28 de fevereiro de 2015

Justiça encontra conta do PSDB de 64 milhões na Suiça; FHC e Covas estão envolvidos

Com informações da IstoÉ



Uma conta bancária na Suíça, conhecida como "Marília", foi usada para movimentar as propinas que azeitaram os negócios da Siemens e da Alstom com governos do PSDB, em São Paulo. Por ela, transitaram cerca de R$ 64 milhões em propinas e os recursos foram gerenciados por homens da cozinha dos governos de Mario Covas, em São Paulo, e até do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Este é o tema de uma reportagem bombástica da revista Istoé, que acaba de chegar às bancas. Até agora, o procurador Rodrigo de Grandis reluta em denunciar tucanos indiciados pela Polícia Federal. Será que vai manter a conduta?


O Portal Metrópole revelou quem eram as autoridades e os servidores públicos que participaram do esquema de cartel do Metrô em São Paulo, distribuíram a propina e desviaram recursos para campanhas tucanas, como operavam e quais eram suas relações com os políticos do PSDB paulista.

Taques retira R$ 6 milhões do Fethab e repassa ao Judiciário

DOUGLAS TRIELLI

O governador Pedro Taques (PDT) repassou ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso R$ 6,2 milhões, que estavam alocados em rubrica na antiga Secretaria de Transporte e Pavimentação Urbana (Setpu).

Os recursos da antiga pasta eram da Fonte 131, destinados ao Fundo de Transporte e Habitação (Fethab). O remanejamento orçamentário foi publicado no Diário Oficial.

De acordo com a publicação, o crédito foi cedido ao Judiciário por “reversão por economia orçamentária”, que significa retirar de um órgão e repassar a outro, sem que haja excesso de arrecadação.

Novas delações da Lava Jato ampliam clima de apreensão em Brasília

A notícia de que dois executivos da Camargo Corrêa fecharam acordo de delação premiada na operação Lava Jato ampliou o ambiente de apreensão instalado no mundo político em Brasília. Isso porque Dalton Avancini e Eduardo Leite são os primeiros executivos de uma grande empreiteira que aceitam colaborar com as investigações.
O temor entre parlamentares em Brasília é que isso estimule a delação de outros empreiteiros que já estão dispostos a falar. Entre eles, Ricardo Pessoa, da UTC, que está sendo pressionado pela família e que tem se queixado do abandono de autoridades de quem era próximo no passado.
As novas delações apontam para uma nova frente de investigação dentro da Lava Jato. Com isso, começa a ficar claro para políticos de Brasília que a abertura de inquéritos que será pedida pelo Procurador-Geral da República não será o ponto final dessa história. Isso tem ampliado o ambiente de suspense no Congresso Nacional.
Por Gerson Camarotti, no G1

Polícia prende Elizeu Francisco de Oliveira, dono de meia tonelada de droga apreendida em Tangará da Serra


Elizeu Francisco de Oliveira, 30 anos, foi preso neste sábado (28), no município de Jangada e trazido para Tangará da Serra no início da tarde. Contra ele, havia sido expedido mandado de prisão pela Vara Única Criminal de Tangará, por suspeita de ser o proprietário dos 375 kg de drogas apreendidas na última quinta-feira (26) no Bairro Morada do Sol.

A droga, pasta base e cocaína, foi incinerada com autorização da Justiça na noite do mesmo dia. O suspeito estava no município de Jangada em companhia de outro homem, V.A.S, cuja participação ou não no caso ainda está sendo investigada. Os dois foram trazidos para a Delegacia de Polícia de Tangará da Serra junto com o veículo em que estavam, uma caminhonete S-10 prata.

Humor: presidiário tenta dar golpe, mas acaba ligando para outro preso


ONG organiza “telefonaço” contra aumento de benefícios dos deputados

telefone_3428A decisão do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de aprovar dispositivo que dá direito aos cônjuges de deputados a usar passagens áreas pagas pela Casa, entre seus estados de origem e Brasília, tem mobilizado as redes sociais. Antes do meio-dia deste sábado (28) um abaixo-assinado virtual promovido pela Avaaz – organização não governamental (ONG) em prol de causas sociais – já contava mais de 200 mil assinaturas.
A expectativa é que até terça-feira (3) a meta de 500 mil adesões seja atingida, e um “telefonaço” seja feito para a presidência da Câmara com objetivo de que a Casa desista de conceder o beneficio. A ONG também pretende colocar em painéis de destaque os nomes dos deputados que aceitaram o aumento da verba. Outra medida que está em estudo, segundo o coordenador de campanhas da Avaaz, Diego Casaes, é entregar pessoalmente as assinaturas aos parlamentares.

Greve de caminhoneiros teve início em churrasco em Mato Grosso, aponta Revista Época

A polêmica greve dos caminheiros que bloqueou rodovias federais em Mato Grosso e tem gerado prejuízos econômicos em, pelo menos, sete Estados, por meio do desabastecimento de mercadorias e combustíveis, teve origem em um churrasco em Lucas do Rio Verde (a 360 km de Cuiabá), principal cidade de escoamento de soja do país.

Conforme reportagem publicada, neste sábado (28), na Revista Época, os caminhoneiros autônomos, pequenos e médios empresários do ramo de transporte de cargas, revoltados com o aumento dos gastos e do preço do diesel, em especial, passaram o carnaval discutindo, em churrascos, o que fazer para reverter a crise no setor. Após dias de conversa, resolveram que a melhor maneira de chamar a atenção das autoridades seria paralisar as rodovias do Estado.


A reportagem conta que nos dias seguintes, caminhoneiros de cidades vizinhas e de Estados como Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul entraram em contato com os colegas de Lucas do Rio Verde para saber como eles estavam atuando. Para ter acesso à matéria, na íntegra, clique aqui.

Ex-governador Silval se torna réu em cinco processos por conduta suspeita

SONIA FIORI
DO JORNAL A GAZETA

Ex-governador Silval Barbosa (PMDB) deixou o comando de Mato Grosso, no dia 31 de dezembro de 2014, no seu segundo mandato, amargando críticas contundentes sobre sua gestão, e acumulando pelo menos cinco frentes de ações em andamento na Justiça que poderão ser “aumentadas”, segundo fonte do Ministério Público Estadual (MPE), em decorrência de investigações em curso.

Barbosa é um dos investigados da Operação Ararath, deflagrada pela Polícia Federal em 6 fases até o momento, sobre crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro com participação do governo peemedebista, em desvios de aproximadamente R$ 500 milhões de recursos dos cofres públicos do Estado.

Juiz bloqueia R$ 398 milhões de deputado Gilmar Fabris e mais dez pessoas em Mato Grosso

KARINE MIRANDA

O juiz Luis Aparecido Bortolussi Júnior,
 que determinou bloqueio de bens
O juiz da Vara Especializada da Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, Luis Aparecido Bortolussi Júnior, determinou o bloqueio de bens, no valor de R$ 398 milhões, de 11 pessoas acusadas de participação em fraudes a certidões de crédito emitidas pelo Estado.

Entre os acusados estão o deputado estadual Gilmar Fabris (PSD), o ex-procurador-geral do Estado, Dorgival de Carvalho, os procuradores Dilmar Meira e Gérson Pouso e o ex-secretário de Fazenda, Éder de Moraes.

Também tiveram seus bens bloqueados João Vicente Picorelli, Ocimar Carneiro Campos, Anglisey Volcov, Rogério Silveira. Enelson Alessandro Nonato e José Constantino Chocair Júnior.

Para especialista, Cunha criou mais um “telhado de vidro” para o Congresso

cunhaPF
Ao autorizar o uso de verbas públicas para a compra de passagens aéreas de cônjuge de parlamentares, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acaba por criar mais um “telhado de vidro” para o Congresso Nacional. Na avaliação de especialistas consultados pela Agência Brasil, parlamentar que usa dinheiro público com esse propósito está sendo antiético e antirrepublicano, uma vez que, devido à crise, o momento exige corte de gastos.
“E comete também uma ilegalidade, porque os benefícios à família não estão previstos na Constituição. Portanto é bastante possível que alguém entre com ação de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF) contra essa medida”, disse o professor de Ética Política da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Roberto Romano.

Oito fatos intrigantes sobre seus seios

seios
Além de ser um dos símbolos da vida humana por fornecer o alimento essencial para bebês através da amamentação, os seios, que possuem fatos intrigantes, ainda são verdadeiras armas de sedução que atraem os olhares masculinos. Confira detalhes curiosos sobre os seus seios:
1. As mulheres estão comprando sutiãs maiores. O número médio aumentou nos últimos 20 anos.
2. Cerca de 85% das mulheres compram sutiãs errados para o seu tamanho.
3. 70% das mulheres não estão satisfeitas com o tamanho de seus seios.
4. 82% das mulheres afirmam que se sentem excitadas com estimulação nos seios.
5. Dores nos seios durante corridas e exercícios são normais.
6. Seios não são idênticos e um sempre é ligeiramente maior do que o outro.
7. O sutiã como conhecemos hoje foi criado nos anos 1920 por Ida Rosenthal e seu marido.
8. Atingir orgasmos através da manipulação dos mamilos é algo realmente possível.
Fonte: Bolsa saúde

Com reajustes, deputado custará R$ 2 milhões por ano

tumblr_li5vnpzC841qeirb0_thumb[3]pacote de bondades autoconcedido pela Câmara esta semana vai elevar para R$ 2 milhões o gasto anual com cada deputado federal. Na média, cada parlamentar custará aproximadamente R$ 170 mil por mês.
Os valores variam de acordo com o estado de origem do congressista, a utilização integral ou não da verba para custear o mandato e do uso do auxílio-moradia. No ano passado, antes do reajuste de todos os benefícios, o custo mensal de cada deputado era de aproximadamenteR$ 145 mil e o anual, de R$ 1,77 milhão.

No Brasil, mata-se mais do que no resto do mundo

cara com revolverÉ mais fácil observar o que há de errado na casa do vizinho do que na nossa casa.
Nicolás Maduro, presidente da República Bolivariana da Venezuela, autorizou a polícia e o exército a usarem balas de verdade para reprimir manifestações que atentem contra a segurança nacional.
No Brasil, enquanto durou a ditadura de 64, a violência partida do Estado sempre se justificava em nome da segurança nacional. A Venezuela está perto de virar uma ditadura. Quanta nós…
No Brasil democrático, somente em São Paulo a polícia matou 707 pessoas em 2014, mais do que o dobro do ano anterior.
No Rio, o total de mortos pela polícia foi de 582, superando o total de 2013.
De 2008 a 2013, a polícia brasileira matou em todo o país 11.197 pessoas, batendo com folga o número de mortos feito pela polícia norte-americana em 30 anos.
Se levarmos em conta o total de homicídios (206 mil)  no país entre 2004 e 2007, ele deixa para trás o total de mortos no mesmo período nos 12 maiores conflitos armados do mundo.
Ao todo, morreram 170 mil pessoas nos confrontos de Iraque, Sudão, Afeganistão, Colômbia, República Democrática do Congo, Sri Lanka, Índia, Somália, Nepal, Caxemira, Paquistão e Israel.
Dilma se reelegeu prometendo, entre outras coisas, combater a violência crescente no Brasil. A ver.
Por Ricardo Noblat

Entenda por que vestido que bombou na web pode ter cores diferentes

vestidos
A polêmica sobre a cor de um vestido numa foto compartilhada na internet virou um dos temas mais discutidos nas redes sociais, em especial no Twitter, onde virou um dos assuntos mais comentados mundialmente.
A discussão gira em torno de se ele é preto e azul ou dourado e branco. Parece algo fácil de responder, não fosse o fato de que praticamente metade das pessoas vê de uma maneira e o resto vê de outra.
O psiquiatra Daniel Barros, consultor do Bem Estar, explica que o cérebro interpreta as informações dentro de um contexto e faz ajustes de cor de acordo com a iluminação. “O vestido mostra que o nosso cérebro interpreta tudo como a gente quer. O vestido é o mesmo e o nosso cérebro toma liberdades”, explica o doutor Daniel.
Ele mostrou uma ilusão de ótica muito conhecida que mostra que quando vemos uma mesma cor com um contexto mais claro ou mais escuro à sua volta, automaticamente tendemos a achar que ela é mais clara ou mais escura. Com o vestido ocorre algo semelhante: cada pessoa interpreta o contexto da imagem de uma forma, acreditando que as cores são preto e azul ou dourado e branco.
Para provar essa explicação, o psiquiatra ainda mostrou três versões diferentes da mesma foto com a luminosidade alterada, fazendo com que o vestido apareça com três combinações de cores diferentes.
Quando visualizada em um smartphone, a percepção da cor do vestido também pode ser influenciada pelo tipo de tela do aparelho. Foi o que observou Ronaldo Prass, colunista de tecnologia do G1, em um teste feito com três pessoas, que observaram a foto do vestido em dois modelos diferentes de smartphone.
Entenda
A foto do vestido foi postada no Tumblr por um usuário chamado “swiked” na quarta-feira (25). Mas só após o site de entretenimento Buzzfeed perguntar a opinião dos leitores, na quinta-feira, que a dialética começou.
A publicação do Buzzfeed foi visualizada quase 22 milhões de vezes até a manhã desta sexta-feira. Uma pesquisa na publicação mostrou que 72% das pessoas acreditam que o vestido é branco e dourado. (G1)

Americano líder de seita religiosa procurado pela Interpol é preso em praia de Natal

seita bandido
Uma equipe da Polícia Militar prendeu na noite desta sexta-feira (27) o americano Victor Ardem Barnard, de 53 anos, líder da seita religiosa “River Road Fellowship”, no estado de Minnesota, e que é acusado de pelo menos 59 crimes sexuais nos Estados Unidos. O suspeito foi detido em condomínio fechado na praia da Pipa, no litoral Sul do Rio Grande do Norte.
Os policiais cercaram a casa de Barnard por volta das 21h para cumprir um mandado de prisão expedido pelo ministro Celso de Melo, do Supremo Tribunal Federal. De acordo com a Polícia Militar, Barnard não resistiu à prisão.
Barnard era procurado pela Interpol e pela polícia americana a pelo menos um ano. Segundo o jornal Huffington Post, em agosto do ano passado o suspeito teria sido visto na cidade em uma lanchonete na cidade de Raymond, no estado de Washington, nos Estados Unidos. Não se sabe a quanto ele estava residindo no Brasil.
Nos Estados Unidos, Barnard é acusado de agredir sexualmente meninas entre 12 e 13 anos que viviam com ele na comunidade River Road Fellowship, em Finlayson, no estado de Minnesota. De acordo com a polícia americana, ele se referia as meninas como “donzelas”.
Em 20 novembro de 2014, Barnard foi incluído na lista dos 15 criminosos mais procurados dos Estados Unidos pela US Marshals, agência de aplicação da lei e unidade da Polícia Federal americana. De acordo com órgão, o líder religioso é uma “ameaça significativa” é acusado de fugir para evitar processos. A recompensa para quem capturá-lo era de 25 mil dólares.
Tribuna do Norte

Sobrinho de Lula faz grande fortuna com negócios em Cuba e na África

sobrinholulA
O personagem ao nesta página, com ar de Che Guevara playboy, se chama Taiguara Rodrigues dos Santos. É figura conhecida na rede de negócios de empresas brasileiras em Cuba, na África e na Europa. Até 2009, ele ganhava a vida em Santos, no litoral de São Paulo, onde se estabelecera como pequeno empresário, dono de 50% de uma firma especializada em fechar varandas de apartamentos.
Segundo a veja, Taiguara tinha uma rotina compatível com seus rendimentos. Seu apartamento era um quarto e sala. Na garagem, um carro velho. A partir de 2009 a vida dele começou a mudar para melhor — muito melhor. De pequeno empresário do ramo de fechamento de varandas, ele se reinventou como desbravador de fronteiras de negócios no exterior. Abriu duas empresas de engenharia e, em questão de meses, fechou negócios em Angola.
O primeiro contrato no país africano destinava-se a construir casas pré-moldadas e tinha o valor de 1 milhão de dólares, conforme registro no Ministério das Relações Exteriores. No segundo, de 750 000 dólares, comprometia-se a construir uma casa de alto padrão. Até aqui o que se tem é um empreendedor ambicioso que vislumbrou oportunidades de mudar de patamar vendendo seus serviços em países com os quais o governo Lula estabelecera inéditos laços de cooperação comercial. Mas a história de Taiguara é, digamos, bem mais complexa.

Mudanças no seguro-desemprego valem para demitidos a partir deste sábado

As novas regras de concessão do seguro-desemprego começam a valer para quem for demitido a partir deste sábado (28). As normas de acesso a cinco benefícios trabalhistas e previdenciários foram alteradas pelo governo federal em dezembro do ano passado. Com as novas regras do seguro-desemprego, o trabalhador terá que comprovar vínculo com o empregador por pelo menos 18 meses nos 24 meses anteriores, na primeira vez em que requerer o benefício. Na segunda solicitação, ele terá de ter trabalhado por 12 meses nos 16 meses anteriores. A partir do terceiro pedido, o período voltará a ser de seis meses.
Segundo o Ministério do Trabalho, quem foi demitido antes de 28 de fevereiro de 2015, terá o seguro-desemprego regido pela legislação anterior, segundo a qual o trabalhador pode solicitar o seguro após trabalhar seis meses. Pelas novas regras, na primeira solicitação, o trabalhador poderá receber quatro parcelas do seguro-desemprego se tiver trabalhado entre 18 e 23 meses e cinco parcelas se tiver trabalhado a partir de 24 meses. Na segunda solicitação, ele poderá receber quatro parcelas se tiver trabalhado entre 12 e 23 meses e cinco parcelas se tiver trabalhado por 24 meses, no mínimo.

Procuradores passarão sábado e domingo revisando inquéritos contra políticos

Os procuradores da República que cuidam dos procedimentos contra autoridades citadas na Operação Lava Jato passarão este final de semana, antes da apresentação dos inquéritos ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), trabalhando na Procuradoria-Geral da República, em Brasília. No sábado e no domingo, o trabalho dos membros do Grupo de Trabalho será revisar e reler as peças elaboradas com base nas delações do doleiro Alberto Youssef e do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa.

WhatsApp Web passa a funcionar nos navegadores Firefox e Opera

whatsDe acordo com o portal MobileXpert, o serviço só funciona nesses navegadores porque são os únicos que possuem a API WebRTC, desenvolvida pela W3C. Com ela, os browsers efetuam troca de mensagens, chat por voz e videoconferência em tempo real sem a necessidade de plugins ou extensões.
O WhatsApp Web é compatível com os dispositivos Android, Windows Phone, BlackBerry e Nokia S60 / S40. Para acessar, o usuário deve escanear com o smartphone um código QR que aparece na tela do navegador.