fretes, que começou no último dia 20 em pontos isolados e cresceu nesta-segunda-feira com bloqueios em, pelo menos, dez estados, tem prejudicado — e muito — o abastecimento.

Juiz afirma ser “absolutamente normal” dirigir carro de Eike Batista

carrojuiz
O juiz Flávio Roberto de Souza – responsável pelo caso Eike – afirmou em entrevista exclusiva ao jornal Folha de S. Paulo que para preservar os bens do investigado é permitido que ele ande com o Porsche apreendido. Segundo a entrevista o juiz disse ser “absolutamente normal” e que outros juízes também fazem a mesma coisa. O juiz ainda disse que não nomeou nenhum depositário porque não possuía ninguém de confiança, além de querer deixar o carro menos exposto possível.
“É absolutamente normal, pois comuniquei em ofício ao Detran que o carro estava à disposição do juízo. Vários juízes fazem isso. Ficou guardado em local seguro, longe do risco de dano, na garagem do meu prédio, que tem câmeras. Não foi usado, apenas levado e trazido. Nada foi feito às escuras. Está documentado”, disse o juiz Flávio Roberto de Souza.

Dilma diz que governo não tem como baixar o preço do diesel

gasolina altaA presidenta Dilma Rousseff disse hoje (25) que governo não tem como baixar o preço do diesel. A redução é uma das reivindicações dos caminhoneiros que bloqueiam rodovias de pelo menos nove estados do país.
“O governo não tem como baixar o preço do diesel”, destacou a presidenta em entrevista após participar de cerimônia de entrega de casas do programa Minha Casa, Minha Vida em Feira de Santana (BA).
Dilma defendeu a política de preços do governo para os combustíveis, que não é diretamente vinculado à cotação internacional do petróleo, e acrescentou que a estratégia será mantida.

“É hora de repensar o papel da Petrobras”, diz presidente da Câmara

cunhaPF
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, disse nesta quarta-feira (25) que é preciso “repensar o papel da Petrobras”, após o rebaixamento sofrido pela empresa no mercado internacional. Ontem, a agência de classificação de riscos Moody’s retirou da Petrobras o chamado grau de investimento, que garante a segurança para investir.
Cunha considera a situação grave, uma vez que a sociedade vai ter de pagar “um custo maior” pelos investimentos da Petrobras. “A empresa já passa por muitos problemas, na medida em que você não consegue nem sequer ter balanços. Além das denúncias de corrupção, você não consegue quantificar o que aconteceu e, ao mesmo tempo, tem uma necessidade de investimento elevada, que a Petrobras não consegue dar conta. É hora de repensar o papel da Petrobras e o que ela tem que fazer. Isso é um alerta. É grave, não tenho dúvida”, afirmou o presidente.

Juiz do Piauí manda tirar Whatsapp do ar no país inteiro

videowhatsUma decisão judicial pode tirar o Whatsapp do ar em todo o país. O juiz Luís Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina (PI), determinou que a Vivo “suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial, em todo território nacional em caráter de urgência no prazo de 24 horas após o recebimento o acesso através dos serviços whatsapp.net e whatsapp.com, bem como todos os seus subdomínios e todos outros domínios que contenham whatsapp.net e whatsapp.com”.
O processo está em segredo de Justiça. As empresas lutam para cassar a decisão judicial antes de serem obrigadas a cumpri-la. A decisão judicial foi enviada à Vivo pelo delegado Éverton Ferreira de Almeida Férrer, do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí.

Ministra suspende auxílio-transporte para juízes de Mato Grosso

LUCAS RODRIGUES
DO MIDIAJUR

A corregedora nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, determinou, nesta terça-feira (24), a imediata suspensão do pagamento de auxílio-transporte aos juízes do Tribunal de Justiça do Mato Grosso.

A ministra também instaurou um pedido de providências para apurar a conduta dos desembargadores que votaram a favor do pagamento do auxílio.

O benefício havia sido suspenso em 2009, por determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), mas seu reestabelecimento foi aprovado pelo Pleno do TJ-MT na última quinta-feira (19). "A decisão do Pleno do TJMT, além de incidir em nova irregularidade, contraria o que foi determinado em recente correição, quando a questão foi expressamente julgada e o pagamento considerado indevido"

MPF e PF descobrem no Panamá esquema de lavagem de dinheiro envolvendo alto escalão de Silval

ANTEROS PAES DE BARROS

Membros do Ministério Público Federal e dois delegados da Polícia Federal, que atuam em conjunto na “Operação Ararath”,  visitaram autoridades do Panamá para buscar provas do crime de lavagem de dinheiro, que teria sido executado por membros do Poder Executivo do Estado, da gestão passada.

Os delegados e membros do MPF preferem não comentar o assunto. Uma fonte do Blog informou que secretários do “alto calibre” podem ter as prisões decretadas nas próximas horas.

Eles teriam envolvimento no desvio de dinheiro público e na prática de crimes contra o sistema financeiro que são alvos da “Operação Ararath”. Para não deixar vestígios no Brasil, como forma de “lavar” o dinheiro, eles teriam remetido valores para contas bancárias no Panamá.

Vice alerta Dilma do risco de perder maioria no Congresso

temerentrevista
O vice-presidente da República, Michel Temer, alertou a presidente Dilma Rousseff que ou o governo inclui o PMDB em suas decisões estratégicas ou não terá como manter a legenda na base aliada. Segundo a Folha apurou, o recado foi dado em uma conversa telefônica nesta terça-feira (24), quando o vice afirmou que a sigla está no “limite da governabilidade”.
Temer explicou a Dilma que, se o partido continuar excluído do poder “mais um mês ou dois”, o Planalto corre o risco de perder o controle mínimo da pauta no Congresso – o PMDB preside as duas Casas do Parlamento. Sem o apoio do partido, notabilizado por traições, ameaças e apetite por cargos, o governo dificilmente conseguiria viabilizar projetos de seu interesse ou obter grau mínimo de blindagem em CPIs como a da Petrobras.

Collor nega ter recebido propina por negócio de subsidiária da Petrobras

collor uolO senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTB­AL) negou, nesta terça-feira (24), que tenha recebido R$ 3 milhões de propina resultante de um negócio da BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras. Collor afirmou, em nota, que as afirmações do doleiro Alberto Youssef sobre o caso “padecem de absoluta falta de veracidade e credibilidade”. “Ainda mais quando recolhidas e vazadas de depoimentos tomados em circunstâncias que beiram a tortura de um notório contraventor da lei, agravados por suas condições físicas e psicológicas”, diz a nota.
Reportagem da Folha publicada nesta terça mostra que o doleiro, em depoimento a procuradores que investigam o escândalo de corrupção na Petrobras, disse que a operação com a BR Distribuidora foi intermediada por um emissário de Collor e do PTB, o empresário e consultor do setor de energia Pedro Paulo Leoni Ramos (também investigado pela Lava Jato), amigo do ex-presidente desde a juventude e ex-ministro de seu governo (1990­1992).

Último petista preso, mensaleiro João Paulo deixa a cadeia

cunhasolto
O ex-presidente da Câmara dos Deputados João Paulo Cunha (PT-SP), condenado no julgamento do mensalão, assinou nesta terça-feira (24) termo de compromisso para migrar oficialmente para o regime aberto e poder cumprir o restante da pena em casa. Segundo o Tribunal de Justiça do Distrito Federal, o petista será liberado ainda nesta terça-feira.
Segundo a revista VEJA, João Paulo chegou pouco depois das 13 horas à Vara de Execuções das Penas e Medidas Alternativas para a chamada audiência admonitória, quando o juiz apresenta as regras a serem cumpridas pelo mensaleiro no regime domiciliar, entre as quais a necessidade de permanecer em casa nos domingos e feriados, recolher-se à residência a partir das 22 horas e não consumir bebidas alcoólicas.
Na última semana, o ministro Luís Roberto Barroso, relator do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou Cunha a terminar de cumprir a pena em prisão domiciliar. A decisão do ministro ocorreu depois de o mensaleiro petista ter comprovado o pagamento de 536.440,55 reais – valor desviado dos cofres públicos pelo ex-deputado.
Cunha foi condenado no julgamento do mensalão a seis anos e quatro meses de prisão em regime semiaberto pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato e não havia conseguido progredir de regime, mesmo já tendo cumprido o mínimo de um sexto da pena, porque não havia devolvido o dinheiro desviado. Em dezembro, o Plenário do STF havia condicionado a mudança para o regime aberto à comprovação do pagamento, o que foi feito apenas em fevereiro.

Em ato a favor da Petrobras, Lula diz para Dilma “levantar a cabeça”

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aconselhou a presidenta Dilma a “levantar a cabeça”, diante da crise política gerada pelo caso Petrobras. Lula participou, na noite de ontem (24), de ato em defesa da estatal, na sede da Associação Brasileira de Imprensa (ABI), no centro do Rio, ao lado de lideranças políticas, sindicais, artísticas e acadêmicas.
“A Dilma tem que deixar o negócio da Petrobras com a Petrobras. O negócio da corrupção, com o ministro da Justiça e com a Polícia Federal. A Dilma tem que levantar a cabeça e dizer ‘eu ganhei as eleições’. A Dilma não pode e não deve ficar dando trela. Nós ganhamos as eleições e parece que estamos com vergonha de ter ganho”, disse.

Delação: agora vem choque elétrico

imagesO acordo de delação premiada que está sendo costurado entre empreiteiros e executivos presos na Operação Lava Jato e o Ministério Público nesta semana inclui outra frente de irregularidades: o setor elétrico.
Quem informa é Mônica Bergamo, na sua coluna desta quarta-feira, da Folha de S.Paulo. A colunista diz que executivos e empreiteiros resistiam em fazer revelações sobre irregularidades da área, mas, depois de três meses de prisão, “tudo o que eles querem é colocar um ponto final na situação em que se encontram”, segundo um dos advogados do caso.

Bonner pressiona, e Globo afasta segundo homem do Jornal Nacional

bonner novoA Globo promoveu nesta semana uma dança das cadeiras na direção de alguns de seus programas jornalísticos. A mudança mais relevante é a saída Luiz Fernando Ávila do posto de editor-chefe adjunto do Jornal Nacional, cargo que ocupava desde 2007, o segundo na hierarquia do principal telejornal brasileiro, abaixo apenas do editor-chefe, William Bonner. A Globo diz que Ávila foi “promovido” a editor-chefe do Jornal Hoje, um jornal menos importante. Nos bastidores da emissora, a versão corrente é a de que Bonner pediu a cabeça de Ávila, com quem vinha tendo atritos.
A saída de Ávila causou um efeito cascata: Teresa Garcia, atualmente editora-chefe do Jornal Hoje, vai assumir a chefia de Redação da Editoria Rio, no lugar de Márcio Sternick, que passará a ocupar a chefia de Redação de Rede, função exercida por Monica Barbosa, que por sua vez será deslocada para a chefia de Redação do Globo Repórter. No lugar de Ávila no JN, entrará o editor Fernando Castro.
Como editor-chefe adjunto do Jornal Nacional, Ávila era o profissional que de fato fazia o telejornal andar, tomava as decisões que resultavam nas principais reportagens e grandes coberturas do telejornal. Um dos responsáveis pelo Emmy de 2011, pela cobertura da ocupação militar do morro do Alemão, no Rio de Janeiro, o jornalista estava em choque com Bonner.

Executiva nacional do PP destitui Paulo Maluf

20130602021740_cv_malufimagesCA1G28C6_gdeA executiva nacional do PP referendou a decisão do presidente do partido, o senador Ciro Nogueira (PI), de destituir o deputado Paulo Maluf da presidência do diretório paulista do partido. A reunião foi chamada para cumprir determinação da Justiça Eleitoral, após Maluf questionar judicialmente a decisão de Nogueira. Participaram da votação a executiva nacional e os deputados federais do partido. Além de seu próprio voto, Maluf teve outros 3 a seu favor, contra 63 apoiando a decisão de Nogueira.
Por Felipe Patury, da Época