18 de junho de 2015

Divergência de Maggi e Fagundes sobre Ferrovia Bioceânica acirra bastidores do PR e Pedro Taques tende a levar vantagem

Ronaldo Pacheco
Foto: Jane de Araújo / Agência Senado
Wellington Fagundes e Blairo Maggi têm pontos de vista distintos sobre Ferrovia Transcontinental
Wellington Fagundes e Blairo Maggi têm pontos de vista distintos sobre Ferrovia Transcontinental
Antes mesmo de o senador Blairo Maggi deixar o Partido da República e migrar para o PMDB é notória sua divergência de pontos-de-vista com o colega de Mato Grosso, senador Wellington Fagundes. E num dos principais pontos está a Ferrovia Transcontinental, chamada pelo governador José Pedro Taques (PDT) e investidores chineses de Ferrovia Bioceânica.

Em entrevista anterior à reportagem do Olhar Direto, Blairo Maggi criticou a iniciativa e afirmou que a ferrovia sonhada por Taques não possui viabilidade técnica e econômica: 4,4 mil quilômetros, saindo do Porto de Açu, no Rio de Janeiro, até os portos do Peru, no Oceano Pacífico, passando por Goiás, Mato Grosso e Rondônia, cujos investimentos estão previstos no Programa Integrado de Logística (PIL), lançado recentemente pela presidenta Dilma Rousseff (PT).

Já Wellington Fagundes tratou de marcar um gol em favor de Taques e, principalmente, do Palácio do Planalto. Por iniciativa do presidente do PR de Mato Grosso, o Senado vai promover um debate para discutir a viabilidade e implantação da Ferrovia Transcontinental. Fagundes não aceita entrar em confronto público com Maggi e cita apenas que a ideia é reunir no Senado representantes da Casa Civil, Ministério dos Transportes, Ministério das Relações Exteriores, Conselho de Estado da República Popular da China, Governo do Peru, Conselho Empresarial Brasil-China e membros do Grupo de Trabalho Brasil-China-Peru.

Na divisão de pensamento do PR, quando se trata da Ferrovia Bioceânica, quem sai em vantagem é Pedro Taques. E sem mover um dedo seque para atiçar lenha na fogueira republicana.

“Reconhecidamente, o Brasil enfrenta graves deficiências na infraestrutura logística. E agora temos a manifestação de interesse do Governo da China em estimular investimentos do seu país nesse empreendimento. É uma oportunidade valiosa e precisamos, portanto, avançar nessa discussão, tratando de sua viabilidade”, argumentou Fagundes.



Essa ferrovia tem uma extensão de aproximadamente 4,4 mil quilômetros e ligará os oceanos Atlântico e Pacífico, saindo do litoral norte do Rio de Janeiro, passando por Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e Acre. Posteriormente, a ferrovia segue pelo Peru até o Porto de Ilo. Cerca de 1,6 mil quilômetros estão contemplados pela Ferrovia de Integração do Centro Oeste (Fico), projetada para sair de Campinorte, em Goiás, entrando em Mato Grosso pela região do Vale do Araguaia, passando por Lucas do Rio Verde e, depois, até Vilhena, em Rondônia.

Wellington Fagundes destaca que o Brasil precisa de mais ferrovias. O país tem atualmente algo em torno de 28 mil quilômetros de “estradas de ferro. Os Estados Unidos, cuja extensão territorial é aproximadamente 700 km² maior que a do Brasil, tem malha ferroviária 10 vezes mais extensa. “Com tão poucos trilhos cruzando o território nacional, o transporte de cargas concentra-se 60% nas rodovias. O modal ferroviário representa apenas 25%” – frisa, ao destacar a importância do investimento.

Redução da maioridade penal pode antecipar carteira de motorista para quem faz 16 anos

Deputados e especialistas na legislação criminal para adolescentes alertam para algumas consequências da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, medida que já passou na comissão especial da Câmara que trata do assunto e agora será discutida em plenário.
A medida pode ser votada ainda neste mês e, para ser aprovada na Câmara, precisa do voto de ao menos 308 dos 513 parlamentares. A redução é uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) e, por alterar a Constituição, foi discutida em comissão.
Entre os efeitos imediatos da eventual redução da maioridade penal estaria a permissão de dirigir para quem completa 16 anos, hoje proibida no País.

Câmara aprova moção de repúdio contra Venezuela e adia votação de ajuste

A Câmara dos Deputados aprovou uma moção de repúdio contra o governo da Venezuela após uma comitiva de oito senadores brasileiros ter sido atacada nesta quinta-feira (18) por populares quando deixava o aeroporto de Caracas, em um ônibus alugado pela Embaixada Brasileira. Por conta das discussões sobre o incidente diplomático, a Câmara adiou a votação relacionada à desoneração da folha de pagamento, último item do ajuste fiscal.
Em caráter oficial, a comitiva do Senado é liderada pelo presidente da Comissão de Relações Exteriores, Aloysio Nunes (PSDB-SP), e reúne também os senadores Aécio Neves (PSDB-MG), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Ronaldo Caiado (DEM-GO), José Agripino (DEM-RN), José Medeiros (PPS-MT), Sérgio Petecão (PSD-AC) e Ricardo Ferraço (PMDB-ES). Segundo diversos relatos de parlamentares da oposição, os ataques foram feitos por simpatizantes do governo Nicolás Maduro. Os senadores brasileiros foram à Venezuela prestar apoio a líderes oposicionistas presos naquele país desde o início de 2014.

Janaina Riva se licencia da Assembleia para tratamento de saúde

De atestado médico, a deputada  Janaina Riva (PSD) tirou uma licença de 15 dias para tratamento de saúde, pedindo afastamento das funções na Assembleia Legislativa.
A licença teve início na última sexta-feira (12), mas a parlamentar deve voltar ao posto antes que o prazo da mesma se encerre.
Neste caso o suplente da deputada não assume a cadeira na Assembleia.
A assessoria de imprensa não informou o problema de saúde que levou Janaina a se afastar por alguns dias do Legislativo. Repórter MT

Mato Grosso tem a 3ª energia mais cara do mundo, aponta pesquisa

Brasil ocupa hoje o primeiro lugar no custo de energia no mundo e Mato Grosso está em 3º lugar no ranking interno de custos da energia elétrica do país.
A pesquisa realizada da Federação das Indústrias do estado do Rio de Janeiro (Firjan), mostra que MT está atrás apenas de Rio de Janeiro e do Espírito Santo.
O alto custo gerou críticas do senador José Medeiros (PPS), que lembrou ainda que a elevada carga tributária pesa ainda mais no preço da energia.
Ele cobrou medidas do governo federal, alertando que é preciso buscar, com urgência, uma solução para o setor energético, a partir da revisão cuidadosa das políticas para área.
Na tarifa de luz, a carga tributária chega a 46% do preço da energia.Repórter MT.

TERROR NO INTERIOR: Bandido invade rádio em MT e faz jornalista de refém; veja vídeo

MAYLA MIRANDA

Um homem armado invadiu a sede da Rádio Cidade Bela, em Campo Verde (140 km de Cuiabá), no início da tarde desta quinta-feira (18), e manteve o jornalista Aleandro Seron, como refém por cerca de 50 minutos.

Segundo Seron, o bandido teria assaltado uma loja de celulares da operadora Vivo e, durante a fuga, entrou na emissora de rádio.

De acordo com a vítima, o homem teria tentado primeiramente fazer o porteiro e a esposa de um radialista de reféns, mas eles conseguiram escapar.

"Foi terrível. Eu escutei um grito e pensei que alguém tinha caído na cozinha. Quando fui ver o que estava acontecendo, dei de cara com o bandido. Foi aí que ele me pegou como refém" “Foi terrível. Eu escutei um grito e pensei que alguém tinha caído na cozinha. Quando fui ver o que estava acontecendo, dei de cara com o bandido. Foi aí que ele me pegou como refém", disse, em entrevista ao MidiaNews.

Conforme o jornalista, ele foi mantido sob a mira de uma arma por cerca de 50 minutos.

“Ele estava meio agitado, mas não violento, e manteve a arma sempre na minha barriga, me pedindo para entrar a chave do veículo da rádio. Quando fui pegar as chaves para ele sair, demos de cara com a polícia, foi aí que ele ficou ainda mais tenso”, afirmou.

“Neste momento o bandido falou para o tenente capitão Henrique que se chamava Bruno, que tinha curso superior e que só me libertaria na presença de um promotor”, completou.

Segundo Seron, a espera pelo promotor de justiça durou cerca de 20 minutos.

“O promotor Ariovaldo chegou e negociou com ele, garantindo que ele teria a sua integridade física preservada e, só depois disso, ele me libertou. Estou muito abalado porque fiquei com muito medo da arma disparar, principalmente porque deu para perceber que a arma era antiga”, disse.
 "Estou muito abalado porque fiquei com muito medo da arma disparar, principalmente porque deu para perceber que a arma era antiga"
O assalto

De acordo com informações da imprensa local, o assalto à loja teria ocorrido por volta das 13h.

Diversos moradores teriam corrido atrás do assaltante. Ao se ver sem saída, ele decidiu invadir a rádio.

O criminoso ainda teria efetuado seis disparos de arma de fogo contra um dos homens que tentava capturá-lo, mas ninguém ficou ferido.

Os produtos roubados da loja foram abandonados durante a tentativa de fuga. 


Câmara aprova piso salarial para radialistas com diferenças regionais

locutor de radioA Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (18) o Projeto de Lei 3982/12, que assegura aos radialistas piso salarial anual, estipulado em convenção ou acordo coletivo de trabalho. Como a proposta tramita em caráter conclusivo, segue diretamente para o Senado, a não ser que se apresente recurso para votação no Plenário. O texto aprovado foi o substitutivo da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público, que tornou mais genéricas as normas estabelecidas pelo projeto do deputado Andre Moura (PSC-SE).
O projeto original estabelece piso nacional de R$ 2.488 para os radialistas, com carga horária semanal de trabalho de 30 horas. No entanto, a Comissão de Trabalho avaliou que esse valor não leva em conta as diferenças regionais e quer impor a cidades de pequeno e médio porte o custo de metrópoles. O relator da proposta, deputado Osmar Serraglio (PMDB-PR), apresentou parecer favorável à proposta e lembrou que os diferentes setores de atividades dos radialistas contemplam diversas jornadas de trabalho, em emissoras de diferentes portes e naturezas.

Agripino e comitiva de senadores brasileiros foram cercados por manifestantes na Venezuela

agripino_venezuela
Depois de muita expectativa, a missão com senadores brasileiros que chegou a Caracas enfrentou algumas adversidades e ainda não conseguiu deixar os arredores do aeroporto. A comitiva contou ter passado por momentos de pânico logo depois de desembarcar.
Já em um ônibus, a cerca de um quilômetro do aeroporto, o veículo ficou parado no trânsito e um grupo de cerca de 50 manifestantes começou a bater no carro e gritar. A missão é liderada por Aécio Neves, presidente do PSDB, e integrada por outros representantes da Câmara alta, como Ronaldo Caiado e Aloysio Nunes. Cassio Cunha Lima (PSDB-PB), José Agripino (DEM-RN), Ricardo Ferraço (PMDB-ES), José Medeiros (PPS-MT) e Sérgio Petecão (PSD-AC) completam a comitiva.

Perigo! Se novo piso salarial para radialista for aprovado haverá demissão em massa

radio antigo 1 Foi aprovado pela Comissão de Constituição de Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados o projeto de lei que estabelece o piso nacional de R$ 2.488 reais para os radialistas. Com flexibilidade por região. O que é uma grande merda! O radialista de São Paulo (SP) não faz a mesma função do radialista de São José do Seridó?  Ora!
 Eu falei: Função! Agora se a pessoa é melhor, mais famosa, se na região corre mais dinheiro em publicidade e blá… blá… blá… blá… aê é outra coisa!
Agora que – se o piso for aprovado – haverá demissão em massa, haverá! As rádios já sobrevivem “capengando”. Pelo menos no interior do Estado.

Lama na honra: Conselheiro do TCE diz que vai processar deputado Oscar Bezerra


O conselheiro Antônio Joaquim, do Tribunal de Contas de Mato Grosso, afirmou que irá acionar judicialmente o deputado estadual Oscar Bezerra (PSB). Ele levantou suspeitas, na manhã desta quinta-feira (18), em relação ao fato do conselheiro ter emitido parecer favorável às contas de Silval Barbosa (PMDB), referentes a 2014.

“Existem indícios de que esse conselheiro tem negócios diretamente com o ex-governador Silval. Negócios de ordem milionária. Se essa pessoa tem qualquer relação comercial, acho que temos que fazer um pedido para que ele sejasuspeito de fazer um parecer, ou julgamentos, inerentes às contas do Silval”, disse Bezerra. 

"A insinuação feita pelo deputado Oscar Bezerra é irresponsávelvil e suja. O parlamentar será interpelado para provar que eu tenha feito negócios com o ex-governador Silval Barbosa. Não se pode usar a tribuna de um Parlamento para jogar lama na honra das pessoas", disse Antonio Joaquim.

Novas regras para aposentadoria valem a partir de hoje

20141229091550_cv_APOSENTAQDOS{7cc9337e-9724-40e0-9768-c68adc90952c}_aposentados-rrr_gdeA nova regra para o cálculo das aposentadorias, anunciada hoje (18) pelo governo, começa a valer imediatamente, com a chamada fórmula 85/95. A partir de agora, para se aposentar com direito ao benefício integral o trabalhador vai somar o tempo de contribuição e a idade até chegar a 85 anos, paras mulheres, e 95 anos, no caso dos homens. A partir de 2017, este cálculo será acrescido de um ponto a cada dois anos, até 2019. Daí em diante, um ponto a cada ano até chegar a 90 (mulheres)/100 (homens), em 2022.
A mudança foi criada por medida provisória, que tem efeito imediato e validade de 120 dias até que seja aprovada pelo Congresso e se torne definitivamente lei. “A regra vale no momento em que se deu a opção do trabalho pela aposentadoria”, explicou o ministro da Previdência, Calos Gabas. O trabalhador que entrou com o pedido até ontem (17) não está enquadrado nas novas regras e poderá ter a aposentadoria calculada somente pelo fator previdenciário.
Para os novos pedidos poderá ser aplicado o fator previdenciário ou a fórmula 85/95 com progressividade. Quem decidir se aposentar sem atingir o número de pontos da nova fórmula no momento do pedido, poderá dar continuidade ao requerimento que seguirá as regras de correção pelo fator, reduzindo o benefício de quem para de trabalhar mais cedo, respeitados os 30 anos de contribuição mínima.

Jovem é presa por selfies de sexo com pitbull na casa da avó

Uma adolescente foi detida após a polícia capturar fotos no celular em que ela é vista fazendo sexo com seu cão. Ashley Miller teria coagido o animal, da raça pitbull, a ter relações sexuais com ela na casa da avó por 30 ou 40 vezes 

Uma adolescente foi detida após a polícia capturar fotos no celular em que ela é vista fazendo sexo com seu cão. Ashley Miller teria coagido o animal, da raça pitbull, a ter relações sexuais com ela na casa da avó por 30 ou 40 vezes. As informações são do The Mirror.

Segundo a publicação, Miller teria mantido relações sexuais com o cachorro chamado “2-Face” nos últimos cinco anos na casa da avó. A polícia ainda indica que a jovem da cidade de Bradenton, Flórida, teria usado seu outro cachorro Rottweiler para obter sexo oral.

Ashley Miller é acusada por atividades sexuais envolvendo animais depois que a polícia descobriu as imagens em seu telefone. Ela teria realizado os atos com outras pessoas na casa, mas ninguém da família desconfiou.

Miller disse aos policiais que menos de 10 dos atos ocorreram depois que ela completou 18 anos, em fevereiro. Um veterinário indicou que 2-Face não possui sinais de lesão.


Miller responderá aos crimes no tribunal no próximo mês.

ÚLTIMA CARTADA: Ministro vem a Cuiabá na tentativa de convencer Taques

DO DIÁRIO DE CUIABÁ

Governador Pedro Taques ainda não
 anunciou oficialmente sua saída do PDT
Está previsto para amanhã a presença do ministro do Trabalho Manoel Dias em Mato Grosso para cumprir agenda oficial, mas que também deverá desaguar nas tratativas que seu partido, o PDT, faz para evitar que o governador Pedro Taques deixe a sigla sob alegação de desconforto quanto à postura nacional de apoio ao governo da presidente Dilma Rousseff (PT).

Sem uma decisão tomada em definitivo, mas sinalizando que dificilmente permanecerá no PDT, o governador Pedro Taques recuou quanto ao seu endurecimento partidário por interesses diversos, como a real possibilidade do PDT desembarcar do governo federal.

O próprio presidente nacional do PDT, Carlos Luppi, que esteve há 60 dias reunido com o governador Pedro Taques em Mato Grosso já teria sinalizado em relação ao descontentamento do partido com o governo federal e a possibilidade do partido inclusive disputar a sucessão presidencial em 2018, quando a presidente Dilma Rousseff não poderá mais disputar já que foi reeleita em 2014.

O provável desembarque do PDT do governo federal até estimulou o governador Pedro Taques a permanecer na sigla, mas injunções do próprio PSDB que está dividido entre os que querem a filiação de Taques ao ninho tucano e aqueles que preferem mantê-lo no PDT com o compromisso de trabalhar para que a sigla apoie um novo projeto de governo para o Brasil, fizeram com que o chefe do Executivo de Mato Grosso, refluísse em sua posição inicial de deixar a agremiação.

Pedro Taques passou a ser assediado também por outras agremiações que lhe agradam, como o PSB, que após o baque da morte prematura de Eduardo Campos, começa a se reestruturar e novamente se impor como sigla que tem condições de assumir disputas nacionais e regionais arregimentando outras siglas e construindo novos projetos.

O PSB recentemente chegou a discutir uma possível fusão com o PPS que ampliaria ainda mais o poder político da nova sigla em termos de fundo partidário e de tempo de rádio e televisão no Horário Eleitoral Gratuito que se tornou fundamental principalmente nas eleições majoritárias.

Pedro Taques esteve reunido tanto com os tucanos do PSDB que chegaram a ter a preferência do então procurador da República quando este deixou o cargo para entrar na vida político-partidária, mas optou pelo PDT. Também esteve reunido com a alta cúpula do PSB, que hoje tem o vice-governador do Estado de São Paulo, Márcio França, que sempre foi homem de confiança de Eduardo Campos e deverá suceder o governador Geraldo Alckmin na disputa pelo governo do Estado de São Paulo, administrado nos últimos 20 anos pelo PSDB.


Aliás, no último final de semana passado, durante a realização da convenção do PSDB de São Paulo, Geraldo Alckmin teve seu nome lançado como candidato a presidente da República em 2018, tentando por fim nos quatro mandatos consecutivos do PT frente ao governo do Brasil. Pedro Taques e Geraldo Alckmin viajaram recentemente aos Estados Unidos para discutirem linhas de financiamentos e para participarem da homenagem ao ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, o que gerou maior especulação a respeito do destino partidário do governador de Mato Grosso.

Comissão aprova redução para crimes hediondos. Entenda as principais mudanças

Em uma sessão de quase cinco horas, fortemente protegida pela Polícia Legislativa e com acesso permitido apenas a deputados, assessores e imprensa, a comissão aprovou o relatório por 21 votos a 6. Só PT, PCdoB e PDT ficaram contra.

O texto é assinado pelo deputado Laerte Bessa (PR-DF), o relator da comissão, mas seu conteúdo final tem como patrocinadores o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e a bancada do PSDB, especialmente os deputados Carlos Sampaio (SP) e Jutahy

Júnior (BA). Cunha e tucanos fecharam acordo para derrotar o PT e o governo Dilma Rousseff, que são contra a redução da maioridade penal no País.

Com a aprovação na comissão, que era dominada pelas bancadas da bala e religiosa, o texto segue agora para votação no plenário da Câmara, provavelmente no próximo dia 30. Para ser aprovado, é preciso do apoio de pelo menos 60% dos deputados (308 de 513). Caso isso ocorra, segue para análise do Senado.

Crimes
O documento aprovado tem o objetivo de alterar a Constituição para reduzir a maioridade penal de 18 para 16 anos para os seguintes crimes: hediondos (como estupro, latrocínio, falsificação de medicamentos e prostituição de crianças e adolescentes) ou equiparados (tráfico de drogas, tortura e terrorismo), homicídio doloso (quando há intenção de matar), roubo qualificado (quando há uso de arma de fogo ou quando é praticado por duas ou mais pessoas, entre outros pontos), lesão corporal grave e lesão corporal seguida de morte.


Mudança
Conforme já havia sido acordado entre Eduardo Cunha e os tucanos, a aplicação da redução será automática para esses crimes, sem que haja necessidade de concordância do Ministério Público.

Caberá aos promotores denunciar ou arquivar o caso de jovens que cometam esses crimes com base no Código Penal. Até então eles eram enquadrados no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que traz como punição máxima a internação por até três anos.

O texto aprovado determina ainda que os jovens de 16 e 17 anos cumpram pena em unidades distintas das dos presos adultos e também das dos adolescentes infratores menores de 16 anos. União e Estados ficarão responsáveis em construir esses estabelecimentos. Não há, porém, prazo nem regras para que isso ocorra, nem consequências para eventual descumprimento.

Não haverá, como Cunha havia sugerido, necessidade de que as mudanças sejam aprovadas pela população em referendo. Após aliados se colocarem contra, o presidente da Câmara desistiu da ideia. (Folhapress)

Saiba mais

Crimes hediondos
A Lei 8.072/90 define como hediondos os crimes de homicídio praticado por grupo de extermínio; homicídio qualificado; latrocínio; genocídio; extorsão qualificada por morte; extorsão mediante sequestro; estupro; disseminação de epidemia que provoque morte; falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais; e favorecimento da prostituição ou de outra forma de exploração sexual de criança ou adolescente ou de vulnerável. Esse tipo de crime deve ser cumprido inicialmente em regimente fechado e é insuscetível de anistia, graça, indulto e fiança.

Câmara conclui votação da reforma política em primeiro turno

Após rejeitar por 334 votos a 4 e 2 abstenções a emenda que permitia ao candidato a cargo eletivo disputar, simultaneamente, eleições majoritárias e proporcionais, a Câmara dos Deputados concluiu a votação, em primeiro turno, da proposta de emenda à Constituição (PEC) 182/07, que trata da reforma política. A votação em segundo turno deverá ocorrer na primeira semana de julho. Só depois disso, ela será encaminhada à apreciação do Senado.
Antes da votação do último dispositivo, o plenário havia rejeitado também a emenda que obrigava os candidatos às eleições proporcionais e majoritárias a registrarem suas propostas na Justiça Eleitoral. O texto da emenda proibia a reeleição dos eleitos que, comprovadamente, deixassem de cumprir as propostas registradas durante os seus mandatos.
Na noite de hoje, porém, os deputados aprovaram uma emenda ao texto da reforma política que cria uma janela de 30 dias para que possam mudar de partido sem correr o risco de perderem seus mandatos eletivos. Pela proposta, a janela será nos 30 dias seguintes à promulgação da PEC da reforma política. O texto também estabelece que o partido que perder seu filiado eleito não perderá recursos do Fundo Partidário e nem o tempo de propaganda no rádio e na TV.

Dominado pela Colômbia, Brasil perde e decidirá vaga sem Neymar na Copa América

neymar
A Seleção Brasileira jogou mal e sofreu a sua primeira derrota desde o retorno do técnico Dunga. Na noite desta quarta-feira, a equipe nacional teve um atacante Neymar apagado e nervoso e acabou batida por 1 a 0 pela Colômbia, que chegou ao gol com Murillo no primeiro tempo, na segunda rodada do grupo C da Copa América.
Para piorar, Neymar recebeu um cartão amarelo no final do primeiro tempo, por colocar a mão na bola, e precisará cumprir suspensão contra a Venezuela no domingo, novamente no Estádio Monumental de Santiago. No mesmo dia, a Colômbia enfrentará o Peru em Temuco. O triunfo colombiano deixou a chave bastante equilibrada. Brasil, Colômbia e Venezuela têm 3 pontos cada. O Peru, que jogará com os venezuelanos na quinta-feira, ainda não pontuou.
Além de ter conseguido sobrevida na Copa América, a Colômbia se vingou da derrota por 2 a 1 para o Brasil nas quartas de final da última Copa do Mundo, jogo que ficou marcado pela joelhada de Zúñiga em Neymar. Os colombianos não venciam os brasileiros desde 13 de julho de 1991, quando fizeram 2 a 0 também na fase de grupos de uma Copa América no Chile. Já o Brasil voltou a perder com Neymar em campo, o que não ocorria desde o 1 a 0 para a Suíça, em Basel, em 14 de agosto de 2013. Na ocasião, o lateral direito Daniel Alves anotou um gol contra.

A principal fonte de notícia no Brasil já é a internet

O jornalismo produzido no Brasil vem ganhando força no ambiente digital. O levantamento Digital News Report, divulgado anualmente pela Reuters comparando o consumo de conteúdo em doze países, mostra que o Brasil é o País onde mais se consome notícia via redes sociais.
O percentual é feito com base no total de usuários da internet, cerca de 54% da população, o equivalente a 108 milhões de pessoas. Do montante de usuários, 70% se informam via redes sociais, aproximadamente 47% das notícias são compartilhadas via redes sociais e 44% delas são comentadas nesses ambientes.
Na conclusão do relatório, o brasileiro é o que mais consome notícia online, cerca de 72% dos usuários da internet. A principal fonte de notícia no Brasil já é a internet, usada por 44% dos usuários, seguida por televisão com 43%, as redes sociais são usadas como fonte única por 10% dos usuários, o impresso representa 4%.
Somente Imagem

#Crise: 15% das empresas do comércio decidem diminuir seus investimentos

crise-mundialO número de empresas do comércio que pretendem reduzir investimentos nos próximos 12 meses aumentou no segundo trimestre de 2015, atingindo porcentual de 15%. No quarto trimestre de 2014, essa fatia era de 10%. Já a quantidade de empresas do comércio que pretendem aumentar investimentos nos próximos 12 meses diminuiu de 44% no último trimestre do ano passado para 27% neste segundo trimestre.
Em relação aos últimos 12 meses até o segundo trimestre, 11% das empresas ligadas à atividade reduziram aportes na comparação os 12 meses anteriores. Outras 29% ampliaram o volume de recursos aplicado para esse fim. Os números mostram deterioração em relação ao fim do ano passado, quando 42% declararam ter aumentado investimentos e 9% diminuíram.

Lobista pagou parte de imóvel de José Dirceu

jose_dirceuA Jamp Engenheiros Associados, empresa do lobista Milton Pascowitch, preso em maio durante a 13ª fase da Operação Lava-Jato, pagou parte de um imóvel pertencente ao ex-ministro José Dirceu. Na tarde de ontem, a assessoria do petista informou que, em 2012, a empresa repassou R$ 400 mil aos antigos proprietários da casa que Dirceu utilizava como escritório de consultoria, na Avenida República do Líbano, em São Paulo. O valor repassado pela Jamp é parte de um contrato entre a empresa e a firma de consultoria do ex-ministro, a JD.
Operador da empreiteira Engevix e de outros grupos, Milton Pascowitch pagou, de acordo com dados da Receita Federal, R$ 1,4 milhão a Dirceu. A suspeita dos investigadores é de que as consultorias foram usadas, ao menos em parte, para mascarar pagamentos de propinas de contratos superfaturados com a Petrobras. De acordo com o vice-presidente da empreiteira, Gérson Almada, Pascowitch era o elo da Engevix com o PT.

#Crise: 100 mil empregos foram cortados em maio no Brasil

carteira de trabalhoO Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) referente ao mês de maio deverá apresentar um corte de empregos na casa de 100 mil vagas. Os números deverão ser anunciados nesta quinta (18), em Cuiabá. Segundo fontes do governo, o resultado “nunca foi tão ruim”.
O ministério do Trabalho continuará evitando projeções para o resultado do ano, para não levar a uma decepção como ocorreu no último ano, com um erro das projeções anunciadas ao longo do ano. O ministro da pasta, Manoel Dias, afirmou na segunda-feira que o número preocupa. “Preocupar, sempre preocupa [a redução de vagas], mas são dificuldades que temos de superar”, disse.