3 de março de 2015

Cunha nega ter sido avisado sobre lista de políticos envolvidos na Lava Jato

cunhalista
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, negou nesta terça-feira ter sido avisado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de que ele estaria na lista de políticos suspeitos de terem sido beneficiados pelo esquema de desvio de recursos da Petrobras, investigado pela Operação Lava Jato da Polícia Federal
“Não fui avisado por ninguém, ninguém me avisou de nada. Quem publicou isso publicou uma mentira. Se eventualmente está ou não está [na lista] é um outro problema, agora avisado eu não fui por ninguém”, afirmou. Reportagem de O Globo online desta terça-feira (3) afirma que Cunha e o presidente do Senado, Renan Calheiros, teriam sido informados que estariam na lista de Janot a ser entregue ao ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

Congresso devolve MP que aumenta impostos sobre folha de pagamento

A Medida Provisória (MP) 669/15, que reduz o benefício fiscal de desoneração da folha de pagamentos e aumenta as alíquotas de contribuição das empresas para a Previdência, foi devolvida ao governo federal.
De acordo com a medida provisória, a partir de junho deste ano, as empresas que tinham alíquota de 1% de contribuição previdenciária sobre a receita bruta passam a pagar 2,5%, enquanto as que tinham alíquota de 2%, terão de arcar com 4,5%. A mudança atinge 56 setores produtivos, alguns contemplados com o benefício desde 2011 e outros desde o ano passado.

Aprovado projeto que impede fusão de partidos recém-criados

O plenário do Senado aprovou hoje (3) o projeto de lei que estabelece o tempo mínimo de cinco anos de existência para que partidos políticos possam se fundir (PLC 4/2015). A matéria segue agora para sanção presidencial.
De autoria do deputado Mendonça Filho (DEM-PE), a proposta tem o objetivo de evitar a criação de legendas apenas para driblar o instituto da fidelidade partidária. Antes da votação, os senadores tiveram que aprovar regime de urgência, para que o parecer da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) fosse dado em Plenário.

Juiz que deu um rolé no carango de Eike Batista é afastado

carrojuiz
O juiz Flávio Roberto de Souza, da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, foi afastado do julgamento deEike Batista, conforme decisão final do Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região (Rio de Janeiro) na tarde desta terça-feira, 03. Seguindo o voto do relator, os outros dois desembargadores da 2ª Turma Especializada do tribunal votaram a favor da saída de Souza do caso.

Lei dos Caminhoneiros começa a valer em 17 de abril

caminhaoA Lei dos Caminhoneiros, sancionada ontem (2) pela presidenta Dilma Rousseff, começará a valer no dia 17 de abril, ou seja, 45 dias após a publicação no Diário Oficial da União, que ocorreu hoje (3). Segundo o Ministério dos Transportes, essa data vale para todos os artigos da lei, incluindo a isenção do pagamento de pedágio sobre o eixo suspenso de caminhões que circulam vazios, o aumento da tolerância máxima na pesagem de veículos de transporte de cargas e passageiros e a conversão das penas de multa por excesso de peso em penas de advertência.
O Ministério dos Transportes e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informaram hoje (3) que já estão trabalhando na regulamentação da nova legislação, estudando alternativas para a verificação rápida e dinâmica dos veículos de carga que trafegam vazios e a contagem do número de eixos suspensos nas praças de pedágio. A agência também estuda possíveis locais para implantação dos chamados “pontos de parada” para veículos de transporte de cargas, para atender as determinações da lei quanto ao tempo de descanso do motorista.

Aprovada pena maior para morte de mulher decorrente de violência doméstica

mulher violenciaO Plenário da Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei do Senado que inclui o feminicídio (assassinato de mulher por razões de gênero) como homicídio qualificado e o classifica como crime hediondo — isso aumenta a pena para o autor. Agora, o projeto irá para a sanção da presidente Dilma Rousseff.
De acordo com a proposta, há razões de gênero quando o crime envolve violência doméstica e familiar, menosprezo ou discriminação contra a condição de mulher. A pena prevista para homicídio qualificado é de reclusão de 12 a 30 anos.

Entram em vigor as novas regras para o auxílio-doença

A partir desse 1º de março, também passa a valer o tempo mínimo de contribuição para obtenção da pensão por morte. As novas normas de concessão do auxílio-doença e da pensão por morte passam a valer a partir desse 1º de março.
Entre as regras estão o tempo mínimo de contribuição para obtenção da pensão por morte e a ampliação do prazo para o trabalhador receber o pagamento diretamente da empresa em caso de afastamento.
B_Ni3HHXIAE4p_o

Prefeita de Nova Bandeirante garante lisura de ata e diz que itens também vão para Saúde mas não explica erva-mate

Talita Ormond

Prefeita  Solange Kreidloro (PSD) diz que
 houve erro de interpretação na ata

A prefeita de Nova Bandeirantes, Solange Sousa Kreidloro (PSD), garante que houve erro de interpretação em relação à ata de registro de preços homologada pelo Executivo para aquisição de alimentos para as escolas da rede municipal por meio de um convênio com  o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Entre os itens listados no contrato, cuja vigência é de um ano, firmado com a empresa M.W.Marcilio-EPP, estão absorventes íntimos, aparelhos de barbear, erva-mate, garrafas térmicas e escovas para cabelo.

Janot entrega ao STF lista com políticos envolvidos na Lava Jato

<span style=color: #000000; font-family: Georgia, Times, 'Times New Roman', serif; font-size: 14px; font-style: normal; font-variant: normal; font-weight: normal; letter-spacing: normal; line-height: 22.4640007019043px; orphans: auto; text-align: start; text-indent: 0px; text-transform: none; white-space: normal; widows: auto; word-spacing: 0px; -webkit-text-stroke-width: 0px; display: inline !important; float: none; background-color: #ffffff;><span class=Apple-converted-space>O procurador-geral da Rep&uacute;blica Rodrigo Janot declarou que </span>a utiliza&ccedil;&atilde;o da dela&ccedil;&atilde;o premiada permitiu conferir agilidade &agrave; coleta de provas, do que est&aacute; elucidando todo o esquema criminoso na Petrobras.</span>

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, protocolou às 20h11 desta terça-feira (3) no Supremo Tribunal Federal (STF) o pedido para investigar políticos envolvidos na Operação Lava Jato. São 28 pedidos referentes a 54 pessoas.

Por Redação | Agência Brasil

Como senadores, deputados e ministros de Estado têm foro privilegiado no STF, Janot precisa pedir à Corte autorização para abertura do inquérito. A presença de políticos e autoridades foi revelada nas delações premiadas do doleiro Alberto Youssef e de Paulo Roberto da Costa, ex-diretor da Petrobras.
Junto com os pedidos de abertura de inquérito, Rodrigo Janot já solicitou uma série de diligências, tais quais quebra de sigilo fiscal e bancário dos políticos envolvidos. Os nomes dos polítivos envolvidos deverão ser revelados em breve, quando o STF completar a análise preliminar.
A participação de autoridades do alto escalão no escândalo da Petrobras foi revelada pelo ex-diretor da empresa Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef. Os dois firmaram acordo com o Ministério Público Federal para colaborar com as investigações e delatar os demais integrantes do esquema em troca de redução nas penas.
Junto com os pedidos de abertura de inquérito, Rodrigo Janot já solicitou uma série de diligências, como quebra de sigilos bancário e fiscal dos políticos. Para resguardar a eficácia das investigações, esses procedimentos serão mantidos em segredo.

Cai na rede suposto vídeo íntimo de Sabrina Sato à la Paolla Oliveira

DO EGO

Depois das curvas de Paolla Oliveira, o bumbum de Sabrina Sato virou um dos assuntos mais comentados na internet. Tudo isso porque nesta terça-feira, 3, caiu na rede um suposto vídeo íntimo onde Sabrina Sato aparece com uma microcalcinha, sem sutiã, levantando da cama em direção a porta. No registro de 17 segundos também é possível ver as pernas de um homem deitado na cama.

No vídeo, Sabrina está maquiada e olha para a câmera. O EGO conversou com a assessora e irmã da apresentadora, Karina Sato, para saber se a Japa tem ciência do vídeo ou se o mesmo faz parte de alguma campanha. "Ainda não vimos o vídeo. mas não faz parte de nenhuma campanha. A Sabrina está em um vôo vindo do Japão para o Brasil, sem conhecimento do vídeo", contou.


Após o vídeo ser replicado centenas de vezes, internautas começaram a comparar o bumbum de Sabrina Sato ao de Paolla Oliveira. No vídeo, é possível ver a tatuagem de coração que a apresentadora tem no cóccix. Sabrina Sato namora o ator e produtor João Vicente de Castro desde abril de 2013.


Escolhi ser mulher para entrar na PM, diz transexual

O soldado Marcelo Viana dos Santos, 28 anos, está na Polícia Militar de Pernambuco desde 2010 e atua no Recife. Ele nasceu mulher e descobriu que era transexual aos 21 anos, quando trabalhava como professor de matemática em uma escola municipal.
Desde então, passou a vestir roupas masculinas, mas não tinha dinheiro para fazer tratamento. Isso só foi possível quando já estava na PM.
Assim como outros transexuais, teve medo de ser rejeitado na profissão e optou pela identidade feminina no início. A realidade do mercado de trabalho ainda é difícil. Muitos sonham simplesmente com uma carteira de trabalho assinada.

Vaga de Joaquim Barbosa pode ser definida esta semana

joaquim barbosaO nome do 11º ministro do Supremo Tribunal Federal deve ser definido ainda nesta semana. As conversas sobre o tema se intensificaram no Palácio do Planalto, na véspera da chegada na Corte de pedidos de inquérito contra políticos citados na Operação Lava Jato.
Nesta segunda-feira (02), a presidente Dilma Rousseff se reuniu pela manhã com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e com o advogado-geral da União, Luís Inácio Adams. Os dois são tidos como “consultores” da presidente para a escolha de novos integrantes do Supremo.
Da lista de cotados, segundo o Estadão, o favorito no momento é o ministro Mauro Campbell, do STJ. Também são apontados como possíveis nomes para a vaga os ministros Benedito Gonçalves, Herman Benjamin, Nancy Andrighi e Luís Felipe Salomão, todos desse mesmo tribunal; o tributarista Heleno Torres – candidato que tem apoio de Lewandowski; o vice-procurador-geral eleitoral, Eugênio Aragão; o jurista Clèmerson Clève; o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Marcus Vinicius Coêlho; e a presidente do Superior Tribunal Militar (STM), Elizabeth Rocha.

Professor e jornalista lança projeto para cobrar ações do poder público em Brasnorte

Jornalista Dorjival Silva
O professor e jornalista Dorjival Silva acaba de lançar um projeto social para ajudar os moradores dos bairros e comunidades de Brasnorte, região noroeste de Mato Grosso, a cobrar do poder público municipal ações imediatas para melhoria de suas localidades.

Funcionando em parceria com as redes sociais e mídias falada e impressa, o “Pé no Bairro” tem sido uma voz em favor dos cidadãos toda vez que é acionado.

O idealizador do projeto disse que, como jornalista, cansou de ouvir reclamações de pessoas de todas as classes sociais sobre problemas de diferente natureza em seus respectivos bairros. Dorjival Silva disse que uns moradores reclamavam de acúmulo de lixo, terrenos baldios sujos, áreas urbanas com proliferação do caramujo africano, focos do mosquito da dengue, entre outros.

“No começo orientava as pessoas a procuraram o poder público. Mas, as mesmas pessoas retornavam o contato dizendo que mesmo após a cobrança, nada havia sido feito e o problema, portanto, perdurava”, contou o jornalista. Ele conta que veio daí ideia de se criar o Projeto Pé no Bairro.

“Agora, quando uma pessoa liga pra mim , prontamente agendo uma visita à localidade afetada com o problema. Constatando a situação indesejável para o cidadão, faço fotografias digitais e as publico nas redes sociais como forma de chamar a atenção da autoridade competente para que resolva o problema o quanto antes”, diz Dorjival.

Apresentador de um jornal falado diário numa das rádios da cidade, o comunicador aborda no horário sobre o que ouviu das pessoas e viu na comunidade ou bairro visitado. Fazendo a cobrança da melhoria pleiteada pelo bairro.

E assim, o Pé do Bairro já esteve em pelo menos quatro bairros de Brasnorte ouvindo seus moradores e levando suas reivindicações através das redes sociais e da mídia tradicional às autoridades municipais.

Entre as cobranças feitas ao poder público estão: limpeza de terrenos baldios no centro da cidade, combate a possíveis focos do mosquito da dengue no cemitério público, troca de lâmpadas em via pública e ação pela retomada das obras da escola atrativa modelo, construção que tinha previsão de ser concluída em 9 de setembro de 2011.


Éder denuncia que gestão Silval beneficiou três setores e MT sofre com evasão de R$ 1 bi - veja vídeo

Flávia Borges
Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto
Eder denuncia que gestão Silval beneficiou três setores e MT sofre com evasão de R$ 1 bi
O ex-secretário de Fazenda do Estado, Eder Moraes Dias, alvo da Operação Ararath, em depoimento ao Ministério Público Estadual (MPE), garante que a renúncia fiscal dos setores frigorífico, sucroalcooleiro e atacadista chega a R$ 500 mi ao ano.  Ainda na gravação ele afirma que "há uma renúncia fiscal, seguramente, que chega a R$ 1 bi poderia estar nos cofres do Estado".

Em gravação obtida com exclusividade pelo Olhar Jurídico, Eder afirma que o Estado só será salvo com o verdadeiro equilíbrio fiscal.

“Estão absolutamente corrompidos os setores de frigorífico, sucroalcooleiro e atacadista. Esses três têm uma renúncia no mínimo de R$ 500 milhões/ano. Para jogar fora. Para dizer que eu sou bobo”, garante.

Assista abaixo o vídeo com o trecho do depoimento de Eder Moraes ou clique aqui:



Eder destaca o setor de frigorífico como um dos que mais arrecadam e menos repassam ao Estado. “Qual é o potencial de receita se fosse cobrar o tributo real do setor de frigorífico? Era algo próximo a R$ 600 milhões. Eles estão pagando R$ 140 milhões, R$ 120 milhões”, detalha o ex-secretário.

Segundo ele, Mato Grosso está sendo prejudicado com a renúncia fiscal dos três setores. “O crime contra a arrecadação estadual é onde Mato Grosso está afundando. Está enxugando gelo”.

Já no setor sucroalcooleiro, Eder “dá um desconto”. “É compreensível um pouco. Estamos falando de combustível, de álcool, o incentivo que a cadeia precisa, na minha concepção”, diz. Mesmo assim, ele garante que o setor tem um alto potencial de arrecadação. “Mas o potencial de receita do setor é de mais de R$ 350 milhões. Está recolhendo R$ 120 milhões”, denuncia Eder.

O depoimento 

O Ministério Público Estadual conseguiu colher o depoimento de Eder por intermédio do promotor de Justiça Marcos Regenold, que convenceu Eder a colaborar com as investigações.

Eder Moraes afirma agora, no entanto, que seu depoimento, cujo trecho foi reproduzido pelo Olhar Jurídico, não tem valor legal. “Esse meu depoimento não tem validade jurídica, este depoimento ele foi cancelado e retratado publicamente”, argumentou, em entrevista por telefone na última sexta-feira (19). "Tem retorno obviamente, quem negocia isso é a Secretaria de Indústria e Comércio". 

Ararath

A Operação Ararath investiga um complexo esquema de lavagem de dinheiro - cuja estimativa de movimentação ultrapassa R$ 500 milhões – para o ‘financiamento’ de interesses políticos no Estado. Uma lista apreendida pela PF aponta que pelo menos 70 empresas utilizaram ‘recursos’ oriundos de esquemas fraudulentos de empréstimos.

A primeira dase da operação foi deflagrada no dia 12 de novembro de 2013, quando a Polícia Federal cumpriu 11 mandados de busca e apreensão para coletar provas materiais e dar continuidade as investigações de um suposto esquema de lavagem de dinheiro e agiotagem. Entre os locais “batidos” pela PF estavam a cobertura de luxo de Júnior Mendonça, principal nome das investigações, no condomínio Maison Paris, em Cuiabá, e postos de combustíveis da rede Amazônia Petróleo, da qual ele é sócio.

Mendonça era sócio proprietário da factoring “Globo Fomento Mercantil”, empresa que, segundo a PF, foi usada como fachada para negócios de agiotagem e lavagem de dinheiro. Todas as transações financeiras supostamente ilegais eram movimentadas através de contas da factoring e da rede Amazônia Petróleo.

O papel de Eder Moraes 

As investigações apontam que o ex-secretário de Estado Eder Moraes seria um pilar do esquema, fazendo a interlocução entre Mendonça e a classe política. O peemedebista foi preso no dia 20 de maio de 2014, pela Polícia Federal, e encaminhado para Brasília para que não atrapalhasse as investigações por gozar de forte influência em Mato Grosso. Após mais de 80 dias, o ex-secretário de Estado Eder Moraes (PMDB) deixou o Complexo Penitenciário da Papuda no final da manhã do dia 09 de agosto de 2014.

Os vídeos

Eder Moraes prestou uma séria de depoimentos, nas condições de delação premiada, ao Ministério Público Estadual. A reportagem do Olhar Jurídico teve acesso ao conjunto de informações gravada em vídeo que, no total, contabiliza cerca de 12 horas de imagens.

Encontrada ossada humana no município de Brasnorte

A Polícia Militar de Brasnorte informou no Jornal da Amazônia (Rádio Amazônia FM) desta terça-feira (03) que uma ossada humana foi encontrada no último final de semana numa localidade próxima à sede do município. De acordo com PM Adalto, os restos mortais foram achados por um trabalhador rural.

Para saber se a ossada é de homem ou de mulher, a autoridade policial do município a conduziu até o município de Juína onde é realizada a perícia técnica cientifica.

No município de Brasnorte, durante o mês passado, apena uma família procurou a autoridade policial para informar que um parente estaria desaparecido. Mas, ainda não dá para saber se a ossada humana pertence à mesma pessoa procurada por familiares. 

Senado define primeiros temas da reforma política a serem votados

A desincompatibilização de cargos no Executivo para disputa da reeleição, o fim das coligações proporcionais e as mudanças nas regras para criação de partidos serão os primeiros temas da reforma política a serem votados no Plenário do Senado. Segundo o secretário-geral da Mesa, Luiz Fernando Bandeira, eles foram apontados pelos líderes como prioritários para a reforma e já devem entrar na pauta da sessão deliberativa desta terça-feira (3).
O presidente Renan Calheiros chamou uma reunião de líderes às 15h para definir a pauta da sessão. Sobre três propostas, no entanto, já há consenso. A primeira delas é a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 40/2011, do ex-senador José Sarney, que restringe as coligações partidárias. A matéria foi discutida na legislatura passada e aguarda votação em primeiro turno. Pelo texto, as coligações valerão somente para eleições majoritárias (presidente, governador, senador e prefeito), sendo vedada a associação de partidos para as disputas de deputados federais e estaduais e vereadores.

Câmara revoga autorização de compra de passagem aérea para cônjuge de deputado

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou hoje (3) que a Mesa Diretora revogou a autorização de compra de passagens aéreas para cônjuges de deputados. “Quero informar a vocês que a Mesa Diretora se reuniu e, por unanimidade, decidiu revogar o ato que autorizou a concessão de passagens aéreas aos cônjuges”, disse Cunha, após reunião da Mesa Diretora para tratar exclusivamente da questão.
A permissão de compra de passagens foi aprovada na semana passada. A decisão da Mesa Diretora autorizava os deputados a utilizar o valor da cota para pagar a passagem aérea do seu cônjuge, desde que o trajeto fosse entre o estado de origem e Brasília.

Tribunal mantém condenação de ex-primeiras damas do Estado

LUCAS RODRIGUES
DO MIDIAJUR

Thelma de Oliveira e Marilia Salles foram 
acusadas pelo MP de contratações ilegais na Prosol

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso rejeitou recurso interposto pelas ex-primeiras damas do Estado, Thelma de Oliveira (PSDB) e Marília Salles, que pretendiam reverter condenação por improbidade administrativa.

A decisão é da Turma de Câmaras Cíveis Reunidas de Direito Público e Coletivo.

Thelma e Marília haviam sido punidas com a suspensão dos direitos políticos e a proibição de contratar ou receber benefícios fiscais do Poder Público pelo período de três anos, em razão de supostas contratações ilegais feitas na época em que comandavam Prosol (Fundação de Promoção Social de Mato Grosso), já extinta.

Dois deputados que compoem a mesa direta da Assembleia Legislativa podem ser alvos da PF

Pelo menos dois deputados estaduais, que compõem a atual Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, podem ser alvos de novos desdobramentos da Operação Ararath, da Polícia Federal. Segundo fonte da coluna, um deles teria feito movimentações financeiras com Júnior Mendonça, articulador do esquema de lavagem de dinheiro público que assolou o Estado por anos.

O outro fez movimentação financeira junto ao Bic Banco, para levantar dinheiro para a empreiteira da família.  Ambos poderão passar por constrangimentos, já que foram eleitos recentemente para comandar o Parlamento pregando o velho discurso da moralidade... Os documentos relacionados aos parlamentares estão sob análise da Polícia Federal.

Drogas e prostituição impulsionam PIB na Europa

mulher botas
Apesar de alguns padrões internacionais, a decisão de como medir o PIB (Produto Interno Bruto) continua sendo uma prerrogativa de cada país.
Na União Europeia, a orientação desde 2013 é que as contas nacionais atualizem suas metodologias e incorporem atividades ilegais como tráfico de drogas e prostituição.
A iniciativa partiu inicialmente da ONU, ainda em 2009. Em meados de 2014, países como Itália e Reino Unido anunciaram e detalharam seus planos para a questão.
Agora, o think tank europeu Brugel calculou e organizou o impacto das mudanças, que vão muito além da economia ilegal:
“A reclassificação teve um efeito positivo no PIB na ordem de 3,5% em média para a União Europeia e a zona do euro como um todo. A variação entre os países é significativa e vai de 0,3% em Luxemburgo a 9,3% em Chipre”.
Esse tipo de revisão tem consequências bem concretas, já que o tamanho do PIB serve para calcular coisas como o déficit orçamentário e o tamanho da contribuição para organizações internacionais.

PMDB teme que petrolão inclua Renan e Cunha

PetrobrasPredio
Josias de Souza destaca que a iminência do envio ao STF da lista de políticos encrencados no petrolão deixou a cúpula do PMDB em polvorosa. Longe dos refletores, dirigentes da legenda se preparam para o pior. Receiam que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, inclua no rol de providências que requisitará ao Supremo a abertura de inquéritos contra o senador Renan Calheiros e também contra o deputado Eduardo Cunha.
Repetindo: nos subterrâneos, dirigentes do PMDB discutem a sério a hipótese de Janot levar à linha de tiro do petrolão os presidentes da Câmara e do Senado. Algo que, se confirmado, adicionará escárnio no escândalo. Se a dupla virar parte da sangria, com que isenção irá comandar as duas Casas de um Poder hemorrágico?

Projeto fixa prazo máximo entre marcação e consulta médica

medico 2Tramita na Câmara dos Deputados proposta que estabelece prazo máximo de 15 dias úteis entre a marcação da consulta e o atendimento médico, para os pacientes atendidos pelos planos privados de saúde. De acordo com o projeto, o mesmo prazo valerá para a realização de exames.
A medida está prevista no Projeto de Lei 69/15, apresentado pelo deputado Pompeo de Mattos (PDT-RS). O texto modifica a Lei 9.656/98, que trata dos planos e seguros privados de assistência à saúde.
O parlamentar ressalta que muitas pessoas contratam, à custa de sacrifício pessoal, um plano de saúde particular na esperar de ter uma atendimento mais ágil. Na prática, porém, a realidade é outra. “Clínicas credenciadas aguardam abrir a agenda para marcar consultas ou exames, o que torna a espera extremamente demorada”, afirma.

CPI da Petrobras vai investigar só gestão petista

LupaNumerosO presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), está agindo pessoalmente para barrar uma manobra do PT para tentar tumultuar a CPI da Petrobras. Nesta segunda-feira, o peemedebista defendeu que as investigações permaneçam centradas no período de 2005 a 2015 – ou seja, durante os mandatos do ex-presidente Lula e da presidente Dilma Rousseff.
O argumento de Cunha é claro: a CPI deve agir conforme determina o requerimento que criou a comissão. Ou seja: analisar as irregularidades ocorridas na Petrobras de 2005, quando já atuava na estatal o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, e 2015, período no qual a Operação Lava Jato descobriu que funcionou o maior propinoduto da história para abastecer um esquema de corrupção institucionalizado, em benefício do PT e partidos aliados.

Para acalmar PMDB, Dilma promete reuniões semanais com a base aliada

dilma argumento
Na tentativa de acalmar o PMDB, que reclama de não participar das decisões do governo, Dilma Rousseff prometeu realizar reuniões semanais com sua base aliada. O acerto foi feito na noite desta segunda-feira, em um encontro entre a presidente e lideranças do PMDB no Palácio da Alvorada.
Ao final do jantar, que durou cerca de três horas e terminou às 23h, o vice-presidente Michel Temer afirmou que sua legenda ficou “satisfeita” com a reunião. “Efetivamente vai haver uma integração maior e uma consulta maior”, disse ele, que também é presidente do PMDB.
Temer detalhou que nesses encontros com a presidente “todos os temas” serão discutidos, não apenas aqueles remetidos ao Congresso. Segundo a Veja, ele afirmou ainda que Dilma vai consultar o PMDB e os demais partidos aliados antes de adotar políticas e de enviar propostas ao Legislativo, uma das principais demandas dos peemedebistas. Temer não informou se essas reuniões vão começar já na semana que vem.

Brecha eleitoral para os insatisfeitos

Partido Ecológico Nacional (PEN) pôs o bloco na rua para criar Partido Ecológico Progressista (PEP). A fusão permitirá filiação de insatisfeitos. Já o PRB, do senador Marcelo Crivella (RJ), se movimenta para criar duas siglas, que se somarão à proposta do Partido Militar.

Lava Jato: ‘Quem tiver de pagar vai pagar’, afirma procurador-geral

janotnews
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, disse na noite desta segunda-feira (2) a um grupo de manifestantes que “quem tiver de pagar vai pagar”, em referência aos pedidos de abertura de inquérito para investigar políticos, que ele deve entregar nesta terça ao Supremo Tribunal Federal (STF).
Os manifestantes se concentraram na frente do prédio da Procuradoria-Geral da República, em Brasília, para manifestar apoio a Janot, responsável pela investigação de parlamentares e autoridades eventualmente envolvidos com os fatos apurados na Operação Lava Jato, que apontou desvio de dinheiro da Petrobras.

Brasil: um patinho feio cobiçado

charge-latuff-obama-petroleo_0-previewO Brasil virou uma espécie de patinho feio da cena internacional, mas, pelo tamanho, sempre despertará interesse, avalia Lauro Jardim, na Veja Online. E, apesar dos tempos sombrios na economia, dia o colunista –, o presidente do Bank of América Merrill Lynch no Brasil, Rodrigo Xavier, conseguiu trazer para cá o maior evento anual do banco americano. Pela primeira vez, o conselho consultivo do grupo se reunirá no Brasil.
Começa hofe (e termina na quarta-feira), em São Paulo, o evento que reunirá CEOs  mundiais de grandes corporações – a começar por Brian T. Moynihan, número um do BofA. Joaquim Levy discursará, tentando convencer a turma que o Brasil tem jeito.

Governo vai encontrar dificuldades para aprovar no Congresso o ajuste fiscal

3(161)O Governo vai encontrar dificuldades para aprovar no Congresso o ajuste fiscal, que antes mesmo de começar a ser discutido, provocou uma saia justa: o pito da presidente Dilma no ministro da Fazenda, Joaquim Levy, por ter dito, logo após o anúncio, que as desonerações no passado foram uma brincadeira de mau gosto, que provocaram uma perda de R$ 35 bilhões.
O pacote não agradou a ninguém. Nem aos empresários, que alegam terem perdido condições para produzir com menos encargos, nem tampouco aos trabalhadores, que, no final, serão os mais prejudicados com a perda dos seus empregos. Para contratar, a partir de agora, os patrões terão que arcar com uma conta mais salgada de impostos.

Fundadores do PL aceleram coleta de assinaturas

assinatura 2Com o risco de ficar cinco anos sem poder fundir o Partido Liberal com o PSD do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, como prevê projeto aprovado na Câmara, a cúpula dos fundadores do PL aceleram a coleta de assinaturas para tentar registrar a nova legenda na Justiça Eleitoral.
Segundo estimativas dos dirigentes da sigla em formação, faltam menos de 90 mil assinaturas pedindo a formação do novo partido, o que é um número baixo considerando a concentração da coleta em cidades grandes como São Paulo e Rio de Janeiro. PL sofre com o atraso na conferência de assinaturas pelos cartórios eleitorais, o mesmo fenômeno que ocorreu no processo de criação da Rede, o quase partido que a ex-senadora Marina Silva tentou formar.
Por Felipe Patury, da Época

Mulher negra na informalidade ganha 57,6% menos que as demais

downloadAs mulheres negras que trabalham sem carteira assinada têm salário médio mensal 57,6% menor que as trabalhadoras brancas, amarelas e indígenas. A média de rendimentos das brasileiras negras é de R$ 625 frente aos R$ 985 ganhos pelas não negras.
Essa é umas informações contidas no Anuário das Mulheres Empreendedoras e Trabalhadoras em Micro e Pequenas Empresas, elaborado pelo Sebrae e Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) entre 2002 e 2012.