8 de maio de 2015

Medo de quebrar a tela do celular é maior do que o de quebrar um dente, diz pesquisa

celular_quebradoUma pesquisa realizada pelo Instituto Nupal (Núcleo de Pesquisas para a América Latina) revelou que o brasileiro hoje tem mais medo de quebrar a tela do smartphone do que medo de quebrar um dente.
Isso porque o conserto da tela de um smartphone de primeira linha custa os olhos da cara enquanto uma restauração dentária pode ser encontrada a preços populares e pode ser realizada através de planos odontológicos. No ranking do medo, logo após o de quebrar a tela do celular está o de mandar mensagem no grupo de WhatsApp errado.

“Como, bebo, fumo e cheiro maconha”, diz famoso ator americano

morganMorgan Freeman tem 77 anos e outras dezenas de filmes de sucesso. Ultimamente, o ator tem dado entrevistas bastante ousadas, inusitadas e polêmicas. Na mais recente, ao site “Daily Beast”, o astro de Hollywood disse ser usuário de maconha. Usuário mesmo! “Como eu uso? Do jeito que vier! Eu como, eu bebo, eu fumo, eu cheiro!”.
Para o americano, a maconha tem muitas propriedades medicinais, razão pela qual ele consome a erva. Segundo ele, uma dor crônica que ele sente no braço esquerdo, por causa de um acidente automobilístico em 1997, só é aliviada com o uso da maconha.
Na entrevista, o premiado ator comparou as duas edições do Festival de Woodstock. Segundo ele, em 1969, a maconha estava liberada e o clima de paz reinou. Trinta anos depois, prosseguiu, o controle foi maior e confrontos foram registrados no evento musical.

Executivos da OAS ficam em silêncio em depoimento a juiz da Lava Jato

Cinco executivos da empreiteira OAS investigados na Operação Lava Jato ficaram em silêncio hoje (8), durante interrogatório conduzido pelo juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba. Por orientação dos advogados, os acusados não responderam qualquer pergunta do magistrado. Diante da situação, Moro decretou prazo de dez dias para que os investigados e o Ministério Público Federal (MPF) apresentem alegações finais, última fase antes da sentença.
Na audiência estiveram presentes José Ricardo Nogueira Breghirolli, Agenor Franklin, Mateus Coutinho e José Aldemário Filho – libertados semana passada, por decisão da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) -, além de Fernando Augusto Stremel Andrade e João Alberto Lazzari. De acordo com as investigações, todos os envolvidos são acusados de pagar propina para obter contratos com a Petrobras.

Homem morre após tomar 56 doses de várias bebidas

102_821-blog-shotsUm homem acabou morrendo após tomar 56 doses consecutivas de vários tipos de bebida alcoólica no bar Le Starter, em Clermont-Ferrand (França). Cada dose continha 40ml de álcool.
De acordo com o jornal “Metro”, o cliente do bar, identificado como Renaud, de 57 anos, teria ficado influenciado por uma placa exposta no estabelecimento sobre os recordes mundiais da bebedeira. Ele sofreu um ataque cardíaco fulminante.

Dilma oferece ministério do Trabalho ao PMDB

Deu no Cláudio Humberto:
claudio humberto novo
Desesperado pela aprovação do ajuste fiscal do ministro Joaquim Levy (Fazenda), o governo prometeu o Ministério do Trabalho, ainda ocupado por Manoel Dias (PDT), aos deputados peemedebistas. O porta-voz da oferta foi o líder do governo na Câmara, José Guimarães (PT-CE), em reunião a portas fechadas. Dilma decidiu defenestrar o apadrinhado de Carlos Lupi, que acusou o PT de “roubar demais”.

Saques da poupança superam depósitos em R$ 5,85 bilhões em abril

tumblr_ma6937tKF01r2wtdzo1_500crise fez com que as pessoas retirassem R$ 5,85 bilhões a mais do que depositaram na caderneta de poupança em abril como informou dados do Banco Central. Trata-se da pior captação para o mês desde o início da série histórica do BC, em 1995. Antes, o recorde correspondia a abril de 2003, quando a captação da poupança ficou negativa em US$ 2,196 bilhões.

Professor Eugênio Carlos Stieler morre de infarto em Tangará da Serra

O professor Eugênio Carlos Stieler morreu na noite desta quinta-feira (07) de infarto fulminante. Ele lecionava na Universidade Estadual do Mato Grosso – Unemat Campus de Tangará da Serra.

Eugênio graduou-se em Matemática pela Universidade Federal de Santa Maria em 1987. Concluiu Mestrado na área no ano de 2007.

Foi professor e diretor na Escola Estadual 13 de Maio em Tangará da Serra.

Atualmente era Diretor da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e da Linguagem  da Unemat.

Por meio de nota, a instituição lamentou a perda do professor e declarou luto para o Campus local, cancelando as atividades pedagógicas e administrativas desta Sexta-Feira.

O corpo de Eugênio está sendo velado na Capela da Funerária Santa Cruz. O horário do sepultamento ainda não foi definido pela família.
Com informações da Rádio Tangará

CRIME ORGANIZADO: Fazendeiros no “Sindicato do Crime”

GUSTAVO NASCIMENTO


A Polícia Civil prendeu cinco fazendeiros suspeitos de integrar o “Sindicato do Crime”, organização criminosa responsável por diversos homicídios na região de Arenápolis (258 km de Cuiabá) e Nova Marilândia (392 km de Cuiabá). Juntamente com os acusados, os policias prenderam 16 armas de fogo e diversas munições.

Conforme a assessoria da Polícia Civil, a operação foi realizada em conjunto com a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) e a Regional de Diamantino (208 km a Médio-Norte), nesta quinta-feira (7).

Segundo a Polícia Civil, as investigações do GCCO começaram ainda no ano passado e apontaram a existência de uma organização criminosa, responsável por diversas execuções na região médio-norte do Estado. Inclusive, o que chamou a atenção do GCCO, foi justamente o alto número de mortes com características de execução na região.

Segundo o GCCO, as investigações apontaram para três residências e duas fazendas, sendo três propriedades em Arenápolis e as outras duas em Nova Marilândia.

Conforme o delegado do GCCO, Diogo Santana Souza, as fazendas, uma em Arenápolis e outra em Nova Marilândia, e as três residências pertencem aos presos.

Em todos os locais visitados, os policias encontraram armas sem registro de uso e de uso proibido por civis. Por conta disso, os policias prenderam os fazendeiros Juarez Teixeira, Vasco Teixeira Neto, Lídio da Silva Rocha e Sílvio Novaes Assunção. Todos são suspeitos de comandar o "Sindicato do Crime". Além dos quatro fazendeiros, os policiais também prenderam Delmon dos Santos Silva, apontado como o pistoleiro.

Os suspeitos foram autuados em flagrante por posse irregular de arma de fogo de uso permitido e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Caso fique provado a autoria dos homicídios, o grupo também poderá ser indiciado também por associação criminosa e homicídios dolosos.

Nas propriedades, o GCCO apreendeu 16 armas de fogo de uso restrito e uso permitido. Sendo sete revólveres (cinco do calibre 38, um 357, e um calibre 44), duas carabina calibres de calibre 22 e 357, respectivamente, um rifle calibre 22, seis espingardas calibres 38, e uma espingarda de calibre desconhecido. Os policias também encontraram munições de diversos calibres nos locais. As armas passaram pela perícia para descobrir se foram usadas em homicídios na região.

A operação integra o planejamento operacional da Secretaria de Estado de Segurança Pública, para desarticulação de grupos criminosos que agem em várias modalidades de crimes no Estado de Mato Grosso.


Participaram da operação policiais do GCCO, comandados pelo delegado Diogo Santana, o delegado Regional de Diamantino, Sérgio Paulo de Oliveira Medeiros e equipe policial, a equipe do delegado Rafael Mendes Scatolon, de Lucas do Rio Verde, e a equipe chefiada pelo delegado Nilson André Farias de Oliveira, de São José do Rio Claro.

Lucimar assume Prefeitura de VG e promete gestão "sem vaidade"

CAMILA RIBEIRO E DOUGLAS TRIELLI

A ex-primeira dama do Estado, Lucimar Campos (DEM), e o médico Arilson Arruda (PRTB) tomaram posse como prefeita e vice-prefeito de Várzea Grande, na noite desta quinta-feira (7).

A cerimônia foi realizada durante sessão extraordinária na Câmara de Vereadores e conduzida pela presidente em exercício da Casa, vereadora Miriam Pinheiro (PHS).

Em seu discurso de posse, a democrata afirmou que sua gestão terá a missão de fazer a justiça social para a população de Várzea Grande, que, segundo ela, não aguenta mais ser desprezada.

"Vou trabalhar em busca da justiça social para meu povo, para a sociedade desta terra que não aguenta mais o desprezo na saúde, na educação, na segurança e na infraestrutura" “Vou trabalhar em busca da justiça social para meu povo, para a sociedade desta terra, que não aguenta mais o desprezo na Saúde, na Educação, na Segurança e na Infraestrutura”, disse ela.

Lucimar Campos disse também que fará uma gestão sem vaidades e sem soberba. “Sem vaidade e sem soberba entrego-me à missão de mãe, de cuidar e zelar da nossa cidade para as futuras gerações”.

Ela afirmou que recebe a faixa de prefeita da Cidade Industrial de “coração aberto” e com muita humildade.

“Com o coração aberto e cheio de paz, estou aqui para assumir mais esta missão que recebo de Deus e do povo de Várzea Grande. Estamos aqui, eu e o Arilson, com muita humildade para cumprir a uma ordem judicial, sem mágoa ou rancor, e sim, com muita determinação”, afirmou a democrata.

“Sabemos os tamanhos das dificuldades e desafios. Precisamos trabalhar na construção de soluções inovadoras, respeito e responsabilidade, buscando sempre o progresso e o desenvolvimento da nossa cidade”, disse.

"Estou pronta, determinada e capacitada para encarar os desafios e cumprir as leis. Quero ser a prefeita que luta, a guerreira pelas questões das nossas famílias, a mãe que com a poderosa mão estendida vai curar a dignidade da nossa gente. Várzea Grande pode contar comigo. Deus nos abençoes nessa missão" Lucimar disse que conhece bem a cidade e que sempre atuou em prol da melhoria social da população mais carente.

“Temos esperança e saberemos olhar o próximo com muita humildade, a para poder realizar com dignidade essa delegação popular”, afirmou ela, em seu discurso.

Apoio de governantes

Ainda em seu discurso, Lucimar Campos disse que, para ter uma administração exitosa contará com o apoio da população, a fim de conseguir fazer muito durante seu curto tempo de mandato.

A prefeita disse, ainda, que buscará o apoio os entes políticos para fazer uma boa gestão. “Faremos uma administração exitosa. Para isso, preciso do apoio da população. Posso assegurar que serei uma trabalhadora incansável”, afirmou.

“Precisamos unir as forças dessa Casa de Leis, unir com o governador Pedro Taques, com os senadores e também com os deputados federais e estaduais. A união dos poderes sempre foi importante para uma administração ter com êxito”, completou.

Sem vaidades

Lucimar Campos disse também que fará uma gestão sem vaidades e sem soberba. “Sem vaidade e sem soberba entrego-me à missão de mãe, de cuidar e zelar da nossa cidade para as futuras gerações”.

Ao final de seu discurso, Lucimar se emocionou, agradeceu aos familiares e lembrou dos 44.286 votos conquistados nas eleições municipais de 2012.

“Tenham a certeza que irei honrar a expectativa e a esperança da nossa gente. Estou pronta, determinada e capacitada para encarar os desafios e cumprir as leis. Quero ser a prefeita que luta, a guerreira pelas questões das nossas famílias, a mãe que com a poderosa mão estendida vai curar a dignidade da nossa gente. Várzea Grande pode contar comigo. Deus nos abençoes nessa missão”, finalizou ela. 

Cassação

 Lucimar Campos se emocionou durante a leitura de seu discurso de posse, nesta quinta-feira (7) O então prefeito de Várzea Grande, Walace Guimarães (PMDB) e o vice Wilton Coelho (PR) tiveram os mandatos cassados pela Justiça Eleitoral na última terça-feira (5), por prática de "caixa 2", durante a campanha eleitoral de 2012.

A decisão foi proferida pelo juiz José Luiz Lindote, da 58ª Zona Eleitoral de Várzea Grande.

De acordo com o juiz, a declaração de gastos de campanha de Walace Guimarães, prestada em R$ 1,4 milhão, não apresentou conformidade com os valores movimentados entre seus aliados e as empresas que prestaram serviços a ele, durante a campanha eleitoral.


"O abuso de poder econômico, vinculado a Caixa 2, ficou demonstrado ao longo do processo, confrontando os valores constantes na prestação de contas e os extratos bancários dos envolvidos na fraude”, afirmou o magistrado.

Câmara aprova projeto que dá prioridade especial às pessoas com mais de 80 anos

csp_idoso2A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou hoje (7), em caráter conclusivo, projeto de lei que garante prioridade especial às pessoas com mais de 80 anos. O projeto determina expressamente que essas pessoas terão prioridade nos atendimentos de saúde, exceto nos casos de emergência, e também em processos judiciais.
Se não houver recurso para apreciação no plenário da Câmara, o projeto será encaminhado diretamente à discussão e votação no Senado. De autoria do deputado Simão Sessim (PP-RJ), a proposta altera o Estatuto do Idoso, que estabelece que as pessoas com idade superior a 60 anos têm direito a tratamento prioritário.
De acordo com o parlamentar, o Estatuto do Idoso deixou uma lacuna ao não estabelecer prioridade especial para pessoas com mais de 80 anos. Segundo ele, com o aumento da expectativa de vida no Brasil, hoje já são mais de 3 milhões de brasileiros com mais de 80 anos.

Novo Código Penal começa a ser analisado em Plenário na próxima semana

codigo penalO projeto do novo Código Penal (PLS 236/2012) será examinado em três sessões extraordinárias consecutivas, às 17h, a partir da próxima terça-feira (12). Com a aprovação do pedido de urgência, de iniciativa dos líderes partidários, a matéria que tramitava na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) desde dezembro do ano passado segue para deliberação em Plenário.
A proposta tem por base o anteprojeto elaborado por uma comissão de juristas instalada em 2011 no Senado, com o objetivo de atualizar o Código Penal, que é de 1940. O texto também passou por comissão especial de senadores, tendo sido aprovadas mudanças sugeridas pelo relator, ex-senador Pedro Taques.
A nova legislação é mais rigorosa na punição dos crimes contra a vida, aumentando, por exemplo, a pena de homicídio dos atuais seis para oito anos de prisão. A progressão de pena também fica sujeita a regras mais severas. No homicídio, para o condenado primário, a passagem do regime fechado para outro mais brando, que hoje exige o cumprimento de ao menos 1/6 da pena, passaria a ser de ¼ do tempo.

Lula disse que o mensalão foi a única forma que havia de governar o Brasil

lula_mujicaSurgiu uma testemunha preciosa de que Lula sabia da existência do mensalão, o pagamento de propina para que deputados votassem na Câmara como ele queria. E que se valeu do mensalão para governar.
Em livro lançado esta semana sobre o seu governo de cinco anos, José Mujica, o popular ex-presidente do Uruguai, revela a confissão que ouviu de Lula em Brasília, no início de 2010.
Segundo Cristina Tardáguila, repórter de O Globo, Lula disse a Mujica:
– Neste mundo tive que lidar com muitas coisas imorais, chantagens.
Para logo emendar:
– Essa [referindo-se ao mensalão] era a única forma de governar o Brasil.
O ex-vice-presidente uruguaio Danilo Astori, que viajara a Brasília com Mujica, também ouviu a confissão de Lula.
O livro tem como título “Uma ovelha negra no poder”. Foi escrito pelos jornalistas uruguaios Andrés Danza e Ernesto Tulbovitz, que convivem com Mujica há 17 anos.
Por Ricardo Noblat

Investigação da Lava Jato pode afetar 51 mil empresas, diz AGU

adams AGU
O Advogado-Geral da União, Luis Inácio Adams, disse nesta quinta-feira, em São Paulo, estar preocupado com o fechamento de pelo menos 51 mil empresas que dependem das 23 empreiteiras investigadas pela Operação Lava Jato, que podem ter as atividades extintas em função do envolvimento com as irregularidades no escândalo da Petrobras. “O governo está comprometido em potencializar os instrumentos de combate à corrupção. Está buscando fortalecer as instituições para que se elimine a corrupção como realidade do país, criando um estado mais eficiente para a sociedade e para o cidadão brasileiro. Mas o que não é possível é que a dinâmica da implementação dessa legislação de combate à corrupção leve ao fechamento em série de diversas empresas. No caso da Lava-Jato, o conjunto de 23 empresas que são objeto de investigação, compõe um quadro de 51 mil CNPJs, que são empresas fornecedoras, são investidores, prestadores de serviços, empresas que seriam afetadas pela restrição ou fechamento das 23 empreiteiras.”, disse Adams.
Segundo o chefe da Advocacia Geral da União (AGU), a empresa tem que ser objeto de preocupação do Estado, embora ele prefira que as empresas se adaptem às novas leis de combate à corrupção. “Muitos me acusaram de estar defendendo as empresas. Eu defendo a preservação da atividade empresarial como um todo. Se a empresa, tendo os instrumentos para fazer essa mudança, e não o faz, ou não deseja fazer, vai sofrer as consequências da lei. Vai ser punida. Fechar os olhos para esse impacto, no entanto, se torna um verdadeiro absurdo”, disse Adams, durante Seminário promovido pelo jornal Valor, que debateu a Lei Anticorrupção, a 12.846, implantada em janeiro do ano passado.

Mais de 80% dos municípios brasileiros descumprem Lei Fiscal

lupadinheiroA semana de aniversário da Lei de Responsabilidade Fiscal, que completou quinze anos na terça-feira (5), alertou para uma realidade nada positiva: no mês de abril, 83,3% dos municípios brasileiros apresentaram irregularidades fiscais. Com tais restrições, os municípios ficariam, teoricamente, impedidos de receber transferências voluntárias por parte da União.
Em abril, dos 5.568 municípios brasileiros contabilizados pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), 4.638 tiveram algum tipo de apontamento no Cadastro Único de Convênios (Cauc). O Cauc é o sistema utilizado pelo governo federal para acessar informações administrativas, fiscais e contábeis dos estados e municípios antes de realizar as tranferências voluntárias.
Para apontar um município como irregular basta que este não tenha cumprido uma das obrigações listadas dentro dos quatro grandes critérios da Cauc, sendo estes: adimplência financeira, prestação de contas de convênios, transparência e cumprimento de obrigações legais.

Para Renan, ministros devem ser sabatinados para ficar no STF até 75 anos

Renan
A promulgação da chamada PEC da Bengala prevê que os atuais ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e de tribunais superiores passem por uma nova sabatina no Senado caso desejem ficar até os 75 anos no cargo, avalia o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), ao interpretar o texto final da emenda.
A exigência da nova sabatina, segundo a Agência Estado, não aparece de forma explícita na emenda, mas notas taquigráficas do Senado Federal apontam que a menção ao artigo 52 da Constituição no texto final da proposta surgiu com esta intenção. O dispositivo constitucional estabelece como requisitos para nomeação para o STF a sabatina e a aprovação pelo Senado.

Dilma critica ataques ‘machistas’ no Congresso



Um dia após o bate-boca na Câmara em que o deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) afirmou no plenário da Casa que mulher “que bate como homem tem que apanhar como homem”, a presidente Dilma Rousseff criticou a política feita “com base no sexismo e no machismo”.
Em sua página oficial no Twitter, Dilma escreveu: “A política fica menor -com p minúsculo- quando é praticada com base no sexismo e no machismo. Minha solidariedade à deputada Jandira Feghali, ameaçada no plenário da Câmara, na noite de quarta-feira (6), por expor suas ideias”.
A confusão aconteceu após a deputada do PC do B-RJ dizer que iria denunciar o deputado Roberto Freire (PPS-SP) ao Conselho de Ética da Casa depois que ele tocou o deputado Orlando Silva (PC do B-SP) pelas costas durante a sessão que votava medida provisória do ajuste fiscal.
Segundo a Folha Jandira, que estava ao lado de ambos, criticou Freire e o acusou de tê-la empurrado. Coronel da reserva da Polícia Militar do DF e presidente regional do DEM, Fraga foi ao microfone e disse: “Ninguém pode se prevalecer da posição de mulher para querer agredir quem quer que seja. E eu digo sempre que mulher que participa da política e bate como homem, tem que apanhar como homem também. É isso mesmo, presidente”. Em seu Twitter, Dilma disse ainda que a deputada “só engrandece a luta das mulheres na política brasileira”, e concluiu o post no microblog com a hashtag #JandiraMeRepresenta.

PSDB e DEM: sangrar PT junto à baixa renda

A oposição não tem mais esperanças de derrubar os demais pontos do ajuste fiscal de Dilma, mas vai expor ao máximo o PT para tentar cristalizar o desgaste do partido com sua base.
PSDB e DEM acham que as medidas amargas na economia são um passo importante para fragilizar o DNA social do PT e encerrar o domínio da sigla nas classes de renda mais baixa.