21 de maio de 2015

Brasnorte deverá gastar cerca de R$ 700 mil para realizar evento; cachê de Amado Batista seria de R$ 180 mil

Amado Batista
Pedro Henrique & Fernando

A prefeitura municipal de Brasnorte, interior de Mato Grosso, deverá gastar R$ mais de 250 mil por apenas duas das atrações que pretende apresentar durante a sua próxima Feira de Exposição Agropecuária e Festa do Peão. Segundo uma fonte, o cachê do Cantor Amado Batista, que se apresentará numa sexta-feira, será de R$ 180 mil. Já o cachê da dupla sertaneja Pedro Henrique & Fernando não ficará por menos de R$ 75 mil.

A prefeitura estaria contratando a dupla por meio de uma empresa especializada em shows do Paraná, mas com escritório de representação em Cuiabá.

Por uma banda regional que deverá animar as quatro noites de festa, segundo a fonte, deverão serem gastos algo em torno de R$ 35 mil. E outros R$ 55 mil, conforme a fonte, deverão ser gastos para pagamento da estrutura de palco.

A fonte contou ainda ao bloguee Diário de Tangará que a prefeitura deverá contratar a Liga Mato Grosso de Rodeio por R$ 205 mil. Mas poderá ser também R$ 250 mil.

Fato é que somadas as despesas para realização das festividades do município, conforme a fonte, que pretende ficar no anonimato, deverão se aproximar de R$ 700 mil. 

Reforma mantém 24 pastas e 20 outras estruturas - veja como fica agora máquina

Romilson Dourado
Quatro meses depois da posse, o governador Pedro Taques,  enfim, conclui a reforma administrativa, sob aval da Assembleia.  Entre as mudanças estão extinção de 1,1 mil cargos comissionados e não-renovação de 3,7 mil contratos temporários, fusões de pastas e criação de outras e com novas nomenclaturas. O governo assegura que, com a reorganização, será possível economizar R$ 146 milhões por ano, principalmente com a folha salarial e encargos. Com orçamento de R$ 14 bilhões, o Estado conta hoje com 94,3 mil servidores.


Em termo de primeiro escalão, manteve-se o quadro com 24 secretarias. A máquina estatal  abriga ainda 9 autarquias (MT Saúde, MT-PREV, Intermat, Indea, Jucemat, IPEM/MT, Detran, Ager e Agem), 3 fundações (Fapemat, Unemat e Funac), 6 sociedades de economia mista (MT-PAR, Metamat, MTGás, MT Fomento, Sanemat e Ceasa/MT) e 2 empresas públicas (Cepromat e Empaer).

Secretaria de Segurança: Inteligência, tática e choque no combate à criminalidade

Foto: Lenine Martins/GCom-MT
Pra animar
Inteligência, tática e choque. Essas são as receitas da Secretaria de Segurança Pública do Estado, para prevenir e enfrentar a criminalidade  que vem ocorrendo sistematicamente em Mato Grosso. Para reduzir os índices, a Secretaria de Segurança está atuando de maneira preventiva e reativa. Como forma de prevenir essas ações criminosas, por determinação do secretário Mauro Zaque, titular da Segurança, a pasta descentralizou a Inteligência Policial para os municípios, para trabalhar no levantamento de informações relacionadas às quadrilhas, e, também, está estruturando as forças táticas de nove comandos regionais da Polícia Militar, com novos equipamentos, armamento e veículos. Com a descentralização da inteligência, a Sesp encurta a distância de atuação da polícia entre os municípios e agiliza o atendimento de ocorrências. Os primeiros resultados são animadores, embora não se possa dizer que a estratégia seja um sucesso.
 

EXECUÇÃO DE DÍVIDA: Justiça manda leiloar bens de Jaime e Júlio para pagar banco

LUCAS RODRIGUES
DO MIDIAJUR

A Justiça Estadual irá leiloar 24 imóveis avaliados em R$ 2,9 milhões pertencentes aos irmãos Jaime Campos e Júlio Campos, ex-senador e ex-deputado federal pelo DEM de Mato Grosso, respectivamente.

O dinheiro arrecadado será para o pagamento de uma dívida contraída com o extinto Banco Bamerindus (hoje parte do grupo HSBC).

Os imóveis serão leiloados durante a praça marcada para os dias 12 e 26 de junho, a partir das 14 horas.

Parte dos bens também pertence à empresa Rádio e Televisão Brasil Oeste Ltda., de Júlio Campos, e ao empresário Jorge Antonio Pires de Miranda.

A inclusão dos bens no edital de leilão cumpriu determinação do diretor do Fórum de Cuiabá, juiz Aristeu Dias Batista Vilella.

Daniel Tenório, 40 anos, é morto em confronto com agentes federais em Sinop

THAIZA ASSUNÇÃO

O delegado da Polícia Federal de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá), Samir Zugaibe, informou que está investigando o envolvimento de mais pessoas no esquema montado para roubar um avião em um aeródromo da cidade, na noite de sexta-feira (15).

Segundo ele, as suspeitas são de que Daniel Tenório, 40 anos, morto em confronto com agentes federais, na madrugada desta quinta-feira (21), teve ajuda para fugir a um cerco, na tarde de quarta-feira (20),

Em coletiva, na manhã de hoje, Zugaib confirmou que Tenório, que era o sexto membro do grupo e líder do bando, foi morto com dois tiros.

Conforme o delegado, os policiais receberam a informação de que o criminoso estava em uma casa, localizada no bairro Daury Riva, em Sinop.

Ao chegarem no local, segundo Zugaibe, os agentes depararam com o bandido armado com uma pistola. Ele não chegou a atirar contra os policiais.

MADEIRA IRREGULAR: Sema e Indea apreendem 56 caminhões com madeira irregular

Uma operação conjunta de fiscais da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e técnicos do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) apreendeu 56 caminhões que transportavam 1.730 metros cúbicos de madeira irregular que passaram pelos postos fiscais da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) de Rio Correntes (região de Itiquira) e Alto Araguaia (415 km ao sul de Cuiabá), próximo à divisa com Mato Grosso do Sul.

Desse total, quatro carregamentos continham a espécie castanheira, de corte proibido por estar em extinção no Brasil. Foram presos em flagrante todos os motoristas que conduziam os caminhões apreendidos.

Desde que começou a fiscalização, no último dia 20, as equipes vistoriaram cerca de 840 caminhões e 25 mil metros cúbicos de madeira, dos quais 1.730 metros cúbicos foram apreendidos por irregularidades. A maioria dos carregamentos que passaram pelos postos da Sefaz nesse período era de Mato Grosso e Rondônia, mas também foram vistoriados carregamentos do Amazonas, Pará e Acre. Entre as apreensões, a maioria veio de Rondônia.

Conforme o superintendente de Fiscalização da Sema, major da PM Fagner Augusto do Nascimento, a maioria das irregularidades se dividiu em duas situações: transporte de carga com divergência na Guia Florestal (GF) ou Documento de Origem Florestal (DOF) em volumetria ou espécie. O primeiro documento é emitido pela Sema e o segundo pelo Ibama.

Coube aos fiscais da Sema a parte operacional da operação e aos funcionários do Indea a identificação técnica das espécies de madeira no local. “Nossos fiscais levaram os caminhões para a Delegacia Municipal, juntamente com os motoristas, que vão responder criminalmente e administrativamente”.

Como a madeira está vinculada a um processo criminal, caberá ao juiz da comarca da região a destinação final. Na esfera administrativa, a multa aplicada corresponde a R$ 300 por metro cúbico apreendido. Já na criminal, detenção de seis meses a um ano. As barreiras nos principais postos de fiscalização da Sefaz na divisão com o Estado vizinho seguem por tempo indeterminado. Além de promover controle no processo de produção e comércio de produtos florestais em Mato Grosso, a operação também teve como proposta coibir o desmatamento ilegal.

Monitoramento constante

No dia 07 de maio, cinco caminhões contendo cerca de 200 metros cúbicos de madeira foram apreendidos e cinco pessoas foram presas, durante uma operação desencadeada pela Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), com apoio do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea), Sema e Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz). Foram abordados cerca de 100 veículos entre Rodovia dos Imigrantes (MT-407), pátios de postos de gasolina, em Várzea Grande, e o posto fiscal ‘Luiz Flávio Gomes’ (BR-364), saída de Cuiabá para Rondonópolis. Uma parte da madeira era castanheira, que é proibida de extração de comercialização no Brasil. Mesmo as carretas que desviavam da rodovia fiscalizada, foram monitoradas e abordadas diante de alguma suspeita de transporte irregular.

Três bandidos que tentavam assaltar Sicredi de Bom Jesus do Araguaia são mortos pela PM



Uma tentativa de assalto a agência da SICREDI em Bom Jesus do Araguaia(MT) terminou com a morte de três bandidos. O fato aconteceu na manhã desta quinta feira, 21, por volta das 10 horas, quando as Polícia da cidade frustou o assalto.Com informações de Milton César

Riva completa 3 meses na cadeia e aguarda a apreciação de 2 recurso

O ex-presidente da Assembleia José Riva (PSD), que já foi considerado um dos homens mais poderosos de Mato Grosso, completa hoje (21) três meses atrás das grades. O social-democrata, acusado de liderar suposto esquema que desviou R$ 62 milhões do Legislativo, vive a expectativa de conseguir a liberdade a partir de julgamentos pendentes em Brasília.

Nesta semana, a defesa de Riva interpôs pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal (STF). O recurso, que pode ser apreciado a qualquer momento, está sob a relatoria do ministro Teori Zavascki. O magistrado já contrariou a opinião pública e liberou os presos da Operação Lava-Jato.

O habeas corpus busca reverter decisão da ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Maria Thereza Moura, proferida no último dia 7. A magistrada manteve Riva na prisão. Neste caso, a Sexta Turma do STJ vai julgar o mérito da solicitação em 2 de junho. O recurso será julgado pelos ministros Sebastião Reis Júnior, Rogério Schietti Cruz, Maria Thereza Moura e pela desembargadora convocada Marilza Maynard.

Riva segue no sistema penitenciário desde 21 de fevereiro, quando foi alvo da Operação Imperador. À época estava em casa, no bairro Santa Rosa, em Cuiabá, e foi preso pelo Gaeco. O ex-parlamentar permanece no Centro de Custódia de Cuiabá aguardando decisão judicial pleiteada pelos advogados Rodrigo Mudruvistsh e Valber Melo.

O esquema que teria desviado R$ 62 milhões da Assembleia foi operacionalizado por meio da compra de material de expediente. Além do ex-presidente do Legislativo, foram denunciadas 15 pessoas, incluindo sua esposa Janete Riva, esposa do ex-parlamentar. As audiências em relação à ação penal, que tramitam na 7ª Vara Criminal de Cuiabá, já estão em andamento.

Crise Política
A prisão de Riva já gerou crise de direção no PSD. Isso porque o presidente estadual da sigla, ex-vice-governador Chico Daltro, desapareceu do cenário desde que foi derrotado na disputa por vaga na Câmara Federal.

Sem Riva e Chico Daltro, os 39 prefeitos do PSD alegam que a sigla está sem comando em Mato Grosso. A direção nacional, presidida pelo ministro das Cidades Gilberto Kassab, propõe que o ex-deputado federal Roberto Dorner assuma o comando estadual. Entretanto, ainda não há consenso.

AÇÃO FRUSTRADA: Pecuarista é preso após tentar sequestrar estudante em faculdade

ADILSON ROSA

O pecuarista E.B., de 43 anos, foi preso acusado de tentativa de sequestro, após render um estudante de agronomia, de 20 anos, dentro do Centro Universitário de Várzea Grande.

Testemunhas disseram que o suspeito rendeu o jovem com uma furadeira elétrica, simulando ser uma arma longa.

A tentativa de sequestro ocorreu no final da tarde de quarta-feira (20), no estacionamento do Bloco B, no momento em que o estudante abria uma picape Amarok prata, de sua propriedade.

Usando uma máscara e a furadeira, o pecuarista rendeu a vítima e a obrigou a entrar no banco de trás.

Um segurança viu a cena e conseguiu prender o suspeito. Nesse ínterim, a vítima conseguiu escapar e correr.

O pecuarista foi visto chegando em seu Renault Logan preto e parou em frente ao veículo do estudante. Segundo o segurança, ele parecia esperar a chegada do jovem.

Na mochila do suspeito, policiais militares que atenderam a ocorrência localizaram fita adesiva, pedaços de tecidos e outros objetos que seriam usado para imobilizar a vítima no cativeiro.

Aos PMs, o pecuarista disse que conhecia a vítima, que seria filho de um fazendeiro.

Ele disse que resolveu sequestrá-lo porque está passando por dificuldades financeiras. Com o dinheiro do sequestro, pretendia pagar as dívidas.

O estudante disse que não conhecia o suspeito, mas lembrou-se de que já o havia visto conversando com seu pai, solicitando empréstimo bancário, mas o negócio não foi concretizado.

“Não desconfiei de nada porque o cara chegou me chamando pelo nome, mas me assustei ao ver o homem mascarado e com uma espécie de arma longa, que parecia um revólver”, disse o estudante.


Levado para a Central de Flagrantes, o pecuarista, que reside no bairro Santa Helena, em Cuiabá, foi autuado por tentativa de sequestro.

PF cumpre mandado de prisão na 13ª fase da Lava Jato

PF carroA Polícia Federal realiza na manhã desta quinta (21) a 13ª fase da operação Lava Jato e cumpre em São Paulo um mandado de prisão. O objetivo desta fase é investigar os crimes de dois operadores financeiros do esquema de corrupção na Petrobras.
O preso em São Paulo é Milton Pascowitch, apontado como operador da empreiteira Engevix em contratos da Petrobras. Também estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão: dois em São Paulo, um no Rio de Janeiro e um em Minas Gerais. Em uma das buscas os policiais os policiais federais recolheram obras de arte de um dos investigados

Após foto com Dilma, Jô é hostilizado na web: “petralha”

jo_dilma
Os internautas anti-PT escolheram um novo “alvo” nesta semana. Desde a última terça-feira (19), quando foi divulgada uma imagem em que Jô Soares aparece ao lado da presidente Dilma Rousseff (PT), diversos usuários das redes sociais têm entrado em perfis do apresentador global para criticá-lo e ofendê-lo – mesmo essas páginas não sendo administradas por ele ou por sua equipe.
“Jô, coloca a foto de você puxando o saco da Dilma. Seu b**** cara de pau. Vai criar vergonha na cara. Vendido, corrupto sem vergonha”, escreveu um homem de Santa Catarina em um dos perfis fakes. “Vendido. Boicote geral a esse petralha assumido”, respondeu outro catarinense.
Em uma segunda página, também falsa, o administrador compartilhou uma imagem com as palavras: “Muita gente quebra a cara na vida, por que acredita no errado, duvida do certo, abandona o verdadeiro e valoriza o falso”. Imediatamente, as respostas agressivas apareceram.
O apresentador visitou a presidente no Palácio do Planalto na segunda-feira (18) para um “bate-papo” sobre diversos assuntos, segundo Dilma. O compromisso não fazia parte da agenda da petista e não rendeu entrevista ou declaração oficial.

Crise: Zona Franca de Manaus já demitiram 15 mil trabalhadores em 2015

zona_franca
A Zona Franca de Manaus acumula mais de 15 mil demissões nos quatro primeiros meses do ano. O enfraquecimento da indústria local provém principalmente do agravamento dos problemas estruturais por que passa o Polo Industrial de Manaus, além da atual crise econômica do País, que gera redução da demanda geral por produtos não essenciais.
Na avaliação do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (CIEAM), a região está perdendo competitividade devido à infraestrutura precária, com a ausência de um porto público, de ferrovias e estradas para ligar a capital amazonense aos principais centros de consumo. Somam-se a estes entraves as dificuldades impostas pelo Governo Federal para novos investimentos da indústria na região, o desvio de verbas de P&D recolhidas pelas indústrias de tecnologia, desvio de taxas da Suframa com alegação de composição do superávit primário ou para o BNDES, além do esvaziamento da Suframa, autarquia que está sendo tratada como um simples cartório, com frequente greve de funcionários, o que causa ainda mais prejuízo ao cotidiano das indústrias.

Caixa corta 20% do crédito para casa própria em 2015

Deve chegar a R$ 25 bilhões a redução neste ano no valor destinado a financiar casas próprias pela Caixa Econômica Federal, maior financiadora habitacional do país. Segundo a Folha, o corte representa 20% do que foi desembolsado no ano passado. Será o segundo ano seguido de recuo nos desembolsos para a habitação do banco e o mais acentuado desde o início do ciclo de expansão nos financiamentos imobiliários em 2002.
O banco estima emprestar neste ano cerca de R$ 103,8 bilhões, já somando os financiamentos com recursos da poupança e aqueles com o dinheiro do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A previsão inicial da Caixa era de, pelo menos, repetir neste ano o desempenho do crédito imobiliário em 2014, de R$ 128,8 bilhões (R$ 70,4 bilhões com o dinheiro da poupança e R$ 49,4 bilhões com FGTS e subsídios).
Mas as expectativas foram frustradas após a forte saída de recursos da caderneta de poupança. De janeiro a abril, a poupança teve saques de R$ 29,2 bilhões. A expectativa do setor é que a caderneta perca R$ 50 bilhões em depósitos neste ano, o que deve comprometer os financiamentos imobiliários no país.

Evolução do sistema político brasileiro contribui para a corrupção, diz Joaquim Barbosa

joaquim barbosaO ex-ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF) disse nesta quarta feira, 20, que a presidente Dilma Rousseff (PT) cometeu um ‘erro político imperdoável’ ao não vetar a lei aprovada pelo Congresso que aumentou os recursos destinados ao Fundo Partidário. “Há cerca de um mês a presidente da República, em um gesto absolutamente insensato, deixou de vetar uma lei irracional votada pelo Congresso que aumentou o valor do fundo partidário. Essa verba do orçamento que banca as atividades dos partidos, essa verba era algo de duzentos e poucos milhões de reais, que já era uma quantia enorme, foi aumentada para 900 milhões de reais.A presidente da República deveria ter vetado, mas deixou passar, um erro político imperdoável”, disse o ex-presidente da mais alta Corte judicial do País.
Barbosa participou em São Paulo do congresso da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima). Ele disse que “a corrupção pública é muito incentivada pelo modelo de organização da política que foi adotada”. “A evolução do sistema político brasileiro contribui para isso (a corrupção)”, afirmou o ex-ministro. “Um sistema partidário fragmentado, sistema de partidos políticos destituídos de qualquer ideário, de qualquer conotação ideológica ou o que o valha. A atividade politica se tornou um meio para se atingir outros objetivos que não aquele de atender os interesses da coletividade. E impune”.

Vaccari ameaça abrir a boca

O ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, que está preso em Curitiba, deixou a direção do partido em pânico. Sentindo-se “abandonado”, ameaça fazer acordo de delação premiada e revelar à Justiça o papel da “cumpanherada” no assalto à Petrobras. Ligado a Lula, de quem é homem de confiança, Vaccari mandou recados exigindo “postura firme” do partido em sua defesa, inclusive fazendo pressão no Judiciário.
Familiares e amigos próximos de João Vaccari se dizem preocupados com informações sobre o “estado depressivo” do petista, na cadeia. Acordos de delação na Lava Jato têm sido propostos pelos acusados ao final do primeiro mês de prisão. Vaccari está preso há 36 dias.
Vaccari tem muito a revelar: segundo o ex-gerente Pedro Barusco, o PT recebeu até R$ 200 milhões de propina, entre 2003 e 2013. João Vaccari anda preocupado com a situação da família, inclusive da cunhada que chegou a ser presa. Ele exige imunidade para todos eles.
Por Cláudio Humberto

Preço de serviços bancários aumenta muito acima da inflação

banco vt
No último ano, os bancos reajustaram os valores das tarifas avulsas e dos pacotes de serviços bem acima da inflação. Isso significa que o consumidor está pagando muito mais caro para utilizar serviços como, extratos, saques, transferências, folhas de cheques, consultas, etc.
Segundo pesquisa do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), publicada na edição de maio da Revista do Idec, o aumento chega a 136% entre serviços avulsos e 75,2% entre os pacotes analisados.