19 de junho de 2015

Frigorífico em Sinop paralisa atividades e dispensa 550 trabalhadores

O Frialto em Sinop - um dos maiores frigoríficos de Mato Grosso - decidiu paralisar o abate de bovinos. A decisão foi tomada esta semana. A indústria acabou concedendo férias coletivas para uma parte dos funcionários dos setores de matança, desossa, dentre outros.

A medida atinge cerca de 550 trabalhadores. O diretor da empresa, Pedro Bellincanta, afirmou que falta matéria prima. Atualmente, o frigorífico trabalha bem abaixo do ideal operando com apenas 40% de sua capacidade. Para manter as atividades, ele afirmou que seria necessário o abate de 650 animais por dia. Mensalmente, cerca de 15 mil animais.

No entanto, estavam sendo abatidos menos de oito mil por mês. Segundo Bellincanta, inicialmente foram concedidas férias coletivas de 15 dias para os funcionários. O próximo passo é negociar com o sindicato e Ministério Público do Trabalho (MPT) as dispensas. A ideia é paralisar as atividades o quanto antes para minimizar os prejuízos.

Ele afirmou que hoje há um prejuízo considerável, mas não revelou valores. “Está decidido que a indústria vai para nos próximos dias. A gente não tem expectativa de melhora em curto prazo”. No Indea, o frigorífico não solicitou, essa semana, Guias de Transporte Animal (GTA), outro indicador que as atividades foram paralisadas.

As guias são necessárias para transportar os animais. Há alguns anos, o Frialto atravessou crise financeira, fez recuperação judicial, retomou as atividades de abate e venda de carne e também quitou dívidas com vendedores de gado e demais fornecedores. Fundado em 1996, o Frialto estava com capacidade para abater 500 animais dia e estava exportando para diversos países.

A planta em Sinop está habilitada para exportar para "África do Sul, Albânia, Argélia, Chile, Cingapura, Croácia, Rep. da, Egito, Emirados Árabes, Hong Kong, Irã – Rep. Isl. do, Maurício, Noruega, Peru, Rússia, Suíça, Venezuela, Lista Geral, União Europeia, Bulgária, Macedônia, Nova Caledônia, Vietnã, Paraguai, Cuba". Só Notícias

Proporção de cheques sem fundo é a maior em 6 anos para meses de maio

180px-Cheque_voador_02A proporção de cheques devolvidos pela segunda vez por falta de fundos em relação ao total movimentado avançou para 2,24% em maio, após atingir 2,21% em abril. O porcentual é o mais alto para o mês desde 2009, quando as devoluções representaram 2,46% do total. Em maio de 2014, a taxa estava em 2,12%, segundo dados divulgados pela Boa Vista, que administra o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC).

Revista denuncia o pagamento de propina de R$ 30 milhões para Renan Calheiros

abrwe.jpg
A revista Isto É revelou Um golpe perpetrado recentemente contra os fundos de pensão Postalis e Petros começa a ser desvendado pela Polícia Federal. Inquérito sigiloso obtido com exclusividade por ISTOÉ traz os detalhes de um esquema que desviou R$ 100 milhões dos cofres da previdência dos funcionários dos Correios e da Petrobras.
Parte do dinheiro, segundo a PF, pode ter irrigado as contas bancárias do presidente do Congresso, Renan Calheiros (PMDB-AL), do senador Lindbergh Farias (PT-RJ) e do deputado federal e ex-ministro de Dilma, Luiz Sérgio (PT-RJ), atualmente relator da CPI do Petrolão.
Prestes a ser enviado ao Supremo Tribunal Federal, devido à citação de autoridades com foro especial, o inquérito traz depoimento de um funcionário do grupo Galileo Educacional, empresa criada pelo grupo criminoso para escoar os recursos dos fundos. Segundo o delator identificado como Reinaldo Souza da Silva, o senador Renan Calheiros teria embolsado R$ 30 milhões da quantia paga, Lindbergh R$ 10 milhões e o deputado Luiz Sérgio, o mesmo valor.

Conselho de publicidade manda Itaipava suspende propaganda com gostosa

itaipava
O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) recomendou que a Itaipava retire dois cartazes publicitários de circulação por considerar que houve apelo excessivo à sensualidade. A decisão foi tomada na quinta-feira (11).
Em uma das propagandas, uma modelo segura uma cerveja logo abaixo do número “300 ml”. Na outra mão, ela mostra outra cerveja, perto da mensagem “350 ml”. Em baixo dos seios da modelo aparece escrito “600 ml”. A propaganda continua com a mensagem: “Faça sua escolha”.
No outro cartaz, analisado pelo Conar, a modelo exibe a garrafa ao lado da mensagem: “20% casa. 30% comida. 50% roupa lavada”.
Segundo a assessoria de imprensa do Conar, em mais de 8.000 processos julgados pelo conselho nunca aconteceu de uma recomendação ser descumprida.
A assessoria de imprensa do Grupo Petrópolis, dono da Itaipava, afirmou que ainda não foi informado da decisão do Conar e, por isso, não comentaria o caso. O grupo ainda pode apresentar recurso.
UOL

Decisão contra Riva cita obstinação por crime, audácia e periculosidade

Ministra do STJ mantém ex-deputado José Riva
preso devido à periculosidade do acusado
A ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Maria Thereza de Assis Moura, relatora do habeas corpus do ex-deputado José Riva (PSD), embasou seu voto para negar o pedido de soltura levando em consideração a obstinação do réu em ato criminoso, além do risco à ordem pública, receio à segurança social e periculosidade do acusado.

O julgamento ocorreu em 9 de junho, mas o acórdão da decisão da Sexta Turma do STJ foi publicado somente hoje (19). O voto da ministra foi acompanhado pelos ministros Rogerio Schietti Cruz e Ericson Maranho. Já os ministros Sebastião Reis Júnior e Nefi Cordeiro acataram argumentos da defesa e votaram pela soltura do ex-deputado.

O pedido de prisão foi fundamentado na gravidade da conduta de Riva como deputado, significativo prejuízo ao erário, logística da organização criminosa, renitência criminosa, periculosidade do acusado, documentos da época dele na AL não terem sido disponibilizados, além da garantia da ordem pública e a conveniência da instrução criminal.

A ministra destaca ainda que com efeito à gravidade concreta explicitada no modo de operar o esquema foi feito pedido de prisão. Ela aponta ainda que conforme analise dos autos “reflete uma ação criminosa organizada, audaz e intrépida, com uma perniciosa influência no âmago da Assembleia visto a vultosa quantia de dinheiro obtida do erário”.

Riva está preso desde 21 de fevereiro acusado de desviar R$ 62 milhões da Assembleia em fraude de licitação de gráfica. A prisão foi efetuada pelo Gaeco durante deflagração da Operação Imperador.

Maria Thereza lembra ainda que a “renitência criminosa” de Riva, que responde a mais de 120 processos, foi o fator para decretação da prisão dele durante a Operação Ararath pelo Supremo Tribunal Federal, em maio do ano passado, que somente fora revogada porque ocupava cargo público.


Os ministros Sebastião Reis e Nefi Cordeiro apontaram questão temporal do processo, que é referente ao período de 2005 a 2009, não havendo fatos que comprovem atos ilícitos após estes anos, mesmo com o réu solto e em atuação como deputado. Sobre a dificuldade em conseguir documentos, precisa ser desconsiderada  uma vez que ele não ocupa mais cargo público.

FISCALIZAÇÃO: Zeca Viana solicita lista de concessionárias de pedágios no Estado

O deputado estadual Zeca Viana (PDT), alega que os
investimentos e aplicação de dinheiro público
 tem que ser mais fiscalizados
O deputado Zeca Viana (PDT) requereu do governador Pedro Taques (PDT) e do secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo Duarte Monteiro, informações de todas as empresas concessionárias vencedoras de licitações do serviço de Parceria Público-Privada (PPP) e que cobram pedágio nas rodovias estaduais.

Ele apresentou requerimento na quarta-feira à noite (17) para que o governo estadual apresente ainda extratos dos contratos firmados entre as empresas e o governo, com detalhamento de valores, termos aditivos dos contratos e o período de exploração.

O parlamentar justifica seu requerimento de informações com base na sua responsabilidade parlamentar de fiscalizar a correta aplicação dos recursos públicos do Estado de Mato Grosso em obras e serviços.

No caso específico do assunto ele lembra que a Lei Federal nº 11.079/2004 respalda tal pedido. A legislação institui normas gerais para licitação e contratação de PPPs no setor público.

Uma das principais e importantes rodovias de ligação do Estado é a MT-130, cuja concessionária é a empresa Morro da Mesa no trecho entre Primavera do Leste e Rondonópolis, rota da qual Zeca Viana já solicitou informações específicas. A rodovia se estende até Paranatinga.

Mato Grosso tem cerca de 30 mil Km de rodovias, com 6,2 mil Km pavimentados, com aproximadamente 1.900 Km asfaltados nos últimos quatro anos, segundo dados da Secretaria de Infraestrutura e Logística.

Devido à produção agropecuária, em especial de soja, algodão, milho, boi, suínos e arroz, Mato Grosso depende essencialmente das rodovias para o transporte de produtos. Recentemente, organizações da indústria e do agronegócio passaram a defender com mais rigor alternativas de modais como ferrovias, hidrovias e melhorias de rodovias.

Logística de Mato Grosso

As concessões rodoviárias no Brasil tiveram início na década de 90, resultado das macropolíticas internacionais de redução da presença do Estado em atividades econômicas. Mas, em Mato Grosso, os investimentos conjuntos do setor público e iniciativa privada ganharam força há cerca de 10 anos.

De acordo com dados da Infraestrutura e Logística, há cerca de 130 Km de rodovias implantadas e até meados do ano passado cerca de 750 Km de rodovias estaduais estavam com análises de editais de licitação.


No primeiro semestre do ano passado, o deputado Zeca Viana (PDT-MT) requereu do então governo Silval Barbosa (PMDB) informações sobre o Programa de Exploração Rodoviária (PER), que previa, entre outros, concessões para as MT-100 na região do Araguaia e MT-320 e MT-140, na região de Alta Floresta e Sinop, no norte de Mato Grosso.

Servidor público de Nova Olímpia morre e bebê fica ferido após carro perder o freio em MT - fotos


Um servidor público de 43 anos morreu e um bebê de 11 meses ficou gravemente ferido em um acidente na MT-358, entre Barra do Bugres e Jangada, 169 e 82 km de Cuiabá, respectivamente. 

Jair Alves Torres atuava no Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea) e conduzia um carro de passeio. Conforme a Polícia Militar, o veículo perdeu o freio e bateu em outro veículo que seguia no sentido contrário.

O Indea informou, por meio de nota, que o funcionário era técnico em agropecuária e trabalhava como agente fiscal na cidade de Nova Olímpia, a 207 km de Cuiabá. Segundo a assessoria do órgão, ele estava a trabalho e quando retornava a cidade se envolveu no acidente com um carro oficial do órgão.

Segundo a Polícia Militar de Barra do Bugres, o carro conduzido pela vítima perdeu o freio e invadiu um cruzamento de pista, batendo de frente em um Corsa com quatro ocupantes, entre eles um bebê de 11 meses que está internado na Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) de um hospital em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá.

Jair chegou a ser encaminhado ao hospital e morreu na unidade médica por causa de uma hemorragia interna. Os ocupantes do outro carro tiveram apenas lesões leves.


Fonte: Rádio Pioneira com G1/MT

Tiririca na TV: “A urna é a sua melhor panela”

Escolhido pela cúpula do PR para encerrar a propaganda nacional da sigla, nesta quinta-feira (18), o deputado federal Tiririca (SP) apareceu com um penico e uma colher de pau nas mãos. Numa referência aos últimos panelaços promovidos contra o governo da presidente Dilma Rousseff, Tiririca ressaltou que só na democracia se pode protestar e encerrou: “A urna é a arma do povo. É a sua melhor panela”.
A coluna Painel, da Folha, havia antecipado que Tiririca faria uma menção aos panelaços em seu pronunciamento. O deputado disse ainda que espera que o Brasil possa voltar a “sorrir com saúde e sem corrupção”. No fim da peça, ele batucou com a colher o penico e cantarolou “tempo bom, não volta mais”. O PR integra a base do governo Dilma e indicou o ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues.

Papa: países ricos devem pagar dívida ambiental do mundo

O Vaticano divulgou nesta quinta-feira (18) encíclica que exorta economias fortes a tomar medidas sobre mudanças climáticas. O documento faz um pedido moral para a redução do uso de combustíveis fósseis, ressaltando a preocupação com as populações mais pobres do planeta e culpando a indiferença das economias mais poderosas ao longo da História.
“A dívida externa de países pobres se tornou um meio de controle”, escreveu o líder da Igreja Católica no documento que vem sendo aguardado há semanas. “Em várias formas, países em desenvolvimento, onde as mais importantes reservas de recursos naturais são encontradas, continuam a abastecer o desenvolvimento de países mais ricos ao custo de seu próprio presente e futuro. Os países desenvolvidos devem ajudar a pagar essa dívida limitando substancialmente o consumo de energias não renováveis e assistindo países mais pobres a gerar políticas e programas de desenvolvimento sustentável”.

Sexta-feira será fria em grande parte das cidades de Mato Grosso

A sexta-feira será fria em grande parte das cidades de Mato Grosso devido à chegada de uma frente fria vinda do Sul do país. Na tarde de ontem, a queda da temperatura começou a ser sentida. A expectativa é de que os termômetros cuiabanos cheguem até os 14º hoje.

Conforme as informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Imet), a temperatura que começou a cair ontem deve se manter durante todo o dia de hoje, amanhã e domingo. A máxima em Cuiabá pode ser de 24º nesse período.

A previsão avisa que o tempo de manterá nublado todo o dia, com possibilidades de pancadas de chuva. Neste ano, a amplitude térmica chega mais cedo que nos anos anteriores.

O termômetro marcava cerca de 33º no começo da tarde de ontem, mas por volta das 16h, a marca de 23º já podia ser vista na tela. A frente fria passa também por Mato Grosso do Sul, onde a temperatura poderá chegar a 6º.

Vale ressaltar que o inverno só começa no próximo domingo (21). Em Chapada dos Guimarães (64 km de Cuiabá), cidade que atrai muitos turistas e visitantes durante os dias frios, a previsão é de 11º.

A notícia da queda da temperatura foi comemorada nas redes sociais. Cuiabanos já começaram a se preparar para a possibilidade do final de semana gelado.

“Estamos aguardando ansiosos”, comentou um dos internautas. Outro grupo já repensava na programação: “Massa ou risoto?”, comentou Simone Lara, que vai se reunir com amigos para aproveitar o clima ameno.


Por outro lado, há aqueles que estão desconfiados. “Será que esse frio chega? Ver cuiabanos batendo o queixo”, disse a internauta Eliany Ramos. “Que bom que será passageiro”, comemorou Jilimar Milhomem. (YR)