10 de abril de 2015

Dilma anuncia parceria com o Facebook para inclusão digital

dilma face
A presidenta Dilma Rousseff anunciou hoje, na Cidade do Panamá, capital do país da América Central, parceria que o Governo Federal está firmando com o Facebook para ampliar a inclusão digital no país, visando ampliar o acesso à rede no Brasil.
“A partir de agora, vamos começar a desenvolver estudos em comum, até desenhar um projeto comum com o objetivo da inclusão digital”, disse a presidenta. “Isso vai permitir ampliar o acesso à educação, à saúde, à cultura e tecnologia”, completou.
O Governo Federal e o Facebook utilizarão como ponto de partida projeto que a empresa desenvolve em Heliópolis, região carente de São Paulo. “Estamos muito empolgados com essa parceria, e amplificar o acesso à internet permite avançar em diferentes áreas, como economia moderna, emprego, educação e comunicação”, disse Mark Zuckerberg.

Ministros estão proibidos de fazer viagens particulares em aviões da FAB

A partir desta sexta-feira (10) os ministros e comandantes das Forças Armadas não poderão mais utilizar aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) em deslocamentos de suas residências permanentes. 
A suspensão desse tipo de viagem foi determinada pela presidenta Dilma Rousseff na semana passada para contribuir com a redução dos gastos públicos promovida pelo governo federal.

GUERRA AO CRIME ORGANIZADO: Dinheiro de traficante é revertido em ações da Polícia Civil em MT

THAIZA ASSUNÇÃO

O dinheiro apreendido no último fim de semana, em Canarana (823 km a Nordeste de Cuiabá), no total de R$ 3,2 milhões, será revertido integralmente para a Secretaria de Estado de Segurança Pública.

O anúncio foi feito na tarde desta sexta-feira (10) pelo governador Pedro Taques (PDT) e pelo secretário de Segurança, Mauro Zaque.

Em entrevista coletiva, Taques afirmou que a ação é inédita no Estado e o dinheiro será usado para proteger a sociedade e garantir melhorias nas ações da Polícia Civil. Como, por exemplo, na compra de equipamentos de segurança, armamentos, coletes, viaturas, além da reforma da delegacia do município de Canarana.

“ A apreensão desse recurso que agora passa a ser do Estado, prova a existência de pessoas do bem dentro da Polícia Civil, pessoas que não se corrompem, e que tem compromisso com a sociedade de Mato Grosso A apreensão desse recurso, que agora passa a ser do Estado, prova a existência de pessoas do bem dentro da Polícia Civil, pessoas que não se corrompem e que têm compromisso com a sociedade de Mato Grosso”, afirmou Taques.

A destinação do montante para o Estado se deu através do Ministério Público Estadual (MPE), em ação conjunta com a Comarca de Canarana.

O dinheiro, de acordo com o secretário Mauro Zaque, é oriundo do crime organizado, do tráfico de entorpecente.

"Pela primeira vez na história, o dinheiro do crime organizado que é usado contra a sociedade passa a ser do Estado e será investido em segurança pública, principalmente no combate a esse tipo de ação em Mato Grosso e consequentemente em defesa da população" “Pela primeira vez na história, o dinheiro do crime organizado que é usado contra a sociedade passa a ser do Estado e será investido em Segurança Pública, principalmente no combate a esse tipo de ação em Mato Grosso e, consequentemente, em defesa da população”, afirmou Zaque.

Ainda estavam presentes na entrevista o procurador geral da Justiça, Paulo Prado, o delegado geral da Policia Judiciária Civil, Adriano Peralta, o delegado da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Flávio Stringueta, e o delegado da Polícia Civil de Canarana, João Biffe Júnior.

Ameaças

Uma organização criminosa estaria ameaçando o delegado da Polícia Civil de Canarana, João Biffe Júnior, que comandou a operação que culminou na apreensão do dinheiro.

No entanto, conforme Zaque, o Estado não vai tolerar qualquer tipo de intimidação.

“O Estado não vai deixar que essa facção criminosa venha ditar regras em Mato Grosso. Nós vamos agir de forma severa com quem quer que seja, para que nada possa atrapalhar as ações da polícia”, disse.

“ "A Policia não se curva diante de interesses de organização criminosa, estou amparado pela Secretaria de Segurança Pública, pela Polícia Militar e pela Polícia Civil, portanto estou bem tranquilo" A Polícia não se curva diante de interesses de organização criminosa. Estou amparado pela Secretaria de Segurança Pública, pela Polícia Militar e pela Polícia Civil; portanto estou bem tranquilo”, disse.

O caso

A apreensão do dinheiro foi feita no último domingo (5). O montante estava distribuído em três sacos na carroceria de uma picape Hilux, dirigida pelo motorista José Silvano Melo.


O delegado João Biffe Júnior, disse que, durante a prisão, o acusado tentou suborná-lo com R$ 500 mil para não ser preso.

Ele foi preso em flagrante e transferido na quarta-feira (08) para a Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá.

José Melo que é conhecido como “Abençoado”, já é investigado pelo Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) de Recife (PE), por tráfico internacional de drogas.

Investigação

Há seis meses, Melo era monitorado pela Polícia Civil, por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas.

Durante as investigações, os policiais contataram que era de costume José Silvano chegar em Canarana, geralmente, no final da tarde, permanecendo hospedado no Hotel Tangará até o anoitecer, quando então deixava a cidade.


No domingo (5), a Polícia Civil recebeu informação de que ele estava novamente na cidade. Em diligências, a Polícia o localizou e realizou a prisão.

Problemas impedem 27 municípios de MT de receberem o Fethab - veja se o seu está na lista

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Fazenda (Sefaz), informa que 27 municípios não receberam os recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab) nesta sexta-feira (10.04) devido a problemas nas contas correntes bancárias das respectivas prefeituras. 
Os repasses de R$ 24.717.952,94, referente ao mês de março, e de R$ R$ 2.934.855,06, correspondente aos meses de janeiro e fevereiro, foram depositados hoje, honrando o compromisso feito pelo governador Pedro Taques junto aos prefeitos e a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM).
No entanto, por conta de pendências cadastrais, 27 contas bancárias estavam bloqueadas. O superintendente de Gestão Financeira do Tesouro, Fernando Henrique Soares, explica que a ordem bancária foi enviada, mas voltou para a Sefaz.
Além disso, a Sefaz reforça que já havia comunicado a AMM sobre a necessidade de orientar as prefeituras a ficarem atentas à documentação necessária para a abertura da conta, justamente para garantir o recebimento dos recursos. 
Dessa forma, reforça que os recursos estão devidamente assegurados aos municípios e serão repassados novamente assim que as prefeituras informarem a regularização das contas correntes bancárias, a fim de cumprir a legislação e a determinação do governador, que é atuar com seriedade e legalidade. 
Veja quais os municípios que não receberam os recursos
Prefeitura de Porto Alegre do Norte 
Prefeitura de Salto do Céu 
Prefeitura de Conquista Doeste 
Prefeitura de Primavera do Leste 
Prefeitura de Colíder 
Prefeitura de Mirassol D'Oeste 
Prefeitura de Nova Maringá
Prefeitura de Pedra Preta 
Prefeitura de Feliz Natal 
Prefeitura de Santa Carmen 
Prefeitura de Santa Rita do Trivelato 
Prefeitura de Campinápolis 
Prefeitura de São Jose Dos Quatro Marcos 
Prefeitura de Dom Aquino 
Prefeitura de Nova Mutum 
Prefeitura de Sinop 
Prefeitura de Planalto da Serra 
Prefeitura de Ipiranga do Norte 
Prefeitura de Confresa 
Prefeitura de Guiratinga 
Prefeitura de Nossa Senhora do Livramento 
Prefeitura de Barra do Bugres 
Prefeitura de Paranatinga 
Prefeitura de Vale do São Domingos 
Prefeitura de Indiavaí
Prefeitura de Nova Monte Verde 
Prefeitura de Nova Olímpia

FONTE: Folha Max

Arrancar cabelos pode fazer mais fios crescerem, sugere pesquisa

7gh2smg5bs_ts922tjyg_fileArrancar os cabelos de uma forma específica pode fazer com que mais fios cresçam no lugar, de acordo com um estudo feito nos Estados Unidos.
Os pesquisadores fizeram experiências retirando cabelos de áreas com configurações de densidade distintas. Com isso, eles induziam o organismo a reconhecer lesões com gravidades diferentes e, consequentemente, responder de forma diferenciada sobre o tamanho do cabelo que deveria crescer de novo.

Aécio diz que governo é “medíocre” e convoca para protestos de domingo

aecio discurso
Presidente nacional do PSDB, o senador Aécio Neves (MG) divulga nesta sexta-feira (10) em suas redes sociais um vídeo em que convoca a população para os protestos de domingo (12) em todo o país, contra a presidente Dilma Rousseff (PT).
No filme de menos de 30 segundos, em que aparece dentro de um carro em movimento, o tucano chama o governo de “medíocre” e diz que as pessoas que estão “com esse nó na garganta” precisam ir às ruas para se manifestarem contra “a mentira, a inflação saindo de controle, o desemprego aumentando e um governo que não governa mais”.
“Neste domingo, novamente os brasileiros vão à rua e vão dizer que não aguentam mais tanta mentira, a inflação saindo de controle, o desemprego aumentando e um governo que não governa mais. Se você está com esse nó na garganta, vá para a rua, se manifeste. Vamos mostrar que o Brasil merece muito mais do que esse governo medíocre está sendo”, diz a íntegra do vídeo obtido.

Câmara aprova aumento de limite de descontos na folha de pagamentos

A Câmara dos Deputados aprovou projeto que permite ao trabalhadore descontar 10% do salário direto na folha de pagamento para pagar fatura do cartão de crédito. Com isso, passará a 40% o percentual permitido para descontos na folha, o chamado crédito consignado.

Inflação para famílias com renda mais baixa chega a 1,64% em março

O Índice de Preços ao Consumidor-Classe 1 (IPC-C1), que mede a inflação para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, ficou em 1,64% em março deste ano, taxa superior ao índice de 0,83% do mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV).
A taxa também é superior ao Índice de Preços ao Consumidor-Brasil (IPC-BR), que mede a inflação para todas as faixas de renda e ficou em 1,41%.

Savi tenta manobra para derrubar investigação no TRE sobre esquema de compra de votos

Arthur Santos da Silva
Foto: Divulgação
Savi tenta manobra para derrubar investigação no TRE sobre esquema de compra de votos
O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) julgará, na próxima segunda-feira (13), o Agravo Regimental interposto pelo deputado estadual Mauro Luiz Savi (PR) contra a decisão que deferiu o pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE) para a instauração de investigação sobre um suposto esquema de compra de votos, mediante distribuição de dinheiro, no local identificado como "Chácara do Ostácio", no município de Juara (630 Km de Cuiabá).

COMBATE À CORRUPÇÃO: Taques apresenta ações ao ex-ministro Joaquim Barbosa

O governador Pedro Taques recebeu nesta sexta-feira (10.04) a visita do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, em seu gabinete, no Palácio Paiaguás. Na oportunidade, o chefe do Poder Executivo apresentou ao ex-presidente da Suprema Corte as medidas adotadas nos 100 primeiros dias de gestão para o combate à corrupção.

Entre as ações elencadas pelo governador está a criação do primeiro gabinete do país de Transparência e Combate à Corrupção (GabTCC).

A atitude foi elogiada pelo ex-ministro, tendo em vista os grandes casos de corrupção que envolvem a política no país. “O Brasil está expondo suas vísceras”, disse Barbosa.

No encontro com o ex-ministro, Taques também contou as atitudes que foram tomadas pela gestão para tentar reduzir os custos da máquina pública, coibir a corrupção e observar a legalidade dos contratos vigentes.

Taques afirmou ainda que uma de suas primeiras ações foi pedir auditoria de todas as obras contratadas pelo Executivo. Conforme o governador, muita coisa foi encontrada e repassada para o Ministério Público, algumas como no caso do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), já resultaram em ações na Justiça.


O almoço oferecido pelo governador no Palácio Paiaguás contou com a presença da primeira-dama Samira Martins e dos secretários de Estado Adriana Vandoni (GabTCC) e Patryck Ayala (Procuradoria Geral do Estado).

Deputados de MT que votaram a favor da "Terceirização" são criticados nas redes

Centrais sindicais intensificaram, nas redes sociais, protestos em vários estados e no Distrito Federal contra o Projeto de Lei 4330, que libera a terceirização para todas as atividades das empresas.O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira (8), o projeto, que amplia as possibilidades de terceirização no País. O texto é polêmico — sobretudo, por permitir que uma empresa terceirize sua atividade principal. Os deputados ainda vão analisar, na semana que vem, as propostas de modificação do texto. Depois, o PL 4330/04 segue para o Senado.

No território livre a internet, por exemplo, circula um "mural" que aponta os integrantes da bancada de Mato Grosso que apoiaram as mudanças. Eles são acusados de "votar contra os trabalhadores". São eles: Valtenir Pereira (Pros), Adilton Sachetti (PSB), Fábio Garcia (PSB), Victório Galli (PSC), Nílson Leitão (PSDB) e Ezequiel Fonseca (PP). Votou contra o deputado Ságuas Moraes (PT). Carlos Bezerra (PMDB) não estava presente no Plenário, durante a votação, por estar licenciado para tratamento de saúde.



Governo de Pedro Taques (PDT) completa 100 dias em Mato Grosso

Eleito em outubro de 2014, o governador de Mato Grosso Pedro Taques (PDT) completa 100 dias de gestão no Palácio Paiaguás nesta sexta-feira (10). A data foi estabelecida pelo próprio ex-senador no dia de sua posse como prazo para a implementação de medidas fundamentais para o início efetivo de seu governo, como a realização de auditorias, ajustes internos e balanços financeiros previstos em contratos de gestão assinados com cada um dos secretários de estado.

Devido à necessidade de um completo diagnóstico do estado, sobretudo no aspecto financeiro, os primeiros dias do novo governo foram marcados por anúncios e medidas por parte das secretarias do chamado "núcleo duro" (Fazenda, Planejamento e Gestão).

Enquanto isso, entretanto, o estado não parou - e o governo teve de lançar mão de ações emergenciais para atender setores básicos, como infraestrutura, saúde e segurança pública, deixando para depois dos 100 dias o estabelecimento de políticas de longo prazo.

Finanças

O desequilíbrio financeiro do estado foi o primeiro grande tema abordado pelo governador assim que tomou posse. Em sua primeira coletiva de imprensa, Taques anunciou que iniciava seu mandato com um déficit financeiro que poderia chegar a R$ 2,5 bilhões e com apenas R$ 84 mil na Conta Única do estado, a principal conta corrente utilizada pelo Palácio Paiaguás.

Devido à suspeita de irregularidades nas contas, convênios e contratos celebrados sem previsão orçamentária, o governo suspendeu os pagamentos e iniciou uma série de auditorias, bem como o estudo de medidas para corte de pessoal e de custos para reduzir os gastos da máquina pública.
Uma das principais tentativas de reajuste de contas dos primeiros 100 dias foi a confecção de um plano de reforma administrativa por parte da Secretaria de Planejamento (Seplan), com promessa de economia anual de R$ 145 milhões por meio do corte de 1.105 cargos comissionados e de 3.371 contratos temporários. O projeto ainda precisa ser aprovado na Assembleia Legislativa (AL).

Além disso, o governo lançou por decreto um pacote de medidas chamadas “Bom Pagador” para quitar os R$ 912 milhões de restos a pagar referentes aos anos de 2013 e 2014 deixados pela gestão anterior, do ex-governador Silval Barbosa (PMDB). O governo pretende quitar esta dívida com descontos e parcelamentos, um pagamento de cerca de R$ 700 milhões. Porém, a modalidade do pacote (estabelecido por decreto) foi criticada na AL e, agora, o governo se prepara para institucionalizá-lo por meio de projeto de lei, encaminhado na última terça-feira.

Pendências da Copa

Um dos temas mais debatidos na campanha de 2014, a retomada das obras paradas – e problemáticas – da Copa do Mundo na Grande Cuiabá tem sido assunto constante do governo desde a transição.


Ainda naquela época o então governador eleito Pedro Taques anunciou a criação de um Gabinete de Projetos Estratégicos responsável por herdar a estrutura e as pendências da antiga Secretaria Extraordinária da Copa (Secopa), bem como auditar os contratos, avaliar a possibilidade de retomada dos trabalhos e repassá-los à responsabilidade da Secretaria de Cidades (Secid).

As auditorias revelaram irregularidades e falhas nas 22 obras atrasadas da Copa na Grande Cuiabá, incluindo a de implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Também foi constatada a falta de previsão orçamentária para a conclusão dos trabalhos.

Agora, todas as obras já estão sob responsabilidade da Secid, que assinou a renovação de 20 contratos por 180 dias. Ainda não há perspectiva clara de conclusão de todas as obras, sobretudo do VLT, cujo contrato foi também suspenso temporariamente pela Justiça Federal.

Infraestrutura e logística

No campo da infraestrutura e da logística, por enquanto as maiores ações do governo têm sido expedições para reconhecimento das condições das vias no estado e programas tapa-buracos ou de recuperação de rodovias e pontes em caráter emergencial. Exemplos são os trabalhos na região da Transpantaneira e a preparação para períodos de feriados, como no Carnaval, quando 276 quilômetros de estradas na região da Baixada Cuiabana foram recuperadas.

Além disso, a Secretaria de Infraestrutura (Sinfra) - que revelou ter herdado uma dívida de R$ 630 milhões em contratos e convênios - tem investido na distribuição de óleo diesel e massa asfáltica para os municípios conservarem a malha de estradas estaduais em suas áreas. Pelo menos 72 prefeituras assinaram termos de cooperação com o estado para o início dessas ações do Programa Emergencial de Recuperação das Estradas (Pró-Estradas).

Enquanto isso, algumas ações mais estratégicas e de longo prazo têm sido lançadas. O governo prometeu a elaboração de um Plano Diretor de Logística para Mato Grosso, tem estudado modelos mais eficientes de gestão de estradas e retomou a busca por investimentos para a hidrovia Paraguai-Paraná com o vice-governador Carlos Fávaro (PP).

Mais recentemente, também foram anunciadas obras de pavimentação em duas rodovias: a MT-343 (entre Cáceres e Tangará da Serra) e a MT-140, na região do Alto Teles Pires (norte do estado).

Saúde

Na saúde, duas das principais medidas do governo anunciadas nesses primeiros 100 dias de gestão foram referentes a duas unidades hospitalares que, quando prontas, deverão ajudar a desafogar o setor na Grande Cuiabá.


O primeiro anúncio, logo em janeiro, foi da retomada da obra do Hospital Central do Estado, que começou a ser erguido em 1984. Lá, deverá funcionar o Centro Materno Infantil. Previsto para ter 200 leitos, a primeira etapa da estrutura, entretanto, só deverá ser entregue em junho do próximo ano. A licitação da obra ainda não foi lançada (o governo havia previsto fazê-lo até o fim de março).

O outro anúncio foi a construção do novo Hospital e Pronto-socorro da capital, que será em parceria com a prefeitura da capital. De acordo com convênio assinado entre as partes, dos R$ 79,6 milhões necessários para erguer o prédio, R$ 50 milhões deverão sair dos cofres estaduais. A obra ainda não tem data específica para ser iniciada.

Além dos dois hospitais, o governo também anunciou, na semana passada, um acordo com a Assembleia Legislativa para investir mais R$ 40 milhões em saúde, sendo R$ 20 milhões do Poder Legislativo e outros R$ 20 milhões do estado. O dinheiro deverá ser usado para investimentos na saúde pública dos 141 municípios do estado.

Segurança, Justiça e Direitos Humanos

A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) colocou em prática nesses 100 primeiros dias a megaoperação Impacto, que foi subdividida nas operações Start (com a finalidade de aumentar a presença da polícia nas ruas), Asfixia (para mapear as principais áreas de criminalidade) e Precisão (para cumprir mandados de busca e apreensão).

No período, foram apreendidos mais de uma tonelada de drogas e mais de 5 mil veículos. Também foi desarticulada, entre outros grupos criminosos, uma facção criminosa que comandava ações de dentro de unidades prisionais do estado.

Pela Polícia Civil, foram feitas duas operações: a Sicários (para conclusão de 200 inquéritos de crimes como homicídios e latrocínios) e Actio Auctoritatis (intensificar as investigações de roubos e tráfico de drogas). Pela Polícia Mlitar, mais de 5,7 mil pessoas foram detidas e 305 armas foram retiradas de circulação.

Em relação ao efetivo da Segurança Pública, novos agentes estão em processo de formação nas academias da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Eles deverão ser colocados nas ruas até o mês de agosto, segundo a Sesp. O estado também promete lançar ainda em 2015 um concurso público para contratar 100 delegados.

Vacinação contra vírus da gripe começa em 4 de maio

420197306481482O ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse nesta quarta-feira (8) que a campanha de vacinação contra o vírus da gripe vai começar no dia 4 de maio. Ele anunciou a data durante uma audiência na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) no Senado. Segundo a assessoria da pasta, a campanha terá duração de três semanas.
Normalmente, a campanha é realizada no fim de abril, mas este ano foi adiada para que as doses incorporassem uma nova cepa de vírus que se tornou comum no Hemisfério Norte. De acordo com a assessoria do ministro, o adiamento não vai trazer prejuízo à população, porque o indicado é que as doses sejam administradas antes de o inverno começar. A vacina é indicada para qualquer pessoa, mas idosos, gestantes e crianças são considerados grupos prioritários e podem receber a dose gratuitamente em postos de saúde

Nova fase da Lava Jato investiga fraudes em contratos da Saúde e da Caixa

A 11ª fase da Operação Lava Jato, deflagrada na manhã de hoje (10) pela Polícia Federal, investiga a existência de um esquema criminoso de fraude em contratos de publicidade do Ministério da Saúde e da Caixa Econômica Federal. Segundo a PF, as novas investigações revelam que o deputado cassado André Vargas (sem partido-PR) é suspeito de receber propina da agência de publicidade Borghierh Lowe Propaganda e Marketing Ltda., responsável pelas contas publicitárias do banco estatal e do Ministério da Saúde.
André Vargas foi um dos sete presos hoje pela PF. Além disso, a Justiça Federal no Paraná decretou o sequestro de uma casa do ex-deputado em Londrina (PR). Além do ex-petista, foram presos preventivamente os também os ex-deputados federais Luiz Argôlo (SD-BA) e Pedro Corrêa (PP-PE) – condenado na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Foram levados ainda para a Superintendência da PF, em Curitiba, Leon Vargas, irmão de André Vargas, Ivan Vernon da Silva Torres, Elia Santos da Hora (secretária de Argôlo) e Ricardo Hoffmann, diretor da agência Borghierh Lowe Propaganda.

Deputado gasta R$ 168 mil em posto de genro

De setembro de 2011 a fevereiro de 2015, o deputado Paulo Feijó (PR-RJ) gastou R$ 168,4 mil para abastecer veículos utilizados por ele e assessores em um posto em Campos de Goytacazes (RJ). O parlamentar foi integralmente ressarcido pela Câmara após apresentar notas fiscais.
Seria apenas mais um caso de uso da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o chamado cotão, benefício ao qual todo congressista tem direito para cobrir despesas atreladas ao mandato, não fosse um detalhe: o posto Líder Ltda, usado todas as vezes pelo parlamentar, é de propriedade de seu genro, Leandro Souza Barroso. Norma interna da Câmara proíbe deputados de pedirem ressarcimento de despesas feitas em empresas de propriedade de parentes em até terceiro grau, como filhos, pais, cônjuges, irmãos, sobrinhos, avós, sogros, noras e genros

Câmara aprova descontar até 10% do salário para pagar cartão de crédito

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (9) uma medida provisória que permite ao trabalhador optar por descontar a fatura do cartão de crédito diretamente na sua folha de pagamento no valor de até 10% do seu salário. A matéria segue para o Senado.
Atualmente, o desconto na folha de pagamento, chamado crédito consignado, é liberado para empréstimos e financiamentos em um limite de até 30% da remuneração. Se a medida for aprovada também pelos senadores, o trabalhador poderá comprometer mais 10% do salário para pagar o cartão de crédito. Na prática, o teto de endividamento em operações descontadas da folha passará a 40%.

PF prende três ex-deputados em nova etapa da Lava Jato

Por Fausto Macedo, Ricardo Brandt, Fábio Fabrini e Mateus Coutinho
montagemnovaetapalavajato
Da esquerda para a direita os ex-deputados André Vargas (sem partido), Pedro Corrêa (PP-PE) e Luiz Argôlo (SD-BA) Montagem: Estadão
O ex-deputado André Vargas (sem partido) foi preso nesta sexta-feira, 10, em Londrina  (PR) na 11ª etapa da Operação Lava Jato denominada “A Origem”, deflagrada nesta manhã. Também foram preso os ex-deputados Luiz Argôlo (SD-BA) e o ex-parlamentar já condenado no mensalão e atualmente cumprindo pena no regime semiaberto, Pedro Corrêa (PP-PE). O nome da operação faz referência às investigações dos ex-parlamentares, cujo envolvimento com o esquema do doleiro Alberto Youssef foi descoberto nas primeiras etapas da operação, no ano passado.