7 de maio de 2015

Professor que teve o nariz quebrado por aluno vai abandonar a profissão

Por: G1

“Quando tenho aula, já entro na sala com medo. Todos da escola sabem como o garoto é perigoso”. É assim que o professor Walter da Rocha e Silva de Rio Claro (SP) descreve o aluno de 14 anos que o agrediu e quebrou seu nariz com um bloco de concreto dentro da escola na terça-feira (5). Professor de química há 4 anos, ele disse ao G1 nesta quarta-feira (6) que vai abandonar a profissão por falta de segurança no trabalho e má remuneração.

O professor de 36 anos deve passar por uma consulta ainda nesta quarta-feira para avaliar se vai precisar de cirurgia. A agressão aconteceu durante a manhã de terça-feira na da Escola Estadual João Baptista Negrão. Silva relatou que o adolescente fazia bagunça na sala de aula e, após uma breve discussão entre ambos, o jovem foi expulso do local e encaminhado à diretoria. O adolescente, entretanto, retornou à sala para buscar o material.


“Assim que ele saiu, eu, a diretora e a coordenadora o acompanhamos até a direção. Ele estava na porta da diretoria e, quando me aproximei, fui acertado com o bloco no nariz”, afirmou Walter.

O bloco também acertou uma aluna que estava na secretaria. O menor fugiu da escola antes da chegada da polícia, e o professor foi encaminhado ao pronto-socorro da cidade, onde registrou um boletim de ocorrência. Ele teve ferimentos no rosto e quebrou o nariz. Já a aluna não apresentou ferimentos.

Silva, que trabalha há dois anos na escola e dá aulas de terça e quinta-feira, disse que já sabia do histórico do estudante. De acordo com ele, outros professores já tinham avisado sobre o perigo que o garoto apresentava, por ser  violento e já ter tido problemas com a polícia anteriormente.

Falta de incentivo

Embora seja a primeira agressão sofrida, Silva disse conhecer casos de agressão em outras unidades de ensino. Ele disse que isso se deve ao fato de alunos serem empurrados para a escola desde cedo, mesmo sem vontade de estudar. “A escola virou um depósito de alunos. É uma cadeia que os estudantes ficam meio período. Deveria ser assim: o aluno vai porque quer estudar. Se não quiser, não entra”, afirmou.

O professor, que está terminando a pós-graduação, disse ter a certeza de que vai largar a profissão. “O professor sofre muito no trabalho, é mal remunerado, corre risco e não tem proteção. Se fosse com a polícia, teriam como se defender, mas o que o professor pode fazer? No máximo jogar um giz no aluno”, declarou.

Violência

A Diretoria Regional de Ensino de Limeira afirmou, em nota, que repudia qualquer ato de violência e lamentou o ocorrido na escola. "A direção da unidade prestou todo atendimento ao professor e realiza o acompanhamento do docente. A Ronda Escolar foi acionada e um boletim de ocorrência registrado", explicou.

O comunicado também alega que as escolas contam com o sistema de proteção escolar, que busca incentivar a participação dos responsáveis e da comunidade nas ações preventivas à violência.


"Vale ressaltar que já está agendada uma reunião do conselho escolar com os responsáveis e o conselho tutelar para definir as punições ao estudante de acordo com o regimento escolar. A direção da unidade de ensino está à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos", finalizou.

Grupo se manifesta contra vereadores 'chapa branca' em Araputanga

Cinquenta e oito dias depois da declaração do ex-presidente da Câmara de Araputanga, Ilídio da Silva Neto, que convocou o povo para se manifestar cobrando do Executivo e Legislativo por serviços melhores, o grupo intitulado “Vereadores e Povo” promoveu o maior protesto pacífico contra a falta de fiscalização dos vereadores que apoiam as ações do Executivo municipal.

O ato dos manifestantes aconteceu na noite desta segunda-feira (04), durante sessão da Câmara de Vereadores de Araputanga.

O ex-presidente do Poder Legislativo, Ilídio parabenizou os organizadores do movimento e o povo que, convocado compareceu, declarando que fiscalizar os eleitos e pedir prestação de contas é direito de cada cidadão e obrigação de quem ocupa a função pública.

Na opinião do ex-vereador Ilídio, o comparecimento do povo em massa com nariz de palhaço diante dos vereadores, que deveriam cumprir com sua obrigação de fiscalizar e falham ou talvez nada fazem, foi a maior humilhação pública que os atuais vereadores que emprestam sustentação política ao Executivo, poderiam sofrer nos cargos e serem obrigados a encarar o mesmo povo que os elegeu, durante o resto do mandato.

De forma pacífica o povo se “rebelou” ao comparecer na Câmara Municipal de Araputanga portando nariz de palhaço para reprovar a atuação da bancada de vereadores que apoiam as ações do Executivo municipal, a pesar do visível status de abandono da cidade que revela completa falta de um projeto político que efetivamente se preocupe com serviços públicos que promovam o bem estar do cidadão araputanguense.

Se tal projeto existe pode estar completamente fora de rota. Acompanhando o que diz o povo e as recentes publicações nas redes sociais, já é possível prever os próximos passos do governo municipal; no que toca à gestão, a atuação política recebeu uma “canga” pública de descrédito que a obriga a mudar de rota, porque na forma como está a cidade, o projeto “novos caminhos” vem empurrando os destinos do município perigosamente para o precipício.

No lado do cabo de guerra onde o povo resolveu segurar, os narizes de palhaço, simbólico protesto utilizado como “arma” contra os vereadores, pode facilmente se voltar contra o próprio Executivo que já se vê ‘refém’ do paço municipal.

O simbolismo do protesto pode virar modelo para população de outros municípios e, certamente ressurgirá nos palanques das eleições municipais 2016; exceto a vereadora Stellamaris e o vereador Gilmar, que receberam aplausos dos manifestantes, os vereadores desde já, estão intimados pelo povo a trocar o apoio até hoje emprestado ao Executivo e abrir os olhos para seu verdadeiro papel fiscalizador.


Se isso não ocorrer, os atuais legisladores municipais que ousarem pedir votos, em 2016 para renovar o mandato, estão sujeito a receberem narizes de palhaço como resposta. Folha de Araputanga

Friboi fecha frigorífico de Quatro Marcos e desemprega mais de 700

Contrariando ao acordo de concessão de Regime Layoff ,  proposto a 15 dias atrás aos funcionários, a unidade  JBS Friboi  de São José dos Quatro Marcos anunciou  na manhã desta segunda-feira(04), que irá fechar o frigorifico de São José dos Quatro Marcos.

Atualmente 724 pessoas trabalham na empresa. O número  de demissões ainda não foi confirmado, segundo a assessoria  da JBS os funcionários poderão optar por transferências para unidade de Araputanga, sendo assim o úmero de demitidos podem variar.


Segundo assessoria da JBS Friboi,  a falta de matéria prima foi um dos motivos que levaram o fechamento da unidade.  Jornal Oeste

Empreiteiras do cartel doaram R$ 78 milhões a PT e PSDB em 2014

dinheiro (2)Empreiteiras que integram o “clube” investigado por formação de cartel e desvios na Petrobras doaram em 2014 – ano de eleições gerais e no qual o caso de corrupção foi descoberto – um total de R$ 78 milhões ao PT e ao PSDB. As prestações de contas dos dois partidos, encaminhadas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mostram que quase um terço do total das contribuições de empresas ao diretório nacional petista veio das construtoras sob suspeita na Operação Lava-Jato.
Segundo a Agência Estado, no caso do PSDB, esse porcentual é ainda maior: chega a 42%. Políticos das duas legendas são investigados por suposto envolvimento no esquema. Na lista de empresas que depositaram na conta do PT estão UTC, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez, OAS, Engevix e Odebrecht. Juntas, elas desembolsaram R$ 55,6 milhões de um total de R$ 191,5 milhões.

José Riva vai algemado em audiência no Fórum de Cuiabá



Pela primeira vez, após três meses, o ex-deputado estadual José Geraldo Riva, deixou a prisão para prestar depoimento um dos cem processos que ele responde na justiça comum. O motivo da saída do Centro de Custódia de Cuiabá é devido a uma audiência de instrução na Vara Especializada da Família e Sucessões de Cuiabá.

Segundo o advogado Sergio Waldinah Paganotto de Paiva, que representa a mãe de uma menina de quatro anos, fruto de um relacionamento com Riva durante um período de separação de Janete Riva, a audiência aconteceu para oficializar o pagamento de pensão.

"Atualmente ele paga por conta corrente, sem um valor concreto. Queremos oficializar o valor e que esse valor já seja descontado em folha de pagamento, tendo em vista que Riva é aposentado pela Assembleia e recebe salário mensal", explicou o advogado.

Riva foi ouvido das 13h30 até as 14h30. Ele chegou algemado e acompanhado por dois agentes prisionais. A pedido da defesa do ex-deputado, ele permaneceu sem algemas durante toda audiência e no fim voltou algemado até o carro do Sistema Penitenciário.

O advogado de José Riva não foi encontrado para falar sobre o assunto. Porém, o jurista Sérgio de Paiva disse que em certo momento da audiência o ex-parlamentar não gostou da proposta feita pela mãe de sua filha.

"Entendo que ele está preso, porém ele é aposentado do parlamento e recebe todo mês. Por conta disso a criança não pode ser penalizada", concluiu o advogado. A audiência de instrução foi comandada pelo juiz Gil Perez Fernandes da Silva, que deve oficializar a sentença no dia 14 de maio.

O ex-parlamentar está preso desde o dia 21 de fevereiro. De acordo com o Ministério Público do Estado de Mato Grosso, José Riva é chefe de um esquema que desviou mais de R$ 60 milhões da Assembleia Legislativa. Ele teria usado empresa de fachada para efetivar compras de materiais de escritório e informática, porém os produtos nunca teriam sido entregues. Hiper Notícia


Isto é ser blogueiro

Criar um Blog é fácil, basta se instruir através de bons tutoriais por ai e com certeza logo terás uma página na internet, para divulgar o que quiser ; mas manter um blog e dar vida a ele é difícil , pois exige de nós tempo, criatividade, conteúdo, cuidados, educação e paciência..
Com isto percebemos que tudo que fazemos nele não é para nós e sim para os que entram nele, ou seja, os nossos leitores, as pessoas que dedicam um pouquinho do seu tempo a nos prestigiar. Estamos sempre preocupados com o que vão achar, se o que postamos será bem aceito, se o nosso conteúdo foi bom, se os leitores vão gostar, criticar, etc , é algo que esta dentro da gente .
Às vezes passamos horas ali, tentando mudar algo na postagem , editando, buscando uma imagem que venha ser abraçada pelo texto, enfim, aquela ânsia de que saia tudo perfeito, e agrade os olhos de quem nos lê. Cada um com seu talento, mas todos com o mesmo objetivo, crescer na blogosfera, e levar a quem lê um pouco de nós, de nossas idéias, do que gostamos , do que é bom para nós que possa ser bom pra eles enfim, sempre aprimorando, atualizando, renovando.
Um blogueiro que se preze interage com outro , é uma via de mão dupla, sempre estão em sintonia , visitando outros, comentando nas postagens alheias, deixando sua opinião quando possível, usando de sua gentileza para com quem recebe em sua casa virtual, demonstrando interesse em aprender com seus leitores, e sempre buscando novos voos.
O mais interessante é que podemos dividir nossas opiniões mesmo que seja algo bem pessoal, que as idéias surgem nos momentos mais estranhos, e as vezes somos nossos mais fiéis admiradores. Só precisamos lembrar de nos disciplinar sempre para não passarmos o dia todos em frente ao computador, nos limitando a viver a vida real, pois de nada é saudável.
Enfim, vida de blogueiro é assim, bem divertida, com vantagens e desvantagens, oras transbordando , oras se procurando para ter algo a postar, mas tem prazer de cuidar do seu cantinho acreditando sempre em seu potencial. Blogar é fazer arte… e todo blogueiro é um artista diário….
Cecilia Sfalsin

Algemado, Riva deixa cadeia para comparecer em audiência

O ex-deputado José Riva (PSD) deixou na tarde desta quarta-feira (6) a cela que ocupa no Centro de Custódia de Cuiabá pela primeira vez desde a prisão (21 de fevereiro). A imagem foi registrada pelo jornalista Jacques Gosh, doRDnews. O ex-parlamentar que conseguiu adiar sua presença nas oitivas da operação Imperador (pela qual acabou preso) e na CPI do VLT, teve de comparecer a uma audiência na 4ª Vara da Família e Sucessões no Fórum para tratar de uma ação para o pagamento de pensão alimentícia. 

Vereador "ignora" lei e fuma dentro da sala do prefeito

O vereador Maninho de Barros (PSD) demonstrou desrespeito à legislação vigente e às instituições ao fumar, sentado bem à vontade e com a camisa aberta, no sofá existente no gabinete do prefeito em exercício de Várzea Grande Jânio Calistro (PMDB).
O social-democrata nem se importou com a presença dos jornalistas que entrevistavam o novo gestor sobre a cassação de Walace Guimarães (PMDB) e a posse de Lucimar Campos (DEM), prevista para  18h desta quinta (7). 
Maninho também não se importou com a presença do vereador Pedro Paulo Tolares, o Pedrinho (Solidariedade).  Sentado ao lado, o parlamentar estava visivelmente incomodado com a fumaça do cigarro.  
Ao fumar no gabinete, Maninho descumpriu a chamada Lei Antifumo. Em vigor desde 3 de dezembro de 2014, o texto proíbe, entre outras coisas, fumar em ambientes públicos e privados (veja aqui). 
O ato de fumar em ambiente fechado não é a única transgressão à lei praticada por Maninho de Barros. 
  Lotado como técnico de controle público externo no TCE, onde o pai Branco de Barros atuou como conselheiro até se aposentar, o social-democrata solicitou nova transferência para ficar à disposição da Assembleia. Há muitos anos,  não cumpre expediente e recorre ao artifício da cessão para "servir" outros órgãos. Atualmente, está assessorando o deputado estadual Gilmar Fabris (PSD).
  Maninho de Barros foi presidente da Câmara e, depois, prefeito de Várzea Grande, em 2012, quando Tião da Zaeli (PSD) renunciou ao cargo. Além disso, enfrenta  processos na Justiça. Em um deles, é acusado de, enquanto chefe do Executivo, favorecer o irmão João José Pedroso de Barros, dono da Cerâmica DPE, com doação de uma área pública em região nobre do município. 
  No ano passado, O TCE determinou que Maninho devolvesse R$ 74,8 mil recebidos ilegalmente. À revelia da lei, embolsava dois salários, um de vereador e outro de servidor do próprio órgão controlador. RDNews

Vereador sugere que prefeitura pare de fazer "serviço de preto"

POLLYANA ARAÚJO
DO G1 MT

Edson Giripoca (detalhe) causou polêmica ao
fazer discurso com teor considerado racista, em Diamantino
Na tribuna, o vereador de Diamantino (208 km a Médio-Norte de Cuiabá), Edson da Silva (Pros), o 'Giripoca', causou polêmica ao recomendar que a prefeitura, sob a administração de Juviano Lincoln (PSD), fizesse uma obra de qualidade em uma estrada na zona rural do município.

Ele disse que é necessário fazer um serviço de 'branco' e não de 'preto' para possibilitar a passagem de veículos pelo local. O pronunciamento foi feito na sessão realizada no dia 27 de abril.

Um vídeo da sessão plenária gravado pelo membro do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial, Jacildo Siqueira de Pinho, que mora na cidade, mostra a cena. (Clique AQUI)

"O caminhão não tem como buscar o leite por causa da estrada. Isso vem desde o ano passado. Agora, só tem um buraco de lá até chegar aqui. Vamos esperar que faça um serviço de 'gente branca', não de 'gente preta', porque do jeito que está ali não dá", declarou, ao cobrar melhorias no acesso ao Assentamento Bojuí, naquele município.

Jacildo, que também trabalha como coordenador da Vigilância Sanitária do município, disse que assistia à sessão pela internet e gravou parte do pronunciamento do parlamentar porque considerou que se tratava de injúria racial. Ele disse que pretende denunciar o vereador ao Ministério Público Estadual (MPE).

Na sessão seguinte, nesta segunda-feira (4), ele voltou à tribuna, pediu desculpas e alegou que não tem 'problema com cor'. "Esse vereador, que representa a comunidade, tem que parar para fazer uma reflexão. Não foi só uma infelicidade na fala, mas mostrou desconhecimento sobre a igualdade de direitos e do impacto do racismo na vida dos cidadãos"

"Às pessoas que se sentiram ofendidas, minhas sinceras desculpas. Jamais tenho vergonha de me retratar com a comunidade por uma frase que eu disse por força de expressão. Venho dizer que às vezes as pessoas querem te derrubar e te manchar perante a sociedade e quero dizer que este coração jamais terá forças para fazer mal ou denegrir alguém", enfatizou o vereador do PROS.

Com a divulgação do vídeo nas redes sociais, Edson da Silva acredita que está sendo vítima de perseguição. "Já me retratei, mas isso é perseguição política. Não tenho nenhum problema com cor, até porque também sou negro e não sou o primeiro, nem o último, a dizer isso. Foi só uma expressão", argumentou.

O presidente da Câmara de Vereadores informou que não deverá tomar nenhuma medida em relação ao posicionamento do parlamentar. Jozenil da Costa Lube (PSDB) disse que o colega já se retratou e o defendeu, dizendo que se trata de 'um antigo ditado'. "Ele também é negro. Falou isso sem maldade e se retratou", frisou.

Entretanto, para a secretária do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial, Antonieta Luisa Costa, o vereador ofendeu todos os negros e, em se tratando de um representante do povo, a situação fica ainda mais grave.

"Esse vereador, que representa a comunidade, tem que parar para fazer uma reflexão. Não foi só uma infelicidade na fala, mas mostrou desconhecimento sobre a igualdade de direitos e do impacto do racismo na vida dos cidadãos", avaliou.

Segundo ela, frases e ditados de preconceito contra os negros vêm sendo reproduzidos há muito tempo e que, por causa disso, políticas de igualdade racial estão sendo desenvolvidas pelo poder público. "A discriminação é fruto da intolerância, do desrespeito e do espírito de superioridade", pontuou.

Já em relação ao fato de o vereador também ser negro, Antonieta analisou que ele faz parte do grupo de negros que não tem consciência racial, provavelmente por ter ouvido somente coisas negativas a respeito dos negros.


"Queremos desmistificar a ideia de que os negros são bons apenas em atividades como a capoeira, por exemplo. Nós somos descendentes de reis e rainhas e fomos escravizados no Brasil pelos brancos", argumentou.

Lucimar Campos toma posse hoje em VG

A empresária Lucimar Campos foi diplomada prefeita de Várzea Grande na manhã de quarta-feira (6) em cerimônia que ocorreu na 49ª Zona Eleitoral do Município.

Na ocasião, foi diplomado como vice-prefeito o médico Arilson Arruda (PRTB).

Ambos ficaram em segundo lugar na eleição municipal de 2012 com 44.286 votos, porém, assumem os cargos em virtude da decisão do juiz eleitoral José Luiz Leite Lindote, que cassou o mandato do prefeito de Várzea Grande, Walace Guimarães (PMDB), e do vice-prefeito Wilton Coelho, o Wiltinho (PR), por formação de caixa 2 na campanha eleitoral.

A expectativa é que a posse ocorra nesta quinta-feira (7) e seja conduzida pelo presidente da Câmara Municipal, Jânio Calistro (PMDB). O parlamentar foi notificado ontem da decisão judicial e deverá exercer o mandato de prefeito municipal pelo período de 24 horas. Encerrado o prazo, transmite o cargo a Lucimar Campos.

Ontem, o dia foi de bastante movimentação na classe política de Várzea Grande.

Isso porque se comentou, nos bastidores, que o presidente do Legislativo, vereador Jânio Calistro, estaria disposto a ingressar na Justiça para cobrar a vaga de prefeito. Isso porque a lei orgânica do município teria a previsão legal de que ocorrendo a vacância do cargo de prefeito e vice-prefeito um ano antes de encerrar o mandato, cabe ao presidente do Legislativo assumir.

Acidente mata esposa do ex-deputado Roberto Dorner

Um acidente automobilístico na tarde de ontem vitimou a esposa do empresário e ex-deputado federal Roberto Dorner, Ivete Maria Crotti Dorner. A caminhonete Toyota Hillux que ela dirigia capotou na MT-220, entre as cidades de Juara e Sinop (500 km de Cuiabá). Uma mulher, que estava no banco de carona e não teve a identidade revelada, foi socorrida e encaminhada com vida para o hospital.

Conforme as informações, Ivete e outra mulher estavam a caminho da fazenda da família, quando nas proximidades do “postinho”, ela perdeu o controle do veículo e capotou na pista. O horário do acidente não foi divulgado, mas a confirmação ocorreu por volta das 15h30.

Devido ao impacto, o corpo da empresária foi arremessado para fora do veículo, sendo encontrado numa área verde no acostamento da rodovia. Equipes do Instituto Médico Legal (IML) e perícia técnica estiveram no local e vão investigar as causas do acidente.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a mulher que estava junto com a empresária era sua sobrinha. Ela não teve o nome revelado, mas foi socorrida com vida e encaminhada para uma unidade de saúde da região. Ela não corre risco de vida.

Dorner, que estava em Cuiabá no momento que soube do ocorrido, pegou um avião e se deslocou para Sinop. No Facebook, a deputada estadual Janaina Riva declarou estar em choque, já que na parte da manhã esteve reunida com o empresário. Janaina e Dorner são do mesmo partido político.

“Desejo que Jesus conforte o coração do Roberto Dorner e dos quatro filhos, César, Célia, Sidnei e Robisson. Em uma tragédia sem tamanho que pegou a todos de surpresa, sua esposa e companheira de mais de 40 anos faleceu num trágico acidente ocorrido há pouco”, declarou.

Dorner estava casado com Ivete há mais de 40 anos e juntos tiveram quatro filhos. Juntos construíram o patrimônio da família em Sinop, atuando no ramo da comunicação e atualmente conta com empresa de navegação, onde há mais de 15 filiais no Norte do país.


O corpo da empresária será velado na Câmara dos Vereadores do município. Até o final da tarde de ontem, não havia informações sobre horário e local do sepultamento. (YR)

Sessão da Câmara é interrompida após chuva de ‘dólares’

ptdolaresO presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), esvaziou as galerias do plenário na noite desta quarta-feira depois que manifestantes jogaram cédulas falsas de dólares com os rostos da presidente Dilma Rousseff, do ex-presidente Lula e do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. A sessão precisou ser interrompida.
As galerias do plenário estavam lotadas de manifestantes ligados à Força Sindical, à Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) à Central Única dos Trabalhadores (CUT). Ao serem retirados, manifestantes gritaram palavras de ordem contra o PT e a presidente da República.
As notas falsas, jogadas por manifestantes da Força Sindical, ligada ao deputado Paulinho da Força (SD-SP), mostram imagens de Dilma, Lula e Vaccari seguidas da expressão “PTRO DOLLAR”. A MP 665, que está em análise pelo plenário da Câmara, é combatida pelas centrais sindicais. A medida muda regras de acesso ao seguro desemprego, abono salarial e seguro defeso de pescadores.

Epidemia de dengue afeta uma a cada quatro cidades do país

Uma em cada quatro cidades do país já apresenta epidemia de dengue, segundo levantamento do Ministério da Saúde a pedido da Folha. O estado com a situação mais crítica é São Paulo, onde 82% dos municípios estão nessa condição. Entre eles, a capital paulista, que, pela primeira vez, aparece em situação epidêmica da doença no mapa do governo federal.
O parâmetro adotado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para caracterizar a epidemia é quando a incidência de dengue supera 300 casos por 100 mil habitantes. De 5.570 cidades brasileiras, 1.397 estão nessa condição, sendo 530 em São Paulo.
O levantamento mostra um avanço acelerado do vírus pelo país. No anterior, com informações do começo de março, 511 municípios estavam em epidemia. Um mês depois, esse número quase triplicou. Além da capital paulista, outras seis capitais já aparecem no grupo epidêmico: Florianópolis, Goiânia, Palmas, Rio Branco, Recife e Natal.

Câmara aprova MP que muda regras de acesso ao seguro-desemprego

carteira de trabalhoA Medida Provisória (MP) 665, que altera as regras de acesso ao seguro-desemprego, ao abono salarial e ao seguro-defeso, foi aprovado pelo plenário da Câmara e transformado em lei depois de muitas discussões em torno da matéria, ressalvadas as emendas e destaques que visam a modificar o texto aprovado. Foram 252 votos a favor, 227 contra e 1 abstenção. Pelo acordo que possibilitou a aprovação da MP, ainda hoje devem ser votados nominalmente dois destaques que visam a alterar o texto da medida. Os outros destaques e emendas devem ser votados hoje (7).
Encaminharam voto favorável à aprovação da MP 665 os líderes do bloco formado pelo PMDB e outros partidos, do PT, do PSD, do PR, do PCdoB, do PROS e do PRB, além da liderança do governo. Encaminharam contra a aprovação da medida provisória os líderes do PSDB, do DEM, do SD, do PDT, do PPS e do PSOL e o líder da minoria. O único partido da base governista que encaminhou voto contra a MP foi o PDT. O PV liberou sua bancada para votar de acordo com a convicção de cada um.

Senado aprova projeto que regulamenta o trabalho doméstico

domestica 1O Senado concluiu a votação do projeto de lei que regulamenta o trabalho doméstico. O texto-base da relatora, senadora Ana Amélia (PP-RS), já havia sido aprovado, mas faltavam votar diversos destaques. O principal deles, estabeleceu que a alíquota de recolhimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) do empregador será de 8% e não de 12% conforme o texto aprovado na Câmara e era defendido pelo governo.
A redução da alíquota, proposta pelo autor do projeto, senador Romero Jucá (PMDB-RR), e pela relatora, foi mantida depois que os senadores aprovaram outro destaque, sobre a multa em casos de demissão sem justa causa. Ele estabelece que o empregador pagará 3,2% para um fundo que será responsável por arcar com a indenização de 40% sobre o saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e mais 0,8% para indenizações por acidente de trabalho.