20 de abril de 2015

Vereador é preso dirigindo embriagado e suspeito de agredir mulher

O fato foi registrado neste domingo (19), por volta das 22h30 na cidade de Nova Olímpia, região médio norte de Mato Grosso. O boletim de ocorrência relata que a vítima, mulher de 34 anos, foi agredida fisicamente por ele, que é vereador naquele município. À polícia, a mulher relatou que estaria com várias lesões corporais e dores na cabeça em razão de puxões de cabelo, além de inchaço no tornozelo direito, decorrentes das agressões sofridas.

Ela narrou à polícia ainda que o suspeito estava embriagado e dirigia seu veículo em direção ao centro da cidade, sendo ele localizado quando chegava em sua residência.

Ele foi detido em flagrante por lesão corporal – caracterizada como violência doméstica “porque o suspeito tem um relacionamento extraconjugal a mais de 02 anos e uma filha menor com a vítima”, segundo relatado no Boletim de Ocorrência.

Ele foi autuado ainda pelo delito de embriagues ao volante, pois foi surpreendido quando conduzia seu veículo, em fuga depois de praticar os atos contra a mulher, em visível estado de embriagues alcoólica. “Exalando odor de álcool, com respiração ofegante, olhos vermelhos, exaltado”, relata o Boletim de Ocorrência. Ele também confessou que havia ingerido cervejas na residência de um amigo.

O vereador recebeu voz de prisão em flagrante delito sendo conduzido até a Delegacia de Polícia local com lesões corporais na testa, nos dois braços e mãos (sinais de unhadas), supostamente provenientes das tentativas da vítima se defender das agressões do suspeito.


Fonte: Marlenne Maria - da Redação Pioneira

Arcebispo de Brasília é eleito novo presidente da CNBB

Dom-Sergio
O arcebispo de Brasília (DF), dom Sérgio da Rocha, foi eleito na manhã desta segunda-feira, 20, como presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O novo presidente foi escolhido ainda no primeiro escrutínio, após receber 215 votos, superando assim os 196 que corresponderam aos dois terços necessários para a eleição.
O arcebispo de Brasília e novo presidente da CNBB nasceu em Dobrada, no estado de São Paulo, em 1959 e foi ordenado presbítero na Matriz do Senhor Bom Jesus de Matão (SP) em 1984. Foi nomeado bispo pelo papa João Paulo II em 2001, como auxiliar de Fortaleza (CE) e sua ordenação episcopal foi realizada em agosto do mesmo ano, na Catedral de São Carlos (SP), pelos bispos ordenantes dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, dom Joviano de Lima Júnior e dom Bruno Gamberini.
Em janeiro de 2007 o papa Bento XVI o nomeou como arcebispo coadjutor da arquidiocese de Teresina (PI). Também pelo papa Bento XVI, em 2011, foi nomeado para arcebispo metropolitano de Brasília. Dom Sérgio estudou Filosofia no Seminário de São Carlos (SP) e Teologia na Pontifícia Universidade de Campinas (SP). O arcebispo é mestre em Teologia Moral pela Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção (SP) e doutor pela Academia Alfonsiana da Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma.

Reforma política precisa sair este ano, defende Temer

temer reforma
O vice-presidente da República, Michel Temer, agora também o principal articulador político do governo, afirmou hoje que se a reforma política não for feita neste ano “não se faz mais, porque ano que vem tem eleição municipal”. Para Temer, é possível que a reforma política possa ser feita ainda em 2015. Ele deu entrevista depois de uma palestra sobre reforma política, na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, na qual defendeu sua proposta de conhecida como “distritão”, de voto majoritário em substituição ao voto proporcional.
Indagado em entrevista se o “distritão” poderia reduzir a corrupção na política, o vice-presidente declarou que isso poderia colaborar, porque haveria número menor de candidatos e partidos que deveriam ser mais programáticos. Para ele, a definição de que uma holding de empresas daria financiamento para um único candidato diminuiria esses problemas.

Voto distrital para vereador pode ser decidido pela Câmara na quarta

Pode ser votado nesta quarta-feira (22) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) projeto segundo o qual vereadores de municípios com mais de 200 mil eleitores devem ser escolhidos por voto distrital. De acordo com o PLS 25/2015, do senador José Serra (PSDB-SP), uma cidade desse porte seria dividida em distritos, em número igual ao de vagas na câmara municipal.
Cada distrito elegeria um vereador por maioria simples (50% dos votos mais um). Assim, o candidato mais votado seria eleito. O partido ou coligação poderia registrar apenas um candidato a vereador por distrito e cada vereador teria um suplente. Os Tribunais Regionais Eleitorais ficariam responsáveis por definir os distritos, observando a continuidade do território e a igualdade de voto.

Investigação de governadores na Lava Jato deve durar até seis meses

A avaliação da vice-procuradora-geral da República, Ela Wiecko, a procuradoria decidirá em até seis meses pelo arquivamento ou pela abertura de ação penal contra os governadores do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB) e do Acre, Tião Viana (PT), investigados no Superior Tribunal de Justiça (STJ) por suposto envolvimento na Operação Lava Jato. “Eu acho que mais de seis meses é demais. Nesse horizonte de seis meses haverá uma manifestação de mérito”, disse a vice-procuradora.

Preso envia pedido de liberdade ao STJ escrito em papel higiênico

 
Um pedido de habeas corpus endereçado ao presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Francisco Falcão, surpreendeu nesta segunda-feira funcionários da Seção de Protocolo de Petições da Corte. Dentro de um envelope, eles encontraram caprichosamente dobrado cerca de um metro de papel higiênico com o pedido, escrito de próprio punho por um preso do Centro de Detenção Provisória (CDP) I de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo.

PF deflagra operação Urubu Branco contra posseiros em área indígena

A Polícia Federal deflagrou operação para identificar invasores da Terra Indígena Urubu Branco, localizada na região Nordeste de Mato Grosso, entre os municípios de Confresa, Porto Alegre do Norte e Santa Terezinha. A ação foi realizada na semana em comemoração ao dia do índio, 19 de abril.

Segundo a PF, na oportunidade, foi confirmada a situação irregular dos posseiros que praticavam ilegalmente agricultura e pecuária dentro da terra indígena. Foram apreendidos documentos e motosserras que, segundo os agentes federais, são utilizadas nos crimes ambientais.

Além disso, foram encontradas armas de fogo sem registro, o que provocou a prisão em flagrante de três pessoas.

Conflitos
Esta não é a primeira ação da PF no local, com extensão superior a 167,5 mil hectares, onde vive a comunidade dos Tapirapé. Em 2012, após determinação do STJ, por meio do ministro, Felix Fischer, foram retirados posseiros que insistiam em ficar na área indígena.


A posse e o usufruto exclusivos da terra foram garantidos ao grupo indígena por meio da Portaria 599, de 2 de outubro de 1996, do ministro da Justiça, e a demarcação foi homologada por decreto federal publicado no Diário Oficial da União de 8 de setembro de 1998. Apesar disso, à época, a Funai alegou que “inúmeros ocupantes não índios vêm obstaculizando a efetivação do comando institucional”, por isso, ajuizou ação civil pública, visando à expulsão dos ocupantes irregulares. (Com assessoria)

REAJUSTE POLÊMICO: Por meio de decreto, AL de MT oficializa aumento de verba em 85%

DOUGLAS TRIELLI

A Mesa Diretora publicou, nesta segunda-feira (20), no Diário Oficial do Estado, decreto legislativo que oficializa o reajuste de R$ 65 mil da verba indenizatória de cada um dos 24 parlamentares de Mato Grosso.

Na última semana, a mesma medida foi publicada no Diário Oficial por meio de resolução, que precisaria ser aprovada pelo governador Pedro Taques (PDT).

Segundo informações de bastidores, Taques pediu ao presidente da Assembleia, Guilherme Maluf (PSDB), para que “autogovernasse” o orçamento da Casa de Leis, que em 2015 é de R$ 412 milhões.

Prefeitos começam manutenção de estradas com pagamento do Fethab

Após receberem a primeira parcela do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), os prefeitos de Paranatinga, Cáceres e Rondonópolis, Vilson Pires (PRP), Francis Maris (PDMB) e o prefeito em exercício Rogério Salles (PSDB), respectivamente, começam a planejar a destinação dos recursos. Dos 141 municípios, estes são os que mais receberam, perdendo, apenas, para Juara, no qual o prefeito Edson Piovesan (PPS), procurado pelo Rdnews, não atendeu às ligações. Os cálculos são baseados em dois fatores base, referentes ao número de estradas municipais e estaduais não pavimentadas e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) reverso, ou seja, os municípios com os índices mais baixos.

Sendo o município com maior extensão territorial do Estado e o segundo maior plantador de soja, perdendo apenas para Sorriso, Paranatinga possui 1,5 mil km de malha viária estadual e 4,6 mil de estrada municipal. Por isso, foi o segundo que mais recebeu, R$ 451, 5 mil. Para o prefeito Vilson Pires, esse dinheiro será importante para a manutenção de rodovias e estradas não pavimentadas. “Além disso, vai ajudar na aquisição de pneus, óleo diesel e reparos na frota”, garante.

DÍVIDA DE CAMPANHA: Justiça manda penhorar R$ 6,1 milhões do

Gazeta Digital

Por dívidas de empréstimos contraídos junto ao engenheiro Pedro Luis Araújo Filho para custear sua campanha eleitoral em 2010, o deputado federal Carlos Bezerra (PMDB) terá R$ 6,1 milhões penhorados por determinação da juíza Ana Paula Carlota Miranda, da 3ª Vara Cível de Cuiabá. A decisão da magistrada foi dada numa ação de execução de dívidas movida por Pedro e que tramita desde janeiro de 2014 no Judiciário. A esposa de Bezerra, a ex-deputada estadual Maria Aparecida Borges Bezerra, a Teté Bezerra (PMDB), também é ré no processo e os bloqueios também devem incidir sobre seus bens.

O deputado vem tentando suspender a execução da dívida, mas até o momento não obteve êxito. Ele ingressou na mesma vara com um recurso de embargos à execução, mas a juíza negou o pedido na última quarta-feira (15). “O embargante [Carlos Bezerra] não demonstrou a existência de omissão, obscuridade e/ou contradição na decisão recorrida à autorizar a oposição do recurso de embargos de declaração”, destacou a magistrada.

PT teme que punição da Lava Jato casse ou ‘inviabilize’ seu registro

dinheiro_sacosA cúpula do PT teme que as ações dos investigadores da Operação Lava Jato acabem por “inviabilizar” o funcionamento do partido e até por levar à cassação do registro da legenda. Antes mesmo da prisão de João Vaccari Neto, o tesoureiro da sigla, na quarta (15), dirigentes afirmaram reservadamente à Folha terem sido informados por pessoas que acompanham os desdobramentos da operação de que o partido deve sofrer sanções financeiras para ressarcir os cofres públicos pela corrupção no esquema da Petrobras.
Desde então, a sigla se prepara, nas palavras de um grão­petista, para uma multa de ”valores astronômicos” a ser estipulada pelas instâncias judiciais. Segundo a Folha apurou, petistas esperam uma multa correspondente ao valor que Pedro Barusco, ex­gerente da Petrobras, revelou em delação premiada serem propinas pagas ao PT e ao próprio João Vaccari.
Ele estimou que o PT tenha recebido entre US$ 150 milhões e US$ 200 milhões entre 2003 e 2013 de propina retirada dos 90 maiores contratos da Petrobras. O Ministério Público Federal já sinalizou que pedirá punições aos partidos políticos envolvidas na Lava Jato, mas não detalhou quais serão. Até agora, os pedidos de punição se restringem a políticos e dirigentes partidários.

Líder do PSDB afirma que pedido de impeachment deve ser feito em maio

cassio conab
Cássio Cunha Lima, líder do PSDB no Senado, disse neste domingo (19) que a oposição deve formalizar o pedido de impeachment contra Dilma Rousseff no mês de maio. “Estamos só esperando que o doutor Miguel Reali Júnior conclua um parecer jurídico”, disse o senador ao blog do Josias de Souza. “Esse parecer depende de uma perícia que pedi ao TCU sobre as pedaladas fiscais do governo. Devemos formalizar em maio.”
O senador participa do 14º Fórum de Comandatuba, na Bahia. Presente ao mesmo encontro, o deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara, dissera mais cedo não enxergar nas chamadas “pedaladas fiscais” uma motivação suficiente para a abertura de processo de impeachment. Alega que a manobra foi feita em mandato anterior. E não colocaria em risco o atual governo de Dilma.
“Como se trata do mandato anterior, eu não vejo como pode resultar numa responsabilidade do atual mandato”, afirmou Cunha, a quem caberá decidir se um eventual pedido de impeachment terá prosseguimento ou será engavetado. “Eu sinceramente não vejo isso no mandato passado para sustentar um pedido de impeachment.”

“Se alguém roubou a Petrobras, que seja preso”, diz Lula tomando uma gelada

lulacerveja
O ex-presidente Lula aproveitou palestra nesta sexta-feira para funcionários da fábrica da cervejaria Itaipava, em Itapissuma, para defender a Petrobras e condenar o sentimento de pessimismo no Brasil. “A Petrobras não acabou. As ações estão se valorizando. E o país não vai acabar não. Os brasileiros têm noção do quão forte ele é. Se alguém roubou a Petrobras, que prendam quem roubou. Para isto tem a Justiça”, afirmou o ex-presidente, menos de uma semana após a prisão do tesoureiro do PT, João Vaccari.
O petista iniciou a fala criticando a “elite” e os “pessimistas” do país, se referindo a pesquisas que falam da expectativa de crescimento da inflação, do desemprego e da queda do poder de compra dos brasileiros. Lula afirmou que se o país estivesse indo bem ele não teria sido eleito presidente da República. “As pesquisas jogam o Brasil para baixo e quem fala isso não conhece a força deste país”, afirmou o ex-presidente.

Câmara pode votar pontos polêmicos do projeto da terceirização

camarapartidos
O Plenário da Câmara dos Deputados retoma na quarta-feira (22) a votação do projeto de lei que regulamenta a terceirização (PL 4330/04). Os deputados já aprovaram o texto-base da proposta, mas precisam concluir a análise dos destaques e das emendas apresentados ao texto.
As duas últimas sessões em que a matéria foi debatida foram marcadas pela apresentação de várias emendas propondo mudanças mais profundas no texto do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (SD-BA). Protestos conduzidos pelas centrais sindicais também ocorreram em várias capitais do País contra certos pontos do projeto, como a permissão de terceirização das atividades-fim de uma empresa. Os sindicatos temem a precarização da relação trabalhista.
Outro ponto tratado por emendas é a responsabilidade da empresa contratante em relação aos direitos trabalhistas. Há emendas que tornam essa responsabilidade solidária em todos os casos. Nesse tipo de responsabilidade, o trabalhador poderá processar a contratante e a contratada ao mesmo tempo, no caso de esta não honrar as obrigações trabalhistas e previdenciárias.

Ex-senadora Heloísa Helena na linha de frente da Rede

heloisa helema
A Rede colocará Heloísa Helena como uma das mais fortes porta-vozes do novo partido. Depois do apoio de Marina Silva a Aécio Neves no segundo turno, a intenção é voltar a animar a militância com um discurso mais radical-esquerdista.
Por Lauro Jardim

Aécio diz ser um democrata indignado

Aecio_NevesO senador Aécio Neves (PSDB-MG), que foi citado pelo doleiro Alberto Youssef como ‘dono’ de uma diretoria em Furnas que pagava mensalão de US$ 120 mil a diversos parlamentares durante o governo FHC (saiba mais em “A Carta Aberta de um Servidor ao Juiz Moro”), rebate, nesta segunda-feira, artigo do jornalista e cientista político André Singer.
No sábado, Singer afirmou que Aécio está mais para Carlos Lacerda, o paraninfo de todos os golpistas atuais, do que para seu avô Tancredo Neves, que, democrata, defendeu Getúlio Vargas até o fim (saiba mais aqui).
No texto “30 anos”, Aécio diz que Singer “preferiu dedicar a sua última coluna a criticar o que seria, na sua opinião, o meu posicionamento frente à tese do impeachment, que tem mobilizado corações e mentes por todo o país”.
Primeiro, Aécio tentou desqualificar o adversário, classificando-o como “alguém tão ligado ao PT”, como se a sua própria posição, de derrotado nas últimas eleições presidenciais, fosse neutra (leia mais em “Boechat detona Aécio: choro de perdedor”).

Casamento DEM-PTB quase consumado

imagesNa reta final para bater o martelo sobre a fusão, as direções de PTB e DEM estimam que a bancada na Câmara cairá de 49 para 43 deputados.A presidente do PTB será Cristiane Brasil, e o do PSB, Carlos Siqueira. José Agripino e Roberto Freire devem presidir as fundações Tancredo Neves e João Mangabeira, que serão mantidas.

PT teme que Lava Jato casse seu registro

images (1)A cúpula do PT teme que as ações dos investigadores da Operação Lava Jato acabem por “inviabilizar” o funcionamento do partido e até por levar à cassação do registro da legenda.
Antes mesmo da prisão de João Vaccari Neto, o tesoureiro da sigla, na quarta (15), dirigentes afirmaram reservadamente à Folha de São Paulo terem sido informados por pessoas que acompanham os desdobramentos da operação de que o partido deve sofrer sanções financeiras para ressarcir os cofres públicos pela corrupção no esquema da Petrobras.
Desde então, a sigla se prepara, nas palavras de um grão-petista, para uma multa de ”valores astronômicos” a ser estipulada pelas instâncias judiciais. Segundo a Folha apurou, petistas esperam uma multa correspondente ao valor que Pedro Barusco, ex-gerente da Petrobras, revelou em delação premiada serem propinas pagas ao PT e ao próprio João Vaccari.

Banco do Brasil promoverá novo concurso público

BOA_BANCO-DO-BRASIL_FACHADA.jpeg
O Banco do Brasil deve abrir mais um concurso em 2015 para o cargo de Escriturário, que exige o nível médio de escolaridade. A expectativa é que a lotação deste concurso seja para os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e parte dos estados do Amazonas e Santa Catarina.
O salário inicial de Escriturário é de R$ 2.227,26, para uma jornada de 30 horas semanais. Além do salário, os servidores do Banco do Brasil contam com acréscimo de participação nos lucros ou resultados, vale-transporte, auxílio creche, ajuda alimentação refeição, auxílio a filho com deficiência, plano odontológico, assistência médica e previdência privada, assim como possibilidade de crescimento e desenvolvimento profissional.

Sangue na urina e febre podem ser sinais de pedra no rim

pedrarim
Sangue na urina, além de vômitos e febre podem ser sinais de cálculo renal, conhecido como pedra no rim.O cálculo renal acomete 15% da população, sendo aproximadamente duas vezes mais comum em homens do que em mulheres, principalmente entre os 20 e 40 anos, afirma Alexandre Crippa, urologista do Hospital Samaritano de São Paulo.
O especialista informa também que, como característica, o indivíduo costuma sentir forte dor aguda repentinamente, que independe da posição ou movimentação, geralmente na região lombar e unilateral. “A suspeita de cálculo é feita por meio da história e quadro clínico e a comparação do diagnóstico geralmente é pela tomografia computadorizada, sem uso de contraste. Este exame também define o tamanho e a localização do cálculo, o que influenciará no tipo de tratamento”.

Prejuízo aos cofres públicos é estimado pela PF em R$ 500 mil

dinheiro pelo raloOs mandados de prisão cumpridos nesta sexta-feira (17) pela Polícia Federal em Mossoró, dentro da terceira etapa da chamada Operação Salt, resultaram de ações ajuizadas pelo Ministério Público Federal (MPF), que apresentou quatro denúncias por lavagem de dinheiro, uma denúncia por organização criminosa, uma denúncia por falsidade ideológica e um pedido de prisão preventiva, envolvendo um total de 20 pessoas.
O grupo é acusado de integrar uma organização criminosa que, desde 1990, especializou-se em praticar os crimes de sonegação fiscal, apropriação indébita previdenciária, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Por meio de um grande emaranhado de empresas, muitas delas de “fachada”, o chamado Grupo Líder conseguiu sonegar mais de R$ 500 milhões. As ilegalidades já haviam levado a Polícia Federal a deflagrar outras duas operações, sendo uma delas em dezembro de 2013 (Operação Salt I) e a segunda em 26 de março deste ano (Operação Salt II).

Projeto pretende transformar corpos humanos em adubo

katrina-spade-fundadora-do-projeto-morte-urbana-cobre-corpo-com-folhas-em-unidade-de-pesquisa-1429135307371_615x300O corpo da pequena mulher de 78 anos de idade, com cabelos grisalhos caindo sobre os ombros rígidos, foi levado para um morro na Universidade Western Carolina, ainda vestido com uma camisola azul de hospital e meias verde-limão. Ela foi colocada sobre uma cama de serragem e, em seguida, mais serragem foi empilhada sobre ela. Se tudo acontecer como se espera, o corpo vai se transformar em adubo.
Trata-se do próximo passo surpreendente no movimento pelo enterro natural. Embora cada vez mais pessoas optem pelo sepultamento em mortalhas simples ou caixões biodegradáveis, os cemitérios urbanos continuam se enchendo. Para aqueles que têm consciência ambiental, a cremação é uma opção problemática, uma vez que o processo libera gases de efeito estufa.

PMDB já articula candidatura própria para presidente em 2018

logo_PMDBEntre os nomes que aparecem, o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes, o vice-presidente Michel Temer e o presidente da Câmara Eduardo Cunha. A janela em 2018 é óbvia. O PT está extremamente desgastado e pode chegar pior em quatro anos. Se o PMDB, que sempre esteve do lado do partido da posição, não deseja sair do topo do poder, é hora de abandonar o barco e nadar por conta própria. Membros do partido também acham muito improvável que Lula seja candidato em 2018 e o PT, portanto, não teria nenhum outro nome forte para garantir mais quatro anos no Planalto – e a vice-presidência.
Entre as dificuldades do projeto, segundo a revista EXAME, estão a difícil missão de unificar o partido (que tem líderes regionais fortes, cada um tentando se projetar mais) e a necessidade de definir uma linha política clara. Nesse sentido, a dificuldade gira em torno da polaridade vista nas últimas eleições: sempre um partido da posição contra um outro da oposição, sempre PT e PSDB. O PMDB teria problemas em se definir: somos contra o governo? Ou a oposição? Agora somos contra o PT? Por que somos diferentes da oposição tucana?

Antônio Fiuza, popular “Toninho moage” é encontrado morto em banheiro de residência em Juína

O corpo de Antônio Fiuza, popular “Toninho moage” de 50 anos, foi encontrado em avançado estado de decomposição dentro de um banheiro aos fundos de uma residência no setor Industrial onde atualmente residia, na cidade de Juína.

Agentes da Funerária Alternativa tiveram que arrombar a porta do banheiro para que Peritos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) realizassem os trabalhos de exame de local de crime.

Devido ao avançado estado de decomposição não foi possível realizar um exame minucioso, mas a princípio, os policiais trabalharam com a hipótese de uma morte “natural”, ou seja, não foi possível visualizar qualquer marca de violência. Outra tese levantada, é que a vítima tenha passado mal e não conseguiu socorro imediato.

Seu corpo foi encontrado depois que amigos perceberam por pelo menos três dias a ausência de Toninho, ao se aproximarem do banheiro sentiram o odor que exalava.

A Polícia Judiciária Civil também esteve no local para o registro da ocorrência.

O corpo da vítima foi liberado para o Instituto Médico Legal (IML). Fonte: JRegional com Juína News

Homem é condenado a 14 anos de prisão por matar esposa que usava muito WhatsApp

A Comarca de Sapezal julgou nesta sexta-feira (17 de abril) um dos processos em que houve maior clamor social na cidade. Foi julgado Airton Henrique de Vasconcelos, que por motivo fútil, meio cruel e dificultando a defesa da vítima, matou sua companheira Salete Turazi Myiashita em fevereiro de 2015. Ele teria assassinado a mulher depois de perceber que ela fazia ligações rápidas e também passava muito tempo no aplicativo WhatsApp.

Vasconcelos teria perguntado a Salete se ela estava se relacionando com outros homens e ela não teria dado atenção à reclamação do companheiro, saindo para o banheiro. Ocasião em que ele pegou uma arma e a esfaqueou durante o banho. Em seguida ele fugiu para a cidade vizinha de São José dos Quatro Marcos, onde foi preso em flagrante.

O Tribunal do Júri da Comarca sentenciou o réu a 14 anos e seis meses de reclusão em regime inicial fechado. “A culpabilidade merece carga de valoração negativa eis que o agente não mediu esforço para atentar contra o maior bem jurídico de um ser humano – a vida – revelando um comportamento brutal e impiedoso ao desferir dezoito golpes de faca contra a vítima, pessoa que o próprio acusado alegou ser o amor da sua vida”, ressalta o magistrado João Filho de Almeida Portela, presidente do Tribunal do Júri de Sapezal.

Ele afirma ainda que com apenas 73 dias desde que o crime ocorreu já foram feitos a pronúncia e o Tribunal de Júri, com rapidez, e o mais importante, salvaguardando todos os direitos do réu. “Acredito que este possa ter sido o julgamento mais rápido de Mato Grosso, ou talvez o mais rápido do país”, explica o juiz.

Portela afirma que o julgamento pôde ser realizado com rapidez por conta da parceria estabelecida com outros órgãos. “Este julgamento causou grande repercussão na cidade e o julgamento célere é uma forma de dar resposta à sociedade de Sapezal. Nós conseguimos fazer o julgamento rápido por conta da parceria realizada com a promotora de Justiça Alice Cristina de Arruda e Silva Alves, a defensora pública Maria Cecília Alves da Cunha e o advogado dativo Pedro Elísio de Paula Neto”, conclui o magistrado.